Wednesday, April 30, 2014

A EUROPA PRESTES A COMEÇAR UMA DESCOLONIZAÇÃO...

Ukip soars to top of polls despite Farage ducking byelection battle
Latest polling puts Nigel Farage's party on course to sweep European elections after leader rules out standing in Newark

theguardian.com, Wednesday 30 April 2014 14.59 BST

Nigel Farage says he thinks Ukip can cause a 'political earthquake' in May's European parliament elections. Photograph: Leon Neal/AFP/Getty Images
Nigel Farage has bounced back from his decision not to stand in the Newark byelection as a new opinion poll found that Ukip was on course to achieve an emphatic victory in the European parliamentary elections next month.

The Ukip leader, who began the day denying that he was too "frit" to stand in Newark, was shown to be the dominant force in British politics at the moment after a dramatic increase in support for his party.

The ComRes/ITV News poll put support for Ukip at 38% for the European elections – an increase of eight points since the beginning of the month. Labour is down three points on 27% while the Tories trail in third place on 18%, down four points. The Liberal Democrats remain unchanged on 8%.

Tom Mludzinski, the head of political polling at ComRes said: "Ukip look set to pull off something spectacular at next month's European elections."

POR CÁ A MALTA ANDA ATRASADA COMO SEMPRE.POR ORDEM DA CONSTITUIÇÃO...E DA MAÇONARIA QUE FAZ GIRAR TODOS OS INTERNACIONALISTAS QUER SEJAM PANELEIROS OU NÃO...

VAMOS TODOS COMER BANANAS...

Número de presos em Portugal é dos que mais sobem na Europa
JOANA GORJÃO HENRIQUES 29/04/2014 - 15:11
Mais presos, penas mais longas, menos investimento em cada preso: é o retrato do sistema prisional português traçado por relatório europeu.

PÁ AINDA HOJE APANHEI NO INTERVALO DA REEDUCAÇÃO UMA TURMA DE JOVENS DE UM DESSES MILAGROSOS CENTROS RECUPERADORES PARA A CIDADANIA DA BOA.E COMO DIZIA O OUTRO GAJO DA PUBLICIDADE A COR NÃO ENGANA...
DA PRÓXIMA LÁ ESTARÃO A AGRAVAR A ESTATÍSTICA.UMA OPORTUNIDADE DE UNS GAJOS ME TENTAREM FAZER DE "CULPADO"...
UMA COISA QUE NINGUÉM NOS DIZ É QUANTOS MAIS NACIONALIZARAM EM 2013...E COMO DEIXOU DE CAIR MANÁ...
PARA O INDIGENATO NÃO PERDER O NORTE REPAREM QUE AS BOAS ALMAS ENTREGARAM TUDO QUANTO ERA PRETO E NÃO ERA NOSSO.ACEITARAM E DEIXARAM EXPULSAR E SEM BENS OS SEUS COMPATRIOTAS E AGORA ANDAM A COLONIZAR-NOS FURIOSAMENTE E A OBRIGAR-NOS A PAGAR O RESPECTIVO TRIBUTO...

OS ACCIONISTAS DA PT VÃO CELEBRAR COM FOGUETES.PÁ NESTA NOVA FASE MODERNA DEMOCRATA SALVAR O PLANETA É QUE INTERESSA.UNS FRANCISCANOS QUE DEPOIS PASSAM A FACTURA PARA OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS E PENSIONISTAS...

Accionistas da PT votam contas e dividendos pela última vez

FAZENDO AS CONTAS E A NÃO SER QUE VENHA ALGUM MILAGRE A RAPAZIADA VAI PERDER E BEM...O QUE ALIÁS É O NORMAL...

Tuesday, April 29, 2014

COMO DESAGRAVO PODES PROPOR QUE SEJAM ENTERRADOS NO PANTEÃO...

31 da Armada
castas
por Alexandre Borges, em 29.04.14

Nelson Évora e um grupo de amigos, com mesa reservada, foram barrados à entrada da discoteca Urban Beach, em Lisboa. Segundo Nelson, o porteiro terá dito que havia demasiados negros no grupo; segundo um responsável do grupo K, proprietário do espaço, o motivo foi a indumentária.
Além de Nelson, campeão mundial e olímpico, contavam-se, entre os barrados, Francis Obikwelu, quatro vezes campeão europeu, ou Naide Gomes, duas vezes campeã do mundo.
É óbvio que nenhum deles cabia nos estreitos parâmetros do Urban Beach. Nelson, Francis ou Naide estão no Olimpo; o olhar dos funcionários da discoteca ao nível do esgoto.

MAS PRONTOS TENHO A CERTEZA QUE PELO MENOS O OBIKWELU TAL COMO O SÓCRATES DEITAVAM A MÃO A TUDO PARA GANHAR...

ORA ORA SÓ SE MUDARAM DE LOCAL.AGORA CULTIVAM HORTAS URBANAS COM SUBSÍDIOS DAS CÂMARAS...

55% das explorações agrícolas da região Centro desapareceram.

NÃO SEI COMO MEDEM A "POBREZA" COM DIREITO A SUBSÍDIO E A CASA SOCIAL.O QUE VEJO É A MALTA IR À HORTA COM BONS CARROS...
MAS QUEM QUER BOAS VOTAÇÕES JÁ SABE COMO É TEM QUE DISTRIBUIR POIS QUE OS QUE SÃO ARRASTADOS QUASE NÃO CONTAM, ELEITORALMENTE, PARA NADA...

AS AMPLAS LIBERDADES NOS PARAÍSOS SOCIALISTAS À CUBANA...

Médicos venezuelanos em greve pedem "liberdade plena" de cardiologista lusodescendente
Médicos, enfermeiros e analistas do Estado de Bolívar, iniciaram hoje uma greve de 24 horas para exigir a 'liberdade plena' de uma cardiologista lusodescendente, que está obrigada a apresentações periódicas enquanto aguarda julgamento por oferecer alimentos a manifestantes opositores.

E POR CÁ O QUE MAIS EXISTE SÃO "INTERNACIONALISTAS" NO GOVERNO E NAS OPOSIÇÕES A QUERER QUEBRAR A ESPINHA AO INDIGENATO QUE PASSOU DE "COLONIZADOR" E ONDE NÃO SE PODIA FAZER O HOMEM NOVO E MULATO, A COLONIZADO, SEM HIPÓTESE DE RECUSA DE NEM UM E A PAGAR CONSEQUENTEMENTE PESADOS TRIBUTOS PELO SALVAMENTO DO PLANETA NUMA DE TODOS IGUAIS,TODOS DIFERENTES E SEM RECIPROCIDADES EM LADO NENHUM.O QUANTO PIOR MELHOR E AS DOSES CERTAS DE PROPAGANDA DOS JORNALISTAS E COMENTADORES MAÇÓNICOS E INTERNACIONALISTAS AMIGOS DO SOCIALISMO INTERNACIONALISTA VÃO NIVELANDO A RAPAZIADA POR ÁFRICA, MAS SÓ CÁ DENTRO...

Monday, April 28, 2014

ENTRETANTO NO MAIS AFRICANO PAÍS DA EUROPA, ONDE O ESTADO SOCIAL É INTERNACIONALISTA A MALTA NÃO QUER NADA DISSO.SÓ MAIS E MAIS PARA QUE O HOMEM NOVO E MULATO DÊ SALTOS EM FRENTE...

Extrema-direita: Farage, Le Pen e Wilders em rota para vencer eleições europeias

Sondagens indicam que um novo grupo parlamentar, liderado pela Frente Nacional e pelo Partido da Liberdade holandês, pode surgir no Parlamento Europeu.

OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS E PENSIONISTAS AINDA RECEBEM, DONDE HÁ AINDA ONDE O IR BUSCAR...E SEM OPOSIÇÃO PORQUE TODO O MUNDO QUER PAZ NO PLANETA E COMBATE ÀS DIFERENÇAS E DESIGUALDADES MESMO DEPOIS DE TEREM ENTREGUE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO...

Ó AYMAN AL ZAWAHIRI VAI DANDO NOTÍCIAS PORQUE EXISTE SEMPRE UM DRONE À TUA ESPERA PÁ...

Líder da Al-Qaeda pede rapto de ocidentais

Assim, considerou, os membros da rede terrorista podem ser trocados pelos reféns e ser libertados
O líder da Al-Qaeda, o egípcio Ayman al Zawahiri, pediu o rapto de cidadãos ocidentais, principalmente norte-americanos, para serem trocados pela libertação de presos da organização.

Saturday, April 26, 2014

COMO BANCO MODERNO QUE É BEM PODIA COMEÇAR JÁ A TRABALHAR COM O KWANZA E O YUAN...

Banco de fomento vai pedir licença bancaria ate final do mês

23 de Abril, 2014

O banco de fomento, que deverá ficar a gerir cerca de 1.500 milhões de euros em fundos comunitários para apoiar as PME, vai apresentar ate final deste mês o pedido de licença bancaria ao Banco de Portugal.
Segundo disse hoje numa conversa com jornalistas o ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, Poiares Maduros, o objectivo é que a entidade "possa estar operacional ao mesmo tempo que o Portugal 2020, no segundo semestre".

Já o secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, Castro Almeida, afirmou que a instituição financeira deverá ter em gestão fundos de cerca de 1.500 milhões de euros, que sairão do próximo quadro comunitário de apoio, Portugal 2020, além de outros financiamentos que consiga, como os 800 milhões de euros que deverão vir de uma linha de financiamento do banco de fomento alemão Kfw.

Quanto ao capital social com que o banco será constituído, esse ficará "entre 100 e 200 milhões de euros", dinheiro que "hoje está na posse de organismos que geriam reembolsos de quadros comunitários", como IAPMEI, Turismo de Portugal e AICEP, acrescentou Castro Almeida.

Alem disso, o banco de fomento vai beneficiar dos reembolsos dos quadros comunitários.

Lusa/SOL

NÃO ME DIGAM QUE O PS DEPOIS DE ELEITO NÃO VAI TER CONDIÇÕES DE REPOR OS CORTES DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS E DOS PENSIONISTAS...

Ferreira do Amaral: "A União Europeia desaparece se não for reformada"

Em entrevista ao Expresso, o economista João Ferreira do Amaral fala do seu novo livro "Em Defesa da Independência Nacional", onde considera que uma nova crise financeira é inevitável.

MAS PRONTOS NO DESERTO ALGUÉM SE SAFA SEMPRE.OS CÁ DE BAIXO NO BAIRRO SOCIAL MULTICULTURAL NÃO VÁ O HOMEM NOVO E MULATO DEPOIS DA ENTREGA DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO ESMORECER...COISA QUE OS BONS CORAÇÕES QUE NOS GOVERNAM E PRINCIPALMENTE "INTERPRETAM" DEPOIS DE ATURADOS ESTUDOS DA MAÇONARIA E DOS INVESTIGADORES DAS MIGRAÇÕES NÃO DEIXARÃO ACONTECER!E A ÁFRICA QUE SE CUIDE QUE AINDA VAI VOLTAR A SER NOSSA!!!VIA PASSAPORTE CLARO...
OS DANOS COLATERAIS CONTINUARÃO A SER ACOMODADOS PELOS QUE O TÊM.E COMO SE SABE SÃO POR ENQUANTO OS QUE GANHAM A PARTIR DE 1000 EUROS POR MÊS.MAS CLARO QUE PODEM AINDA BAIXAR MAIS CÁ PARA BAIXO...A DEMOCRACIA E A SALVAÇÃO DO PLANETA SÃO TUDO!!!



COM A CANÇÃO " A GAIVOTA VOAVA, VOAVA" BAIRROS SOCIAIS MULTICULTURAIS INTEIROS DEDICAM-SE A ALIMENTAR GAIVOTAS.E A FAZER AS LIGAÇÕES DIRECTAS À ELECTRICIDADE E À ÁGUA CLARO...


Em defesa dos aviões, Átila faz frente aos estorninhos no aeroporto de Lisboa
ANDRÉ VASCONCELOS E SÁ
Patos, gaivotas, pombos ou estorninhos – no confronto entre estes pequenos seres e os aviões, são as enormes máquinas que perdem.

MAS SÃO UMA RIQUEZA COM DIREITO ADQUIRIDOS NOTÁVEIS.COMO O DE PODEREM RECORRER À JUSTIÇA POR NOSSA CONTA 300 , 400 VEZES PARA FAZER VALER OS SEUS DIREITOS.QUEM PAGA É QUE NÃO TEM NENHUNS...

O QUE O PERFUME DOS CRAVOS VERMELHOS ESCONDE...

“Em poucas décadas estaremos reduzidos à indigência, ou seja, à caridade de outras nações, pelo que é ridículo continuar a falar de independência nacional. Para uma nação que estava a caminho de se transformar numa Suiça, o golpe de Estado foi o princípio do fim. Resta o Sol, o Turismo e o servilismo de bandeja, a pobreza crónica e a emigração em massa.” “Veremos alçados ao Poder analfabetos, meninos mimados, escroques de toda a espécie que conhecemos de longa data. A maioria não servia para criados de quarto e chegam a presidentes de câmara, deputados, administradores, ministros e até presidentes de República.”

Marcello Caetano, sobre o 25 de Abril

A RAPAZIADA DEMOCRATA DO TUDO E DO SEU CONTRÁRIO ANDA AGORA FURIOSAMENTE NAS COSTAS DO PESSOAL TRABALHADOR A NIVELÁ-LO POR ÁFRICA. E COM MISTURA ASSEGURADA EM BAIRRO SOCIAL MULTICULTURAL...O NIRVANA NESTE CANTINHO GOVERNADO POR PANELEIROS E POETAS INTERNACIONALISTAS...

O SEXO COMO FACTOR DE COLONIZAÇÃO DA EUROPA

FGM mother: deportation reprieve
Afusat Saliu
MP's last-minute intervention pauses deportation to Nigeria where Afusat Saliu says daughters would face mutilation

SALVAM-SE VAGINAS E CUS...E SEREMOS ETERNAMENTE CULPADOS SE NÃO LHES PAGARMOS O BEM BOM.BRANCOS EM ÁFRICA É QUE NÃO PODE SER...MAS PRETOS ENTRONCADOS A MONTAREM OS NOSSOS PANELEIROS É QUE É MODERNO...E AVANÇADO!

SEM O BUSH NO COMANDO ISTO É UMA NÃO NOTÍCIA...

Baghdad bomb attack kills dozens
A car bomb goes off during the series of deadly explosions at a Shia political rally in Baghdad.
Sunni militants take credit for three explosions at stadium where Shia rally was being held before elections

MAS É TUDO OBRA DE ISLÂMICOS MODERADOS.QUE NO NOSSO CASO SÃO O DOIS EM UM:ISLÂMICOS E PRETOS...

JÁ O LUSO-PORTUGUÊS COMO ERA ORIUNDO DO SOBADO DE LISBOA...QUE SE AMANHASSE COM OS MANOS...

Libération des otages en Syrie : un journal allemand parle de rançon

L'hebdomadaire Focus, citant des sources proches de l'Otan à Bruxelles, assure que la France a versé 18 millions de dollars pour libérer les quatre journalistes français.

NA EUROPA COM A ÁFRICA ATRÁS...

OI NÃO ESQUECER O SALVAMENTO DO CROCODILO DO DESERTO NA VALA ENTRE AS DUAS REDES.PELOS VISTOS VÃO TER MUITA COMIDINHA...

El Gobierno destina 2,1 millones a reforzar las vallas de Ceuta y Melilla
EL PAÍS Madrid 872
El Consejo de Ministros aprueba las obras, aconsejadas por las fuerzas de seguridad, por el procedimiento de urgencia

O CROCODILO DO SARA ESTÁ AMEAÇADO.SALVEMOS O CROCODILO...

PRECISAM-SE RAPARIGAS BONITAS PARA SEXO SALVADOR DA FLORESTA DA LAURISILVA...



CONTACTO ATRAVÉS DOS COMENTÁRIOS

CARLOS ANTUNES TRAIDOR UMA VEZ TRAIDOR SEMPRE.UM GAJO MERECEDOR DE SER ABORTADO...À NASCENÇA CLARO...




Se voltasse atrás no tempo, que coisas faria hoje diferente?
Depois do 25 de Abril, nunca acreditei que a nossa diferença com o reformismo fosse tão profunda. Eu sabia o que é que a casa gastava, mas admiti várias vezes fazer alianças com o PCP. Mas nunca pensei que eles colaborassem no 25 de Novembro, no triunfo da contra-revolução. É um facto que a base do PC não colaborou, mas a direcção sim. A correlação de forças era tão tão tão favorável à esquerda, que foi quase uma vergonha como o 25 de Novembro se pôde implantar com meia dúzia de mercenários. Foi necessário dividir o espaço dos trabalhadores e surpreender para que isso fosse possível.

Nós, com a direcção político-militar que tínhamos, oficiais destacados nesse processo, e simultaneamente com o SUV (Soldados Unidos Vencerão), que eram uma força muito considerável dentro dos quarteis, não era preciso dar um tiro. Apenas estar calmo e dizer 'deixa-os vir, que a gente resolve o problema'. Foi necessário a implicação do Otelo nisso. O Otelo que fala muito contra o PC, mas na verdade fez um acordo com o Cunhal na véspera do 25 de Novembro. Foram precisos comportamentos desse género para que aquilo triunfasse. Milhões de pessoas estavam disponíveis para mudar o país. E até que chegamos a isto. 'A Europa é nossa' e como vê 'o nosso' ficou nisto.

~~~~~~~~~~~~~~

CARLOS ANTUNES foi, conjuntamente com Isabel do Carmo, um dos mentores da Brigadas Revolucionárias, o grupo que entre 1971 e 1974 levou a cabo ações de luta armada contra o regime do Estado Novo, com especial enfase na contestação à guerra colonial.

Nasceu em 1940 na aldeia de São Pedro, na Serra da Cabreira, no distrito de Braga. No filme refere que apesar do meio católico e conservador de onde é oriundo, as posições anti-clericais e anti-fascistas do seu pai o marcaram ideologicamente.

Também marcante foi ter ido viver sozinho para Braga, com apenas 10 anos, a fim de prosseguir os estudos. Aos 15 anos iniciou o seu percurso político com a adesão ao Partido Comunista Português no Porto. Três anos mais tarde ficaria responsável pela organização do partido na região do Minho. Logo no ano seguinte, em Lisboa, passaria à clandestinidade tornando-se funcionário do Secretariado do Comité Central do Partido.

Em 1963 muda-se para a Roménia onde será membro da direcção da Rádio Portugal Livre até 1966, ano em passará a viver em Paris onde ficará responsável pela organização do PCP no estrangeiro.

O afastamento para com Álvaro Cunhal e com o partido ocorre no final dessa década, já após Marcelo Caetano ter substituído Salazar. No início da década de 1970 regressa clandestino a Portugal para coordenar a ação das Brigadas Revolucionárias. Paralelamente ao grupo armado, participou em 1973 na criação do Partido Revolucionário do Proletariado (PRP), que seria legalizado após o 25 de Abril.

A sua intensa participação política manter-se-ia ao longo dessa década. Começou por apoiar Otelo Saraiva de Carvalho, de quem iria depois se distanciar.

Entre 1978 e 1982 esteve preso preventivamente conjuntamente com Isabel do Carmo e outros militantes do PRP, sob a acusação de autoria de várias ações armadas, entre as quais assaltos a bancos, e ações revolucionárias. Ao longo do período de detenção chegou a recorrer à greve de fome para chamar as atenções para os seus casos. Acabariam por ser julgados e absolvidos.



Ler mais: http://expresso.sapo.pt/as-bombas-nao-fazem-milagres=f866813#ixzz2zzL4W3ZE


CUIDA-TE QUE SE HOUVER PROBLEMAS NO HORIZONTE EXISTEM PARA AÍ MONTES DE MERCENÁRIOS...JÁ ADEPTOS DO ABORTO!E DA EUTANÁSIA!

ORA ORA O INTERNACIONALISTA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SE CALHAR NÃO TEM NÚMEROS DAS DEZENAS DE MILHAR QUE CÁ CAEM DE PÁRA-QUEDAS PARA "ESTUDAR" E QUE AO FIM DE 6 ANOS SÃO "PORTUGUESES".E COMO SÃO PRETINHOS COITADOS SÃO LOGO POBRES.EMBORA ALGUNS VIAJEM NAS FÉRIAS EM EXECUTIVA...

Portugal remeteu para Angola processo-crime sobre tráfico de crianças


25 de Abril, 2014

O Procurador-Geral da República de Angola, João Maria de Sousa, disse hoje que as autoridades portuguesas remeteram para o Governo angolano o processo-crime do suposto tráfico de crianças angolanas interpeladas recentemente em Portugal.
A informação avançada por João Maria de Sousa é reproduzida na edição de hoje do Jornal de Angola, salientando, sem avançar números, que as crianças se encontravam em companhia de adultos que se faziam passar por pais legítimos, entretanto impedidas de entrar em Portugal e repatriadas para Angola.

Segundo João Maria de Sousa, neste momento a Procuradoria-Geral da República angolana, em colaboração com o Serviço de Migração e Estrangeiros e Investigação Criminal estão a dar tratamento judicial ao caso.

Aquela autoridade angolana apelou ao Serviço de Migração e Estrangeiros e a outros órgãos de segurança interna o reforço dos sistemas de controlo de entrada e saída de pessoas, com vista a prevenir o tráfico de órgãos e de seres humanos, bem como de outros crimes transnacionais organizados.

Aeroportos e postos fronteiriços são, segundo João Maria de Sousa, a principal via para estes crimes, merecendo pelo facto maior atenção dos serviços competentes.

O assunto foi já objecto de notícia da revista Sábado, na sua edição de 10 de Abril, denunciando que Lisboa está na rota de uma rede de tráfico de crianças provenientes de Angola e da República do Congo.

A Sábado adiantava ainda que, há vários meses inspectores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras no aeroporto de Lisboa estão a investigar casos de crianças angolanas que chegam a Portugal, sozinhas ou acompanhadas por familiares ou supostos pais.

De acordo com a revista, até àquela altura tinham sido detidas duas pessoas por suspeita de tráfico de seres humanos, acolhidos três menores em Portugal e proibida a entrada em território português de diversas crianças e respectivos acompanhantes.

A título de exemplo, a revista citou o caso de um angolano, de 47 anos, detido pela segunda vez e que confessou cobrar milhares de euros pelos transportes de crianças, que tinham como objectivo final viajar para França, onde deviam estudar.

Nas suas investigações, as autoridades portuguesas suspeitam que a rede de tráfico se estenda até à República do Congo, de onde as crianças são traficadas para a Europa, nomeadamente para países como a Bélgica, Luxemburgo ou Alemanha.

Lusa/SOL

ESTE É O PORTUGAL QUE OS AFRICANOS GOSTAM.QUANTO MAIS LHES BATEM MAIS ELES GOSTAM DELES...

Ó ROSA E DOS QUE AINDA ESTÃO EM ÁFRICA E SERÃO "PORTUGUESES"...


O 25 de Abril é de todos os portugueses

Por Luís Rosa
publicado em 26 Abr 2014 - 05:00

TAL COMO PREVÊ A CONSTITUIÇÃO CERTO?

QUEM É QUE INVENTOU E ORGANIZOU A FEITURA DO HOMEM NOVO E MULATO DEPOIS DAS ENTREGAS DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO?

João Salgueiro. "O MFA acreditava que o modelo soviético ia ganhar as eleições de 1975"

Os 12% que o Partido Comunista obteve nas primeiras eleições afastaram o modelo terceiro mundista dos militares
João Salgueiro foi secretário de Estado de Marcello Caetano até pouco antes da Revolução. Acredita que a rendição do antigo chefe de Estado foi negociada e defende que está na altura de os portugueses se manifestarem pelo investimento produtivo e pelo fim da burocracia.

Como é que reagiram os partidos mais pluralistas?

Nunca tiveram qualquer influência. Até às primeiras eleições viveu-se um voluntarismo político em que o PC e uma grande parte do MFA tomaram conta da situação. O MFA tinha uma visão terceiro mundista, orientação que assumiu quando disse que Portugal não era um país verdadeiramente europeu e que a inspiração tinha de vir também da América Latina e dos movimentos de libertação africanos. Pensavam que o Estado tinha de ter um papel mais relevante. Quando houve o avanço das nacionalizações não parecia muito absurdo a uma série de pessoas que não tinham a noção de como funcionam os sistemas económicos em democracias abertas. Mas as contradições eram evidentes. De facto, estivemos durante quase dois anos a tentar organizar a economia portuguesa com base em dois modelos opostos: um, o do planeamento soviético, e outro, o da Europa ocidental, onde havia economia de mercado e diferentes sistemas de solidariedade social.

OS DIFERENTES AVANÇADOS A QUERER MUITA COMPANHIA PARA ASSIM PASSAREM MAIS DESAPERCEBIDOS...E SE SENTIREM MAIS EM "CASA"...

PARA QUANDO UMA AUSCULTAÇÃO EM ÁFRICA?HOJE EM DIA A AFRICANIDADE É ESSENCIAL PARA A FEITURA DO HOMEM NOVO E MULATO...

Portugal eleito como melhor país para visitar
Portugal foi eleito, pelo segundo ano consecutivo, como o melhor país do mundo para visitar, pela revista "Condé Nast Traveller", uma das mais conceituadas publicações turísticas do mundo.

E A CONSTITUIÇÃO MANDA LOGO PAGAR TUDO.NADA DOS MÍSEROS 25 EUROS DADOS AOS RETORNADOS.PAGA-SE TUDO E DURANTE O TEMPO QUE FOR PRECISO...

Ó FRANCISCA PORRA ASSIM NÃO DÁ PÁ...

Piratas roubam palavras-passe e telefones de procuradores
NELSON MORAIS
O movimento Anonymous Portugal assinalou o 40.º aniversário do 25 de Abril com um ataque informático, pelo menos, à Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa e ao Sistema de Informação do Ministério Público. Ambos os sites ficaram inativos e, pior do que isso, foram divulgados milhares de dados pessoais de magistrados e funcionários do MP.

A MAIORIA SOCIOLÓGICA DE ESQUERDA A CONSTRUIR O SOBADO DE LISBOA COM MUITA DISCRIMINAÇÃO POSITIVA DEPOIS DE TEREM ENTREGUE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO...




A "APSIC"DOS TEMPOS DA OUTRA SENHORA MANTÉM-SE MAS AGORA SÓ CÁ DENTRO.SÃO UNS SANTOS E MILAGREIROS OS DEMOCRATAS INTERNACIONALISTAS QUE NOS DIZIAM QUE A RAPAZIADA AFRICANA NOS VINHA PAGAR A PENSÃO E AGORA SÃO OS PENSIONISTAS A PAGAREM-LHES...E OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS ONDE OS PROFESSORES SÃO TESTEMUNHAS DE AS ESCOLAS NÃO SEREM SERVIÇO DE ESTRANGEIROS PORQUE VAI SER TUDO NOSSO.PELO MENOS ATÉ TEREM OS "PAPÉIS" E MARCHAREM PARA OUTROS POISOS MAIS COMPENSATÓRIOS...NA INDÚSTRIA MAIS VIÇOSA QUE CONSEGUIRAM DEPOIS DO 25: A DO PASSAPORTE PARA TODOS MAS CLARO POR NOSSA CONTA...
O CHIQUE AGORA É VER O PRETO SER CAPATAZ...E SINDICALISTA!
OS BRANCOS DA LINHA DE SINTRA AINDA UM DIA VÃO SOFRER UMA DESCOLONIZAÇÃO...

E VÃO DOIS.NO BRASIL ROMA NÃO PAGA A TRAIDORES...

Coronel brasileiro morto depois de revelar assassinatos políticos durante a Ditadura Militar

Um mês depois de ter confessado que torturou e matou presos políticos, Paulo Malhães apareceu morto em casa.

É QUE A RAPAZIADA ESQUERDISTA ANDA A BATER COMO A ÁGUA MOLE PARA VER SE CONSEGUE FURAR NO ÚNICO PAÍS RESISTENTE...CONSEGUIRÁ?

OS DO NÃO APAGUEM AS MEMÓRIAS SÃO UNS DESMEMORIADOS PARA A FORMA COMO ENTREGARAM TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO.E COMO AINDA HONRAM OS EX-GUERRILHEIROS E OS RENACIONALIZAM...E POR NOSSA CONTA CLARO...

Leston envolveu-se politicamente com o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) e é eleito por uma assembleia geral de militantes, ficando responsável pelo departamento de informação da comissão política do partido no Lubango. "O MPLA teve uma adesão muito forte de brancos, gente esclarecida, que tinha lido sobre as várias descolonizações, mas tinha alguma esperança que Angola fosse diferente." Desiludido com o MPLA, chegou à conclusão que "a festa não era para todos". Nunca imaginara que tivesse de acarretar com "a culpa de ser branco" e, na "hora certa" de um dia de 1977, volta a Portugal. "O objectivo de todos os movimentos de libertação, incluindo o MPLA, o que me custa muito, era a expulsão dos brancos de Angola", lamentou.

~~~~~~~~~~~~~~

Margarida Pinto: "Foi a vida de trabalho do meu pai e do meu avô que ficou perdida" As raízes africanas de Margarida Pinto, nascida em Lisboa, remontam ao trisavô materno, que saiu de Chaves e foi para o Sul de Angola, onde o apelido de família deu nome a uma vila. Quando o pai de Margarida geria as três roças, duas de café e uma de gado, que a família tinha na zona de Quicolongo e Camabatela, no norte de Angola, estas já contavam com mais de mil trabalhadores, hospital próprio e escola para os filhos dos funcionários, grande parte negros. "Todos nos sentíamos muito angolanos", recorda Margarida. Os pais casaram-se em Lisboa, em 1951, mas foram logo para Angola, onde ficaram até 1970. Depois vieram uns anos para Portugal, mas, quando a mãe morreu, o pai decidiu voltar a Angola. Margarida ficou a terminar os estudos e juntou-se a ele pouco depois do 25 de Abril. Em junho de 1975, a guerra entre os três movimentos independentistas estava instalada e Luanda vivia em "estado de guerra", entre patrulhas e metralhadoras. Quando o pai se sentiu "em risco de vida", depois de ser assaltado dentro do carro, decidiu mandar a filha para Portugal, no dia seguinte. Devido ao recolher obrigatório, não a podia acompanhar até ao aeroporto e Margarida parte sozinha, em direcção a uma ponte aérea. Tinha 15 anos. A viagem estava marcada para as nove da noite de um dia de Junho de 1975. No aeroporto, tropas dos três movimentos exibiam metralhadoras e o ambiente era de "caos". Às dez da noite, informaram os passageiros que, por causa de "um problema técnico", o avião "só descolaria, na melhor das hipóteses, às seis da manhã do dia seguinte" e que "iam fechar todas as salas do aeroporto". O único "salvo-conduto" que Margarida tinha era o próprio bilhete de avião, de modo que a solução foi meter-se num táxi de volta para casa. A meio da Avenida da Restauração, uma patrulha de soldados atinge a viatura com "uma rajada de metralhadora", mandando-o parar. "Foi uma situação horrível", recorda. No dia seguinte, o avião levanta voo, num "cenário muito desagradável", embora num "espírito de entre-ajuda", recorda, contando que as pessoas partiam sem "rigorosamente nada" e "sem saberem o que ia acontecer", na "angústia" da ignorância sobre "o que é que as esperava" em Portugal. Margarida sabe que foi privilegiada por ter família à espera em Portugal, onde "muitos nem casa tinham". Não precisou de recorrer ao Instituto de Apoio ao Retorno dos Nacionais (IARN) nem a outro tipo de apoios, porque a família mantivera morada em Lisboa. Mas viu-se sozinha, adolescente ainda, a ter de gerir uma casa. Tudo era "um ponto de interrogação" e não sabia quanto tempo ficaria sem ver o pai. Regressar à metrópole foi "psicologicamente péssimo", porque "as pessoas em África são muito mais abertas, há outra sinceridade". O pai regressa em Setembro de 1975, com "a perspectiva de ter perdido tudo o que tinha". Duas semanas depois, as propriedades em Angola foram "confiscadas pelo Estado angolano" e as 30 mil cabeças de gado "abatidas a tiro" por soldados do MPLA. Nunca recuperaram nada e nunca mais voltaram a Angola. Margarida ainda reclama "justiça" do Estado português, que, em 40 anos, não ofereceu "nenhuma compensação". O processo é um dos cerca de 80 mil que reclamam indemnizações pelos bens perdidos nas ex-colónias. "Não houve vontade política", mas "esse dia tem que chegar", reivindica. "Foi a vida de trabalho do meu pai e do meu avô que ficou perdida", justifica.

~~~~~~~~~~~~~~~~
Ana e Maria Gonzaga: "O que me custou mais foi não ter casa e pensar que tive um grande palacete" Africanas e negras, Ana e Maria Gonzaga deixaram Angola e nunca mais lá voltaram. À chegada a Portugal, não contaram com os apoios que o Estado concedia aos "retornados". Nunca tinham estado na antiga metrópole e, na altura, estavam longe de saber que, afinal, até tinham um avô português. Ana foi a primeira das irmãs Gonzaga a vir para Portugal, logo em 1975. Certo dia, depois de ir com o marido "fazer um frete" a Benguela, já não encontrou "filha nenhuma" em casa, no Longonjo. Ameaçadas de morte, as sete tinham fugido para Nova Lisboa (hoje Huambo) e entrado na ponte aérea. Ana e o marido ainda tentaram ficar em Angola, mas acabaram por lá deixar "tudo, tudo". Ele, português branco, começou a ser alvo de racismo. "Começaram a desgostar dos brancos e dos mulatos", recorda Ana, hoje com 85 anos. Ana e o marido cansaram-se das ameaças e voaram para Portugal, onde reencontraram as sete filhas, que haviam sido acolhidas por familiares, no Bairro do Fundo Fomento, agora conhecido como Vale da Amoreira. Chegaram sem "nada, nem um alfinete, nem uma roupa". Tudo o que tinham era "dado" e Ana ia conseguindo "um quilito" de açúcar ou arroz na igreja que frequentava. "Dinheiro, nunca me deram nenhum", diz. Ana, hoje sozinha porque as filhas foram saindo de casa, vive com uma pensão de 242 euros. Maria Gonzaga, mais nova dois anos, veio para Portugal só em 1980, já a ponte aérea tinha terminado. A sua vida deu uma volta com a "desgraça" que aconteceu à filha e ao genro, executados por "uns tropas" quando tentavam chegar a Luanda. O neto de Maria sobreviveu ao ataque. Com três anos, "recuperou os sentidos e deixou-se ficar ao lado dos mortos, até amanhecer". Passou todo o dia na mata, entre os pais mortos, até ser encontrado por um homem, a quem contou tudo o que presenciara. "O menino apanhou uma coronhada, mas Deus não o quis levar", acredita a avó. Foi "por causa desse menino" que Maria veio para Portugal, porque ele, "depois do que passou, não podia ver negros" que "fugia com medo". Maria trouxe-o para Portugal e deixou-o com os avós paternos, regressando a Angola, porque não podia "deixar tudo" o que tinha "num abrir e fechar de olhos". Mas foi exactamente o que acabou por acontecer, pouco depois. "Deixei tudo o que tinha. Mas é tudo de tudo, não é casitas como isto, nem nada, boas casas... (...) Deixei lá quatro carros à porta, máquinas de costura, máquinas de lavar, fogões, dinheiro no banco. Vim-me embora com duas maletas na mão e duas filhas menores", relata. Antes, agira como "uma heroína", conta. "Encontrava mortos na rua e, se fossem conhecidos, tinha um compadre que era cangalheiro, 'ó compadre, dê lá um caixão ou dois'. Enterrei muita gente", assegura. À chegada a Portugal, teve de "trabalhar como criada". Nunca recebeu qualquer apoio do Estado. Uma máquina de costura foi a única coisa que recebeu. "O que me custou mais foi não ter casa. E pensar que tive um grande palacete e a viver quase na rua...", diz. Maria olha em volta. Por ali, no Vale da Amoreira, "há já poucas casas" onde não tenha trabalhado, "sempre a passar a ferro e a limpar". Depois ocupou uma casa e exigiu ao Estado que lhe fixasse um pagamento. "Em 32 anos, nunca fiquei a dever uma renda", garante. Cansou-se das lides domésticas nas casas dos outros e coletou-se para passar a vender fruta. Quando foi tratar do bilhete de identidade, descobriu um avô português na Torre do Tombo. Hoje, é portuguesa, tal como as filhas. Só os seus ossos sentem a falta de Angola. "Nunca me interessei mais em voltar para lá, tenho pena em ter deixado lá a minha mãe, o meu pai e tudo... mas o que mais me custou foi a minha filha e o meu genro, ela com 26 e ele com 30. (...) Nem tenho vontade de lá ir", diz.


~~~~~~~~~~~~~

Maria Arruda: "Trazia duas filhas e era isso que me trazia de lá para cá" Maria Guilhermina Arruda partiu para Angola muito antes da guerra, em 1955, em plenas campanhas de colonização, que povoavam as colónias com autóctones da metrópole, replicando as aldeias portuguesas. Em 1955, Maria Guilhermina parte com o marido, os pais e outros familiares "para uma fazenda com uns campos para cultivar", onde o Estado lhes garantia casa e trabalho. As muitas regras dificultavam a gestão no colonato e a agricultura também "não dava por aí além", de modo que, mal terminou o tempo do contrato firmado com o Estado, ela e o marido resolveram tentar a sorte noutras paragens, onde pudessem trabalhar um terreno que fosse seu. Começaram do zero, sem água, nem luz, nem estradas, numa "casota" de madeira e tapada a capim. Mas a agricultura teimava em não querer nada com eles e, portanto, mudaram de rumo, para a criação de animais. Foi "uma vida muito dura", mas chegaram a ter 140 hectares, até que "um incêndio destruiu tudo" e ficaram na rua, sem nada, dependendo da "ajuda dos vizinhos nativos". Mesmo assim, Maria Guilhermina ficou 20 anos em Angola, "a ver se tinha forças de ir para a frente". Foi tendo, até ao dia em que teve de fugir e deixar "tudo" o que tinha. "Não havia hipótese de continuar a viver lá, porque a luta estava a ficar forte", recorda. Passou a esperar lugar na ponte aérea, com as duas filhas, de 18 e 11 anos. "A minha vinda para cá teve que ser, sem alguma coisa, sem nada, vim. Trazia duas filhas e era isso que me trazia de lá para cá, porque se eu fosse só com o marido até ficava com ele, assim tinha era que proteger as minhas filhas", justifica. O marido ficou em Angola "o tempo todo à espera que as coisas melhorassem, mas nunca melhoraram". Morreu em 1993, com tudo perdido "na mesma". Apesar de tudo, Maria Guilhermina acha que valeu a pena. "Angola foi uma terra que me ensinou muito. (...) Gostei de viver lá e se não fosse a guerra não me tinha vindo embora", garante. "Quando se tem filhos, temos que lutar por eles", diz. Quando Maria Guilhermina chegou do aeroporto de Lisboa teve "a sorte" de ser transferida para o Hotel Eduardo VII, na Avenida Fontes Pereira de Melo, onde, durante três meses, pôde "comer e dormir", mas "era só". "Cheguei contente por ter fugido de uma guerra, mas muito triste por regressar na forma em que regressei", explica. Maria Guilhermina encontrou um país "em desarranjo" e "a cair aos bocados", ao qual os "retornados" deram "uma ajuda", porque vinham "com vontade de trabalhar" e agarraram "o que pudessem".

~~~~~~~~~~~~~~~~~
Cristina Abreu: "Era completamente moçambicana" Um mês antes da independência, o cenário em Lourenço Marques (actual Maputo) era de "horror", com as pessoas "completamente apavoradas" e, por isso, Cristina Abreu decidiu deixar Moçambique. À medida que os movimentos independentistas entravam "pela cidade adentro, a queimarem os carros e as pessoas", Cristina apercebeu-se de que o país onde nascera e sempre vivera "já não" era o seu. À porta da agência de viagens, propriedade da família, formavam-se "bichas constantes" de habitantes que queriam comprar bilhetes só de ida. Cristina Abreu partiu com o marido para as ilhas Seychelles, porque queria continuar em África. A irmã e os pais, todos nascidos em Moçambique, ficaram em Lourenço Marques, no meio de "muitos problemas". Quando os empresários moçambicanos passaram a estar "em risco de serem presos", o pai juntou-se-lhes nas Seychelles, onde chegou "com a cabeça completamente coberta de cabelos brancos", lembra Cristina. A mãe foi a última a sair de Moçambique, "porque queria juntar alguns tarecos". Os negócios nas Seychelles "não correram muito bem" e acabaram por vir para Portugal. Aos 22 anos, Cristina viu-se na dependência dos sogros, "conservadores", um "grande choque" para quem já era, na altura, "super independente". Não se sentia portuguesa e o rótulo de "retornada" não se ajustava. Ela não estava a voltar, porque nunca fora dali. "Era completamente moçambicana", distingue. Quando chegou a Portugal, pensou que "tinha passado (...) para um sítio" com anos de atraso. "Achava isto uma parvónia", reconhece. A adaptação foi "um bocado difícil", porque a "mentalidade africana é muito diferente" da que encontrou em Portugal. Para os pais, "foi uma coisa horrível". O pai tinha começado do nada e, quando teve de sair de Moçambique, tinha dois hotéis, duas agências de viagem e um safari "para gente rica". Ficou lá tudo. "Todo o trabalho do meu pai, durante anos e anos e anos, ficou lá, sem indemnizações, sem absolutamente nada, sem um tostão, foi muito complicado", recordou Cristina. Além do "trauma", os pais chegaram a Portugal "de mãos a abanar" e "sem dinheiro nenhum". O pai vê-se forçado a ir procurar trabalho no Brasil e só quase aos 60 anos arranjará "um bom emprego" na hotelaria portuguesa. "Portugal entregou de mão beijada as colónias" e fez "uma maldade inacreditável" aos portugueses que lá viviam, concluiu.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Parcídio Costa: "Eu, de facto, não sou bem é de lado nenhum" Parcídio Costa tinha quatro anos quando, em 1960, saiu de Lisboa em direcção a Tete, acompanhando o pai, engenheiro contratado para o Gabinete de Planeamento do Zambeze, responsável pelo estudo da construção da Hidroeléctrica de Cahora Bassa. "Objectivamente", não conhecia Portugal e, por isso, foi com curiosidade que visitou o país onde nascera, logo em junho de 1974. Aproveitando as férias, veio ver ao vivo o que significara a revolução. "Adorei ter vindo aqui a Portugal. Lisboa fervia, na altura, de vida, de alegria. Andar na rua em Lisboa era ótimo, viam-se as pessoas felizes, soltas, libertas, aquela efervescência do pós-25 de Abril", relatou à agência Lusa. As férias acabaram e Parcídio Costa regressou a Moçambique, acreditando que lá poderia continuar a "vida muito fácil" e o "quotidiano sem problemas", ainda que consciente de ter estado do lado dos "mais privilegiados". Parcídio Costa "não tinha amigos pretos", nem se cruzava com eles no seu dia a dia. Mesmo entre brancos, a sociedade colonial de Lourenço Marques (hoje Maputo) era "classista" e "estratificada", havia liceus para uns e para outros. "Aquele regime colonial onde eu, apesar de tudo, vivia feliz e contente e muito bem, para mim sempre foi claro que era uma enorme indignidade", reconheceu. Não porque a independência de Moçambique não lhe fosse "uma ideia simpática e justa", mas porque o seu "pequenino mundo em Lourenço Marques colonial" estava a desaparecer, Parcídio Costa decide, a reboque dos amigos que deixavam o país, regressar a Portugal em fins de 1975, para continuar os estudos. Mas depressa percebe que tinha vindo "atrás de uma impossibilidade, que era continuar a vida de Moçambique em Portugal". O que encontrou não era o seu mundo. "Não gostei nada de estar aqui", confessou, recordando aquele ano em que foi ficando "cada vez mais desencantado". Em Janeiro de 1977, decidiu voltar a Moçambique, onde o pai tinha ficado. "Com as certezas que temos nessas alturas, regressei e o mundo acabava ali e era ali que eu ia ficar o resto da minha vida. Adquiri até a nacionalidade moçambicana", contou. Embora sem militância política activa, Parcídio Costa não tinha "nenhum 'parti pris'" em relação à independência da antiga colónia, que acolheu "com alegria", desenvolvendo até um "enorme fascínio" pelo "discurso antirracista da nova realidade moçambicana", dominada pela Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique, hoje no governo). À medida que o tempo foi passando, as "ingenuidades foram morrendo" e "tudo mudou" entre 1977 e 1985. "Todo um conjunto de utopias que me fizeram voltar a Moçambique e que me faziam sentir bem em Moçambique... começou a haver um desencanto, tudo isso também foi ruindo... e depois aquela guerra civil (...) foi uma coisa dramática, tornou-nos a vida cada vez mais difícil", justificou. O pai regressara a Portugal em 1981, mas Parcídio Costa ainda ficaria mais quatro anos. "Cansadíssimo" de Moçambique, resigna-se a voltar também para Lisboa, onde estavam família e amigos. "Se tenho recordações e memórias de tempos muito bons de vida? Tenho, tanto lá como cá. Essa nostalgia do Moçambique antes da independência, enquanto valor (...), não tenho", descreve, sem grandes apelos de nacionalidade. "Eu, de facto, não sou bem é de lado nenhum", resume, garantindo que vive bem com isso.

Ler mais em: http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/25_de_abril_retornados_contam_historia_40_anos_depois.html


UMA GRANDE FESTA MONTADA PELA MÁQUINA DA PROPAGANDA, A MAIS PORTENTOSA QUE ALGUMA VEZ EXISTIU E QUE CUSTA OS OLHOS DA CARA AOS CONTRIBUINTES A CAMINHO DA POBREZA GERAL AFASTA O PERIGO DE O ZÉ POVINHO PENSAR EM PEDIR EXPLICAÇÕES ÀS VANGUARDAS DA ENTREGA DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO DE REPENTE...
O VASCO, O ÓSCAR E COMPANHIA NOMEADAMENTE O SEU MENTOR MÁXIMO O MAROCAS NEM UMA PALAVRA ACERCA DA SUA MAIOR "OBRA"DA QUAL DECORRE TUDO O RESTO...
ENTRETANTO ESSA MAIORIA SOCIOLÓGICA DE ESQUERDA ADEPTA DO CAIR MANÁ SEM ESFORÇO E POR CONTA DOS DEUSES DO OLIMPO INSISTE NO DAR A OUTRA FACE E É MUITO SOLIDÁRIA NO "SEGREDO" MAIOR QUE ACTUALMENTE EXISTE:QUANTOS AFRICANOS DOS BONS NACIONALIZARAM EM 2013?POR NOSSA CONTA CLARO...
E VENHAM MAIS CHISSANOS E OUTROS QUE TAIS E OS CONVIDEM A FALAR É SOBRE OS CRIMES QUE SABEM TER SIDO COMETIDOS NOS SEUS ELDORADOS...O QUE DEIXA LOGO OS "COLONIALISTAS" UNS MENINOS DO CORO...
CONCLUINDO A RAPAZIADA DE ESQUERDA ACEITOU E EVENTUALMENTE CONCORDOU EM DOCUMENTO SECRETO A EXPULSÃO E CONFISCO DOS BRANCOS E ASSIMILADOS EM ÁFRICA MAS AGORA ANDA A NACIONALIZAR A EITO OS PRETOS RETINTOS...PORQUE DEVEM SER SÓ MAIS VALIAS...

Friday, April 25, 2014

AS CÉLULAS COMUNISTAS NA JUSTIÇA ANDAM DESATENTAS ?PORRA...

Movimento Revolução Branca faz “funeral” da Constituição em frente à AR

A urna, de madeira e com um metro de oitenta centímetros, foi depositada no fundo das escadarias da Assembleia da República (AR), tendo no seu interior folhas espalhadas da Constituição Portuguesa cobertas por cravos vermelhos
Cerca de uma dezena de elementos do Movimento Revolução Branca (MRB) colocou hoje em frente à Assembleia da República, em Lisboa, uma urna que simboliza o funeral da Constituição Portuguesa, que os responsáveis pretendem entregar ao Presidente da República.

A urna, de madeira e com um metro de oitenta centímetros, foi depositada no fundo das escadarias da Assembleia da República (AR), tendo no seu interior folhas espalhadas da Constituição Portuguesa cobertas por cravos vermelhos.

A montagem do "cenário fúnebre" aconteceu à medida que iam chegando as entidades que marcam presença na sessão solene das comemorações dos 40 anos após o 25 de Abril, prevista começar às 10:00, perante o olhar atento de elementos policiais e de alguns populares que se concentraram no local. No cimo das escadarias dezenas de militares prestavam as honras militares.

Paulo Romeira explicou à agência Lusa que a urna vai ficar no local em "câmara ardente" até às 15:00, hora em que os elementos do MRB vão sair em "cortejo fúnebre" em direção a São Bento, residência oficial do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, seguindo depois para o Palácio de Belém, onde esperam entregar a urna ao presidente da República, Cavaco Silva, por volta das 16:15.

"A Constituição foi sendo mutilada de uma forma sistemática e continuada ao longo destes 40 anos, e por isso chegamos a este estado de coisas. Neste período de quatro décadas de democracia tivemos três bancarrotas: 1977/83 e 2011. Desde 1998 que esta classe política sabia que isto podia acontecer no dia seguinte, mas nunca se preocupou com isso", referiu Paulo Romeira.

Para um dos impulsionadores do MRB, é essencial "dignificar" a revolução de Abril e, segundo Paulo Romeira, o Movimento quer consciencializar as pessoas da realidade que transportou os portugueses até à situação hoje vivida.

SÓ AQUELE ESCRITOR FAMOSO É QUE FOI DERROTADO NO ESCANGALHAR DO HINO NACIONAL...

FELIZMENTE QUE POR CÁ NO SOBADO EM CONSTRUÇÃO A MAIORIA SOCIOLÓGICA OU É COMUNISTA, FOI, OU SÃO IDIOTAS ÚTEIS...

Européennes : un sondage place le FN en tête des intentions de vote

Selon un sondage du CSA pour Nice-Matin et BFMTV, le Front national obtiendrait 24% des suffrages, en faisant le premier parti de France devant l'UMP (22%) et le PS (20%). L'UDI (9%), le Front de gauche (7,5%) et Europe Écologie-Les Verts (7%) arrivent loin derrière.

AGORA É MAIS SALVAR O PLANETA E FAZER CÁ O HOMEM NOVO E MULATO QUE NOS TRÓPICOS NÃO ERA POSSÍVEL POR CAUSA DO "COLONIALISMO"...

O VPV NUNCA FOI COMUNISTA.ERA(E É) SÓ IDIOTA ÚTIL...

Estamos a falar do PCP. Vasco Pulido Valente vai esperar Álvaro Cunhal ao aeroporto logo a seguir. Porque decidiu fazer isso?

Por duas razões. Eu tinha combinado com a Maria Filomena Mónica, com quem eu vivia na altura, que se ela fosse esperar o Soares eu ia esperar o Cunhal. E os meus pais, que conheciam o dito Cunhal da juventude, embora nenhum deles já fosse PC nessa altura, foram-no esperar e disseram que gostariam muito que eu fosse também. E eu fui ver o Cunhal. E foi a primeira vez que eu tive uma "intimation" do que se ia seguir. Parte daquilo foi uma cópia da chegada do Lenine à estação da Finlândia.

Mas o PCP tem outra teoria sobre isso: a chaimite estava lá porque o Jaime Neves a mandou.

Diz o PCP. E a menina que estava em cima da chaimite e lhe deu as flores também foi enviada pelo Jaime Neves? E o discurso em si? Tinha sido tudo planeado.

Aqui há dias escreveu uma crónica extraordinária no "Público" sobre como era a vida da classe média, média- -alta antes do 25 de Abril, sempre concentrada na poupança, em que ir ao cinema ou ao café era um acontecimento. No entanto, o Vasco vinha de uma família privilegiada.

Não éramos da classe média-alta.

O seu pai era engenheiro.

O meu pai era engenheiro, mas não havia muito dinheiro em casa.

Quando é que se lembra de começar a ter consciência política? Os seus pais eram politizados...

Os meus pais saíram do PCP quando foram as grandes purgas na Hungria, em que os soviéticos mataram as grandes elites nacionalistas, nos anos 50. Cortaram com o partido, mas continuaram a colaborar, porque eram amigos das pessoas, tinham contactos. A minha mãe levava os filhos deles aos médicos amigos do meu avô, que eram de confiança. Às vezes ficavam de noite cá em casa, quando precisavam. Era uma casa segura. O meu pai guardava-lhes o dinheiro, porque não podiam pôr o dinheiro no banco nem andar com ele no bolso. E quando eram precisos transportes também os transportava. O meu pai tinha um carro, o que nessa altura era considerado um luxo. Eram raras as pessoas que tinham carro. O carro não era do meu pai, era da companhia de que ele era director. Não se tratava de serem militantes do PC, eram pessoas de quem eles eram amigos. A Cândida Ventura, o Octávio Pato. Tratavam deles como amigos, não como comunistas.

AFINAL HAVIA REPRESSÃO DURÍSSIMA, CENSURA,PIDE,PRISÕES MAS MUITA MALTA COMO VPV...E A TROPA ESTÚPIDA CLARO...

Ó FERNANDES PODIAS ESTICAR UM POUCO MAIS A PROSA E DIZERES PORQUE É QUE NÃO ANDAS NO TEU ELDORADO...

Quando é que estava no 25 de Abril?
por FERREIRA FERNANDES

Para mim, a pergunta certa não é "onde", é "quando": "Quando é que estava no 25 de Abril?" Eu digo: "Eu estava ontem. Já ontem, a 24, eu estava a 25." Não ponho o facto ao peito, digo-o porque foi assim. Em 1974, já a 24 de abril, eu estava no que o dia seguinte iria proclamar. E em abril de 73 e 72, e antes e antes... E dou comigo aos 20 anos, já em 1969, a agir em consequência do essencial que significou o 25 de Abril para o meu mundo: dizer não à Guerra Colonial. Com gente boa e admirável, e outra não, de todas as raças, o meu bairro, a minha cidade e o meu país eram marcados por serem coloniais. Isso é um pecado histórico. O colonialismo fixa relações de desigualdade e tem a estupidez de julgar que as pode manter perpétuas. Não foi ideologia nenhuma que me levou, foi um sentimento de pertença: esta é a minha terra, disse eu de Angola, apesar de ser branco e por ser branco. Apesar, porque tendo sido tão poucos a 24 de abril a já termos decidido pelo nacionalismo, alguma coisa haveria de nos afastar dessa escolha; por, porque nunca deixei de amar os meus pais. Na minha Angola cabia a memória da chegada a Luanda do meu pai e do seu irmão, adolescentes solitários e pobres. Fossem simples emigrantes, eram admiráveis; sendo colonos, carregavam o pecado... Também por eles cortei com o colonialismo. Como me disse José Eduardo Agualusa: "Não foste desertor, tu escolheste o lado que era o teu." Exato, amigo, não desertei de escolher.

MAS PRONTOS NÃO ÉS SÓ TU PÁ.HÁ MUITOS...E COMO SE PODE VER NÃO ESTÃO NO DESEMPREGO...E ALGUNS ATÉ SÃO PRETINHOS...MAS QUE NÃO SE FALE AGORA EM "COLONIALISMO" APESAR DE SER O DOIS EM UM:ESCOLHEM-NOS E AINDA PAGAMOS POR CIMA...
JÁ A POLÍTICA DE "UM PAÍS, DOIS SISTEMAS" DO GRANDE CAPITALISTA DO SOBADO NÃO AFLIGE A "INTELECTUALIDADE".O FERNANDES SE DURAR O TEMPO SUFICIENTE AINDA UM DIA VAI SER ALIADO DA AFRICANIDADE DA LINHA DE SINTRA QUE POR "REFERENDO" QUERERÁ A AUTONOMIA E INDEPENDÊNCIA, COMO NOS CASOS DE S.TOMÉ E CABO VERDE...DE QUE SE SAFARAM A MADEIRA E OS AÇORES POR NÃO TEREM PRETOS...
CONTINUA LÁ O TEU TRABALHINHO DE SAPA PORQUE OS DA TUA LAIA SÓ PENSAM NAS LIBERDADES E NAS DEMOCRACIAS AVANÇADAS COMO SE PODE VER NA GUINÉ, EM ANGOLA E MOÇAMBIQUE...QUE LIBERTOS DO JUGO DOCOLONIALISMO ANDAM NUM BRINQUINHO E É SÓ FELICIDADE.COMO CÁ CLARO...

Thursday, April 24, 2014

O SOBADO DE LISBOA QUASE FORA...





Alors que les propositions se multiplient sur l'opportunité d'une Europe plus réduite mais plus fonctionnelle, le secrétaire national de l'UMP Vincent Le Biez propose une Europe à trois cercles avec un noyau dur de 6 pays.

A OBRA DA MAIS BEM PREPARADA GERAÇÃO DE SEMPRE SOB A ESCLARECIDA CHEFIA DOS BOYS DO REGIME...

Português, espanhóis e gregos na corrida a ferry rejeitado pelo Açores
Viana do Castelo "Atlântida" deveria render 50 milhões, mas venda deverá ser feita por menos de 20
Publicado às 00.15
LUÍS HENRIQUE OLIVEIRA

Uma empresa de Mário Ferreira, dono da Douro Azul, um grupo espanhol e outro grego são os concorrentes à compra do ferryboat Atlântida, embarcação construída pelos estaleiros de Viana que viria a ser rejeitada pelos Açores.

Em comunicado, o júri do concurso (lançado a 12 de março passado) refere que apenas as três propostas deram entrada até ao fim do procedimento, que encerrou às 11 horas de ontem. Agora, o júri procederá à verificação das propostas, para a realização do relatório. Uma vez conhecido o teor do documento, os interessados dispõem de 10 dias para formular nova proposta. Isto é, melhorar o valor já apresentado pela embarcação, que, ao que o JN apurou, terá sido de 13 milhões de euros, sete milhões abaixo do último valor de referência conhecido, de cerca de 20 milhões, atribuído pela administração da empresa, no ano passado.

FOI COISA QUE COMEÇOU ALIÁS IMEDIATAMENTE APÓS A "LIBERDADE".UMA IMENSA BANDALHEIRA O QUE FACILITA A VIDA AOS CHICOS-ESPERTOS CORRUPTOS...
A COISA DEPOIS RESOLVE-SE COM O FIM DOS DIREITOS ADQUIRIDOS COISA QUE NO REGIME "FASSISTA" ERA COISA SAGRADA...
COM A NOVA MODALIDADE EM VIGOR DO "ESTADO DE DIREITO" E COM A CONSTITUIÇÃO A MANDAR LOGO PAGAR A QUEM CÁ META UM PÉ NÃO SE QUEIXEM DE IR FICANDO ESCRAVOS.MAS EM "LIBERDADE"...E COM "LIBERDADE" E "GARANTIAS" PARA A LIBERTINAGEM E CORRUPTOS DEMOCRATAS...

NÃO ME DIGAM QUE A CÂMARA DE BRAGA NÃO TINHA RADARES CONTRA QUEDA DE MUROS...

Três mortos e três feridos em queda de muro em Braga

É QUE O MODERNO É SACAR DINHEIRO AO PACATO CIDADÃO TORNANDO-O CULPADO DUMA COISA QUALQUER E MESMO NAS MODERNAS AUTO-ESTRADAS AINDA NÃO PAGAS...

OS GRANDES GESTORES DOS PREJUÍZOS PÚBLICOS SÃO SEMPRE UMAS SUMIDADES.HÁ UM ANO A PRATA ANDAVA A QUASE UM EURO O GRAMA E NADA , AGORA QUE ANDA A MENOS DE METADE É QUE LHES DEU A VONTADE DE VENDER...

Venda de moedas do Euro 2004 à espera do Banco de Portugal

Há meses que a sociedade que ficou com os activos tóxicos do BPN diz querer concretizar a venda de moedas do Euro 2004 no mais curto prazo possível. A Parups espera aval de Carlos Costa para conseguir aliená-las e reduzir dívida com a CGD.

MAS PRONTOS O COSTA DO GRANDE BANCO TAMBÉM TEM ANDADO A VENDER OS RESTOS DA "PESADA HERANÇA" PARA NÃO DEIXAR CAIR O PRIMEIRO SOBADO DA EUROPA...

DANOS COLATERAIS DO INTERNACIONALISMO MILITANTE QUE É O MESMO QUE DIZER QUE A GUERRILHA CÁ DENTRO É QUE É BOM...

Roubo e explosões em caixas multibanco
LUSA 24/04/2014 - 08:45
O roubo ocorreu em Benavente e as explosões em Sintra e em Loures. Não se sabe se os casos estão relacionados.

ANDAM A LUTAR CONTRA AS DIFERENÇAS E DESIGUALDADES...E SÃO VALENTES!

Wednesday, April 23, 2014

ANDAM SEMPRE COM A ECONOMIA A "SUBIR" MAS SÓ SE FOREM AS LIGAÇÕES DIRECTAS DA ÁGUA E DA LUZ NOS BAIRROS SOCIAIS MULTICULTURAIS, ONDE ALIÁS NINGUÉM VAI FISCALIZAR...

AGORA SE UM CONDOMÍNIO SE ATRASA UM DIA ZÁS.CORTAM E AGORA PAGUEM A LIGAÇÃO.TUDO NA HORA...DEVEM TER IMPORTADO A TÁCTICA DA CHINA...QUE TEM JÁ A ÁFRICA NA MÃO E COMO SOMOS O MAIS AFRICANO DA EUROPA...

SE A RAPAZIADA DOS IMPOSTOS À % FOSSE JUDIA SE CALHAR JÁ TINHA HAVIDO MAIS UMA MATANÇA...

IRS mais que compensou devolução de subsídios no Estado Banco de Portugal sublinha “aumento muito significativo” de impostos directos que renderam até mais que o esperado.

PARA OS "OBJECTIVOS" VALEU TUDO MESMO O ROUBO DESCARADO.CONSEGUEM TRIPLICAR E QUADRUPLICAR...MAS PRONTOS VÃO TER UM COLOSSAL AUMENTO DA ABSTENÇÃO...PARA JÁ...

OS EX-GUERRILHEIROS DO ULTRAMAR AFINADOS POR ESSA COISA DO FASSISMO E NO CASO DELES DO COLONIALISMO

ATÉ FAZEM CHORAR AS PEDRAS DA CALÇADA COM A "REPRESSÃO E FALSIDADE" DO REGIME DEPOSTO A 25 DE ABRIL.ELES QUE TANTA AMIZADE AFECTO TÊM AO ZÉ POVINHO PORTUGUÊS COMO SE VIU ALIÁS NA DESCOLONIZAÇÃO...
SEGUINDO A CARTILHA COMUNISTA DÃO CORO A ESSA COISA DAS "PRISÕES" POIS CADA UM QUER TER O SEU TARRAFAL PARA NÃO FICAR PARA TRÁS...
ELES SÓ NÃO SE LEMBRAM DE NOS MOSTRAR PARA ONDE FORAM OS PRESOS QUE FIZERAM DESAPARECER DEPOIS DO 25 ENQUANTO ELES ANDAM NUMA BOA A DAR LIÇÕES DE ANTI-COLONIALISMO E COM DIREITO AGORA A EMPREGADOS BRANCOS...COISA QUE A "ESCOLA PÚBLICA" POR CÁ ESPALHA COMO MUITO PROGRESSISTA PORQUE SOMOS TODOS IGUAIS,TODOS DIFERENTES...MAS EM QUE UNS SÓ PAGAM E OS OUTROS RECEBEM...

AGORA NÃO EXISTE ISSO DO "ORGULHOSAMENTE SÓS".AS ELITES INTERPRETADORAS FICARAM INTERNACIONALISTAS E PAGAM A QUEM NOS ESCOLHER COMO MANDA A CONSTITUIÇÃO...

Eurostat confirma que Portugal registou défice de 4,9% e dívida de 129% em 2013

IMAGINEM QUEM VAI PAGAR ISSO TUDO...SERÃO OS 65% QUE NEM SEQUER PAGAM IRS?SERÃO OS MULTICULTURAIS EM BAIRRO SOCIAL MULTICULTURAL QUE NEM SEQUER AS RENDAS PAGAM?MEUS VÃO SER OS "PROPRIETÁRIOS" DE BENS MATERIAIS OU DE REFORMAS E PENSÕES POIS QUE TUDO É INCLUÍDO NOS "DIREITOS ADQUIRIDOS"...

E REPAREM QUE NEM UMA MEDIDINHA PARA COMBATER A DESPESA QUE NEM DEVERIA TER SIDO NOSSA NUNCA DEPOIS DAS ENTREGAS DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO...

VÁ LÁ PAGUEM O "TRIBUTO" DA VOSSA PRÓPRIA COLONIZAÇÃO ALEGADAMENTE DOS QUE VOS ESCOLHEM...E VÁ LÁ DE ESTUDANTES FALHADOS QUE NUNCA MAIS REGRESSAM AOS SEUS ELDORADOS..."INDEPENDENTES" E ONDE AS RECIPROCIDADES NÃO SE CONHECEM...

DANOS COLATERAIS DO INTERNACIONALISMO TRAIDOR AO SOM DA INTERNACIONAL...

Motorista de 64 anos internado em estado grave Cliente ataca taxista à facada no pescoço Assaltante de Leste foi preso pela PSP ainda com roupa ensanguentada. Confessou o crime. 22 de Abril 2014, 19h24Nº de votos (0) Comentários (7) Por:João Tavares Quando o taxista de 64 anos apanhou um cliente na zona da Gare do Oriente, em Lisboa, ontem de madrugada, não desconfiou de nada. Aceitou transportá-lo até ao Campo Grande, junto à estação de metro. Mas à chegada ao destino sentiu uma faca encostada ao pescoço. E logo depois sofreu um golpe profundo, numa tentativa de assalto. A vítima estava ontem internada, em estado considerado grave, no Hospital de S. José. O agressor, de 29 anos, foi detido pela PSP ainda junto ao local do crime brutal, que teve lugar pelas 00h30, não muito longe da praça de táxis do Campo Grande. Assim que o veículo, de marca Citroën, parou nos semáforos, no cruzamento com a rua Cipriano Dourado, o assaltante armado decidiu atacar. Sacou de uma faca, fez uma gravata – envolvendo o braço à volta da cabeça – à vítima e exigiu-lhe todo o dinheiro que transportava dentro do táxi. O motorista decidiu resistir ao roubo, pelo que o assaltante lhe infligiu um golpe profundo no pescoço. A vítima sofreu ainda vários ferimentos de faca na zona das mãos e dos pulsos, indicativos de que se terá tentado defender. O assaltante acabou por ser traído pelas manchas de sangue na roupa. Não muito longe do local da tentativa de homicídio, foi intercetado pela PSP. Confessou o crime e a arma e o dinheiro foram apreendidos. A investigação do caso, pela gravidade do crime, passou para a alçada da Polícia Judiciária, que tenta agora apurar se o assaltante já esteve envolvido noutros crimes em Portugal.


A NÃO SER QUE SEJA UM NOVO MÉTODO DE CORTE DE PENSÕES EM AVANÇO...

OS AFRICANOS NA EUROPA SÃO SALVOS DE TODA A MANEIRA E FEITIO.MAS EM ÁFRICA OS BRANCOS SÃO CADÁVERES AMBULANTES.IMAGINEM QUEM É RACISTA,COLONIALISTA E OUTRAS COISAS A CONDIZER...

Grupo jihadista anuncia morte de refém lusodescendente
Um grupo jihadista, que atua no Mali, anunciou esta terça-feira a morte do refém francês de origem portuguesa Gilberto Rodrigues Leal, raptado em novembro de 2012 no oeste do país.

~~~~~~~~~~~~~~
Mali: família de lusodescente diz que este foi «esquecido»
Gilberto Rodrigues Leal tinha sido sequestrado a 20 de novembro de 2012


O CHISSANO CHEGOU AGORA À PROBLEMÁTICA DAS GALINHAS DOS SOBAS QUE IAM FICAR PARA OS COMUNISTAS.AFINAL FORAM SÓ AS PROPRIEDADES DOS BRANCOS COISA QUE LHE PASSOU DESPERCEBIDA CLARO...E COM TANTA AMIZADE ENTRE OS POVOS E TAL OS MESMOS BRANCOS FORAM DESPEDIDOS E EXPULSOS SEM GRANDES DIREITOS CERTO?MAS PRONTOS PARA COMUNISTAS QUER FOSSEM BRANCOS OU PRETOS OS GAJOS MERECIAM CERTO?E PARA CERTO MFA...3º MUNDISTA...

PS

COMO DIZIA O SÓCRATES CHEIO DE ORGULHO SOMOS O MAIS AFRICANO PAÍS DA EUROPA, PELO QUE OS FRANCESES ACHARAM BEM NÃO SE METEREM EM COISAS ENTRE AFRICANOS...

Tuesday, April 22, 2014

PÁ AVISEM QUANDO PAGAREM PARA LEVAR O LIVRO...

Fnac oferece contos inéditos de João Tordo no Dia Mundial do Livro

MAS SÃO INVASÕES COLONIZADORAS SÓ COM MAIS VALIAS PÁ...ISTO DEPOIS DAS ENTREGAS DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO.POR CÁ CHEGAM NA TAP...

Plus de 1 000 migrants secourus en deux jours au large de l'Italie
Le Monde.fr avec AFP | 22.04.2014 à 13h00


Des migrats secourus par la marine italienne au large de la Sicile, en novembre 2013.
Plus de mille migrants sont venus s'ajouter à la vingtaine de milliers déjà secourus au large des côtes italiennes dans le cadre de l'opération de la marine italienne « Mare Nostrum ».
La marine locale a annoncé, mardi 22 avril, l'arrivée prochaine dans le port d'Augusta en Sicile du bateau amphibie San Giorgio avec à son bord 321 migrants secourus la veille dans le Canal de Sicile, dont 62 femmes et cinq enfants, amenant à 1 149 le nombre de rescapés en à peine 48 heures.

« UNE INVASION DE NOS CÔTES »

Un argument de plus pour les partis politiques qui réclament l'arrêt du programme en raison de son coût énorme pour l'Italie, alors qu'au début de mois d'avril, 4 000 migrants avaient été secourus en deux jours. Selon les médias italiens, le gouvernement a déjà dépensé 60 millions d'euros pour l'opération « Mare Nostrum », confiée à la marine en coopération avec les garde-côtes locaux et des navires marchands. En moyenne, cinq navires militaires avec leurs hélicoptères et plus de 900 marins et officiers y participent quotidiennement.


L'opération avait été lancée par le gouvernement d'Enrico Letta en octobre 2013 après deux naufrages dans lesquels avaient péri au moins 400 migrants et réfugiés. Depuis le début de l'année, près de 22 000 migrants et réfugiés sont ainsi arrivés par bateau sur les côtes italiennes, soit dix fois plus que sur la même période de 2013.

65% DA POPULAÇÃO SEM PAGAR IRS NÃO LHES CHEGA.QUANTO PIOR, MELHOR...

E UM DIA A BASTILHA SERÁ TOMADA PELO MUNDO ACOLHIDO PELA FRANÇA...

Des centaines de jeunes déjà partis «faire le djihad» en Syrie

PÁ O TAL JUDEU TEORIZADOR DA DESCOLONIZAÇÃO DE EUROPA NUNCA MAIS SAI DO ARMÁRIO...

DOS 17 AOS 22 ANOS FOI SENDO FORMADO PELOS COMUNISTAS E CÁ...

http://www.ionline.pt/artigos/mundo-25-abril/presidente-cabo-verde-no-dia-25-abril-estava-oficial-dia-no-quartel-beja


Presidente de Cabo Verde. "No dia 25 de Abril estava de oficial de dia no quartel de Beja"

UMA LUTA CLANDESTINA LONGA.E CABO VERDE FOI ETERNAMENTE SUBJUGADO.COISA QUE OS GUINEENSES E ATÉ ANGOLANOS TAMBÉM DIZEM DELES...

APESAR DE TEREM SOFRIDO 500 ANOS A LUTA CLANDESTINA DE HOJE EM DIA É ENVIAREM PARA CÁ A SUA POBREZA QUE APENAS ATERRA CÁ PASSA LOGO A RIQUEZA, EMBORA VIVAM MAIORITARIAMENTE DE SUBSÍDIOS DOS EX-COLONIZADORES.E SEMPRE COM AS CUMPLICIDADES HABITUAIS...E QUE CÁ NÃO TEM PROBLEMAS DE CONSCIÊNCIA EM RECLAMAR OUTRA A VEZ A NACIONALIDADE DO EX-COLONIZADOR, QUE SÓ DÁ VANTAGENS PORQUE AQUI AS LEIS SÃO MUITO MAS MUITO GENEROSAS E DEIXAM A MALTA TER DOIS AMORES.ALGUNS ATÉ ANDAM POR AQUI A MANDAR E IMAGINEM O RESULTADO...
DIGA SR PRESIDENTE SE LHE FECHASSEM AS TORNEIRAS TODAS COISA QUE SÓ NOS ENRIQUECERIA,O QUE ACONTECIA LÁ NAS ILHAS?

CLARO QUE A CPLP É IMPORTANTÍSSIMA.DESDE QUE SEJA O INDIGENATO A PAGAR CLARO...

Monday, April 21, 2014

Ó RIO AINDA BEM QUE NÃO OS ACUSASTE DE CORRUPÇÃO E TRAIÇÃO GROSSEIRAS PORQUE ELES GOVERNAM OLHOS NOS OLHOS...

Rui Rio: Crise “deriva de erros políticos”
ECONÓMICO
O ex-autarca defende entendimento político que leve a reforma do regime político.

OS ESTÁDIOS, AS PPP´S, OS PRODUTOS COMPLEXOS, A LEI DA NACIONALIDADE, AS GEMINAÇÕES, AS OFERTAS, ENFIM O NIVELAMENTO POR ÁFRICA ACONTECEU SEM RESPONSÁVEIS.AGORA QUE O ZÉ POVINHO E EM ESPECIAL A CLASSE MÉDIA ATINGE O NIRVANA DA "IGUALDADE" COM A AFRICANIDADE NO BAIRRO SOCIAL MULTICULTURAL É QUE EXISTEM PROBLEMAS?PORRA...

PS

CONVÉM REALÇAR AS VANTAGENS:NÃO VÃO ASSALTAR CUBATAS NAS MATAS, NÃO VÃO APANHAR FRIO NOS MARES DO BACALHAU E ACIMA DE TUDO PODEM IR TOMAR NO CU DUM DIFERENTE!

CONVÉM TER O OLHO BEM ABERTO PARA O BURRO E PARA O CIGANO...


A Europa, o único projecto pós 25 de Abril
BRUNO FARIA LOPES
21/04/14 00:05
Os 40 anos do 25 de Abril aterram no meio da mudança violenta da relação de Portugal com o seu único grande projecto da democracia: a Europa. A mudança não foi imposta por nós, mas por essa Europa que nos habituámos, convenientemente, a ver como muito preocupada com a obrigação de ser boa.
Esta visão irrealista morreu com a crise da zona euro. No seu lugar surgiu a imagem da Europa castigadora e moralista - e a incerteza sobre a evolução do próprio projecto europeu, o que alimenta a ansiedade de países que, como Portugal, dele dependem. O desafio para esta democracia com 40 anos - quase 39, se descontamos o PREC - é, então, perceber quais são as suas obrigações nesta Europa e quais os seus interesses.

MAS OS DEMOCRATAS AINDA ACREDITAM QUE CAI MANÁ...NESTE DESERTO À BEIRA MAR PLANTADO E A CAMINHO DO 1º SOBADO DA EUROPA DEPOIS DE TEREM ENTREGUE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO...

A ESTRATÉGIA AGORA É DE MISSIONARISMO DE AR CONDICIONADO.FAZER VIR OS BÁRBAROS A CONVERTER MAS MUITO LENTAMENTE CLARO...

“A austeridade não resolve nada”

Para João Salgueiro, os portugueses necessitam de outra atitude perante as oportunidades e de serem mais competitivos.
“Desde o 25 de Abril, não temos uma estratégia para Portugal”

ENTREGOU-SE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO E AGORA IMPORTAM-SE E NACIONALIZAM-SE OU RENACIONALIZAM-SE.TUDO POR NOSSA CONTA.DEPOIS LOGO SE VERIA COMO SE VÊ...

POR CÁ DEPOIS DOS ROUBOS ILEGAIS COMEÇAM OS LEGAIS ATRAVÉS DO "APOIO JUDICIÁRIO".DEPOIS ADMIRAM-SE DAS BANCARROTAS...

Legal aid is not for foreigners, says Grayling
Justice minister says system is being abused by groups trying to profit from cases aimed at blocking Government decisions
Chris Grayling: 'We must stop the legal aid abusers'

DESDE QUE ALGUÉM CÁ META UM PÉ JÁ SABEM TEM "DIREITOS" E A TUDO!AGORA VÃO-NOS CONTANDO E LOGO VERÃO PORQUE CADA VEZ ESTÃO A RECEBER MENOS E ISTO SEM IR À "DÍVIDA" COM QUE SE DISTRIBUIU PELO PLANETA NA ÉPOCA EM QUE HAVIA VIDA PARA ALÉM DO DÉFICE...
ELE ERAM OFERTAS DE MEDICAMENTOS POR TUDO E NADA.ELE ERAM CAMPOS DE FUTEBOL NA PALESTINA.ELE ERAM ALDEIAS OLÍMPICAS.PARA NÃO FALAR NAS GEMINAÇÕES QUE TANTA VIAGEM DÁ AOS AUTARCAS, OS TAIS QUE GOVERNAM OLHOS NOS OLHOS COMO FOI EM GAIA...

Sunday, April 20, 2014

ALGUEIRÃO-MEM MARTINS E RIO DE MOURO?Ó CARAÇAS QUE OS NÃO NOMEADOS CHEIOS DE AFECTOS ANDAM JÁ NA FASE DA GUERRILHA...

Julgamento. Explodiram com 24 caixas multibanco e levaram mais de 300 mil euros

Grupo de 23 suspeitos vai amanhã a julgamento no tribunal de Sintra por assaltos cometidos em Lisboa, Leiria, Santarém e Setúbal
São 23 arguidos acusados de associação criminosa e vão a julgamento amanhã no tribunal de Sintra. O grupo é suspeito de, em cinco meses, ter assaltado com recurso a explosivos 24 caixas automáticas de pagamento (ATM) roubando mais de 330 mil euros só com metade dos assaltos cometidos. Os roubos aconteceram nos distritos de Lisboa, Leiria, Santarém e Setúbal e os multibancos tanto estavam nas agências bancárias como em edifícios públicos e comerciais ou ainda postos de combustível. Usando sempre o mesmo método, os suspeitos arrombavam as caixas com um pé-de-cabra e depois faziam-nas rebentar usando explosivos com detonador e cordão de rastilho.

Segundo o despacho de pronúncia a que a Lusa teve acesso, o grupo residia em Algueirão-Mem Martins e Rio de Mouro, em Sintra, mas alargou a actividade a Alcobaça, Amora, Cadaval, Cascais, Mafra, Oeiras, Santarém, Torres Vedras e Vila Franca de Xira. Os assaltos aconteceram durante cinco meses, entre Abril e Outubro de 2012, altura em que foram detidos 14 suspeitos, entre os quais três cabecilhas, que se coordenavam entre si para recrutar fornecedores de explosivos civis e "assim evoluírem de um método de arrombamento de caixas ATM com recurso a gás acetileno". As investigações levaram a mais seis detenções, em Junho e Julho de 2013.

A primeira experiência com explosivos visou a ATM da fachada de uma agência na Malveira da Serra (Cascais), mas o equipamento resistiu à explosão porque a gelamonite, roubada a uma empresa de construção no Lourel, estava deteriorada. Os estragos somaram mais de 24 mil euros. Na mesma noite, na estação da CP de Mira-Sintra/Meleças, o explosivo destruiu a ATM junto às bilheteiras, mas accionou o sistema antifurto de tintagem de notas. Foram levados 44 020 euros, tingidos de vermelho. A rota de rebentamentos passou pela fábrica da Siemens, no Sabugo (9 300 euros); complexo multiserviços municipal na Adroana (27 580); centro comercial Riyadh, em Cascais (70 010); supermercado na Encarnação (48 370 euros); estação da CP na Ribeira de Santarém (33 660); Junta de Freguesia de Runa (35 920); posto de combustíveis nas Mercês (17 710); agência bancária em Á-dos-Francos, (27 180), ou Junta de Freguesia da Vermelha (23 230).

O juiz de instrução criminal, Carlos Alexandre, pronunciou ainda alguns dos arguidos em co-autoria de outros crimes, como de provocação de explosão com perigo doloso para a vida e bens patrimoniais alheios de valor elevado, furto qualificado, roubo, detenção de armas proibidas ou tráfico de droga. O magistrado manteve a prisão preventiva a 12 arguidos e a prisão domiciliária com pulseira electrónica ao líder do grupo. Para um arguido em paradeiro desconhecido, que requereu a abertura de instrução e emitiu mandados para a prisão preventiva.

OU PAGAM O TRIBUTO A BEM OU A MAL...MAS DEPOIS ALGUNS É QUE SÃO XENÓFOBOS E ADEPTOS RENHIDOS DA "CENSURA" PORQUE A DE AGORA É UMA BÊNÇÃO...

O D. CLEMENTE , A QUEDA DE PORTUGAL E O FIM DA NAÇÃO PORTUGUESA

EU NUNCA LI, NEM VOU LER, A "CIDADE DE DEUS" DE AGOSTINHO QUE EM 413 DC JUSTIFICAVA A QUEDA DE ROMA, O SAQUE DE ROMA E O COLAPSO DO IMPÉRIO CRISTÃO ÀS MÃOS DOS BÁRBAROS INVASORES COM A "IMPERFEIÇÃO DAS QUESTÕES HUMANAS" E QUE O VERDADEIRO CRISTÃO É NA REALIDADE UM CIDADÃO DO CÉU...
JÁ O IMPERADOR HONÓRIO TRATOU DE MANDAR ASSASSINAR O SEU GENERAL ESTILICÃO FACILITANDO ASSIM E EM DEFINITIVO AS INVASÕES BÁRBARAS QUE TROUXERAM A "LUZ" À EUROPA OCIDENTAL DURANTE MIL ANOS...
PORTANTO PORTUGUESES LEGÍTIMOS NÃO FIQUEM XENÓFOBOS COM EXTRA-COMUNITÁRIOS, DEIXEM-NOS ENTRAR CONFORME A SUA VONTADE, QUE EM MENOS DE 10 ANOS JÁ VAI NUM MILHÃO E DIVIDAM IRMÃMENTE COM ELES DANDO A OUTRA FACE E AGUENTEM ESTOICAMENTE...PORQUE IRÃO TER A CIDADANIA NO CÉU.SÓ NÃO ESTÃO GARANTIDAS AS 72 VIRGENS...DOS OUTROS...NEM RECIPROCIDADES EM LADO NENHUM...
SR CARDEAL OS PORTUGUESES EM PRIMEIRO LUGAR, OS INTERESSES DOS PORTUGUESES EM PRIMEIRO LUGAR E TRATE LÁ DA ALMA DOS PORTUGUESES EM PRIMEIRO LUGAR POIS AFINAL SÃO ELES QUE O MANTÊM...E NÃO OS ANIMISTAS, NEM OS HINDUS, NEM OS ISLÂMICOS QUE POR AÍ ANDAM BEM ACOLHIDOS SEM JUSTIFICAÇÃO ABSOLUTAMENTE NENHUMA E QUE SÓ DÃO PREJUÍZO AOS PORTUGUESES...
PORTANTO META NO SACO ESSA COISA DA XENOFOBIA QUE É UMA REACÇÃO LEGÍTIMA À INVASÃO AVASSALADORA PAGA COM SUBSÍDIOS DA SEGURANÇA SOCIAL...QUE TODOS SÃO OBRIGADOS A PAGAR...
OLHE POR MIM A CIDADANIA DO CÉU DISPENSO.LUTO PELA CIDADANIA TERRENA...E NÃO POR MIM MAS PELOS MEUS HERDEIROS E CONTERRÂNEOS...
SR CARDEAL NÃO SE ESQUEÇA DA LIÇÃO DE CRISTO:A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR...

A MAIS BEM PREPARADA GERAÇÃO DE SEMPRE QUE SÓ A LIBERDADE DE ABRIL PERMITIU ALÉM DO FABRICO DE PROPAGANDA, INTERNACIONALISMO E CONTÍNUO COMBATE ÀS DIFERENÇAS, DESIGUALDADES E POBREZA QUAL O PRODUTO QUE APRESENTA COMO SUCESSO DE EXPORTAÇÃO?

PÁ SÃO UMA MAIORIA SOCIOLÓGICA BEM ANCORADA NO PODER, NA CENSURA, NA LAVAGEM DOS CÉREBROS, NOS SINDICATOS, NAS CIÊNCIAS HUMANAS. TÊM DOUTORADOS, INVESTIGADORES E LICENCIADOS COMO NUNCA HOUVE NO TEMPO DO FASSISMO,TÊM AS VÁRIAS MODALIDADES DE COMUNISMO QUE EXISTEM NO PLANETA, MAS NÃO VEJO O EMPREENDEDORISMO FABRIL COM QUE INICIARAM A MARCHA OU SEJA O DESMANTELAMENTO DA PRODUÇÃO(CINTURAS INDUSTRIAIS) E MERCADOS FASSISTAS...(ULTRAMAR)
LIMITAM-SE A "RECLAMAR" MAIS E MAIS SEM DAQUELA MOLE DE GENTE, UMA "MAIORIA" SAIR UM SIMPLES PRODUTO VENDÁVEL COM ÊXITO...
E CHEGAM DEPOIS DE INVESTIGAREM COPIOSAMENTE A SOLUÇÕES CURIOSAS COMO A DA "IMPORTAÇÃO DOS POBRES DOS OUTROS" E QUE FICAM LOGO POR NOSSA CONTA PORQUE A CONSTITUIÇÃO A ISSO OBRIGA,"ENRIQUECE"...PELO QUE OS BAIRROS SOCIAIS MULTICULTURAIS DERAM SALTOS ENORMES EM FRENTE E ONDE SÓ SE FABRICA O "HOMEM NOVO" E CLARO MULATO, O NOVO "POVO ELEITO" SEM QUERER FERIR A SENSIBILIDADE DOS SEFARDITAS A CHEGAR...
LEMBRO-ME AINDA DA TENTATIVA DO "BARÃO VERMELHO" ESSE EXPOENTE COMUNISTA DO "FABRICO COM DIREITOS" DO AR CONDICIONADO,MAS QUE FOI SOL DE POUCA DURA E QUE DEIXOU OS REVOLUCIONÁRIOS CANSADOS...E COM HORROR AO SUOR E À FERRUGEM...

Saturday, April 19, 2014

Ó FERREIRA NÃO TE ESQUEÇAS DE IR DEPOSITAR UMA COROA DE FLORES NA CAMPA DO CAPITÃO PERALTA...

Portugal quer retomar relação política com Cuba
O secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Luís Campos Ferreira, visita na próxima semana Cuba, país com o qual Portugal quer retomar a relação política, anunciou à Lusa fonte do ministério dos Negócios Estrangeiros. Durante a deslocação de Campos Ferreira, entre os dias 24 e 26, Portugal e Cuba assinarão um memorando de entendimento para instituir "consultas políticas regulares" entre os dois países, adiantou a mesma fonte. A visita do governante - a primeira de um secretário de Estado português dos Negócios Estrangeiros desde 2009 - pretende dar "um sinal político importante".

E NADA DE COPIARES AQUELE PRESIDENTE DA JSD QUE VEIO DE LÁ ENAMORADO POR UM VENEZUELANO COM QUEM SE "CASOU" DURANTE 6 MESES ANTES DE COMEÇAREM À BATATADA...
MAS PRONTOS AINDA FALTA A COREIA DO NORTE.NUNCA SE SABE COMO ELES NOS ENRIQUECERÃO...

Friday, April 18, 2014

Ó MATA AGORA ANDAM A SALVAR O PLANETA COMO DEUSES DO OLIMPO.E A REFAZER UM IMPÉRIO DO "BEM" PORQUE SÃO OS INDÍGENAS A PAGAR...


Por Saragoça da Matta
publicado em 18 Abr 2014 - 05:00

A imutável natureza dos povos

"Há povos fadados a serem sempre nada. Obreiros laboriosos, sob o estalar dos chicotes, vêem-se incapazes de um acto colectivo e espontâneo de criação"
Há momentos determinantes da história dos povos. De entre esses momentos são particularmente relevantes aqueles em que um povo diz não aos poderes instituídos, refundando-se, com a aceitação da generalidade da comunidade, mesmo que tenham resultado de actuações de apenas um punhado de descontentes. Esses momentos refundacionais marcam o compasso do tempo universal, bem como os tempos das vidas de cada um. Mudam a história e mudam as histórias.

Certos povos, contudo, são avessos à mudança. São intrinsecamente obedientes. Visceralmente inertes. Mantêm-se por centúrias sujeitos às mesmas estruturas de poder, ainda que com alteração de regimes. São comunidades que variando de orientação política de quem os conduz, se mantêm sempre sob o mesmo tipo estrutural de domínio: permanentemente sob ditaduras, ora com um pendor, ora com o pendor oposto, tudo aceitam, sem questionar a legitimidade despótica ou absolutista do poder que sobre si é exercido.

Já outros povos anseiam permanentemente por mudanças. E mudam. As convulsões são permanentes. Refundam-se a cada virar de esquina. Não mudam apenas caras e cores políticas. Alteram a estrutura dos Estados, reconfiguram os equilíbrios políticos e chegam mesmo a modificar a base geográfica em que assentam.

Há, por fim, aqueles povos que não desejam nada. Agradecem apenas que alguém os conduza. Seja em que sentido for e nos moldes que aprouverem a quem tenha a força suficiente para os subjugar. Por regra são aqueles povos que, ouvidos nas ruas, nos cafés, nos táxis, discordam de tudo. Contestam tudo. Protestam quanto a tudo. Mas apesar disso, limitam-se a esperar tudo. São povos messiânicos, no sentido de que o que os mantém vivos é a esperança num salvador. Nada fazem enquanto "todo". Os desconfortos que todos sentem, mais ou menos profundamente, nas suas vidas, não motivam mais do que escárnio e maldizer. Mais abertos, ou mais ocultos, os protestos não passam disso mesmo. De palavras mais ou menos inflamadas, com mais ou menos secretismo. Esbirros teóricos. São os povos do palpite e da crítica. Do "eu cá acho que"...

São povos fadados a serem sempre nada. A não fazerem nada. Sem uma força motriz e de comando, são inertes. Obreiros laboriosos, sob o estalar dos chicotes, vêem-se incapazes de um acto colectivo e espontâneo de criação. Quem os oiça, porém, acredita que moveriam montanhas à força de braço. Vã esperança: às ocultas ou em público, falam, criticam, gritam, protestam! Chamados a conduzir os seus destinos, assobiam para o lado, fingem não entender, e esperam que passe.

São povos destinados ao jugo dos mais fortes, dos mais espertos, dos mais afoitos. Sabendo-se enganados, preferem sê-lo, a reagir. Em ditadura ou em democracia, vivem sempre a mesma infelicidade. Conscientes do seu fado, mas conhecedores da sua natureza, limitam-se a viver conduzidos, na ânsia calada de que algo mude para si, já que nunca mudará para todos.

*São os países do "para inglês ver", do "entre mortos e feridos alguém há-de escapar" e, pior que tudo, do "em terra de cegos quem tem olho é Rei"!

OS AFRICANOS PODEM ESTAR DESCANSADOS QUE A RTP ÁFRICA ESTÁ DE PEDRA E CAL.SÓ FALTA COMEÇAR A TRANSMITIR EM CRIOULO...


RTP conclui programa de rescisões com 20 saídas

UM MONSTRO DE PROPAGANDA INTERNACIONALISTA E DE SALVAÇÃO DO PLANETA CLARO QUE POR NOSSA CONTA...E DE GRÃO A GRÃO ENCHE A GALINHA O PAPO...

OLHEM QUE O IR TOMAR NO CU NÃO É DOENÇA...MAS PRONTOS OS INTERNACIONALISTAS MILITANTES DA "ESCOLA PÚBLICA" QUE NÃO É SEF CONSIDERAM O MESMO PARA O "SNS" CERTO?DEPOIS QUEIXAM-SE QUE NÃO HÁ CU QUE AGUENTE...

Sofre de mais de cinco doenças crónicas? Pode vir a ter um gestor de saúde

NESTES MODERNOS TEMPOS DAS BASES DE DADOS INFORMÁTICAS É MESMO MUITO DIFÍCIL DETECTAR QUEM É QUE CUSTA O QUÊ E SE HÁ OU NÃO MAFIOSISMO. CLARO QUE SÓ DEPOIS DA "COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE DADOS" AUTORIZAR CLARO.QUE NÃO TEM PROBLEMAS EM QUE O FISCO VEJA TUDO EM NOME DO SOCIALISMO INTERNACIONALISTA...

Thursday, April 17, 2014

OS SIDOSOS SAEM MUITO CARO NA SAÚDE.UMA BOA PARTE SÃO PANELEIROS.QUE TAL UMA TAXA PARA OS ADEPTOS DO IR TOMAR NO CU?

Saúde quer encarecer produtos com excesso de sal e açúcar já em 2015

O objectivo é melhorar os hábitos de consumo das pessoas, explica o secretário de Estado adjunto do ministro da Saúde, Fernando Leal da Costa.

CHAMEM JÁ O EX-JSD QUE SE CASOU COM OUTRO HOMEM E VENEZUELANO, AMOR À PRIMEIRA VISTA EM "CUBA" PARA TRATAREM COM UM EXPERT...

O GRANDE AMIGO DO SÓCRATES A CONTINUAR A LIÇÃO ANTERIOR...

Aumento de capital leva acções da Oi a afundarem mais de 23% em cinco sessões
17 Abril 2014, 11:54 por Rita Faria | afaria@negocios.pt


Aumento de capital da operadora poderá ser feito com desconto no preço, o que tem provocado quedas acentuadas nas últimas sessões, de acordo com um analista. No mesmo período, a Portugal Telecom caiu mais de 8%.
As acções da operadora brasileira Oi caíram 23,3% nas últimas cinco sessões, elevando para 29,5% as perdas acumuladas desde o início do ano. Neste mesmo período de cinco sessões, a Portugal Telecom desvalorizou 8,4%. Desde o início do ano os títulos da operadora nacional acumulam uma queda de 5,38%.

A trajectória descedente da Oi tem acompanhado o período de subscrição do aumento de capital, que começou a 10 de Abril (sessão em que a Oi caiu mais de 7%) e que termina a 24 de Abril. Isto porque, tendo em conta o valor da oferta e o número máximo de acções, o aumento de capital da operadora deverá ser feito com um desconto no preço, explicou um analista ao Negócios.

A Oi comunicou que a emissão poderá atingir um máximo de 5,75 mil milhões de acções que, se fossem colocadas ao preço de fecho da sessão de ontem, 16 de Abril, elevariam a emissão para um total de 14,54 mil milhões de reais. No entanto, a intenção da empresa é que a emissão totalize 14 mil milhões de euros, pelo que o preço final das novas acções deverá ser inferior à cotação actual. “Isso abre uma possibilidade de ganhos saindo da acção hoje e voltando a entrar” após o aumento de capital, explica o analista Lenon Borges, da corretora brasileira Ativa.

Um desempenho que deverá continuar negativo, de acordo com o analista. “Já há algum tempo que as acções da Oi operam de forma bastante volátil. Tanto para cima, quanto para baixo, a variação do preço [da Oi] é normalmente mais forte do que a do mercado. Além disso, a nossa visão para a empresa é negativa, e acreditamos que terá uma performance pior do que o Ibovespa”, acrescenta Lenon Borges.

O aumento de capital da Oi, que constitui mais um passo fundamental para a fusão com a Portugal Telecom, será subscrito por um sindicato bancário de 14 bancos com garantia firme de liquidação mas sem garantia de colocação – uma alteração feita nos contratos com os bancos e que significa que será feito o melhor esforço de colocação, mas sem obrigação a garantia firme, tendo um equílibrio entre oferta e procura. A garantia firme de liquidação é a obrigação de ficar com as acções que tenham sido subscritas, porém não liquidadas pelos investidores, até ao limite da sua participação.

Fazem parte do sindicato bancário BTG, HSBC, Bank of America Merrill Lynch, Barclays, Credit Suisse, BESInvestimento, BB Banco de Investimento, Bradesco, Banco Caixa Geral, Citigroup, Goldman Sachs, Itaú BBA, Morgan Stanley e Santander.

Perspectivas para a CorpCo são “negativas”

Em declarações ao Negócios, Lenon Borges diz que as perspectivas para a empresa gerada após a fusão da Oi com a Portugal Telecom “continuam negativas”, porém, com uma situação mais “favorável” do que antes da fusão.

“A emissão de acções da operadora brasileira, se for bem sucedida, melhora a situação de caixa da empresa, e o capital que for levantado deverá ser utilizado, primordialmente, para amortizações, melhorando o endividamento da companhia”, explica o analista. “Além disso, a criação da CorpCo deve apresentar união de sinergias, principalmente na parte financeira, de forma a melhorar o perfil da dívida, e abrir capital para que os investimentos necessários sejam feitos de forma menos custosa”.

No entanto, permanece “reticente” em relação à união de sinergias operacionais, dado que a diversificação geográfica “não permite grandes melhorias” e as empresas já participam de uma aliança industrial. “A CorpCo ainda será uma empresa com diversos problemas operacionais e estratégicos, com um fluxo de caixa pior do que as suas congéneres, e com dificuldades para obter os grandes 'drivers' do sector, fazendo com que nossa a visão se mantenha negativa”.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de “research” emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de “research” na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.

PORTUGUESES HÁ MUITOS.E SEGUNDO OS MARXISTAS KULTURAIS OS DESTE TIPO SÓ NOS ENRIQUECEM E PAGAM A PENSÃO...

'Former Arsenal player' in Syria jihad video identified as Portuguese
British and foreign security services say man who appeared in video urging others to join jihadists is Celso Rodrigues Da Costa

Português identificado em vídeo da Al-Qaeda



Português identificado em vídeo da Al-Qaeda
Os serviços de informação britânicos e de outros países não mencionados identificaram o guerrilheiro da Al-Qaeda que aparece num vídeo da jihad síria como sendo o português Celso Rodrigues da Costa...

A MAIS VIÇOSA INDÚSTRIA, A DO PASSAPORTE A EITO, QUE EXISTE EM PORTUGAL DEPOIS DA ENTREGA DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO...

PS

COMO SE VÊ AS MESQUITAS QUE CRESCEM POR AÍ COMO COGUMELOS SÓ PREGAM O ISLAMISMO MODERADO...

COMO A AFRICANIDADE NÃO QUER REGRESSAR NEM ATADA TALVEZ UNS BARCOS COMO NO TEMPO DA ESCRAVATURA, MAS AGORA PARA OS MANDAR PARA CASA...

La Europa del Sur pide apoyo financiero a la UE para frenar la inmigración ilegal
Siete ministros abogan en Alicante por firmar acuerdos de readmisión con los países africanos
EZEQUIEL MOLTÓ Alicante 16 ABR 2014

Siete ministros de Asuntos Exteriores dieron este miércoles en Alicante un “toque de atención” a la Unión Europea para exigirle “más dinero, más recursos y orden en las fronteras” para controlar la inmigración irregular, según resumió el ministro español de Asuntos Exteriores, José Manuel García-Margallo.

En una reunión informal, que busca resucitar el antiguo Grupo del Olivo, los ministros de Francia, Italia, Grecia, Chipre, Malta, Portugal y España, aprobaron, por unanimidad una declaración en la que piden a Bruselas “apoyo institucional y financiero para ayudar a los terceros países a devolver a los inmigrantes irregulares” y solicitan un “refuerzo” del control de las fronteras externas a la Unión Europea y “una mayor participación de los Estados miembros” contra este problema.

Tras el encuentro, celebrado durante unas dos horas en la sede de Casa Mediterráneo de Alicante, los responsables de la diplomacia en los países ribereños del sur de Europa, que ahora pasan a denominarse Grupo del Mediterráneo, consideran que Bruselas debe adoptar los instrumentos financieros necesarios que “actúen simultáneamente contra la presión migratoria y promuevan el desarrollo económico y social de los países de origen y de tránsito”.

La ministra de Asuntos Exteriores italiana, Federica Mogherini, retó a todos los países de la Unión de Europea a “hacer frente a este problema desde la raíz, dando estabilidad a los países de origen y de tránsito”. “La pobreza es la clave del problema, y es muy importante que todos los países europeos trabajemos juntos y no cada país por su cuenta”, dijo la ministra italiana. El ministro francés de Asuntos Exteriores, Laurent Fabius, recalcó “el interés de toda Europa” en que estos países se estabilicen.

La declaración institucional arranca recordando “los trágicos acontecimientos que han tenido lugar recientemente en el Mediterráneo”, en alusión a la muerte de cientos de inmigrantes en octubre pasado cuando intentaban alcanzar la isla italiana de Lampedusa, y advierte de que la presión migratoria “lejos de disminuir, está aumentando”.

Tras recordar que los países del sur de Europa hacen “grandes esfuerzos” para afrontar este problema “en beneficio de toda la Unión Europea” y que los inmigrantes no pretenden quedarse en dichos países, sino trasladarse a otros Estados de la UE, reclaman “una mayor participación” de toda la Unión Europea.

Los ministros plantean una amplia batería de medidas concretas, “tanto a corto como a medio plazo”. Y proponen mantener y reforzar las fronteras externas de la UE, a través de la agencia Frontex; potenciar las capacidades de los países de origen y tránsito de la inmigración para controlar sus propias fronteras; luchar contra las redes de trata de seres humanos, potenciando la cooperación con terceros países; y potenciar “todas las formas de retorno y readmisión” de los inmigrantes irregulares, “en el pleno respeto de sus derechos fundamentales”.

Además, los ministros abogan por apoyar a los países de tránsito para que puedan devolver a los inmigrantes irregulares a sus países de origen; potenciar la migración legal con fórmulas como la “migración circular” (o migración de ida y vuelta); integrar la inmigración en la política exterior; dotar de financiación suficiente a las asociaciones de movilidad ya firmadas con Marruecos y Túnez y extenderlas a otros países africanos; y abordar las causas profundas de la inmigración, asociadas a la pobreza, la inestabilidad y la falta de respeto a los derechos humanos.

Los ministros mediterráneos piden que se promuevan acuerdos de readmisión con los países de origen y tránsito y reclaman a la Comisión Europea que haga “los esfuerzos necesarios para garantizar que los Estados africanos cumplen sus compromisos en materia de readmisión”.

Para que todas estas propuestas no queden ad calendas graecas, los ministros reclaman que sean abordadas en la cumbre europea de junio próximo, cuando debe definirse las orientaciones de la nueva legislación en materia de libertad, seguridad y justicia.

Durante la reunión también analizaron la crisis en Crimea, donde Rusia debe ser un “socio y no un adversario de la Unión Europea”, según el ministro García- Margallo.

ACHO PIADA A ESTES MINISTROS.QUE TÊM MEDO DAS POTÊNCIAS AFRICANAS QUE SE ATREVEM A RECUSAR ATÉ OS SEUS CRIMINOSOS...E QUE ALGUNS SENDO NARCO-ESTADOS VISAM ORGANIZAR O COMÉRCIO DAS DROGAS SÓ PARA LIXAR OS BRANCOS.MAS ATENÇÃO RACISTAS SÃO OS BRANCOS...
OS ILEGAIS DEVEM SER METIDOS EM BARCOS E DESEMBARCADOS À FORÇA NAS COSTAS DOS SEUS PAÍSES.
MAS ATENÇÃO ÀS NACIONALIZAÇÕES QUE OS MARXISTAS KULTURAIS ANDAM A FAZER E QUE DEVEM SER REVERTIDAS.AFINAL A ÁFRICA JÁ NOS DEU O EXEMPLO NÃO?

QUEM É CORRUPTO NO GOVERNO DO PASSOS?OLHEM QUE QUEM O DIZ É O MAROCAS...

O sr. dr. acredita que o governo vai cair em breve. Mas quem obriga Passos Coelho a demitir-se, tendo em conta que tem o apoio do CDS e do Presidente?

Acredito. Só se quiserem acabar muito mal é que não desaparecem antes de serem corridos. Porque aqueles que são corruptos e no governo há alguns, se não quiserem sair a bem, sairão à força, como disseram os militares: se não for a bem vai a mal. Quanto ao Presidente da República, a dois anos de acabar o seu mandato, se não mudar a tempo - isto é proximamente - também se poderá sair muito mal. Medite no que lhe disse Durão Barroso, que não hesitou em voltar às culpas do BPN.

Ó MÁRIO PERCEBE-SE BEM QUE OS 3 DDD TERIAM QUE COMEÇAR PELA "DESCOLONIZAÇÃO".SÓ QUE FOSTE MUITO MODESTO NO PAPEL DE MINISTRO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS A TRATAR DISSO...
O QUE EU SEI É QUE NO PROGRAMA DO MFA ESTAVAM AS "CONSULTAS" AOS POVOS QUE FORAM METIDAS NA GAVETA A TEU PEDIDO...E ISTO LOGO NO INICIO DAS TUAS VIAGENS À LENINE NA I GRANDE GUERRA QUANDO ENTREGOU TUDO O QUE OS ALEMÃES QUERIAM, NO TEU CASO COM OS GUERRILHEIROS, UMA MINORIA,COM A CONSEQUENTE PERDA DE LIBERDADE DAS POPULAÇÕES QUE RAPIDAMENTE FORAM FORÇADAS A DITADURAS, PRESAS, TORTURADAS E FUZILADAS COM E SEM GUERRAS CIVIS.PARA ALÉM DAS POPULAÇÕES BRANCAS TEREM SIDO EXPULSAS E CONFISCADAS DOS SEUS BENS E PELOS VISTOS COM ACORDOS SECRETOS...
SÓ TE ESCAPOU CEUTA PÁ...

Wednesday, April 16, 2014

A ROSALINA DEVE TER DADO MAIS UMA VOLTA NA COVA...

Tribunal liberta Duarte Lima da prisão domiciliária

A PODRIDÃO É ISTO:SE METEREM MESMO UM DENTRO COMO DEVE SER IAM TODOS A SEGUIR PORQUE O PRIMEIRO BOTAVA A BOCA NO TROMBONE.E NINGUÉM QUER ISSO POIS NÃO?A MAÇONARIA TRATA DE REPARAR ESSAS COISAS E COM MUITO HUMANISMO...

O CRATO NÃO SÓ NÃO IMPLODIU O SEU MINISTÉRIO COMO REFORÇOU A PROPAGANDA E O INTERNACIONALISMO POR NOSSA CONTA.Ó CRATO DIZ-ME LÁ QUEM É QUE "AVALIA" AS OFERTAS "PROFISSIONAIS" E OS CURSOS "VOCACIONAIS"...

"Não estamos a falar de números concretos. Estamos a falar da disponibilização de professores portugueses que queiram vir para cá trabalhar, que são, certamente, bem-vindos em Moçambique", disse, em declarações à agência Lusa, o ministro da Educação e Ciência.

"Em Portugal, no ensino secundário, temos já cerca de 42% [dos alunos] em ofertas profissionais, e, no básico, temos uma experiência piloto na criação de cursos vocacionais, que tem tido imenso sucesso", acrescentou Crato, referindo-se à disponibilidade portuguesa para a transmissão de conhecimentos na área da cooperação técnico-profissional.

OLHA CERTAMENTE QUE O ENSINO TÉCNICO-PROFISSIONAL DO SALAZAR É QUE ERA FASSISTA...

PS

E OLHA QUE ERA DO TIPO EM USO NO MAIS RICO PAÍS DA UE:A ALEMANHA...

PS1

SÓ PARA DESPISTAR AO ZÉ POVINHO A RAPAZIADA DEMOCRATA NÃO PARA DE MUDAR O NOME DA MERDA.AS MOSCAS É QUE SÃO SEMPRE AS MESMAS...

OS PENSIONISTAS SÃO OS FASSISTAS MODERNOS.POR ISSO É "BEM" IREM SENDO DEPENADOS PARA SALVAR O PLANETA QUE NOS ESCOLHE POR AS ESCOLAS NÃO SEREM SEF NEM OS PAÍSES "AMIGOS" ACEITAREM OS SEUS NACIONAIS DE VOLTA, NEM MESMO QUE SEJAM AQUI CRIMINOSOS...

"Que se lixem as eleições". Cortem 1400 milhões

~~~~~~~~~~~~~
Cortes definitivos nos salários e pensões serão revelados até ao final do mês
MARGARIDA PEIXOTO
São mais de dois mil milhões de euros de cortes temporários que o Governo quer passar a definitivos.


OS CORNOS MANSOS DO INDIGENATO TUDO AGUENTAM.PORQUE ISTO É "DEMOCRÁTICO".ESCRAVOS DAS DIFERENÇAS E MISSIONÁRIOS À FORÇA...CÁ DENTRO...ONDE REPAREM OS ELEITOS NÃO QUEREM PERDER NEM UM...POIS NÃO SÃO "DESPESA" É SÓ ANIMAÇÃO... E DESASSOSSEGO...

DANOS COLATERAIS DA MAIS VIÇOSA INDÚSTRIA DO PASSAPORTE DO PLANETA NUMA DE TODOS IGUAIS, TODOS DIFERENTES DEPOIS DA ENTREGA DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO COM DIREITO A EXPULSÕES EM MASSA E CONFISCO DE BENS...

Londres
O bairro onde vivem
os portugueses da Jihad

Leyton, o multiétnico, fervilhante e quase esquecido bairro londrino onde mais de dois terços da população fazem parte de alguma minoria étnica.

Os cerca de dez portugueses monitorizados pelos serviços secretos portugueses e ingleses – suspeitos de pertencer ao exército jihadista Kataib al Muhajireen, aliado do poderoso Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIL) – vivem nestas ruas. Alguns deles já não se encontram em Londres e neste momento combatem no norte da Síria ao lado de centenas de guerrilheiros ocidentais. A mesquita local, situada na rua principal, é investigada há alguns anos pelas secretas inglesas. Alguns documentários e reportagens da comunicação social britânica dão conta de donativos suspeitos para a Síria e de extremismo religioso. Lá dentro, ninguém se recorda de ali passarem fiéis de nacionalidade portuguesa. Entre a comunidade portuguesa muçulmana a residir na Grande Londres o assunto é considerado tabu. Um responsável, que pediu para não ser identificado, garante que os casos foram “já identificados” e que os “elementos mais radicais têm sofrido pressões para se afastarem”.

A MAIOR CASA PIA DO MUNDO ACOLHE , NACIONALIZA E DISTRIBUI DIFERENÇA "PORTUGUESA" EVIDENTEMENTE,PELO PLANETA.E COM ISSO FOMOS ENRIQUECENDO COMO PODEM AQUILATAR...

E AINDA É PRECISO CONSTRUIR MAIS BAIRROS SOCIAIS PARA ALOJAR MULTICULTURAIS QUE CONTINUAM A CHEGAR...

Passos garante que redução definitiva das pensões será menor do que é hoje
O primeiro-ministro afirmou, esta terça-feira, que a solução definitiva para tornar sustentável o sistema de pensões terá de incluir uma redução do seu valor, acrescentando que essa redução "nunca será tão grande como a atual".

~~~~~~~~~~~~~~~~

Aumento da pobreza infantil em Portugal "é dramático"
O sociólogo Renato Carmo considerou, esta terça-feira, "dramático" para Portugal que "cerca de um quarto das crianças e jovens" esteja em risco de pobreza, com o aumento deste fenómeno nas famílias com dois ou mais filhos.

ISTO DE TEREM TRANSFORMADO PORTUGAL NUM SOBADO INTERNACIONALISTA NÃO VAI ACABAR BEM.NÃO PODE.BASTA OLHAR PARA O QUE SE PASSA NA UCRÂNIA ONDE OS FILHOS DO INTERNACIONALISMO SE COMEÇAM A MATAR POR QUESTÕES NACIONALISTAS...
A NOSSA "INTELECTUALIDADE" QUE UMAS VEZES DEFENDE E PRATICA AS ENTREGAS DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO PARA A SEGUIR E COM ROUPAGENS DE "SALVAMENTO DO PLANETA" NOS COMEÇAR A COLONIZAR FURIOSAMENTE TEM QUE ACABAR.QUER-SE DIZER SE OS INDÍGENAS NÃO QUISEREM SER VOLUNTARIAMENTE ESCRAVOS DAS DIFERENÇAS IMPORTADAS E SALVAS MAS POR NOSSA CONTA SEM PESO NEM MEDIDA...
ISTO SEM IR AO QUE DISTRIBUEM LÁ POR FORA COMO SE FOSSEM DEUSES DO OLIMPO...

PS

PERCEBO O ANTÓNIO COSTA, O OUVIDOR DAS "ASSOCIAÇÕES".OS NACIONALIZADOS QUE TANTO ESFORÇO FAZEM AO DAR-NOS 4 E 5 "PORTUGUESES" LÁ NA CASINHA SOCIAL CRESCERAM E PORTANTO AS NECESSIDADES DE NOVAS CASAS É PREMENTE.PARA ALÉM DOS ILEGAIS QUE ANDAM POR AÍ EM CHABOLAS E EM FÁBRICAS ABANDONADAS...
OS SEFARDITAS E OS INDIANOS QUE JÁ NOS ENRIQUECEM TUDO FARÃO PARA QUE O INDIGENATO PAGUE MAIS ESSA BOA ACÇÃO...

Tuesday, April 15, 2014

Ó FERRAZ ISSO NUNCA PODE ACONTECER.O QUE INTERESSA É TER TODAS AS MODALIDADES DE COMUNISMO...INTERNACIONALISTA CLARO!

Ferraz da Costa. "Um destes dias acordamos e temos um partido de extrema-direita"

A MALTA ANDOU SÉCULOS A "EXPLORAR" OUTROS POVOS?ORA TOMEM LÁ A PAGA.UM IMPÉRIO PRÓPRIO DE "BEM" PORQUE É O INDIGENATO A SUSTENTÁ-LO NUMA DE TODOS IGUAIS, TODOS DIFERENTES PARA FAZER O HOMEM NOVO E MULATO QUE NÃO ERA POSSÍVEL DE FAZER LÁ FORA...
EXTREMA-DIREITA?NUNCA MAIS!O MELHOR É SER ESCRAVO DAS DIFERENÇAS IMPORTADAS PELOS INTERNACIONALISTAS...

OS ASILADOS ATRAVESSAM MEIO MUNDO DEPOIS DE TEREM ESCOLHIDO O BEM BOM...

Asile : le rapport qui met à nu un système au bord de l'implosion

E É TUDO PELA SALVAÇÃO DO PLANETA.QUE NO NOSSO CASO AFUNDOU...

O MARAVILHOSO ESTADO SOCIAL INTERNACIONALISTA QUE NENHUM HUMANISTA SE ESQUECE DE DEFENDER...QUEM O PAGA É QUE NÃO TEM DIREITOS ADQUIRIDOS NENHUNS...

Estado paga 140 advogados a um só indivíduo

Apoio judiciário chega a ser solicitado centenas de vezes pela mesma pessoa para litigâncias irrelevantes. Serviços não têm meios para travar estes abusos. Ministério da Justiça está a estudar mudanças na lei
Há quem use e abuse do apoio judiciário. No Centro Distrital do Instituto da Segurança Social do Porto foi mesmo registado que há mais de 140 advogados a trabalhar para um único beneficiário do apoio judiciário, em outros tantos processos. Tudo pago pelo Estado e, portanto, pelos contribuintes. Este é um dos exemplos de grandes litigantes que ameaçam a sustentabilidade financeira do sistema. E este não é caso único.

AGORA COM A "DEMOGRAFIA" ABANADA PARA JUSTIFICAR A NOSSO PRÓPRIA COLONIZAÇÃO COM PAGAMENTO DE PESADOS TRIBUTOS NUMA DE MUDAR O ZÉ POVINHO QUE ADORAM VIR A FICAR MAIS ESCURINHO OS INTERNACIONALISTAS-HUMANISTAS-ADVOGADOS-MAÇONS-INTERPRETADORES DAS ESCOLAS NÃO SEREM SEF, SÓ MINISTÉRIO DAS FINANÇAS ESCONDEM OS NÚMEROS DOS POBRES DO PLANETA QUE "NACIONALIZAM" E DOS INDÍGENAS QUE FOGEM DO PAÍS.ACTUALMENTE A ARISTROCRACIA MORA EM BAIRRO SOCIAL MULTICULTURAL E TEM DIREITO A APOIO JUDICIÁRIO POIS QUE SENDO NOBREZA PODE NÃO SABER LER PARA QUE LHES TRATEM DO NÃO PAGAMENTO DA RENDA DA CASINHA SOCIAL E DAS MAIS MORDOMIAS DO ESTADO SOCIAL INTERNACIONALISTA ONDE O NUNCA TEREM DESCONTADO NADA DEVE TER DISCRIMINAÇÕES MUITO POSITIVAS...
ESTE DISTRIBUIR COMO SE CAÍSSE MANÁ DO CÉU NUNCA TERÁ RESPONSÁVEIS.OS PENSIONISTAS-REFORMADOS É QUE TÊM OU MELHOR TINHA DIREITOS ADQUIRIDOS ILEGÍTIMOS...

Monday, April 14, 2014

PÁ ORDENEM AO HOTEL PARA RETIRAR TODAS AS TESOURAS...

Minister 'failed to punish Tory official for gay orgy’
Hotel suite hired for Tory researchers may have been funded by the taxpayer

E ISTO ENQUANTO NÃO É TORNADO OBRIGATÓRIO IR TOMAR NO CU...

DANOS COLATERAIS DO INTERNACIONALISMO MILITANTE.POR CÁ ANDAM A TRABALHAR INTENSAMENTE NISSO.DEPOIS DA DESCOLONIZAÇÃO, COLONIZAM...

Tensión en Ucrania al expirar el ultimátum de Kiev a los prorrusos

No hay señales de que los activistas vayan a abandonar los edificios oficiales tomados la semana pasada. El plazo ha expirado esta mañana sin que Ucrania haya movilizado tropas

TOMEM NOTA.QUASE TODA A VOSSA CRISE É DEVIDA AO INTERNACIONALISMO...

"PORTUGUESES HÁ MUITOS" E DAS MAIS DESVAIRADAS PARAGENS DO UNIVERSO.PELO QUE SEM FOTOGRAFIA A NOTÍCIA NÃO NOS DIZ NADA.COMO HABITUALMENTE NO SOBADO EM CONSTRUÇÃO...

Reino Unido é o país da UE onde expulsam mais portugueses

Na última década foram deportados 466 cidadãos nacionais. MNE aponta comunidade com muitos casos de criminalidade
O Reino Unido expulsou mais de 450 portugueses na última década. O número tem vindo a aumentar - em 2013 foram 83 os cidadãos nacionais obrigados a deixar o território britânico. Valores que fazem do Reino Unido o país da União Europeia com maior número de expulsões de portugueses.

De acordo com dados enviados ao i pelo Home Office britânico, responsável pelas questões da imigração, desde 2004 foi dada ordem de expulsão a 466 pessoas de nacionalidade portuguesa. Nos últimos anos a tendência é de crescimento: em 2011 foram 45, em 2012 o número elevou-se para os 72 e, no ano passado, foram 83.

Desde Janeiro deste ano, segundo o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) português, foram expulsas 10 pessoas. Fonte oficial do MNE confirmou ao i que, em média, o Reino Unido é o país com maior número de expulsões de cidadãos nacionais. Um cenário a que não será alheio o facto de o Reino Unido não pertencer ao espaço Schengen. Mas não só.

De acordo com o MNE "a comunidade portuguesa no Reino Unido, muito particularmente em Londres, possui uma problemática social com grande relevância, marcada desde há mais de uma década por muitos casos de toxicodependência e criminalidade". "Por isso não é estranho que neste país existam cerca de 240 presos portugueses referenciados pelas nossas autoridades consulares, sendo vários deles alvo de penas acessórias que conduzem à sua deportação", diz o ministério tutelado por Rui Machete, na resposta a uma pergunta parlamentar do deputado socialista Paulo Pisco.

Questionado pelo i sobre os motivos para estas deportações - nomeadamente se se devem a situações de criminalidade ou se há casos de expulsões, por exemplo, por falta de meios de subsistência - o MNE remeteu para o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) de 2013, que refere o "tráfico de droga e crimes de natureza sexual" como duas das razões mais frequentes de expulsão que chegam ao conhecimento dos postos consulares. O RASI relativo ao ano passado refere que foram 78 os portugueses expulsos do Reino Unido, um número mais baixo do que aquele que é apontado pelas autoridades britânicas. Uma discrepância que tem a ver com o facto de os britânicos contabilizarem os casos (quase residuais no total) em que são notificados da partida voluntária de alguém que recebeu antes ordem de expulsão.

Já quanto ao acompanhamento que as autoridades portuguesas fazem à generalidade destes casos, o ministério refere que "foi a problemática social específica do Reino Unido que levou este governo a colocar em Londres, há mais de um ano, um adido social para o adequado acompanhamento deste tipo de situações".



Para Paulo Pisco, o governo tem de explicar "os motivos e as condições em que os cidadãos portugueses são deportados". "Cometeram crimes? Estavam em condições sociais mais precárias? A deportação é uma medida extrema, drástica. Parece-me que o governo e o ministro se sentem muito cómodos com esta situação", afirmou ao i.

HOMENS EM ESMAGADORA MAIORIA De acordo com os dados do Home Office, os cidadãos portugueses deportados do Reino Unido são na esmagadora maioria homens - o número de expulsões de cidadãos do sexo masculino eleva-se a 428, em contraste com 38 casos de mulheres.

Entre os homens, a faixa etária entre os 30 e os 34 anos é a mais visada, com 90 deportações na última década. Logo a seguir, a muito pouca distância, surgem os homens entre os 25 e os 29 anos - 88 expulsões.

Entre as mulheres, a predominância é também nestas idades, mas é entre os 25 e os 29 anos que se registam mais casos - 15. Entre os 30 e os 34 anos houve nove deportações. Com mais de 60 anos não se regista qualquer caso do sexo feminino. Entre os homens houve quatro expulsões nesta faixa etária.

Às expulsões de portugueses residentes no Reino Unido juntam-se ainda os casos em que é rejeitada a entrada em território britânico - foram 313 nos últimos dez anos.

Nos números deste ano, é para já a Espanha que leva a "liderança" - expulsou até agora 22 portugueses, enquanto o Reino Unido expulsou 10 e a França um. No total do ano passado, a Espanha expulsou 28 nacionais, muito atrás do Reino Unido.

O MENU DOS MELHORES PAGAMENTOS DA SEGURANÇA SOCIAL NA EUROPA E DAS MATRÍCULAS POR IDADE, SEM MAIS PERGUNTAS, COLOCAM O REINO UNIDO NOS MAIS DESEJADOS.MAS É PRECISO "PAPÉIS" EUROPEUS E ISSO A RAPAZIADA SABE TAMBÉM ONDE É MAIS FÁCIL...CÁ!

Sunday, April 13, 2014

Ó CRATO A CONCRETIZARES OS SONHOS DE JUVENTUDE SÓ COM GRANDES SALTOS EM FRENTE...

Ministro da Educação diz que ensino em Portugal está aberto ao mundo

Ó CRATO SÓ TE FALTOU DIZER QUE O ENSINO ESTÁ ABERTO AO MUNDO TAMBÉM LÁ FORA.MAS IGUALMENTE POR NOSSA CONTA.ENQUANTO HOUVER PENSIONISTAS QUE RECEBAM PODEM FAZER BRILHARETES INTERNACIONALISTAS SEM RECIPROCIDADE NENHUMA...

MAIS TESOURAS?A ARMA DOS PANELEIROS?OI BE ISTO É UMA ARMA!PROÍBAM ESSA MERDA PÁ...

Bélgica: português condenado a sete anos de cadeia Mata o amante gay à tesourada José Manuel Ribeiro atingiu angolano com 33 golpes. Vítima ainda caiu do terceiro andar. Hoje, 09h38Nº de votos (0) Comentários (2) Por:Sérgio A. Vitorino Engatou António M. na rua e levou-o para casa, em Bruxelas, Bélgica. O emigrante José Manuel Ribeiro desentendeu-se depois com o seu amante angolano, por dinheiro, e atingiu-o com 33 golpes de tesoura no peito. Ao tentar fugir do ataque, a vítima atirou-se de um terceiro andar e acabou por morrer. O crime ocorreu em 2011 e o português foi agora condenado a sete anos de prisão. José Manuel, 46 anos, foi defendido por uma dupla de advogados – pai e filho – e argumentou legítima defesa. Já a acusação sustentava que o crime foi intencional. O tribunal de júri – seis homens e seis mulheres – acabou por entender que o português não teve intenção de matar o jovem angolano de 22 anos. O crime remonta a 30 de abril de 2011. José Manuel – de Guimarães e declarado contumaz em 2001 por um tribunal do Porto por roubo – engatou António M. na rua e levou-o para casa para terem sexo. Os dois desentenderam-se por causa de 50 euros e lutaram. O português atingiu a vítima com 33 tesouradas no peito. A polícia foi chamada por um vizinho. Encontrou o luso coberto de sangue da vítima e o angolano no chão, nas traseiras da casa. Tentou fugir e atirou-se do 3º andar. Estava vivo, mas morreu no hospital.


UMA VERDADEIRA HISTÓRIA DE AMOR HOMO METENDO UM MULTICULTURAL QUE DARIA TÃO BONS TÍTULOS E FOTOGRAFIAS NO PÚBLICO PORRA...

AS ATRIBUIÇÕES DE NACIONALIDADE AOS POBRES DO PLANETA, EM ESPECIAL AFRICANOS POBRES,DEVEM TER EXCEDIDO AS EXPECTATIVAS...

Novo cálculo das pensões "torna definitivos cortes provisórios"

A presidente da Associação de Pensionistas e Reformados (APRE!) afirmou este domingo que a alteração do cálculo das pensões em 2015 consoante a economia e demografia, abordada num documento da Comissão Europeia, é uma forma "disfarçada" de tornar definitivos os cortes provisórios.

E COMO NÃO HÁ TRABALHO POR O "PLANO TECNOLÓGICO" TER FALIDO A "CONQUISTA DE ABRIL" QUE NOS DIZIA QUE NOS VINHAM PAGAR A PENSÃO ANDOU PARA TRÁS E SÃO OS PENSIONISTAS A PAGAR A ALEGADA RIQUEZA IMPORTADA , TUDO MAIS VALIAS E NACIONALIZADA NA HORA...PORQUE COMO SABEM OS AFECTOS SÃO DO CARAÇAS, MAS SÓ CÁ DENTRO E POR NOSSA CONTA...