Friday, May 31, 2013

AOS DEPUTADOS DO SOBADO DE LISBOA

VEJAM LÁ SE NÃO HOUVE SEFARDITAS QUE TIVESSEM MORRIDO NOS FORNOS ALEMÃES.É QUE PODEM ACUMULAR NA ATRIBUIÇÃO DA NACIONALIDADE A RESTITUIÇÃO DUMA DENTADURA NOVA E EM OURO AOS RESPECTIVOS HERDEIROS...ISTO PORQUE É SABIDO QUE OS JUDEUS JÁ TENTARAM FICAR COM ELE E PORQUE AINDA EXISTIRÁ OURO NAZI NO BANCO DE PORTUGAL...
ESTABELEÇAM LÁ A % E PRONTOS...

CUBA NUNCA FEZ TAL COISA.O CAPITÃO PERALTA APANHADO NA GUINÉ SÓ ANDAVA A FAZER TURISMO NAS ZONAS LIBERTADAS...

Cuba rejeita a sua "injusta e arbitrária" inclusão em lista terrorista ...

E AGORA SÓ EXPORTAM COBRIDORES DE PANELEIROS PARA TODO O MUNDO.OS MADEIRENSES QUE O DIGAM...

PS

E AGORA CUBA É UM PARAÍSO DE PANASCAS.ATÉ O JOÃO DAS JOTAS PSD LÁ FOI ARRANJAR O SEU PRIMEIRO COBRIDOR...
PORTANTO AGORA EM CUBA O QUE É CHIQUE É O INTERNACIONALISMO PANELEIRO(MARICON) PARA TIRAR DÚVIDAS...

PS

ACERCA DAS REIVINDICAÇÕES OS 230 DEPUTADOS "ELEITOS" JÁ ESTÃO POR TUDO E DÃO QUALQUER COISA DE BARATO.ENTÃO SE DEREM AÍ UM TERRENINHO CONSEGUEM TUDO.SIM PORQUE NÃO DEVEM QUERER DOS NOSSOS PRETOS POIS NÃO?

UM SEFARDITA DO CORAÇÃO.Ó PALHAÇO DITO DIREITOLAS RIBEIRO E CASTRO QUE PELOS VISTOS VIVEU DE VENDER O POVO PORTUGUÊS ATÉ AQUI

DIZ LÁ MEU FILHO DA PUTA QUANTAS VEZES TE PREOCUPASTE EM DEVOLVER OS SOLDADOS MORTOS PELO EX-ULTRAMAR ÀS RESPECTIVAS FAMÍLIAS...
DIZ LÁ MEU CABRÃO QUANTAS VEZES TE PREOCUPASTE COM OS ROUBOS E EXPULSÕES DOS PORTUGUESES NO EX-ULTRAMAR
DIZ LÁ MEU JUDEUZINHO QUANTAS VEZES TE PREOCUPASTE COM OS MILHARES DE AFRICANOS FUZILADOS EM VIRTUDE DA ENTREGA DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO E FAZÊ-LOS SENTAR EM TRIBUNAL INTERNACIONAL
DIZ LÁ TRAIDOR DE MERDA SE ALGUMA VEZ TE PREOCUPASTE EM SABER "QUEM" É QUE VAI SENDO "NACIONALIZADO" E SE NO MEIO DELES NÃO ESTÃO CARRASCOS DE PORTUGUESES BRANCOS E PRETOS...

QUANTO É QUE RECEBESTE PELA ENCOMENDA?

http://www.cds.parlamento.pt/gp/index.php?option=com_content&view=article&id=5223:jose-ribeiro-e-castro-intervem-sobre-atribuicao-da-nacionalidade-portuguesa-a-judeus-sefarditas-expulsos-do-pais&catid=68:plenario&Itemid=90

OS HOMENS DE MÃO DO CHORÃO DO NORTE QUE QUER SER PRESIDENTE DA CÂMARA DO PORTO



O RIBEIRO E CASTRO DO CDS!!!! E O CAA QUEREM ENCHER O MAIOR TEMPLO JUDEU DA PENÍNSULA EXISTENTE NO PORTO.NA II GRANDE GUERRA PARECE QUE OS NAZIS TINHAM IDENTIFICADO EM PORTUGAL 5000 JUDEUS.DESSES 5000 JÁ TIVEMOS DIREITO A UM NA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA.O TAL QUE PROMULGOU A LEI DA NACIONALIDADE EM VIGOR E QUE TANTO TEM ENRIQUECIDO A NAÇÃO DEPOIS DA ENTREGA DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO...AGORA É MAIS JUDEUS MESMO.OS QUE ANDAM A VENDER OS PORTUGUESES LEGÍTIMOS POR ENQUANTO SÓ CÁ DENTRO PORQUE PELOS VISTOS VÃO ACABAR POR SER VENDIDOS PARA ÁFRICA.É SÓ QUE FICA A FALTAR PERCEBEM?
É QUE A "JUSTIÇA" JÁ FOI FEITA E HÁ MUITO PELOS ENTÃO EXPULSOS POR NÃO SE QUEREREM INTEGRAR:"Quantos "judeus sefarditas de origem portuguesa" existem em todo o mundo? Não nos referimos apenas aos que têm hoje a nacionalidade israelita, mas a uma dificilmente contabilizável multidão que compõe múltiplas comunidades espalhadas pelas Américas, Europa, Médio Oriente, norte de África ou em lugares tão surpreendentes como o Irão. Que critérios usará a judaica comissão portuguesa para decidir quem é ou não é descendente dos banidos no século XVI e seguintes? Sabemos o que os judeus portugueses representaram para a pujança do comércio e  navegação dos Países Baixos onde obtiveram guarida. Também não nos é inteiramente desconhecida a sua acção no Ultramar onde continuaram a manter negócios, apoiando activamente as incursões holandesas que a Portugal definitivamente subtraíram o Ceilão, numerosas feitorias na costa indiana, Malaca e territórios na Insulíndia. No Atlântico, participaram activamente na conquista do nordeste brasileiro, na tomada de S. Jorge da Mina, S. Tomé e Angola. De todo o património perdido, apenas as possessões atlânticas foram reconquistadas por Portugal e após porfiados esforços dos Restauradores da independência nacional. A expulsão dos judeus foi assim pesadamente punida e vingada - não há que temer as palavras -, tendo Portugal perdido uma fundamental parte do seu poder económico, comercial, científico e político, a isto se juntando a perda de importantes parcelas da nossa soberania imperial. Devido à Guerra de África, Israel bastas vezes opôs-se a Portugal na ONU enquanto beneficiava dos serviços prestados pela base norte-americana nas Lajes, aquele essencial ponto de suporte que inegavelmente salvaria o Estado hebraico em 1973. Pois isto não é tido em conta para coisa alguma."
PORTANTO COM TÃO PERMEÁVEIS GOVERNANTES(SE CALHAR COM PAGAMENTOS POR FORA) OS PORTUGUESES QUE ANDAM A SUSTENTAR MEIO MUNDO SALVANDO TODO O PLANETA SÓ PODEM ESPERAR DESTES SEUS "REPRESENTANTES" O PIORIO.E NESSE PIORIO SÓ FALTA A "RECIPROCIDADE" DE SEREM VENDIDOS COMO ESCRAVOS.PARA ÁFRICA EVIDENTEMENTE...DEITEM ABAIXO ESTE REGIME DE TRAIDORES...

MAIS UM GRANDE SALTO EM FRENTE PARA OS INDÍGENAS VIREM A SER VENDIDOS COMO ESCRAVOS EM ÁFRICA...

Portugal recobra la memoria

El Parlamento aprueba dar la nacionalidad a descendientes de los sefardíes lusos

Archivado en:

 
Un niño observa el monumento dedicado a los judíos portugueses que fueron asesinados en el año 1506 en ese mismo lugar de Lisboa. / FRANCISCO SECO (EL PAÍS)
Como tantas cosas hoy, esto también comenzó en Facebook. Hace más de tres años, Pedro Ribeiro de Castro, diputado del PSP (partido conservador que actualmente gobierna Portugal, entonces en la oposición) recibió un mensaje en el que se le pedía que se interesase por la suerte de los sefardíes de origen portugués expulsados hace más de cinco siglos de suelo luso. Ribeiro de Castro comenzó a mover el asunto y hace más de un mes, presentó una ley que ha sido aprobada por unanimidad y que otorgará la nacionalidad portuguesa a todos los descendientes de los judíos que dejaron Portugal a finales del siglo XV. Muchos de ellos ya habían sido echados de España en 1492 y habían buscado, infructuosamente, refugio tras la frontera.
“Es posible que exista un pequeño éxodo”
Carlos Zazur, antropólogo, experto en cultura sefardí
En Portugal, en puridad, no hubo orden de expulsión, pero fueron bautizados en masa y a la fuerza, obligados a olvidarse de practicar su religión y perseguidos por un sistema inquisitorial tan cruel y eficiente como el español. Así, miles de sefardíes portugueses (se calcula que de España pasaron a Portugal cerca de 120.000, que se sumaron a los 50.000 existentes) decidieron exiliarse: algunas familias, a lo largo de los años, pasaron por Holanda, Italia, Turquía, Siria, Líbano, Brasil y Estados Unidos. Sin abandonar sus raíces, ni la persistente nostalgia de una tierra cada vez más remota, ni su vieja lengua sefardí, el ladino.

Promesas españolas

VERA GUTIÉRREZ CLAVO, MADRID
En España, los sefardíes –como cualquier otro ciudadano- pueden solicitar la nacionalidad por dos vías: acreditando un tiempo mínimo de residencia en el país (dos años, en su caso) o, excepcionalmente, por “carta de naturaleza”, que el Gobierno concede de forma discrecional si aprecia un vínculo especial del solicitante con la historia o la cultura españolas. Esta segunda vía es la que el ministro de Justicia, Alberto Ruiz-Gallardón, se comprometió a agilizar para los sefardíes hace seis meses, aunque aún no lo ha hecho. Gallardón anunció que la “carta de naturaleza” para los descendientes de los judíos expulsados de España en 1492 tendría un procedimiento menos excepcional, más automático, y que la Federación de Comunidades Judías de España colaboraría a la hora de acreditar los requisitos de cada solicitante. Además, los sefardíes podrían mantener su nacionalidad anterior a la vez que la española –una de las principales reclamaciones del colectivo-, como sucede ahora con los latinoamericanos, filipinos y portugueses.
El anuncio de Justicia no se ha materializado aún porque formaba parte de un proyecto de ley, el de Registros, que está paralizado en fase de borrador. Gallardón quiere ahora sacar del proyecto esa parte referida a la nacionalidad de los sefardíes y presentarla como una regulación independiente (que implicaría una reforma puntual del Código Civil) antes del verano, según fuentes del ministerio. En ese caso, la reforma empezaría a aplicarse previsiblemente a final de año. En la actualidad hay cerca de 2.900 solicitudes de nacionalidad de sefardíes pendientes de tramitación. Hace unos años se cifraban en 250.000 las personas que hablan el judeoespañol en todo el mundo, según Justicia.
Hace unos días, desde Colorado (EE UU), Carlos Zazur, de 42 años, habló con este periódico por teléfono en esa lengua casi mágica, una suerte de español del siglo XV, con injertos portugueses, árabes, balcánicos o franceses, perfectamente comprensible para un hispanohablante de la era del i-Pad. “Soy descendiente de judíos sefardíes por los cuatro costados. Portugueses y españoles. Mi madre me la enseñó como primera lengua, así que fue lo primero que hablé siendo niño”, explica Zazur, antropólogo, experto en cultura sefardí. Zazur, nacido en Brasil, asegura que la ley portuguesa es buena (España aprobó otra ley parecida en noviembre), que aguarda los detalles del reglamento, actualmente en proceso de redacción, para decidirse a pedir la nacionalidad. Otros lo harán. “Es posible que exista un pequeño éxodo”, añade este experto, que calcula que en el mundo hay dos millones de descendientes de judíos sefardíes.
Zazur recuerda que los judíos de origen portugués que se trasladaron a Ámsterdam participaron en la eclosión del comercio holandés, haciéndose con el mercado del café, del chocolate, del tabaco o de los esclavos. Y que había judíos portugueses en el origen de la proto-Nueva York, cuando aún se llamaba Nueva-Ámsterdam. “Estas familias de judíos expulsados, debido a su capacidad, a su empuje, y a su cultura, siempre fueron un motor económico y social de la historia”, explica.
En Florida, Luciano Lopes, propietario de una pequeña empresa que comercializa yogures y kéfir, descendiente también de una familia judía originaria y expulsada de las cercanías de Oporto hace más de 400 años también se piensa si pedir la nacionalidad portuguesa. Confiesa que siempre le gustó el país, que le tienta el sur de Europa porque, a pesar de la omnipresente crisis y el descalabro económico, “siempre será un buen sitio para vivir”.
"Se trata de acabar con una vergüenza histórica"
Pedro Ribeiro de Castro, diputado del PSP
“Para reglamentar la ley servirán cosas como los apellidos, el idioma, la descendencia, eso se está estudiando ahora para evitar el oportunismo”, cuenta el diputado Ribeiro de Castro. Pero, más allá de estos formulismos, de lo que se trata, añade, “es de acabar con una vergüenza histórica y dar la bienvenida a los que nunca tuvieron que partir”.
Cuando los antepasados de la rama española de la familia de Carlos Zazur abandonaron Zamora en 1492 se llevaron la llave que abría una sinagoga de esa ciudad. Dentro de unos meses, Zazur irá a dar unas conferencias a Zamora. Ya no está la sinagoga, ni el edificio que la albergaba, destruido hace mucho. Pero él llevará consigo la llave, que ha pasado, generación tras generación, país tras país, continente tras continente, como la metáfora de la memoria, más fuerte que los muros de piedra o de ladrillo. “Ya no hay puerta que abra esa llave”, dice Zazur. “Mi abuelo decía que Sefarad dejó de ser un lugar en la tierra para pasar a ser un lugar en el corazón”.
QUANTOS MORTOS PORTUGUESES NÃO SE ANDARÃO A REVIRAR NOS TÚMULOS FACE À IMENSA TRAIÇÃO COM QUE VÊM GOVERNAR NOS DIAS DE HOJE A NAÇÃO PORTUGUESA..
NÃO ACREDITO QUE QUEM ANDOU A PROMOVER LEIS DESTE TEOR SEJA DIGNO DE SER PORTUGUÊS.E DE CERTEZA MUITOS NEM SE CONSIDERAM.ESTAMOS A SER GOVERNADOS POR TRAIDORES...

DO CAIA OU VILAR FORMOSO PARA CÁ LA VIVIENDA CADA VEZ VALORIZA MAIS, PELO FISCO CLARO...

Bruselas advierte de que el precio de la vivienda seguirá bajando


La depreciación, de más del 30% desde 2007, seguirá al menos hasta 2014. El sector de la construcción tocará fondo en 2015

PÁ AS COERÊNCIAS GOVERNATIVAS CÁ NO SOBADO SÃO DE MORTE.O TC DEPOIS DAQUELE "HIATO" IMPEDIU O "CORTE" DE DOIS MESES ACIMA DE 1350 EUROS?
AGORA DESPEDEM-SE OS GAJOS CÁ DE BAIXO...
OS CIENTISTAS QUE NOS TÊM GOVERNADO SÃO DO MELHOR QUE EXISTE NO PLANETA!A TRANFORMAR OURO AMARELO DA "PESADA HERANÇA" EM OURO NEGRO ARMAZENADO EM BAIRRO SOCIAL MULTUICULTURAL POR NOSSA CONTA...NUMA DE "BEM QUE QUER, MAL ME QUER..."

ISSO E O EXCLUSIVO COMBATE AO "DUMPING SOCIAL" NOS PRODUTOS FABRICADOS PELOS DITOS...

Mentiras perigosas
29 Maio 2013, 00:01 por José Cutileiro
E o carácter punitivo da correcção é cegueira política. Causa muito sofrimento desnecessário e enraivece europeus uns contra os outros numa altura em que ou nos aguentamos todos juntos ou vamos pró maneta cada um para seu lado. Em Bona percebiam estas coisas. Em Berlim não sei.
Antes das eleições alemãs de Setembro conviria que falsidades sobre a crise financeira da Europa, tomadas por verdades pelos alemães, fossem desmentidas. Com votos à porta, não é de esperar que tal desmentido venha dos políticos que as espalharam (a começar por Angela Merkel e incluindo alguns dos seus opositores sociais-democratas). Mas é preciso que os eleitores sejam esclarecidos, sob pena do fosso entre o Norte e o Sul da Europa (e o fosso entre os alemães e quase todos os outros) se cavar ainda mais, do projecto político chamado União Europeia ser abandonado e, mais tarde ou mais cedo, da guerra tornar a ser um dos métodos usados pelos países europeus para resolverem problemas entre si.

A maioria dos alemães está convencida de que os países do Sul vão mal porque foram imprevidentes (como a cigarra da fábula de La Fontaine) e que eles, contribuintes alemães (a formiga da fábula) não estão mais dispostos a continuarem a sustentar vícios alheios. Acredita-se que há na Europa países permanentemente devedores (ao Sul) e países permanentemente credores (ao Norte). Por tudo isto, quer-se que a correcção técnica das falhas de governação financeira que contribuíram para a crise actual, sirva de castigo à alegada imoralidade da gente do Sul.

Tudo errado. As intervenções de salvamento de Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e Comissão Europeia (e outras, bilaterais, em 2010 à Grécia, antes dos mecanismos actuais que permitem financiamento pelos mercados através de um fundo da eurozona, terem sido estabelecidos) não custaram um cêntimo ao contribuinte alemão (ou austríaco, ou finlandês ou holandês). Empréstimos não são dádivas; desde o começo das crises soberanas até hoje, nenhum dos países em questão – Grécia, Irlanda, Portugal, Espanha e Chipre – faltou a qualquer das obrigações assumidas e nenhum dos países ricos do Norte perdeu um cêntimo nem como credor nem como fiador. Pelo contrário, a crise tem-lhes permitido ganhar bom dinheiro. Para já, porque o dinheiro custa muito mais barato no mercado à Alemanha (e Áustria, Finlândia, Holanda) do que a qualquer dos países do Sul. E há mais. Na Finlândia, por exemplo, o partido xenófobo dos Verdadeiros Finlandeses ganha votos por as pessoas acharem que a Finlândia manda para ajudar o Sul dinheiro que o Sul não merece, quando na realidade o seu banco central contribuiu 227 milhões de euros para o orçamento do país em 2012, lucro dos títulos gregos, espanhóis e portugueses que detém. Sem esquecer que o dinheiro fácil que fez bolhas e atrasou reformas no Sul foi intermediado por bancos do Norte.

E o carácter punitivo da correcção é cegueira política. Causa muito sofrimento desnecessário e enraivece europeus uns contra os outros numa altura em que ou nos aguentamos todos juntos ou vamos pró maneta cada um para seu lado. Em Bona percebiam estas coisas. Em Berlim não sei. Era preciso que alguém ajudasse os alemães a aprenderem a lidar com o seu destino.

* Embaixador 

O RESTO PODE E DEVE AFRICANIZAR COMO ALIÁS TÊM VINDO A FAZER OS NOSSOS INTERNACIONALISTAS DO TUDO E DO SEU CONTRÁRIO PARA QUEM AGORA "O MUNDO É UM SÓ" DEPOIS DA ENTREGA DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO...

Thursday, May 30, 2013

A DESCOLONIZAÇÃO VEM AÍ.ESTÁ JÁ TUDO TRATADO NOS BASTIDORES...


FUTUROS CURSOS DO ACIDI PARA AQUELES QUE VIERAM FAZER O QUE OS INDÍGENAS NÃO QUEREM...


FUTURA MISSÃO PARA AS FORÇAS REPRESSIVAS(QUE ALIVIEM AS EMBOSCADOS NAS ESTRADAS)


A RESTAURAÇÃO JÁ NÃO VAI SER EM MAIO.MAS CONTINUEM A PROCURAR UM NOVO SALAZAR...






A BEM DA NAÇÃO COISA QUE OS ACTUAIS INTERNACIONALISTAS NÃO SABEM NEM QUEREM SABER O QUE É...

Ó MATEUS ENTÃO O DO SOBADO DEPOIS DA ENTREGA DE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO É QUE É O FUTURO...

Projecto de Portugal europeu é um semifalhanço, diz Augusto Mateus



MAS AFINAL QUANTOS "EUROPEUS" SE VÊM POR AÍ?E ADERIMOS...E QUANTOS AFRICANOS DEPOIS DAS EXPULSÕES E CONFISCOS?EM QUE SÓ FALTA ELEGEREM-NOS COMO QUER O PROF MARCELO?SIM PORQUE LÁ EM ÁFRICA SABEM GOVERNAR-SE E SÃO UM EXEMPLO DE ABERTURA,DIREITOS HUMANOS,RECIPROCIDADES,ETÇ...
DEIXEM É DE SER TRAIDORES AOS VOSSOS ELEITORES...

DESCOLONIZANDO... E ACABANDO COM O " A CADA UM SEGUNDO AS SUAS NECESSIDADES"...UM RIO DE MEL PARA O PLANETA...


E como "libertar Portugal da austeridade"?


POR CÁ SALVAM-SE OS DA UE E DO PLANETA.TUDO A EITO E SEM RESTRIÇÕES...

UK 'will not cave in' on EU migrant benefits

Right-to-reside test, over which UK faces legal action from European commission, is vital and fair tool to protect benefits system from abuse, says DWP
Peter Lilley, the former social security secretary, introduced the right to reside test
Peter Lilley, who introduced the right-to-reside test, says the legal challenge is an example of the commission trying to extend its power. Photograph: Paul Cooper/Rex
The government has pledged to fight demands to ease restrictions on EU immigrants' access to benefits, after the European commission said it was taking the UK to the European court of justice over its alleged discrimination against EU nationals who have been living and working in the UK.
EU nationals face an extra test to see if they are eligible to claim benefits in the UK, which the commission argues goes beyond the standard eligibility criteria for welfare payments.
The Department for Work and Pensions (DWP) said the right-to-reside test was a vital and fair tool to ensure benefits were paid only to people legally allowed to live in the UK. "It is absolutely imperative that we do all we can to protect our benefits system from abuse by migrants," said a spokesman.
"The right-to-reside part of our habitual residence test is a vital and fair tool to ensure that benefits are only paid to people who are legally allowed to live in Britain. We have always been clear that we believe our rules are in line with EU law. If the commission decides to begin legal proceedings, we will fight vigorously to ensure that our benefit system is protected from abuse by migrants."
A source close to the work and pensions secretary, Iain Duncan Smith, insisted he would not cave in to legal action over the right-to-reside test.
The commission is poised to make a formal announcement, but Duncan Smith has indicated he will "see them in court" if they try to strike out the test.
"He will not be dictated to on what he can and cannot do," the source said. "It is his responsibility to do all that he can to stop abuse and benefit tourism in this country."
Speaking on the BBC's Today programme Peter Lilley, the Conservative former secretary of state for social security, who introduced the right-to-reside test, said the legal challenge was an example of the European commission trying to extend its power. He added that the UK was not alone in objecting to interference from the commission on the way the right to benefits is decided.
"The European commission is now saying that our jobseeker's allowance is not social assistance, even the non-contributory bit of it. That seems to me flying in the face of their own rules, but in any case is an attempt by them to extend their competence into areas where the treaties say they shouldn't be involved," said Lilley. "To extend it to others would be costly, unwelcome, undemocratic, not approved by parliament and I hope we will strongly resist this."
Adam Weiss, legal director of the Advice on Individual Rights in Europecentre, who made the original complaint to the commission, said British and Irish citizens always passed the right-to-reside test but other EU citizens did not.
"What EU law says is that in relation to these benefits, discrimination based on nationality is prohibited, so it is not fair, it is not lawful, to discriminate, to favour British and Irish citizens on the one hand and to discriminate against citizens of other EU member states on the other hand," he said.
He added that in many cases EU citizens who had been living, working and paying tax in the UK were denied benefits such as state pension benefit and child tax credits.
Lilley said the commission's action boosted the prime minister's efforts to pull back powers from Brussels. "It does strengthen the case for David Cameron seeking to get power back to this country to make our own laws rather than allowing this creeping competence of law-making being extended to Brussels even in areas where every single country decided it should be reserved for itself," he said.

DEPOIS VIVEMOS ACIMA DAS NOSSA POSSIBILIDADES.UNS BELOS INTERNACIONALISTAS A GOVERNAREM O MUNDO POR CONTA DO INDIGENATO.SEM RECIPROCIDADES EM LADO NENHUM A NÃO SER UMA CERTDÃO DE ÓBITO SEM DATA...

AS GUERRAS ABSURDAS E CHEIAS DE DIREITOS HUMANOS QUE DEPOIS NOS COLONIZAM E DROGAM

Afghan war bill tops £37bn – expert

British troops in Afghanistan
Former civilian adviser to British government in warzones puts cost at £2,000 per UK household







SIM PORQUE AS PAPOILAS NÃO FORAM INCOMODADAS NEM OS TRAFICANTES.ATÉ O PRESIDENTE GANHA COM ISSO...NÓS POR CÁ ATÉ JÁ AFEGÃOS CÁ TEMOS.NUNCA FICAMOS PARA TRÁS NA SALVAÇÃO DO PLANETA.COM O GASPAR A ARRASTAR TUDO E TODOS PARA DAR O "A CADA UM SEGUNDO AS SUAS NECESSIDADES".E COM DISCRIMINAÇÃO POSITIVA.RECIPROCIDADES DESTA POLÍTICA BONDOSA?A ESCRAVIDÃO DOS PORTUGUESES PERANTE AS DIFERENÇAS.E MUITO CRIMINOSO POR AÍ À ESPERA DE DAR A PAGA.,..

NÃO QUEREM CHUPAR O MEU?


PRIMEIRO O SALVAMENTO DO PLANETA.DEPOIS O RESTO...

Una ley contra el racismo amenaza con tumbar al Gobierno griego


Socialistas e Izquierda Democrática dejarán caer a Samaras si no se aprueba una norma que penaliza las agresiones xenófobas

A RAPAZIADA INTERNACIONALISTA AINDA SE NÃO DEU CONTA DE QUE SALVAR O PLANETA E ADMITIR OS PRODUTOS IMPORTADOS É QUE AFUNDOU A EUROPA...E OS PAÍSES MAIS AFUNDADOS SÃO PRECISAMENTE AQUELES QUE TÊM MAIS IMIGRANTES ...NA PENÍNSULA IBÉRICA TIREM OS IMIGRANTES E O DESEMPREGO QUASE QUE DESAPARECE...

PS

ONDE ANDA O JUDEU QUE TEM QUE DOUTRINAR ACERCA DA DESCOLONIZAÇÃO DA EUROPA?O GAJO NÃO VÊ O "HIATO" DOUTRINÁRIO EXISTENTE?ACTUALIZEM LÁ O MARX E O LENINE PORRA!

EM CARNIDE A TERRA A QUEM A TRABALHA .AGORA FALTA A LUTA PARA REDUZIREM O IMI POR PASSAR DE "URBANO" A " RURAL"...

Autarca de Carnide sai da estação de Correios ao fim de cinco horas fechadO

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Bolsa de terras já abriu

A Bolsa Nacional de Terras pode, a partir de hoje, receber ou disponibilizar terrenos pertencentes ao Estado, autarquias e quaisquer entidades públicas ou privadas.

SE O PRESIDENTE FOSSE GENERAL NO ACTIVO PAGAVAM-LHE POR ISSO?DEPOIS A MALTA TODA VIVE ACIMA DAS SUAS POSSIBILIDADES...

UM CASO DE AMOR ENTRE POVOS OU COMO A PROPAGANDA TEM FUNCIONADO BEM...

Angola

Piloto quase linchado em acidente mortal

Populares ainda fraturaram um braço ao piloto português Luís Almeida.

O piloto português Luís Almeida despistou-se no seu Porsche 911 GT3 no Grande Prémio de Benguela, em Angola, causando dois mortos e 15 feridos. Populares tentaram linchar o piloto, chegando a fraturar-lhe um braço. O carro ficou destruído.

COMO SE SABE FOI O PCP QUE SOB AS ORDENS DE MOSCOVO COMEÇOU A DOUTRINAÇÃO DOS ESTUDANTES QUE ESTUDAVAM NA METRÓPOLE.NO ÓDIO EVIDENTEMENTE.ATÉ O PCP TEVE UMA BAIXA A CITA VALES QUE FOI PARA ANGOLA FAZER INTERNACIONALISMO.ELA E MAIS UMAS DEZENAS LARGAS DE MILHAR NAS PURGAS INTERNAS.A RAPAZIADA DOS PARTIDOS ANGOLANOS (E NOS OUTROS PALOP´S É A MESMA COISA) USAM COMO O PCP AQUI FAZ O EQUIVALENTE AO "FASSISMO" NA PESSOA GENÉRICA DO "COLONO" COMO CULPA PARA TUDO.ISTO AO FIM DE ANOS E ANOS TRANFORMA QUALQUER BRANCO(JÁ FORAM MORTOS BRANCOS ORIUNDOS DE PAÍSES SOCIALISTAS, CERTAMENTE POR CONFUSÃO) NUM CADÁVER AMBULANTE.QUE LÁ NAQUELAS BANDAS NUNCA EXISTE RACISMO.RACISMO É DOS BRANCOS.MAS CONTINUAM COM ESSA TRETA , APESAR DAS PROVAS EM CONTRÁRIO,DE QUE AS GUERRAS ERAM CONTRA O REGIME E NÃO CONTRA O POVO PORTUGUÊS.VIU-SE NAS EXPULSÕES EM MASSA E NOS CONFISCOS ALIÁS NEGOCIADOS PELOS BONS DOS NOSSOS "LIBERTADORES" DO REGIME "FASSISTA".
MAS REPAREM NA QUANTIDADE DE DINHEIRO QUE AQUI SE GASTA AINDA COM O EX-IMPÉRIO.CÁ DENTRO E LÁ FORA.UNS MÃOS LARGAS ESTES INTERNACIONALISTAS QUE NOS TÊM GOVERNADO E AGORA  A FAZEREM CÁ UM SOBADO...

PS

A RAPAZIADA DEPOIS DE AMASSAR O CONDUTOR METEU-O NO CARRO E REGOU TUDO COM GASOLINA.ERA PARA SER QUEIMADO VIVO...

DO "ORGULHOSAMENTE SÓS" AO PARAÍSO DOS CRIMINOSOS DO PLANETA.UMA BELA OBRA INTERNACIONALISTA...

Oeiras: acusados pelo DIAP depois de presos em perseguição

PJ fura plano milionário de gang colombiano

Criminosos contratados invadiram vivenda de ourives idoso e roubaram 72 mil € em ouro

Dois portugueses e três colombianos, estes contratados, precisaram de cinco dias para controlar todos os passos de um casal de idosos, em Queijas, Oeiras, em setembro do ano passado. No dia 24, avançaram, espancando e roubando o dono da casa, de 75 anos, dono de quatro ourivesarias – mas a Unidade de Contra-Terrorismo da PJ apanhou-os logo a seguir. Estão agora acusados pela Unidade Especial de Combate ao Crime Violento do DIAP.
O ourives ia a entrar em casa para almoçar quando foi surpreendido pelos assaltantes armados. O idoso e a mulher foram atirados ao chão com violência, as suas mãos e pés foram atados e a boca tapada com fita adesiva.
Um dos assaltantes revistou a casa toda e encontrou uma pasta preta, onde estavam relógios e peças de ouro avaliados em 72 mil euros. Um dos colombianos tinha uma pistola, com a qual deu uma pancada na cabeça do idoso, mal este tentou resistir.
Depois de levar todos os bens de valor das vítimas, o gang fugiu – três homens que entraram e dois que esperaram nos carros. Para trás, ficou o casal com ferimentos graves: a mulher levou vários murros na face e no peito quando estava já no chão.
Os cinco homens acabaram presos depois de uma perseguição dos investigadores da Judiciária. Com antecedentes criminais, tinham passaportes falsos e faziam-se passar por mexicanos. Foram acusados pelo Ministério Público por crimes de roubo, falsificação de documento e falsidade de depoimento.