Monday, December 31, 2012

O IMPÉRIO DE NOVO TIPO JÁ TEM MAIS CORTES ASSEGURADOS PARA 2014.QUE SE SEGUIRÃO ATÉ ESTARMOS EM ÁFRICA...

Olli Rehn: Crescimento vai ganhar velocidade em 2014 mas serão necessários "mais esforços orçamentais"

DEVE FICAR BARATÍSSIMO TANTO SALVAMENTO DO PLANETA DE ACORDO COM A MÁXIMA MARXISTA:"A CADA UM SEGUNDO AS SUAS NECESSIDADES" POIS QUE A RAPAZIADA BEM NOS AVISAVA:TEMOS QUE GANHAR MENOS PARA OUTROS GANHAREM MAIS...
MAS PRONTOS MEXER NA LEI DA IMIGRAÇÃO COMO O FIZERAM E NÃO MEXER NA LEI DA NACIONALIDADE É QUE É BOM PARA O INDIGENATO.QUE TANTO PODE SER "DESCOLONIZADO E SEM BENS COMO PODE SER ARRASTADO PARA SER COLONIZADO...SEJA OU NÃO PRECISO!

DEPOIS DE 500 ANOS CÁ DENTRO EMBORA SÓ "PORTUGUESES" RECENTEMENTE OS CIGANOS CONTRIBUEM MUITO PARA A NOSSA RIQUEZA...E ATÉ COMEM O QUE NÓS NÃO QUEREMOS:OURIÇOS!

APANHADOS EM FLAGRANTE
GNR prende 14 pessoas por furto de azeitona em Elvas

Catorze pessoas foram detidas em Elvas, no distrito de Portalegre, por furto de azeitona, tendo as autoridades apreendido cerca de 800 quilogramas deste produto, disse hoje à agência Lusa fonte da GNR.
De acordo com a mesma fonte, os detidos, oito homens e seis mulheres, com idades compreendidas entre os 23 e 55 anos, residentes na zona de Elvas, foram surpreendidos pelas autoridades em flagrante delito.
A mesma fonte indicou que os furtos ocorreram na noite de sábado, tendo ainda sido apreendidos pela GNR quatro viaturas, um carro para apanhar azeitona, vários acessórios para recolher a azeitona e ainda ouriços, que alegadamente seriam usados para comer, apesar de ser proibido.
O processo passou a inquérito, aguardando os oito homens e as seis mulheres o julgamento em liberdade, sujeitos à medida de coação de Termo de Identidade e Residência (TIR).
As detenções ocorreram no âmbito da operação Colheita de Azeitona-2012, que decorre até meados de janeiro.
Na mesma operação, desenvolvida pela GNR em 2011, foram efetuadas três detenções, ao passo que no decorrer da ação deste ano a força de segurança já efetuou 48 detenções pela prática do crime de furto de azeitona.

E AGORA QUE TÊM OS PRIMOS ROMENOS A CHEGAR EM FORÇA OS INDÍGENAS VÃO MESMO FICAR RICOS POR MUITAS DÉCADAS!COMO PROMETIDO PELOS INTERNACIONALISTAS, EX-DESCOLONIZADORES E AGORA COLONIZADORES-SALVADORES DO PLANETA INTEIRO!COM AFRICANIZAÇÃO GARANTIDA!

Sunday, December 30, 2012

NÃO ME DIGAM QUE OS GAJOS DO FRONT NATIONAL TAMBÉM GOSTAM DELE...















Omar Sy, personnalité préférée des Français


A COLONIZAÇÃO DA EUROPA DEPOIS DA ENTREGA DE TUDO O QUE TINHA PRETO ESTÁ NO BOM CAMINHO.E CLARO DA RIQUEZA...COMO TAMBÉM JÁ SE VÊ EM FRANÇA...
A MALTA SALVADORA DO PLANETA CASEIRA TEM OS COSTAS.TANTO DESCOLONIZAM COMO COLONIZAM MAS SEMPRE DE ACORDO COM A TEORIA JUDAICA DO "AGORA O MUNDO É UM SÓ" E A "PÁTRIA É ONDE NOS SENTIMOS BEM E NOS PAGAM".PAGUEM-LHES BEM QUE ELES TÊM FEITO UM BOM TRABALHINHO...

ISAAC COHEN UM NOME TIPICAMENTE JUDEU.DAQUELES QUE AINDA ANDAM EM SINTONIA COM OS PRIMOS MARX E LENINE.AO ESTILO TRABALHADORES DE TODO O MUNDO UNI-VOS...

Un melillense de 43 años, jefe de la red de Gao Ping en España

El responsable en el país de la multinacional de evasión fiscal se llama Isaac Cohen y era dueño de una agencia de divisas

E AINDA NENHUM JUDEU SE ATREVEU A TEORIZAR ACERCA DA NOSSA DESCOLONIZAÇÃO.ELES SÃO PELA GLOBALIZAÇÃO POIS QUE COMO SE VÊ TÊM SEMPRE A MASSA NA MÃO...

PS

O RESTO DOS INDÍGENAS PODE E DEVE AFRICANIZAR E MISTURAR-SE COM TODO O PLANETA.COMO A HISTÓRIA DEMONSTRA PARA OS JUDEUS É COMO AQUELES PREGADORES "OLHEM PARA O QUE DIGO E NÃO PARA O QUE FAÇO"...POIS QUE MISTURAR-SE ESTÁ QUIETO...

UM SOCIALISTA DE GEMA.QUE DEU MUITAS AULINHAS AO PS...

Burlão da ONU já tinha 18 processos na PJ

Documentos fornecidos pelo Sindicato dos Economistas.
O homem que durante meses se intitulou consultor da ONU é investigado há mais de 30 anos, em 18 processos. Perito em falsificação, tem um diploma do ISCTE forjado, que lhe valeu uma queixa do Sindicato dos Economistas. Nas últimas semanas, arriscou de mais e foi desmascarado.
Artur Raul Reis Baptista Silva, nascido a 14 de Setembro de 1951, em Lisboa, segundo registos oficiais, é investigado pelas autoridades desde os anos 80. O homem que nos últimos dias ficou conhecido como o ‘burlão da ONU’, tem registo de pelo menos 18 processos-crime.

Segundo fontes policiais contactadas pelo SOL, é perito em burla e falsificação de documentos, tem um diploma forjado da licenciatura em Organização e Gestão de Empresas, de 1975, que lhe valeu uma queixa do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), por falsificação e contrafacção de documentos.

O Sindicato dos Economistas também apresentou em 1981 queixa por usurpação de funções. Elina Pereira, funcionária há 33 anos, lembra-se da história: «No sindicato, há um antes e um depois de Baptista Silva. Antes, bastava uma cópia do certificado de habilitações para a inscrição de sócio. A partir do caso dele, passámos a exigir que fosse autenticada em notário».

António Coelho, dirigente do sindicato, explica as razões: «Estranhámos porque ele apresentava datas diferentes nos documentos. Só por isso fomos verificar», lembra.

Na verdade, se num lado do diploma aparece 1975 como o ano da conclusão da licenciatura, no verso surge 1976. Baptista Silva alegava ainda ter uma formação em «Administration Master Degree de Fontainebleu». Apresentava-se ainda como funcionário da Fábrica Portugal SARL.

De facto, ao longo dos anos, apresentou-se ora como gestor, ora como economista, ora como comerciante.

Leia ainda na edição impressa do SOL, hoje nas bancas, recordações de Ricardo Sá Fernandes, colega de Baptista Silva no Liceu Camões, o percurso do burlão na prisão, como começou o caminho que levou à actual notoriedade e como o descrevem personalidades que estiveram com ele nas últimas aparições públicas, como Henrique Neto e Luís Pedro Nunes.

MAS BURLÃO É SÓ ELE.OS OUTROS E OUTRAS SÃO ANJINHOS QUE SÓ QUEREM O NOSSO BEM.E QUE NÃO QUEREM MAIS IR LAVAR PRATOS NEM QUE TENHAM QUE FAZER BATOTA...



















AGORA IMAGINEM MAIS UM BATUQUE DE AFRICANAS NA SEDE DO PS OU OS PENACHOS DOS PAQUISTANESES E INDIANOS NOS COMÍCIOS DO PS PARA VEREM COMO CHEGARAM AO QUE CHEGARAM ISTO É À FALÊNCIA,À TRAIÇÃO E AO ABANDALHAMENTO DA NAÇÃO.NA QUAL A CASINHA JÁ DEIXOU DE SER HÁ MUITO TEMPO O LOCAL SEGURO QUE SEMPRE FOI E ONDE AGORA A MALTA VAI SER CAÇADA...

NÃO ME DIGAM QUE A MALTA NÃO QUER NASCER ENTRE AFRICANOS E CIGANOS...

Saúde: Mais nascimentos no privado e menos no SNS
A percentagem de cesarianas realizadas nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) desceu ligeiramente em 2010, enquanto as que foram feitas nas unidades privadas aumentaram, segundo um relatório da Direção-Geral da Saúde (DGS).

NESTA CASA PIA DO MUNDO A MALTA JÁ PAGA DUAS VEZES:PARA O SNS ONDE NÃO VAI E OS SEGUROS DE SAÚDE PARA IREM AO "PARTICULAR".MAS PRONTOS QUANDO A FILHA DO LOUÇÃ TIVER UM FILHO TÊM QUE A MOSTRAR ENTRE AFRICANAS E CIGANAS PARA NÓS FICARMOS CONVENCIDOS DE QUE TUDO O QUE GAJO DEBITAVA ERA MESMO DO CORAÇÃO...

Ó COSTA NÃO ME DIGAS QUE A PANELEIRAGEM TEM QUE DEIXAR DE APANHAR NAS NALGAS...


Portugueses devem prevenir doenças

O secretário de Estado da Saúde, Fernando Leal da Costa, apelou ontem à prevenção de doenças para preservar a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

MAS NESTE CASO O AVISO TINHA QUE SER EM ESPECIAL PARA ÁFRICA PÁ.PORQUE AFINAL É PARA CÁ QUE ELES SE VÊM TRATAR NESTA REPÚBLICA SOVIÉTICA EM VIAS DE SE DESMORONAR...
A NUMENKLATURA "INTERPRETATIVA" DO REGIME QUE O FAZ "AVANÇAR" POR DECRETO É MUITO BUROCRATA.E CONFIA MUITO POUCO NOS SEUS ELEITORES.FÁ-LOS ANDAR SEMPRE NUMA RODA VIVA A ARRANJAR "PAPÉIS", A RENOVAR "PAPÉIS" CADA VEZ COM MENOS VALIDADE PARA QUE HAJA SEMPRE TRABALHINHO.OBVIAMENTE SEM DISCRIMINAÇÕES.ELE É O "CARTÃO DO CIDADÃO" A QUE TIVERAM A ESPERTEZA DE RETIRAR O LOCAL DE NASCIMENTO,SÃO AS CARTAS DE CONDUÇÃO SEMPRE A PERDER A VALIDADE, SÃO AS INSPECÇÕES AOS AUTOMÓVEIS MESMO NO PERÍODO DE GARANTIA.TUDO PARA HAVER "RECEITA".ESTRANHAMENTE EXISTE UM CARTÃO FOSSILIZADO NO TEMPO.O DE ACESSO AO "SNS" TENDENCIALMENTE GRATUITO E "UNIVERSAL".ESSE PARECE SER ETERNO...PORQUE TODO O MUNDO O TEM PARA NÓS PAGARMOS!
ESTOU A RECORDAR-ME DAQUELE CIDADÃO DE LESTE QUE ATRAVESSOU A EUROPA TODA COM UMA DOENÇA ALTAMENTE CONTAGIOSA PARA SE VIR INTERNAR EM FARO...
PORTANTO PARA ALÉM DAS ESCOLAS NÃO SEREM SEF O "SNS" ESTÁ AO SERVIÇO DE TODO O MUNDO.SEM DISCRIMINAÇÕES NEM RACIONAMENTOS!VEJAM LÁ SE UM SIDOSO AFRICANO PODERIA CUSTAR MENOS QUE UM DOUTORADO DAS SOCIOLOGIAS!
E ASSIM AFUNDARAM ALEGREMENTE PORQUE SÓ TRATARAM DA "DIVISÃO" E NÃO DA "RECEITA"!
OS VELHINHOS DO PORTUGAL PROFUNDO QUE ELEGEM OS DEMOCRATAS DA TRETA É QUE SE FODEM!
ESSES E OS SUJEITOS AO ARRASTO FISCAL.MUITO A EMIGRAR PARA QUE OS INTERPRETADORES TENHAM A SUA RICA VIDINHA FACILITADA.QUER-SE DIZER EU SE FOSSE A ELES E AOS GAJOS DA "PROPAGANDA" COMEÇAVA JÁ A VIRAR A CASACA PORQUE O QUE VIRÁ NÃO DEVE TER LÁ MUITAS GARANTIAS QUE O ZÉ POVINHO COM O FREIO NOS DENTES NÃO É PARA ESSAS COISAS...

Saturday, December 29, 2012

300000 MILITANTES?NÃO ACREDITO.FALSOS MILITANTES SIM...EIS UM TRABALHINHO QUE O TC DEVERIA CONTROLAR...

Partidos têm 300 mil militantes. PS com o dobro das novas adesões do PSD de Passos

Desde que Passos chegou ao poder, o PS conquistou o dobro dos militantes dos sociais-democratas

UMA VEZ QUE O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL NÃO É CHAMADO A CONFERIR ESTA COISA PODEM MUITO BEM SER "FANTASMAS" OU "ESTRANGEIROS".A FAZEREM DEPOIS O QUE TÊM FEITO...

NOIVAS?SÓ NOIVAS?ANDAMOS NUMA DE HOMOFOBIA OU QUÊ?E OS NOIVOS NÃO CONTAM?

Noivas de aluguer mais baratas em Portugal

Prostitutas ou toxicodependentes, por vezes com filhos, são os novos alvos das máfias internacionais de casamentos por conveniência que procuram essas mulheres em Portugal por serem mais baratas.

São raros mas foram recentemente detetados pelo SEF em Portugal e na União Europeia casos de mulheres que as redes mafiosas usam várias vezes para casarem em diferentes países da Europa. Como o curto tempo entre casamentos não permite tratar do divórcio, há mulheres nesta situação. Embora os casamentos ocorram em países diferentes, o SEF e outras polícias europeias conseguem detetá-los. Ao que o JN conseguiu apurar foram recentemente detetadas situações de cidadãs portuguesas casadas na Dinamarca e noutros países europeus. O crime de bigamia é punido com até dois anos de cadeia, que pode ir até quatro anos caso se prove também o crime de falsificação de estado civil.

MAS PRONTOS A SEGUIR DE CERTEZA QUE VAMOS TER UM SEC ESTADO DA KULTURA PRETO.JÁ TIVEMOS UM JUDEU, AGORA UM MONHÉ E PORTANTO NADA DE DISCRIMINAÇÕES.TALVEZ UM BALANTA...

FALIDOS MAS AINDA DÁ PARA SALVAR UM POUQUINHO LÁ FORA POR NOSSA CONTA...

Médicos da AMI sobrevivem a naufrágio que matou pelo menos 22 ao largo de Bissau

DEVERIA SER OBRIGATÓRIO OS CONSULADOS PORTUGUESES TEREM NA INTERNET TODOS OS CIDADÃOS DE QUE CUIDAM.E QUE EM PRINCÍPIO JUSTIFICAM A SUA EXISTÊNCIA.HAVERIA MUITA SURPRESA.MAS COMO MODERNAMENTE DEVE HAVER MUITOS CANDIDATOS AO ESTATUTO DO FAMOSO MENDES, AGORA A SALVAR PRETOS...

PARA QUANDO UMA ESTÁTUA AO ASSASSINADO EM NOVA YORK?

Deputado do CDS-PP Mesquita Nunes premiado pelo apoio aos direitos LGBT

O voto, em Fevereiro, do deputado do CDS-PP Adolfo Mesquita Nunes a favor do direito à adopção pelos casais de pessoas do mesmo sexo valeu-lhe a distinção de Deputado do Ano pelo site de notícias e cultura LGBT dezanove.pt.

ISTO DE SE PODER ANDAR COM DEUS E COM O DIABO TERÁ VANTAGENS?

Friday, December 28, 2012

DEIXEM DE COBRAR O IMPOSTO DE CIRCULAÇÃO E DÊEM CARROS NOVOS AO ZÉ POVINHO

Câmara de Lisboa vai fotografar e multar carros antigos

Leitura de matrículas será instalada até ao final do primeiro trimestre de 2013. Proibição alarga-se aos táxis e a carros anteriores a 2000

DEPOIS OS OUTROS É QUE ERAM DITADORES...

A COLONIZAÇÃO DA EUROPA COM BASE NO SEU "ESTADO SOCIAL" UNIVERSAL...


Bataille pour le contrôle
de la mosquée d'Epinay-sur-Seine


Depuis plusieurs mois, deux associations se disputent la gestion du lieu de culte musulman d'Epinay-sur-Seine, lequel pourrait, du coup, fermer ses portes. L'électricité a été fermée et l'eau vient d'être coupée.

ENTÃO OS QUE POR CÁ SÃO CONVIDADOS A EMIGRAR, EQUIPADOS COM A MELHOR PREPARAÇÃO DE SEMPRE(AH,AH,AH)VÃO CONCORRER COM A AFRICANIDADE E ALIÁS MISTURAR-SE COM ELA,CONFORME LHES ENSINAM OS DO HOMEM NOVO E MULATO,POR ESSA EUROPA FORA...
POR MIM DECRETAVA QUE TODOS ESSES E ESSAS FRENTISTAS DEVERIAM TER UM ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DE UNS ANINHOS EM ÁFRICA NA TERRA DOS MARIDOS/MULHERES...PARA PROVAREM AS RECIPROCIDADES...

AQUI DECRETA-SE QUE AS ESCOLAS NÃO SÃO SEF.A ÁFRICA RESPONDE PRONTAMENTE.PORQUE TEMOS QUE PAGAR O SALVAMENTO DO PLANETA.NEM QUE SEJA COM BASE EM DÍVIDA E NA VENDA DE TUDO O QUE MEXER...

Una patera con 43 subsaharianos llega a la isla de El Hierro
TXEMA SANTANA Las Palmas de Gran Canaria 18
Entre los ocupantes de la barca hay, al menos, 15 menores de edad. Cinco de los inmigrantes han necesitado atención médica

MAS VEJAM LÁ SE OS NOSSOS "INTERPRETADORES/REPRESENTANTES/ELEITOS-ADVOGADOS-MAÇÓNICOS-ANTES DESCOLONIZADORES E AGORA COLONIZADORES" FICAM PREOCUPADOS.OS INDÍGENAS ELEGEM-NOS E ELES TUDO FAZEM POR OS NIVELAR POR ÁFRICA...
VOTEM NELES VOTEM QUE A PRÓXIMA FASE É SEREM VENDIDOS COMO ESCRAVOS(QUE JÁ SÃO) MAS PARA ÁFRICA...

Thursday, December 27, 2012

NÃO HAVIA CORRUPÇÃO NÃO SENHOR...



Decisão sobre novo aeroporto deverá ser tomada daqui por 15 anos

A CRISE NÃO É PARA TODOS.QUEM ROUBOU, ROUBOU E QUEM NÃO ROUBOU PAGA...

ESTÁ VISTO QUE O PREDADOR SOROS SEGUE OS DITAMES DOS SEUS IRMÃOS DE SANGUE MARX E LENINE...

GEORGE SOROS
A crise de valores da Europa
A xenofobia e o extremismo são sintomas de sociedades em crise profunda. Em 2012, a Aurora Dourada, o partido grego de extrema-direita, ganhou 21 assentos parlamentares, o Jobbik, de direita, ganhou terreno na minha terra natal, a Hungria, e a Frente Nacional de Marine Le Pen recebeu um forte apoio nas eleições presidenciais de França.

CLARO QUE PODIA SER O TAL JUDEU A TEORIZAR A DESCOLONIZAÇÃO DA EUROPA.MAS NÃO.DEFENDE O MUNDO AGORA CÁ DENTRO E POR NOSSA CONTA.O QUE EVENTUALMENTE FACILITARIA AS SUAS JOGADAS PREDADORAS...
ESTES PENSADORES ILUMINISTAS NEM AS PENSAM.NADA DE MEIOS TERMOS.SOMOS CULPADOS E PRONTOS.E PORTANTO TEMOS QUE PAGAR.E AFRICANIZAR...
O GAJO ALGUM DIA TERIA ESCRITO SOBRE AS LIMPEZAS ÉTNICAS DOS BRANCOS EM ÁFRICA?OU EM MENOS VOLUME NAS AMÉRICAS?
QUANTOS EUROPEUS VIVEM NA ARGÉLIA?AO QUE NOS DIZEM SÃO CERCA DE 25000.PELO SEU TRABALHO QUE LÁ NÃO EXISTE "ESTADO SOCIAL".QUANTOS ARGELINOS VIVEM EM FRANÇA?700000.A MAIORIA POR CONTA DUM DOS MAIS AVANÇADOS "ESTADOS SOCIAIS" DO PLANETA...ONDE ANDA A RECIPROCIDADE?SE ATÉ QUASE TODOS OS JUDEUS QUE EXISTIAM EM ÁFRICA RETORNARAM...
E SIM A CRISE PROFUNDA DERIVA PRECISAMENTE DE TEREM ABERTO AS PORTAS DA EUROPA A TODA A GENTE DO PLANETA,SEM RECIPROCIDADES NENHUMAS,TEREM DESLOCADO A PRODUÇÃO E BAIXADO AS BARREIRAS ALFANDEGÁRIAS A PRODUTOS IMPORTADOS PRODUZIDOS QUASE EM ESCRAVIDÃO...ASSIM SERIA UM MILAGRE A EUROPA NÃO TER AFUNDADO...
EU CONTINUO À ESPERA DUM JUDEU QUE TEORIZE SOBRE A DESCOLONIZAÇÃO DA EUROPA.SIM AQUELA QUE EM TODO O LADO FOI FEITA COM BASE NA COR DE PELE...PELO QUE ATÉ ME ADMIRO QUE O "ANALISTA" SOROS NÃO TENHA DADO CONTA...

Wednesday, December 26, 2012

POR CÁ SÓ EXISTE UMA MAIORIA SOCIOLÓGICA DE ESQUERDA.POR ISSO ESTAMOS EM ÁFRICA...

http://www.lemonde.fr/politique/visuel_interactif/2012/12/26/carte-de-la-blogosphere-politique-2013_1809704_823448.html

MAS FALAM EM "PATRIOTISMO" COMO EU BEBO COPOS DE ÁGUA...

VAI ACABAR OU NÃO O INTERNACIONALISMO NO SEF?

COM TANTO MISSIONÁRIO E INTERNACIONALISTA SALVADOR DO PLANETA QUEM AFUNDOU FORAM OS PORTUGUESES LEGÍTIMOS VÍTIMAS DO EXPERIMENTALISMO MIGRATÓRIO E DO AGORA "A PÁTRIA É ONDE NOS SENTIMOS BEM E NOS PAGAM", UM POUQUINHO DEPOIS DAQUELA MÁXIMA:"TUDO O QUE TINHA PRETO NÃO É NOSSO"
ESTE GOVERNO FEZ UMA NOVA LEI DA IMIGRAÇÃO , MAS MANTEVE A "FONTE" DA NOSSA DESCARACTERIZAÇÃO COMO NAÇÃO:AS ESCOLAS NÃO SÃO SEF, LOGO MATRICULAM QUEM SE APRESENTAR.O QUE ASSOCIADO À LEI DA NACIONALIDADE, O MAIOR ABORTO LEGISLATIVO EM 900 DE HISTÓRIA DE PORTUGAL, É UMA FÁBRICA DE FAZER "PORTUGUESES", A MAIS RÁPIDA DA EUROPA...
DEPOIS DE TANTO TEREM TORNADO HERÓI O MENDES, DOS PASSAPORTES AOS JUDEUS, OU SEJA TEREM INCENTIVADO O APARECIMENTO DE NOVOS MENDES, COMO COGUMELOS, POIS QUE A REDUÇÃO DA MÁQUINA DIPLOMÁTICA AINDA É UMA MIRAGEM, APESAR DE ESTAREM TUTELADOS E TEREM PERDIDO A INDEPENDÊNCIA O SALVAMENTO DO PLANETA POR NOSSA CONTA PODE-SE VER NAS ESCOLAS EM PORTUGAL ONDE NALGUMAS SÃO MAIS ESTRANGEIROS DO QUE INDÍGENAS.COM ESTES A PAGAR OBVIAMENTE.E A NIVELAR POR BAIXO.TUDO O QUE A CONSTITUIÇÃO PROMETIA AOS NACIONAIS DADO DE BANDEJA AO MUNDO...QUE VAI SUBSTITUINDO OS PORTUGUESES LEGÍTIMOS A GRANDE VELOCIDADE.
E OS ACOLHIDOS QUE TERMINAM O SEU CURSO ACABAM POR EMIGRAR TAMBÉM.OBJECTIVO CERTO DA MAIORIA QUE O QUE QUER É O PASSAPORTE PARA RUMAR ÀS PARAGENS QUE MAIS LHE CONVÊM.PORTANTO O ELO FRACO DA CADEIA A FUNCIONAR COMO CASA PIA DO MUNDO.DANDO A NACIONALIDADE AO PLANETA.DEPOIS ADMIRAM-SE DE OS PORTUGUESES SEJAM TÃO MAL TRATADOS LÁ FORA.ONDE O "TODOS IGUAIS,TODOS DIFERENTES" NÃO É ASSIM TÃO PRATICADO COMO CÁ...
VAMOS VER SE O SEF VAI OU NÃO DESCOLONIZAR OU SE CONTINUA A SER A PONTA DE LANÇA DA NOSSA COLONIZAÇÃO EXTRA-EUROPEIA...

O "FASSISMO" DE REGRESSO?

PCP quer criar rede de albergues para excluídos e marginalizados

Comunistas entregaram no parlamento um projecto com um plano de urgência para os sem-abrigo. Em Portugal são pelo menos 2200

ESTES GAJOS DO TUDO E DO SEU CONTRÁRIO DISPARAM PARA O LADO EM QUE ESTÃO VIRADOS...DESCOLONIZAM,COLONIZAM.EXTINGUEM,CRIAM...E NÓS A ASSISTIR E A PAGAR...
AGORA SÓ FALTA RECRIAR OS HOSPITAIS PSIQUIÁTRICOS E OS SANATÓRIOS.A PIDE EM ÚLTIMO LUGAR...

A AFRICANIZAÇÃO VAI CONTINUAR, ISTO É ENTRA IMIGRANTE POBRE E SAI EMIGRANTE BRANCO ARRUINADO

Governo substitui maioria das chefias do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras
26 Dezembro 2012, 09:01 por Jornal de Negócios

Apenas quatro em 31 dirigentes foram reconduzidos
O Governo decidiu substituir quatro dos 31 dirigentes do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), avança hoje o Diário de Notícias. Apenas 24 foram reconduzidos.

No início deste mês, durante a tomada de posse do director-geral Manuel Palos, um dos poucos dirigentes que se manteve no cargo, o ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, defendeu a necessidade de "uniformizar procedimentos" e de "corrigir procedimentos e emendar coisas mal feitas", intensificando o trabalho de inspecção.

O Governo afirma que é necessário "um virar de página no SEF", mas a justificação não convence os funcionários.

De acordo com o Diário de Notícias, a dimensão e a rapidez da "limpeza" deixou muita apreensão entre os quadros do SEF.
--------------

Lei da imigração é «falhanço rotundo»
Publicado a 29 AGO 05 às 00:00
O director do SEF entende que a actual lei da imigração é um «falhanço rotundo». Manuel Palos diz que não deveria haver necessidade de um contrato prévio de trabalho, pois o imigrante pode aceder ao mercado de trabalho após entrar em Portugal.

-------------
"
Director do SEF considera lei "restritiva" e "um falhanço"
O novo director do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), Manuel Palos, considera um "falhanço rotundo" a lei portuguesa da imigração e afirma que é preciso torná-la menos restritiva, em entrevista hoje publicada no Público. Manuel Jarmela Palos diz, em entrevista ao Público, que é preciso mudar a lei portuguesa da imigração, baseada em quotas, que é a mais restritiva da Europa, além de "rigorosa e intransigente". "Nós ainda estamos com um modelo de relatório de oportunidades de trabalho (com base no qual são determinadas as quotas de entrada) feito há dois anos, que está completamente desajustado da realidade portuguesa", salienta. Para o novo director do SEF é importante que "os trabalhadores estrangeiros possam ser legalizados com base nas disponibilidades do mercado de trabalho, mas sem estarem obrigados a ter, previamente, um contrato de trabalho", como acontece agora. "Havendo um estudo de mercado, um estudo das necessidades efectivas, os trabalhadores podem entrar em Portugal e uma vez aqui acedem eles próprios ao mercado", disse. O responsável defendeu ainda que Portugal deveria "atribuir sobretudo autorizações de residência que permitam não só trabalhar em Portugal como circular noutros países da União Europeia", à semelhança do que já acontece com os outros Estados-membros. Manuel Palos defende que "uma forma de combater a imigração ilegal é agilizar a imigração legal", porque "a imigração legal diminui a necessidade de se entrar ilegalmente".

COMO SE VÊ A MALTA ESTÁ BEM SERVIDA.NINGUÉM É ILEGAL.BASTA IR CONSULTAR AS LISTAS DO SEF...ATÉ PORQUE PARA OS "INTERPRETADORES-MAÇÓNICOS-ADVOGADOS-HUMANISTAS ADEPTOS DO TUDO E DO SEU CONTRÁRIO AS ESCOLAS NÃO SÃO SEF.SÓ MINISTÉRIO DAS FINANÇAS.A CARGO DO INDIGENATO CLARO...
O "MUDAR" PARA FICAR TUDO NA MESMA VAI DAR FRUTOS DO CARAÇAS:A PERMANENTE ESCRAVIZAÇÃO DOS INDÍGENAS CONVIDADOS A EMIGRAR E A "REMETER" PARA ALIMENTAR O SOBADO...PELOS VISTOS JÁ FIRMEMENTE ESTABELECIDO...
VEJAM LÁ SE SÃO OS GAJOS QUE SUPORTAM OS QUERIDOS QUE IMPORTARAM E IMPORTAM.A TRAIÇÃO ESTÁ DE TAL MODO ENTRANHADA QUE A MALTA PARA SE LIBERTAR TEM QUE DEGOLAR MUITO PESCOÇO...

QUANTOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS TERÃO QUE SER DESPEDIDOS?OU SOFRER "CORTES" NOS VENCIMENTOS?

Lei põe Parlamento a pagar a funcionários dos partidos na AR
SEGUNDA, 24 DEZEMBRO 2012

Embora pagos pelo grupo parlamentar e pelas verbas do Parlamento, nem todos os funcionários parlamentares estão a trabalhar no Palácio de São Bento. A lei permite que as funções sejam exercidas, por exemplo, nos círculos eleitorais, prestando apoio local aos deputados. Mas os funcionários parlamentares podem também estar sediados a trabalhar nas sedes nacionais dos partidos. A única ressalva que a lei faz é a de que as funções exercidas têm de estar ligadas ao trabalho do partido no Parlamento.

Dos 71 funcionários do PS, 17 "prestam a sua actividade a partir da sede", explica Eduardo Quinta- Nova, chefe de gabinete da bancada socialista, acrescentando que "noutras legislaturas" tiveram funcionários "nas federações, mas desta vez não". Isto acontece porque, sublinha Quinta-Nova, "há áreas que são transversais e os assessores são repartidos no Parlamento entre vários deputados e assuntos e servem também o partido", mas garante que "o grupo parlamentar não suporta pessoas que não tenham actividade no Parlamento".

Eduardo Quinta-Nova salvaguarda mesmo que "de algum modo os funcionários têm de ter ligação ao Parlamento", até porque "há inclusivamente um acórdão do Tribunal Constitucional que foi feito a propósito dos grupos parlamentares na Madeira e que determina que as subvenções têm de ser consumidas em funções no grupo parlamentar".

Avançando com exemplos, Eduardo Quinta-Nova explica que "o site e plataforma de sistema electrónico são comuns, pois é só mais um site", assim "as pessoas que os fazem estão na sede". Por sua vez, "muitas iniciativas legislativas do PS são preparadas na sede, fruto do laboratório de ideias, foi o caso das trezentas e tal perguntas aos gabinetes ministeriais". O chefe de gabinete do PS explica ainda que "este ano houve deslocalização por falta de espaço físico na Assembleia".

Já o PSD, de acordo com as informações dadas pelo chefe de gabinete Romano Castro, declarou ao PÚBLI- CO que, "por a Assembleia da República não disponibilizar instalações suficientes" às necessidade do grupo parlamentar, "quatro funcionários encontram-se fisicamente colocados na sede do partido". Romano Castro garante, porém, que "o trabalho que fazem é o mesmo". E salienta que "o grupo parlamentar é um órgão do partido, a actividade do partido é a actividade parlamentar; logo, todos os funcionários do partido trabalham para o Parlamento".

No CDS a situação é similar. "Embora seja um órgão com autonomia, o grupo parlamentar do CDS-PP faz parte do partido pelo que, naturalmente, tem recursos que são partilhados", explica o dirigente do CDS João Rebelo ao PÚBLICO. Mas esclarece que "são partilhados apenas alguns" funcionários, e nomeia-os: "O assessor de imprensa, que é de Paulo Portas, enquanto líder do partido; o responsável da informática do partido; o técnico que faz as páginas na Net; e o responsável pela imagem que é a mesma no partido e na bancada."

De resto, prossegue João Rebelo, há "uma separação clara de actividades", se bem que sublinhe que há zonas de fronteira: "É natural que, quando militantes solicitam informação, a resposta seja dada pelo grupo." João Rebelo acrescenta ainda que o CDS não tem funcionários "pelo país" e o trabalho de círculos é feito a partir da Assembleia: "Os assessores que apoiam as comissões e trabalham mais com determinado deputado podem dar apoio a este no trabalho de círculo."

O BE está nas mesmas condições. Dina Nunes explica que "há dois nomeados que estão fisicamente na sede porque fazem parte da equipa do portal. O site do grupo parlamentar e a divulgação das iniciativas dos deputados são feitos nessa base". E insiste na ideia de que o BE não tem funcionários "pagos pelo Parlamento para exercerem funções do partido".

Idêntica característica é sublinhada por Bernardino Soares, líder parlamentar do PCP, que frisa não haver "ninguém pago pelo grupo parlamentar a prestar tarefas estritamente partidárias". Mas Bernardino Soares sustenta que "é difícil ter alguém que esteja só a trabalhar para o Parlamento". Por exemplo, um dos nomeados é assessor para a protecção civil, faz os conteúdos de que precisamos no grupo parlamentar, mas depois estes conteúdos servem também o trabalho do partido".

Ou seja, as zonas de fronteira por vezes são difíceis de estabelecer. E Bernardino Soares avança com um exemplo. "A pessoa que dá apoio ao secretário-geral, uma das coisas que faz é dar-lhe apoio aqui no Parlamento para as suas intervenções nos debates parlamentares com o primeiroministro. Agora não é, mas este tipo de função pode ter sido, noutros momentos, desempenhado por alguém nomeado como funcionário do grupo parlamentar. Há situações em que é difícil desligar o partido e a bancada."

Mas no PCP, de acordo com a informação da direcção da bancada, "o número de quadros" parlamentares que trabalham na "sede nacional do partido também varia, não havendo em geral uma permanência continuada". Além de que há quadros parlamentares "cuja tarefa não se pode fixar num local, como, por exemplo, aqueles que apoiam e acompanham as deslocações do secretário-geral e de outros deputados". Mas, "com a dificuldade de uma realidade que vai variando", o PCP diz que "talvez se possa falar, não sendo sempre os mesmos, de cerca de dez quadros".

São José Almeida | Público | 24-12-2012

AS QUADRILHAS POLITICAMENTE ORGANIZADAS VÃO LENTAMENTE TOMANDO CONTA DE TUDO.PARA ELES O ZÉ POVINHO JÁ É TODO PRETO...
ATÉ OS CAPITALISTAS PREFEREM OS QUADROS INDICADOS PELOS PARTIDOS...COM A CONDIÇÃO DE "OS DIREITOS ADQUIRIDOS DELES SEREM MAIS DIREITOS ADQUIRIDOS DO QUE OS DOS OUTROS CLARO".SIM PORQUE AS "RENDAS" CONTINUAM A SER PAGAS...CONTRARIAMENTE ÀS PENSÕES...

Tuesday, December 25, 2012

Ó MIRANDA ENTÃO E OS "ESPECIALISTAS" QUE NOS DISSERAM E DIZEM QUE A "IMIGRAÇÃO" EM ESPECIAL A AFRICANA É UMA "RIQUEZA" E QUE VEIO,VEM PAGAR A PENSÃO?ONDE É QUE ELES ANDAM ONDE É?

Notas sobre o caso Artur Baptista Silva
24 Dezembro, 2012 – 14:59
1. Artur Baptista Silva diz o mesmo tipo de disparates que 90% dos comentadores que aparecem na TV e comentam nos jornais.
.
2. No Expresso, Nicolau Santos tem propagado mais ou menos as mesmas falácias que Artur Baptista Silva semana após semana, ano após ano, sem que ninguém o acuse de ser burlão. Se perguntarem ao Artur Baptista Silva onde se inspirou, aposto que ele dirá que foi nas colunas de opinião do Nicolau.
.
3. Não se pode esperar que um jornal em que o Nicolau Santos é o responsável pela secção de economia consiga distinguir um discurso económico com lógica de uma aldrabice. Aldrabice é a cultura da casa.
.
4. Ao longo de 2012, a discussão pública em Portugal andou à volta de variações das ideias de Artur Baptista Silva. Basicamente, não somos responsáveis pela nossa dívida e os alemães/BCE/FMI é que devem pagar a conta porque nós temos o direito adquirido de continuar a viver folgadamente. Não houve um editor de economia que não tenha caído nesta lógica.
.
5. Ao longo deste ano a comunicação social divulgou de forma totalmente acrítica os maiores disparates. Por exemplo, há menos de uma semana todos repetiram a tese do Ricardo Cabral de que a TAP valeria 1000 milhões de euros. Era disparate, mas era o disparate que todos queriam ouvir.
.
6. No período que se seguiu ao anúncio do aumento da TSU os jornais escreveram todo o tipo de disparates: tabelas erradas, contas erradas, estudos mal amanhados, análises erradas, desinformação. Nenhum jornal conseguiu explicar em que é que a medida consistia e poucos jornalistas da área económica perceberam exactamente o que se pretendia. O resultado foi uma solução pior mas mais consensual.
.
7. Ler: Artur Baptista da Silva
.
8. A comunicação social que aceitou como legítimo o Artur Baptista da Silva é a mesma que tomou por bons todos os estudos sobre SCUTs, OTAs, TGVs e afins e que ajudou a vender a estratégia dos grandes eventos e do investimento em grandes obras públicas. É a mesma que apoiou a trajectória suicidária de Sócrates rumo à bancarrota e desculpou tudo com a crise internacional e as agências de rating.
.
9. Recorde-se que a comunicação social deixou de falar do Krugman no dia em que ele cá veio dizer que Portugal tem que cortar na despesa.
.
10. Este caso é uma espécie de caso Sokal do jornalismo económico português. A forma como estão a reagir indica que tudo continuará na mesma e que dentro de uma semana voltarão à mesma narrativa em luta contra qualquer reforma ou corte na despesa e de culpabilização da Alemanha e das agências de rating.
Por JoaoMiranda | Na categoria Geral | Comentários (60)

A MALTA GOSTA É DE SER FODIDA E ENGANADA.PORQUE TUDO O QUE VEM DE FORA, NOMEADAMENTE EX-LAVA PRATOS É QUE É BOM...COM OS BRILHANTES RESULTADOS À VISTA:O PRIMEIRO SOBADO NA EUROPA!

OS DEMOCRATAS DA TRETA DEPOIS DE TEREM ABANDONADO TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO ESVAZIAM LÁ E CÁ E COM ELES OS COFRES SEM NECESSIDADE NENHUMA...

Elementos dos GOE sem visto para entrarem na Guiné-Bissau

Elementos do Grupo de Operações Especiais da PSP foram impedidos de entrar na Guiné-Bissau, por não terem os respetivos vistos. Esta situação, causada pelo facto de o Governo português não reconhecer o atual executivo de transição na Guiné, impediu que os elementos destacados em Bissau viessem passar o Natal a Portugal.


Segundo noticiou a Rádio Renascença, na noite de segunda-feira, elementos do Grupo de Operações Especiais (GOE) deviam ir substituir os camaradas destacados na Guiné-Bissau, que viriam a Portugal passar o Natal.

A emissora católica portuguesa adiantou que "a situação está a causar mal-estar diplomático entre as autoridades de Lisboa e Bissau", e acrescenta que "em causa está o facto de o Governo português não reconhecer o atual executivo de transição na Guiné".

A Rádio Renascença ouviu o porta-voz do Governo de transição da Guiné- Bissau, Fernando Vaz, que considerou que, "se o executivo português não concede visto ao encarregado de negócios guineense, então o Governo de transição também não passa vistos para os elementos do GOE, que fazem a segurança da embaixada portuguesa".

Fernando Vaz, ministro da Presidência do Conselho de Ministros, da Comunicação Social e dos Assuntos Parlamentares, no Governo de transição da Guiné-Bissau, frisou que não se trata de "retaliação", mas sim de "reciprocidade em relação aos atos do Governo português".

"O Governo português deve deixar de fazer política virtual e fazer uma política real. É urgente que o Governo português comece a fazer uma política realista, que entenda que, na realidade, quem governa a Guiné é o Governo que está aqui instalado, o Governo de transição, e que estabeleça, com esse Governo, as relações que sempre teve", advertiu o ministro guineense, acrescentando: "Não faz sentido prosseguir numa situação absurda e incompreensível".

O ABSURDO É TERMOS DESPESA E MAIS DESPESA COM AQUILO QUE NÃO É NOSSO.FECHAR TUDO E MANDAR REGRESSAR É O QUE TÊM QUE FAZER EM VEZ DE SE ANDAREM A ARMAR EM "POTÊNCIA", QUANDO O IMPÉRIO JÁ CÁ ESTÁ QUASE TODO DENTRO E POR NOSSA CONTA...

AFINAL QUEM É QUE PAGA A CRISE?QUEM NOS DIZ QUAIS OS FILHOS DA MÃE E OS FILHOS DA PUTA?

5. Os juízes jubilados não sofrem os cortes marginais de 15% que incidem sobre funcionários com pensões entre 5031 e 7546 euros, nem serão afectados pelos cortes marginais de 40% que vão incidir sobre os que recebam mais de 7546 euros. Os juízes e funcionários judiciais, além do pessoal da PSP, PJ e guardas prisionais, podem reformar-se sem perdas, antes dos 65 anos. Porquê eles? Será que não irá o Orçamento violar o princípio da igualdade? Que acontecerá à nossa esquálida economia se o Tribunal Constitucional decretar essa "pequena" inconstitucionalidade?

ISTO VAI SER RENHIDO.FELIZMENTE QUE QUEM NÃO RECEBA OU RECEBA MENOS DE 600 EUROS/MÊS SEJA OU NÃO "NACIONAL" TEM TODO O ESTADO SOCIAL INTERNACIONALISTA AO DISPOR.ISSO E AS DISTRIBUIÇÕES CARIDOSAS QUE NASCEM COMO COGUMELOS...
LÁ POR CIMA OS "DIREITOS ADQUIRIDOS" TÊM QUE SER DEVIDAMENTE ESCLARECIDOS.PORQUE MUITOS DELES ANDARAM SEMPRE BEM CAMUFLADOS...

Monday, December 24, 2012

PARA O GASPAR E SEUS SUBORDINADOS AFLITOS COM O "OBJECTIVO" NOS IMPOSTOS

SALVAR BANCOS FALIDOS, EMPRESAS FALIDAS,PAGAR AUTOMÓVEIS E TELEMÓVEIS TOPO DE GAMA A TANTO ELEITO E SEUS BOYS,SALVAR MEIA ÁFRICA ATRAVÉS DO "ESTADO SOCIAL UNIVERSAL", PARA ALÉM DE GERIR A "DÍVIDA"(AQUI DEVEM PERGUNTAR AO SÓCRATES QUE ELE NÃO TEM DÚVIDAS) REQUER SANGUE FRIO E MUITOS, MAS MUITOS "OBJECTIVOS" NA RECOLHA DOS IMPOSTOS.E MUITO CORTAR A DIREITO QUE ESSA COISA DO "ESTADO DE DIREITO" É COMO AQUELE DITADO POPULAR:"EM TEMPO DE GUERRA NÃO SE LIMPAM AS ARMAS".
POR ISSO VENHO AGRADECER A MISSIVA DE NATAL DO FUNCIONÁRIO QUE TEM QUE ALCANÇAR OS SEUS "OBJECTIVOS".PRIMEIRA PAGA-SE E DEPOIS RECLAMA-SE!

PS

Ó GASPAR SEGUINDO ESSE PRINCÍPIO DO ACTUAL ESTADO DE DIREITO QUE ALIÁS DERIVA DE UMA PARTE DO ESTADO ESTAR A LUTAR CONTRA OUTRA PARTE ACHO QUE PARA RESOLVER A CRISE DEVEM POR A MALTA TODA UNS CONTRA OS OUTROS.A PSP CONTRA A GNR.O EXÉRCITO CONTRA A DUPLA MARINHA E FORÇA AÉREA.OS FERROVIÁRIOS CONTRA OS DA CONSTRUÇÃO CIVIL.VERIAM QUE NO FIM A FACTURA DIMINUÍA...

Sunday, December 23, 2012

A OBRA DA MAIOR CASA PIA DO MUNDO

Escrita para míopes

Nasceu há 29 anos em São Tomé e Príncipe, fez escola em Portugal, até ao 12.º ano, e licenciou-se em Jornalismo no Brasil. Mas é em Angola que trabalha e onde mostra a sua obra. Miopia Crónica é o resultado do conjunto de crónicas que Aoaní d’Alva publicou no Novo Jornal, órgão onde já foi editora de Cultura e é hoje colaboradora.

É FAZER O BEM SEM OLHAR A QUEM.A RAPAZIADA DO MUNDO VEM, É BEM ACOLHIDA COM O NOSSO DINHEIRINHO, ESTUDA COM O NOSSO DINHEIRINHO E COMO AQUI NÃO EXISTIA FUTURO HÁ MUITO TEMPO ESCOLHEM OUTROS...
PORTANTO OS NOSSOS INTERPRETADORES-ADVOGADOS-MAÇONS-HUMANISTAS INTERNACIONALISTAS ANDAM NUMA DE MISSIONARISMO GIGANTESCO A SALVAR TODO O PLANETA SEM OLHAR A RELIGIÃO, ORIGEM,AFECTOS,RAÇA, NADA.SÃO AUTÊNTICOS DEUSES DO OLIMPO MAS QUE DERAM O INFERNO AOS SEUS ELEITORES...

DEPOIS DE CÁ ESTAREM HÁ 500 ANOS AINDA É ASSIM.QUER-SE DIZER A VIVER POR NOSSA CONTA.DE UMA MANEIRA OU DE OUTRA.MAS MANTENDO A SUA CULTURA.QUE PELOS VISTOS REQUER BOM OURO PARA QUE O CASAMENTO SEJA FELIZ...

Felgueiras: Assalto violento ocorreu anteontem em Lixa
GNR mata a tiro patriarca de gang
José da Cunha Lopes, de 60 anos, já tinha estado preso por assaltos. Saiu da cadeia há cerca de dez anos e, desde então, não lhe era conhecido mais envolvimento no mundo do crime. Anteontem, ao final da tarde, decidiu, porém, com o namorado da filha e o irmão daquele, assaltar a ourivesaria Rubi Jóias, na Lixa, Felgueiras. Foi morto com dois tiros, na fuga, pela GNR. Já os dois cúmplices foram detidos e ficaram em prisão preventiva.

"Ele não podia estar bem para voltar a fazer uma coisa destas. Da última vez que o vi, disse-me que estava farto desta vida", disse ao CM um familiar. "Sei que ele estava a cometer um crime, mas não era preciso acabar assim", acrescentou.
O assalto ocorreu anteontem às 20h00. José Lopes – que residia em Mancelos, Amarante– e os dois cúmplices entraram encapuzados na ourivesaria e ameaçaram, armados, os dois funcionários e um cliente que se encontravam no estabelecimento. A GNR, que estaria do outro lado da rua a multar uma mulher, apercebeu--se e agiu de pronto. "Quando a GNR se aproximou, os assaltantes começaram a disparar. Só ouvia gritos", contou, ainda aterrorizada, uma testemunha. Um dos ladrões foi detido rapidamente e outro, que conseguiu fugir, ainda ferido a tiro numa perna, ter-se-á escondido num armazém do edifício, tendo sido detido mais tarde. O patriarca do gang, atingido com dois tiros, foi transportado para o hospital de Amarante, com hemorragias abundantes, onde acabou por morrer. O ouro roubado foi apreendido pela GNR.
O Comando Geral da GNR abriu entretanto um inquérito interno, de forma a apurar o que aconteceu e em que circunstâncias o ladrão foi baleado mortalmente. O caso passou para a alçada da PJ de Braga.

E ERAM SÓ 50000.QUE COM OS PRIMOS ROMENOS JÁ NÃO SE DEVE SABER BEM QUANTOS SÃO.AGORA É JUNTAR A "DIVERSIDADE" DOS "BONS GENES" QUE ANDAM A IMPORTAR NUMA DE SALVAÇÃO DO PLANETA E VEJAM COMO É QUE VÃO ACABAR:CAÇADOS LÁ EM CASA...
VOTEM NOS FILHOS DA PUTA QUE VOS ANDAM A "INTERPRETAR" VOTEM QUE TÊM VOTADO MUITO BEM...QUE O RETORNO CADA VEZ VAI SER MELHOR...

Saturday, December 22, 2012

VEJAM LÁ SE VÃO INCOMODAR AS EMPREGADAS DE LIMPEZA MULTICULTURAIS...OLHEM O RSI...

Gaspar diz que é preciso "assegurar que todos são chamados a pagar"

A GNR IRÁ CONTROLAR AS SOPEIRAS?PARA VER SE ESTAS ANDAM A DESCONTAR?NÃO SE ATREVAM.OLHEM A QUE A CÂNCIO NÃO GOSTA NADA DISSO...

NOS ASSISTIDOS DO SEF QUE SÃO 500000 É QUE NÃO SE DEVE MEXER.SÃO A NOSSA RIQUEZA COMO SE COMPROVA...

Governo cortará salários se Orçamento derrapar

Governo tem já um plano de contingência, no valor de 0,5% do PIB, que inclui cortes adicionais na factura salarial dos funcionários públicos.

QUANDO OS HUMANISTAS INTERNACIONALISTAS ADVOGADOS.INTERPRETADORES DEIXAREM DE RECEBER AÍ É QUE VÃO PENSAR NUMA "SOLUÇÃO".POR ENQUANTO AINDA HÁ "FOLGAS" PARA MAIS UMASAJUDAS AO TIPO NORTE-SUL EM QUE O "PORTUGUÊS" É IMPORTANTÍSSIMO...NAS DESPESAS OBVIAMENTE!

SÓ OS INDÍGENAS EUROPEUS É QUE NÃO DEVEM MARCHAR...

Multitudinarias marchas zapatistas vuelven a abarrotar Chiapas
EL PAÍS México 29
Unos 40.000 indígenas se movilizan en el sur de México. El subcomandante Marcos envía un comunicado de prensa

FALTA O JUDEU QUE DERROGUE OU ALTERE O QUE OS JUDEUS MARX E LENINE ESCREVERAM E QUE TANTOS E TANTOS CONTINUAM A CUMPRIR...AGORA COM UM HIATO NA DOUTRINA PORQUE DEPOIS DA DESCOLONIZAÇÃO VIRARAM O BICO AO PREGO E FAZEM A COLONIZAÇÃO DOS SEUS...MAS COM TODOS OS DIREITOS...

ESTÃO LIXADOS COM O GASPAR.VÃO SER PENHORADOS...

Clientes do BPN deixam de pagar dívidas
Só no universo de clientes do BPN com empréstimos superiores a meio milhão de euros, já há três mil milhões de dívidas em incumprimento total.

E SE NÃO FOREM SERÁ CERTAMENTE MAIS UMA MINUDÊNCIA QUE OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS PAGARÃO...

MILAGROSAMENTE PARA O FISCO VALORIZAM SEMPRE...

Bancos cortam 6% no valor das casas
Os bancos estão a dar cada vez menos pelas casas e uma habitação de 90 metros quadrados em Novembro de 2012 vale para os bancos menos seis mil euros do que em igual mês do ano passado.

ALGUÉM TEM QUE PAGAR O QUE NÃO É PAGO DE RENDAS NOS BAIRROS SOCIAIS MULTICULTURAIS...
EM 2013 VÃO COMEÇAR A CHEIRAR MAIS DE PERTO A AFRICANIDADE...

A FESTA INTERNACIONALISTA CONTINUA.POR VOSSA CONTA CLARO...

EB1 da Madalena. Uma escola para 14 nacionalidades

Nesta escola primária de Lisboa mais de metade dos alunos são estrangeiros. Comunicar não é fácil

“Meninos, façam uma fila indiana”, manda a professora. “Indiana? Porquê indiana?”, pergunta um rapaz, provavelmente indiano. Na escola básica n.o 1 da Madalena, num primeiro andar da Rua da Madalena, no centro de Lisboa, é difícil que toda a gente se entenda. “Fila indiana” e “sentar à chinês”, por exemplo, são expressões que grande parte dos miúdos não percebe. “Quando me zango com os meus alunos e pergunto: ‘Mas eu estou a falar chinês com vocês?’, a minha chinesinha responde logo: ‘Não está não, professora’”, ri-se Inês Lopo, professora e directora da escola.

Dos 67 alunos da escola da Madalena, pelo menos 35 são estrangeiros, diz a directora. “No primeiro dia de aulas, o espanto é quando vemos na lista um nome português”, conta Helda Nascimento, professora da turma de 22 alunos do 1.o ano, onde há dez nacionalidades diferentes.

Num quadro de presenças à porta da sala de aula, os nomes dizem tudo: Sanjidah, Maruf, Minesh, Fardih, Abeeha, Malisha, Ambre, Ruxanda e lá pelo meio uma Laura, um Sebastião, um Pedro e uma Inês.

Na hora de enumerar os 14 países de origem dos miúdos da escola, a história repete-se: “Guiné, Nepal, São Tomé, Sri Lanka, Moldávia, Ucrânia, Roménia, Paquistão, Índia, Bangladesh, China, Angola, Cabo Verde... Esperem lá, está--nos a faltar um...”, diz alguém na sala de professores. “Ah, claro, Portugal...”

A razão para tanta multiculturalidade numa só escola? A Mouraria, mesmo ali ao lado. “Há muitos pais que põem aqui os filhos porque trabalham na zona”, explica Carla Carvalho, professora de apoio de Português na escola.

“Mas a fama também vai passando de boca em boca”, continua Carla. “Sabem que aqui respeitamos a cultura de cada país. Por exemplo, nos dias de festa pedimos para virem com roupas tradicionais e trazerem comida típica, fazemos esse tipo de actividades que evidenciam as culturas e que não acontecem noutras escolas.”

EMENTA COM RESTRIÇÕES E por falar em comida, a hora das refeições é sempre complicada porque aqui “respeita-se a religião e as restrições alimentares impostas por ela”, esclarece a professora. “Há meninos que não podem comer glúten ou porco, outros que não comem carnes vermelhas, outros que são intolerantes à lactose, uns vegetarianos de todo, outros que só comem peixe, outros ainda que só comem carnes brancas e peixe...” Enfim, uma confusão. “Até já tivemos um aluno que entrou no Ramadão e nos pedia para sair da escola à hora das refeições”, recorda Inês. No primeiro dia de aulas, quando ainda não se sabe com o que contar, a solução é encomendar um almoço que em princípio não traga problemas a quase ninguém, “tipo douradinhos ou frango”.

NADAR DE CALÇAS E CAMISOLA Não é fácil também lidar com as diferentes religiões dos miúdos. Na natação, uma das actividades promovidas pela escola, há pais a proibir as filhas de entrarem dentro de água. “Dizem-nos: ‘Português sim. Bangladesh não’”, conta Inês, a imitar o sotaque de um pai. Outros já se tornaram mais tolerantes e deixam que as filhas aprendam a nadar, “mas de calças ou calções e uma camisola”.

Nas aulas, algumas raparigas muçulmanas têm de usar véu e é frequente faltarem no período de festas dos seus países. “Dantes faltavam sem dizer porquê ou mentiam, mas agora já se habituaram a dizer-nos que têm as festas tradicionais ou que vão visitar o seu país.” Já houve pais que proibiram as raparigas de se sentarem ao lado dos rapazes. “Também tivemos situações de pais que não queriam que os meninos se sentassem uns ao lado dos outros porque os países estavam em guerra, como o Paquistão e o Bangladesh”, conta Inês. “E nós tentamos explicar que as crianças não têm culpa.”

TRADUTORES No hall de entrada da escola são precisas três professoras para explicar a um pai a que horas é o lanche de final de período com pais e alunos. “Quatro, quatro horas”, repetem, enquanto gesticulam. Nas reuniões com os pais passa-se o mesmo e alguns já aparecem com amigos que estão em Portugal há mais tempo e falam melhor. Às vezes vêm com um tradutor da embaixada e quando isso não acontece são os próprios alunos a traduzir. “Mas há tantos dialectos que às tantas os meninos de países com a mesma língua já nos dizem: ‘Professora, eu não percebo o que ele diz. Não falamos a mesma língua.’”

NATAL SEM BACALHAU Para dar a matéria é complicado e há que recorrer a muitas imagens, gestos e dicionários ilustrados. Mas os alunos portugueses não saem prejudicados, garante Inês. “Pelo contrário, temos vários planos de aulas e os portugueses tentam ajudar os outros”, explica Inês.

Helda diz que o seu melhor aluno é o ucraniano Ievgen. Quando chegou a Portugal, no início do ano lectivo, não falava uma palavra de português. “Há uns que não falam de todo. Outros que lêem e percebem tudo mas nunca falam e outros que aprendem rápido.”

Por esta altura, a escola preocupa-se em não valorizar muito o Natal, até porque grande parte dos alunos não o festeja. “Houve um exercício que até tive de retirar de uma ficha”, continua Inês. “Dizia para ‘pintar os alimentos que comes na noite de Natal’, mas muitos dos meus alunos nem sabem o que é bacalhau.”

NAS OUTRAS É A MESMA COISA.E NUNCA LHES FALTA NADA.SÓ O MAGALHÃES É QUE AINDA NÃO FOI SUBSTITUÍDO.E DEPOIS DE 6 ANINHOS , TRÊS DOS QUAIS PODEM SER NA PRISÃO TÊM MAIS UNS "PORTUGUESES" CHEIOS DE AFECTOS...DESDE QUE LHES PAGUEM OBVIAMENTE.O "ESTADO SOCIAL INTERNACIONALISTA" É ASSIM.NINGUÉM FICA DE FORA.MAS COMO ALGUÉM TEM QUE PAGAR...VÃO TER QUE ACEITAR AGORA MAIS ACELERADAMENTE O NIVELAMENTO POR BAIXO, POR ÁFRICA.
MEUS FORAM ENTREGUES PELOS VOSSOS INTERNACIONALISTAS-ADVOGADOS-MAÇÓNICOS-INTERPRETADORES AOS BICHOS!OS TAIS QUE DESCOLONIZARAM...E QUE AGORA MONTARAM A MAIOR CASA PIA DO MUNDO COM O VOSSO DINHEIRINHO.E COMO VÊM COM UNS LUCROS DO CARAÇAS...

QUEREM VER QUE O SMO VAI VOLTAR?

Passos Coelho exorta a que "em cada português haja um soldado para vencer" a "guerra" da crise
O primeiro-ministro disse hoje ser preciso que "em cada português haja um soldado para vencer" a "guerra" da crise, defendendo que todos devem estar "na linha da frente" para ultrapassar as dificuldades, porque essa é "uma questão nacional".

PÁ MAS AGORA TENHAM CALMA.O IMPÉRIO AGORA É SÓ CÁ DENTRO.E CONTINUA A SER DILATADO TODOS OS DIAS.A ÁFRICA ESTÁ CHEIA DE FUTUROS PORTUGUESES.PORTANTO TALVEZ SEJAM PRECISOS COZINHEIROS PARA FAZER PEQUENOS ALMOÇOS NAS ESCOLAS E SEGUNDO UNS TAMBÉM JANTARES...
SÓ FALTA MESMO É UM NOVO "MOVIMENTO NACIONAL FEMININO" OBVIAMENTE MULTICULTURAL PARA QUE O HOMEM NOVO E MULATO EM CONSTRUÇÃO NÃO SEJA AMEAÇADO...PELA "CRISE" QUANDO NO INÍCIO DA SUA CONSTRUÇÃO ERA PROMETIDO O PARAÍSO NA TERRA...DE ABUNDÂNCIA CLARO.

Friday, December 21, 2012

ESTES NÃO ANDAVAM FUGIDOS?É QUE NÃO SE PODE PERDER NEM UM...

Cavaco Silva concedeu dois indultos de Natal
O Presidente da República, Cavaco Silva, concedeu esta sexta-feira dois indultos, um de pena de prisão e outro de expulsão, depois de analisar 205 pedidos.

AGORA QUEM NOS MOSTRA A CARA DOS MENINOS?

O "INTERESSE NACIONAL" É PASSÍVEL DE SER "INTERPRETADO"?

Gaspar diz que é preciso "assegurar que todos são chamados a pagar"
eu pergunto:quem é que assegura quem tem direito a receber?

PARA OS DEMOCRATAS SENTADOS NA MESA DO ORÇAMENTO, QUE SOMADOS CHEGAM PARA "DERRUBAR" E "AFUNDAR" A PRÓPRIA "NAÇÃO" QUE PRETENSAMENTE DEVERIAM GOVERNAR DE ACORDO COM O PRINCÍPIO DO "BEM COMUM" QUE COMEÇARAM POR, SEM PERGUNTAR NADA A NINGUÉM, ENTREGAR TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO, DISSERAM, CUMPRINDO AS ORDENS QUE VINHAM DE MOSCOVO E MARAVILHOSAMENTE ACEITANDO AS EXPULSÕES E CONFISCOS APROVARAM UMA CONSTITUIÇÃO ,DEPOIS DISSO FEITO.QUE É UMA DAS SUAS PÉROLAS DEMOCRATAS.COM A COLABORAÇÃO DE TUDO O QUE FOI REFRACTÁRIO , DESERTOR E EXILADO EM GERAL.
POIS ESSA CONSTITUIÇÃO FEITA NUMA ALTURA EM QUE SER PANELEIRO ERA "CRIME", EM QUE NÃO HAVIA CÁ QUASE PRETOS NENHUNS, A NÃO SER UNS CABO-VERDIANOS APANHADOS A ABRIR AS VALAS DO METRO,NA ALMIRANTE REIS, QUE ERAM UMAS POUCAS CENTENAS "PREVIU" E "CONTEMPLOU" TUDO O QUE SE SEGUIU.SÓ LHE FALTOU DETERMINAR QUE OS PANELEIROS QUE SE CASASSEM DEVERIAM TER QUE PARIR...
OBVIAMENTE QUE NO QUE RESPEITA AOS AFRICANOS SUCEDEU O MESMO.OS BRANCOS PUDERAM SER EXPULSOS E ROUBADOS QUE NINGUÉM REFILOU E ALGUNS ATÉ APLAUDIAM, QUE NA ALTURA LABUTAVAM POR ARRANJAR FOLHA DE SERVIÇO PARA ALGUMA MEDALHA LENINE QUE JULGAVAM QUE VINHA A SEGUIR.PORTANTO DEPOIS DE TEREM REJEITADO AS "RECEITAS" DO IMPÉRIO E QUANDO SE JULGAVA QUE CADA MACACO FICARIA NO SEU GALHO TODA AQUELA RAPAZIADA COMEÇOU A DERIVAR LENTAMENTE PARA UMA "NOVA LUTA":COLONIZAR-NOS COM OS ANTIGOS COLONIZADOS...E SE JULGAM QUE FORAM "ESCOLHENDO" DESENGANEM-SE!TUDO O QUE VINHA À REDE ERA "NOSSO" E "MUITO NOSSO".PRINCIPALMENTE SE VIESSEM DOENTES, COM DOENÇAS PROLONGADAS E FOSSEM POBRES.ERAM RECEBIDOS COM TAPETE VERMELHO NO AEROPORTO...PORQUE DE REPENTE ERAM UMA "RIQUEZA".RIQUEZA ESSA QUE CRESCEU A OLHOS VISTOS AO SER TÃO BEM TRATADA E COM TANTOS "DIREITOS" COISA QUE LÁ EM CASA SÓ EM SONHOS...
PORTANTO DEPRESSA O IMPÉRIO FOI RECONSTITUÍDO CÁ DENTRO E AGORA SEM EXPLORAÇÃO RACIAL PORQUE ERAM OS INDÍGENAS DE CÁ, OS BRANQUELAS, A PAGAR TUDO...CASA SOCIAL, EDUCAÇÃO COM EXPLICAÇÕES PARTICULARES,SAÚDE E POR FIM A CERIMÓNIA DE ENTREGA DA "NACIONALIDADE".AGORA TEMOS CÁ MAIS AFRICANOS, MUITOS DELES JÁ NOVAMENTE "PORTUGUESES" DO QUE HAVIA DE BRANCOS NA ÁFRICA TODA.E NÃO POUPARAM NADA NISSO.EM CADA "LAR" CHEGARAM A ENTREGAR 5 MAGALHÃES QUE ELES VINHAM PARA SEREM ELEITOS...E "GOVERNAREM",CERTAMENTE!
A "ORQUESTRA" DEMOCRATA CORTA E RECORTA MAS FALA SEMPRE DOS "POBRES", DOS DE "MENOS RECURSOS".MAS COMO 55% DA POPULAÇÃO NEM IRS PAGA, TEMOS MAIS DE UM MILHÃO DESEMPREGADO,QUASE 400000 RSI´S QUEM É QUE "INTERPRETOU" E "GOVERNOU" BEM QUEM FOI?E A COISA CONTINUA, ISTO É ACHAM POUCOS OS QUE JÁ CÁ ESTÃO E SEM NECESSIDADE NENHUMA COMO QUALQUER ESTÚPIDO PODE COMPROVAR...
PORTANTO OS DEMOCRATAS DA TRETA ANTES DE COMEÇAREM A CORTAR EM "DIREITOS ADQUIRIDOS" AOS PORTUGUESES "INTERPRETADOS" ALEGADAMENTE OS QUAIS NÃO TERIAM "DESCONTADO" NA QUANTIDADE SUFICIENTE DEVEM ALIVIÁ-LOS É DAS "DESPESAS" QUE NUNCA PEDIRAM E QUE ALIÁS OS TOLHE DENTRO DO SEU PRÓPRIO PAÍS.POIS QUE OS DEMOCRATAS DA TRETA AFINAL NÃO ARRANJARAM "RECIPROCIDADES" EM LADO NENHUM.FOI E É TUDO "UNILATERAL" O QUE EQUIVALEU A TORNAR TODOS OS PORTUGUESES BRANCOS EM PRETOS AFRICANOS...
PORTANTO Ó DEMOCRATAS DA TRETA O QUE TÊM EM PRIMEIRO LUGAR DE FAZER É DEFINIR DE UMA VEZ POR TODAS QUEM É "PORTUGUÊS" E QUE ISSO SEJA SUBMETIDO A REFERENDO.DEPOIS DISSO É MANDAR EMBORA OS QUE ESTEJAM A MAIS E NÃO SEJAM NECESSÁRIOS...CASO NÃO HAJA RECIPROCIDADES LIMPINHAS.E JÁ VAMOS MUITO TARDE PORQUE JÁ QUEIMARAM MUITAS CENTENAS DE MILHÕES A FAZER CARIDADE EM NOME DOS PORTUGUESES LEGÍTIMOS E SEM JUSTIFICAÇÃO HISTÓRICA NENHUMA...
O "INTERESSE NACIONAL" É ISTO...

A AMNESTY INTERNATIONAL QUE CRIE UM PAÍS PARA OS ACOLHER...NA MAURITÂNEA DEVEM VENDER DESERTO BARATO...

Unworthy of the EU'
New Report Blasts Greek Treatment of Migrants

Greece's treatment of migrants and asylum seekers is so appalling that it has become a humanitarian crisis, Amnesty International charges in a new report. It cites squalid conditions at refugee facilities and authorities who are doing little to combat the problem.

Asylum seekers and migrants face inhumane conditions in Greece, according to an Amnesty International report released Thursday. The report says that authorities are too slow in processing asylum claims, resulting in long waits in overcrowded facilities. In addition, they often become victims of the rising wave of xenophobia sweeping Greece.

PRIMEIRO LUTARAM PELA "DESCOLONIZAÇÃO" QUE FOI FEITA GERALMENTE COM "EXPULSÕES E CONFISCOS", AGORA ANDAM NUMA DE "A PÁTRIA É ONDE NOS SENTIMOS BEM E NOS PAGAM".COM UNS LINDOS RESULTADOS COMO SE VÊ PELA EUROPA TODA.E EM ÁFRICA AQUILO TUDO SÓ PARA AFRICANOS...
É O QUE EU DIGO FALTA UM JUDEU (ESTES ELEITOS É QUE COMANDAM O MUNDO, PRINCIPALMENTE NA PARTE DAS "MASSAS")TEORIZAR DE FORMA DIFERENTE DO QUE JÁ FIZERAM O MARX E O LENINE...

POR CÁ O QUE É PRECISO É URGENTEMENTE É "DESCOLONIZAR" TUDO O QUE ESTIVER PENDURADO NA "SEGURANÇA SOCIAL" E NÃO SEJA "NOSSO".AS RECIPROCIDADES SÃO DO CARAÇAS NÃO É?

Thursday, December 20, 2012

COMO CÁ QUEM MAIS GASTA MAIS VAI TER...

'Much Worse than Greece'
IMF Demands Partial Default for Cyprus
Euro-zone member state Cyprus badly needs a bailout, but the International Monetary Fund is demanding a debt haircut first, according to media reports. The resulting standoff with Europe has delayed the country's badly needed aid package.

POR CÁ SÓ A CLASSE DOS ELEITOS É QUE ANDA NUMA BOA.O ZÉ POVINHO ESSE TEM O DESTINO TRAÇADO:AFRICANIZAR E MISTURAR-SE COM A PRETALHADA IMPORTADA LÁ NO BAIRRO SOCIAL MULTICULTURAL...

PS

OS BANQUEIROS ESSES MESMO QUE OS SEUS COFRES TENHAM UM ROMBO PARA O CENTRO DA TERRA SERÃO SEMPRE SALVOS.COM O NOSSO DINHEIRINHO POIS CLARO.

FINALMENTE VAMOS VER A JUVENTUDE FRANCESA DE CABELO LOURO E OLHO AZUL A IR INSTALAR-SE FRATERNALMENTE NA ARGÉLIA...

Hollande reconhece a colonização "injusta e brutal" da Argélia
PÚBLICO 20/12/2012 - 13:21
Cinquenta anos depois do fim da guerra da Argélia, Presidente francês quer mais cooperação para conseguir "a paz das memórias"

--------------

«Sur les 900.000 Algériens qui résident à l'étranger, 700.000 vivent en France… Près d'un million de Français sont nés en Algérie, ils gardent malgré les déchirements ce pays dans leur cœur… Des millions de Français ont la passion de l'Algérie.»

-------------
En 1830 : environ 1 million d'habitants en Algérie
Début 1962 : environ 9 millions d'habitants dont 1 million d'européens.
En 2012 : environ 34 millions d'habitants dont 25.000 européens.

-------------------

On s’étonnera enfin que le président Hollande n’ait pas évoqué la dette de 600 millions d’euros de la sécurité sociale algérienne envers la France, alors que notre système de santé est en quasi faillite.


FALAR DOS ARGELINOS EM FRANÇA NEM É PRECISO.AFINAL BASTA UMA VIAGEM DE BARCO ATÉ ITÁLIA E VOILÀ...MAS AGORA VAI ACELERAR.À ANTÓNIO COSTA.VAI SER TUDO FRANCÊS E VÃO TER DIREITO À SUA MESQUITA, PARA ALÉM DO MENU COMPLETO DA SEGURANÇA SOCIAL CLARO.OS FRANCESES DEVEM ESTAR RADIANTES E NEM VÃO PENSAR EM FUGIR AOS IMPOSTOS...

PS

PARA COMPENSAR O HOLANDE TINHA QUE FAZER OS ITALIANOS, HERDEIROS DO IMPÉRIO ROMANO, PEDIREM PERDÃO POR TEREM ESCRAVIZADO TANTO FRANCÊS QUE NA ALTURA NEM UM CHAVO VALIAM...

ORA ORA ERA SÓ MAIS UMA AJUDA NORTE-SUL...

Ministério da Saúde congratula-se com detenções
O Ministério da Saúde congratulou-se, esta quinta-feira, com o resultado da investigação desencadeada pela Polícia Judiciária (PJ) no âmbito das fraudes no Serviço Nacional de Saúde, que resultou na detenção de quatro pessoas e na apreensão de diverso material.

A PJ revelou ter detido quatro pessoas ligadas à actividade médica e farmacêutica, por suspeita de crimes de falsificação de documentos, burla qualificada e corrupção, no Serviço Nacional de Saúde (SNS), no âmbito da operação "Remédio Santo II", que decorreu na Grande Lisboa.
Durante a operação foram realizadas 13 buscas, detidas 4 pessoas e apreendido diverso material relacionado com a prática da actividade criminosa em investigação, uma viatura e elevada quantia monetária.
"As detenções têm na base, mais uma vez, suspeitas de emissão de receituário falso relativo a medicamentos altamente comparticipados pelo Serviço Nacional de Saúde", revela o Ministério da Saúde, considerando que "além de defraudar o SNS, os medicamentos em causa poderão estar a ser desviados do mercado nacional, provocando situações de escassez".
Em comunicado, o Ministério da Saúde recordou que "monitoriza activamente" os casos anómalos detectados no processo de conferência de prescrições e respectiva facturação, tanto de Medicamentos como de Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica.

OS "CONTRIBUINTES" É QUE SÃO MESMO BRANQUELAS E SEM DÚVIDAS.TÊM QUE SER DEVIDAMENTE DISCIPLINADOS A "CONTRIBUIR".O RESTO É "FESTA"...E INTERNACIONALISTA PORQUE AGORA O IMPÉRIO É CELESTIAL!

OS ANGOLANOS SÓ QUEREM A NOSSA FELICIDADE...

Tráfico: Grupo vendia droga em Albufeira, Quarteira e Faro
Vendiam ‘coca’ a clientes da noite
O negócio estava organizado para fornecer clientes de estatuto social elevado, com ligações à diversão nocturna, e o grupo já facturava cerca de 10 mil euros por semana. Anteontem e ontem, a rede de tráfico foi desmantelada pela GNR de Loulé, depois de buscas domiciliárias em Quarteira e no Cacém, em Lisboa.

O grupo, ao que o CM apurou, é constituído por quatro homens e uma mulher, que foram detidos pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR, após uma longa investigação. Quatro dos detidos são de nacionalidade angolana e faziam o transporte da droga de Lisboa para o Algarve. "Tinham uma organização de nível alto e forneciam muita gente ligada às actividades de diversão nocturna", confidenciou ao CM fonte da GNR.
As buscas decorreram anteontem e ontem, no Cacém e em Quarteira. No primeiro local, a GNR teve o apoio da PSP.
Os quatro detidos vão ser presentes a um juiz, hoje de manhã, no Tribunal de Loulé.

ANGOLANOS NÃO QUE NÃO DEVEMOS DISCRIMINAR.A AFRICANIDADE TODA.É A TAL ANIMAÇÃO...MAS COM TUDO POR NOSSA CONTA...

ORA ORA O QUE SÃO MINUDÊNCIAS COMO ESSA PARA AQUELES BRAVOS ADVOGADOS DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA...

Dívida pública atingiu 120,5% do PIB

NÃO SE FALA NO PASSOS E SUS MUCHACHOS PORQUE PARA ELES É TRIGO LIMPO, FARINHA AMPARO...O FUTURO DITADOR É QUE VAI TER DORES DE CABEÇA...

ISTO É QUE É HUMILDADE , DESPRENDIMENTO E ACIMA DE TUDO ADEPTO DA TRANSPARÊNCIA....

Ricardo Salgado oferece-se para testemunhar no caso Monte Branco

FELIZMENTE QUE LHE BASTAM UMAS VERDADES PARA QUE TODO O SISTEMA DE JUSTIÇA SE RENDA INCONDICIONALMENTE.
RICARDO PARA QUANDO A REACTIVAÇÃO DA PRODUÇÃO DO UMM?NÃO TE ESQUEÇAS DE OFERECER O PRIMEIRO EXEMPLAR AO SÓCRATES...ESSE AMANTE DAS INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS...

OS ALEMÃES AINDA VÃO TER A SUA MOEDA FORTE...

Silvio Berlusconi preconiza abandono do euro pela Itália

DEIXAM É DE VENDER TANTOS AUTOMÓVEIS...DE QUE OS NOSSOS GOVERNANTES SÃO OS PRINCIPAIS CONSUMIDORES...

POR CÁ ESTOU A VER O "NOVO ESCUDO" A NÃO VALER NADA LÁ FORA.OS HUMANISTAS A NÃO PODEREM IR À ANTÁRTICA? A DEIXAREM DE PODER IR A CANCUM?OU IR FAZER UMAS ORGIAS À REPÚBLICA DOMINICANA?E AS DIFERENÇAS?MANDAVAM "PAPEL" PARA CASA?ESTÃO A VER COMO POR INCOMPETÊNCIA VAMOS SER OBRIGADOS A SAIR DO EURO?E AÍ MEUS É O REGIME INTEIRINHO QUE ENTRA EM DESGRAÇA.MAS PARA PORTUGAL SERÁ UM DIA GLORIOSO.O INÍCIO DA RECUPERAÇÃO DA TRAIÇÃO QUE SOBRE ELE CAÍU HÁ DEMASIADO TEMPO...

PELOS VISTOS SOMOS ESCOLHIDOS SÓ PELOS MELHORES...














Polícia procura em todo o país mulher suspeita de matar duas crianças em Alenquer

Mãe das vítimas é suspeita e as buscas das autoridades foram alargadas a todo o país. GNR foi chamada à casa onde as crianças de um e três anos terão morrido num incêndio.

A GNR e a Polícia Judiciária alargaram a todo o país as buscas à mãe das duas crianças mortas em Alenquer, lançando alertas para as autoridades fronteiriças, já que a progenitora é estrangeira.

PRONTOS EM VEZ DE EMIGRAREM QUANDO TIVESSEM O CANUDO A MÃE OPTOU PELA POUPANÇA.OU TERÁ SIDO ENGANADA PELA PROPAGANDA?

Wednesday, December 19, 2012

O GOVERNO SÓ SE PREOCUPA COM OS "CONTRIBUINTES".O RESTO É PARA SEREM TODOS SALVOS...

Pombal: Doença continua a afectar moradores de Foitos
Pânico em aldeia com tuberculose
Há três anos que o grupo de ucranianos vive na sua propriedade, na rua do Serafim, em Foitos, Louriçal, Pombal. A confirmação de, pelo menos, cinco casos de tuberculose entre eles deixou Fernanda Graça muito assustada. Não só por si, mas pela sua família. Tem feito exames e, até agora, os resultados têm sido sempre negativos. Mas a moradora não se conforma e diz que gostaria que "encontrassem uma solução para eles".

Dois dos ucranianos foram examinados num rastreio que se se realizou no final do mês passado na aldeia, e têm tuberculose na forma latente. Outros dois foram internados. Um deles, compulsivamente, em Outubro último, devido a uma tuberculose multirresistente. Um outro, com a doença, foi internado no início do ano, foi tratado e já regressou a casa, na Ucrânia. Há ainda outro ucraniano deste grupo a quem foi detectado o bacilo, mas foi tratado em casa, com medicamentos.
Fernanda Graça acolheu-os quando eles se viram sem tecto e sem emprego. Mas afirma-se impotente para, nesta fase, ajudar mais. "Têm de os levar daqui para se tratarem. Vivem da caridade, mas as pessoas já têm medo de se aproximar", conta.
O doente que em Outubro foi internado, em Coimbra, está a recuperar. "Não fomos vê-lo, mas já falámos com ele ao telefone e sente-se melhor", conta.
Na aldeia, o mesmo rastreio detectou três outros casos, fora da comunidade ucraniana, de tuberculose latente. O delegado de Saúde de Pombal, José Ruivo, assegura que estes, já medicados, não representam risco de contágio.
UCRANIANOS DORMIRAM EM PINHAIS E HORTAS
A aldeia de Foitos tinha, há meia dúzia de anos, uma comunidade grande de ucranianos. Grande parte vivia numa quinta. Com a crise, perderam os empregos, deixaram de ter condições para pagar o alojamento e ficaram a viver na rua. Uns saíram da aldeia. Um grupo, porém, permaneceu, dormindo em pinhais e nas hortas. Fernanda Graça cedeu-lhes um antigo curral. Eles fizeram obras e transformaram-no numa casa, onde ainda residem.

ISTO DÁ A IDEIA DO DEBOCHE QUE ANDA NO PAÍS.QUER-SE DIZER ANDA POR AÍ QUEM QUISER, A FAZER O QUE MUITO BEM LHE APETECER E NÓS SÓ TEMOS QUE PAGAR E SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS E MAIS NADA...
ALIÁS MUITO ME ADMIRARIA QUE NESTAS CIRCUNSTÂNCIAS ALGUÉM TENHA CAPACIDADE DE INVERTER O RUMO QUE O PAÍS TEM LEVADO DESDE HÁ MUITO EM ESPECIAL A PARTIR DE 2006 EM QUE OS "DEPUTADOS/INTERPRETADORES/REPRESENTANTES" DECIDIRAM ALBARDAR-NOS COM A SALVAÇÃO DO PLANETA QUE DECIDA ESCOLHER-NOS...

QUE VENHAM TRATAR-SE A PORTUGAL.AQUI OS PENSIONISTAS AINDA NÃO PAGARAM TUDO O QUE DEVEM...

El Gobierno desoye el varapalo de la justicia a la exclusión sanitaria
“Seguimos pensando que el decreto vasco es anticonstiticional”, indica Mato
Médicos, ONG, juristas e inmigrantes piden que se restituya la cobertura


Inmigrantes sin papeles esperan en el centro de salud Alameda, de Madrid. Eran los últimos días de agosto, en septiembre sus tarjetas se fueron desactivando. / SANTI BURGOS

El Gobierno y el PP hicieron ayer como si no fuera con ellos el varapalo propinado por el Tribunal Constitucional a la medida impulsada por el Ministerio de Sanidad de retirar la tarjeta a los inmigrantes en situación irregular y excluirlos de la atención normalizada en la red pública.

E DEPOIS AQUI NINGUÉM É ILEGAL.E A CONSTITUIÇÃO...E A SALVAÇÃO DO PLANETA POR NOSSA CONTA...

Tuesday, December 18, 2012

MAS AINDA EXISTEM "INTELECTUAIS" QUE RENEGAM OS NÚMEROS...

http://www.globalmuseumoncommunism.org/

NO MELHOR PANO CAI A NÓDOA...

São João: «Hospital tem 30 cirurgiões que nunca foram ao bloco»

O presidente do Conselho de Administração do Hospital de São João diz que em média, no hospital que dirige, um dos maiores do país, há 30 cirurgiões que nunca foram ao bloco.
O presidente do Conselho de Administração do Hospital de São João do Porto diz que neste hospital há 30 cirurgiões que nunca foram ao bloco, ou seja, não fazem operações.
Em entrevista à TVI 24, António Ferreira afirma que há um deficiente aproveitamento dos recursos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e aponta como exemplo o caso dos cirurgiões de todas as especialidades. O administrador do São João diz que a média de operações realizadas é muito baixa.
O presidente do Conselho de Administração do Hospital de São João refere que em média, a nível nacional, cada cirurgião faz por semana apenas uma operação da especialidade.
António Ferreira aponta outro problema do SNS, sublinhando que há uma elevada taxa de abstencionismo. No hospital que dirige é superior a 11 por cento.

SE TRABALHASSEM COMO DEVERIA SER O QUE SERIA DOS "PRIVADOS"?

É ISSO.AINDA FALTA CHUTAR OS PIGS...

“Ainda não estamos na recta final da crise”

Angela Merkel, chanceler alemã

POR CÁ ATÉ ADVINHAM.A AFRICANIZAÇÃO VAI DE VENTO EM POPA.QUER-SE DIZER UNS FAZEM "NEGÓCIOS" E A MAIORIA PAGA EM "RECIPROCIDADES" UNILATERAIS...
TEMOS A MAIS ESCLARECIDA, HONESTA,COMPETENTE, PATRIÓTICA CLASSE POLÍTICA DO MUNDO:DESDE QUE ELES SE SALVEM OS OUTROS QUE SE FODAM...
OS MILITARES QUE SE VÃO PREPARANDO...

A MAIOR TRAIÇÃO EM 900 ANOS DE HISTÓRIA DE PORTUGAL




Associações pedem revogação da nova lei de imigração
ANDREA CUNHA FREITAS 17/12/2012 - 19:16
Queixa é entregue terça-feira ao provedor de Justiça. Terça-feira celebra-se o Dia Internacional dos Migrantes.


Duas dezenas de organizações pedem a inconstitucionalidade da nova lei

População estrangeira representa 3,7% do total do país
Duas dezenas de organizações de defesa dos direitos humanos vão entregar nesta terça-feira uma queixa ao provedor da Justiça pedindo a inconstitucionalidade da nova lei da imigração.

A nova lei é “inconstitucional e violadora dos princípios básicos de igualdade de cidadãs e cidadãos”, defendem os subscritores da queixa. De acordo com as associações, o novo diploma (lei 29/2012) incorporou muitas directivas europeias, entre as quais a Directiva de Retorno, que “constitui um retrocesso em matéria de direitos, liberdades e garantias fundamentais”.

A directiva em causa pretende harmonizar a nível comunitário as regras para a detenção e expulsão de imigrantes ilegais mas, para as 20 organizações de defesa dos direitos humanos, o propósito da lei é outro. A directiva visa antes facilitar ao máximo o afastamento e expulsão dos imigrantes em situação irregular, defendem E, por isso, chamam-lhe a “Directiva da Vergonha”.

A queixa que será entregue ao provedor da Justiça serve para o reforçar o protesto e para assinalar o Dia Internacional dos Migrantes, que se celebra amanhã. No documento, as associações defendem “a regularização imediata de todos os imigrantes indocumentados” e pedem a Alfredo José de Sousa que “verifique, junto do Tribunal Constitucional, não só os fundamentos de factos e de jure da inconstitucionalidade da Lei nº 29/2012, bem como da sua revogação e/ou suspensão”.

No mesmo dia, as associações promovem em Lisboa, no Martim Moniz (das 16h às 20h), uma acção “contra o racismo e pelos direitos dos migrantes, dos refugiados e dos deslocados, pela sua regularização contra as expulsões, os centros de detenção e todo o tipo de discriminações”.

É DEPOIS DE TEREM ENTREGUE TUDO O QUE TINHA PRETO E NÃO ERA NOSSO(E NÃO SÓ) PASSAREM, OUVIDAS AS "ASSOCIAÇÕES" A UMA LEI DE IMIGRAÇÃO E EM ESPECIAL A UMA LEI DA NACIONALIDADE QUE IMPORTA E NACIONALIZA OS POBRES DOS OUTROS SEM NECESSIDADE NENHUMA.QUE FICAM A CARGO DOS IMPOSTOS DOS PORTUGUESES.TUDO SOB A BATUTA DO "TODOS IGUAIS, TODOS DIFERENTES", ESQUECENDO DELIBERADAMENTE AS EXPULSÕES EM MASSA E OS CONFISCOS DE BENS...
A SALVAÇÃO DO PLANETA POR NOSSA CONTA É A OBRA MESTRA DOS GAJOS COM PROBLEMAS DE IDENTIDADE NACIONAL ARMADOS EM VANGUARDAS DA LOUCURA E DA FALÊNCIA COMO DEMONSTRA A SITUAÇÃO ACTUAL.PORTUGAL USADO POR MÁFIAS PARA ADQUIRIREM DIREITOS DE ENTRADA E PERMANÊNCIA NA UE, DESTINO FINAL ALMEJADO, ONDE EVIDENTEMENTE SE DIZEM "PORTUGUESES" E REBAIXANDO A DE SI JÁ MÁ IMAGEM DOS NOSSOS COMPATRIOTAS QUE LÁ SÃO EQUIPARADOS A AFRICANOS.
ESTES GAJOS "RECLAMAM" MAS É TRETA POIS QUE A ACTUAL LEI DA IMIGRAÇÃO NÃO ACABOU COM O PIOR QUE A ANTERIOR JÁ TINHA:"AS ESCOLAS NÃO SÃO SEF" O QUE ALIADO À LEI DA NACIONALIDADE INTRODUZIU O AUTOMATISMO NA "NACIONALIZAÇÃO DE QUEM ANDE A ESTUDAR 6 ANOS DOS QUAIS 3 PODEM SER EM PRISÃO...E DEPOIS VEM A FAMÍLIA COMPLETA...
PERCEBEM PORQUE FALIRAM?PORQUE ANDAM DESMORALIZADOS?PORQUE ESTÃO A SER NIVELADOS PELO PIORIO DO MUNDO QUE AQUI É ACOLHIDO SEM NENHUMA DISCRIMINAÇÃO.PORQUE O "ESTADO SOCIAL" É INTERNACIONALISTA.DÁ TUDO A TODOS.MAS SÓ OS INDÍGENAS É QUE PAGAM...
PORTUGAL ALIÁS É O ÚNICO PAÍS DA UE ONDE NÃO EXISTE DE FORMA ORGANIZADA UMA CHAMADA "EXTREMA-DIREITA" QUE AMEACE OS PARTIDOS DO ARCO DO PODER NAS SUAS LEIS TRAIDORAS.PORQUE ESSA RAPAZIADA ATÉ AOS PENSIONISTAS, A PARTIR DE 600 EUROS, VAI ROUBAR PARA DAR AO MUNDO QUE NOS ESCOLHA...
A FOTO FAZ LEMBRAR AQUELE FAMOSO COMÍCIO DO PS EM ÉVORA...
NÃO DERRUBEM ESTE REGIME NÃO QUE AINDA SERÃO VENDIDOS COMO ESCRAVOS PARA ÁFRICA...
SIM PORQUE NÃO ACREDITEM NOS NÚMEROS BONDOSOS QUE VOS DIZEM.É QUE AQUI NINGUÉM É ILEGAL E NINGUÉM ALIÁS QUER SABER QUANTOS ELES SÃO.SÃO AS INVASÕES PARA CONQUISTAR O SUBSÍDIO QUE POUCOS VÃO PAGAR.SIM PORQUE SÓ 45% É QUE PAGA IMPOSTOS...

Monday, December 17, 2012

A ÁFRICA AINDA VAI VOLTAR A SER "NOSSA"...


CAN'13: Cabo Verde com nove "portugueses"

CLARO QUE ENTRETANTO TEMOS QUE A IR PAGANDO...MAS É COMO DIRIAM OS ESQUERDISTAS UM "INVESTIMENTO"...

O "PORTUGUESES" FEZ ESCOLA...

E QUANTOS FORAM NACIONALIZADOS?E QUANTOS ILEGAIS?

Na última década
População estrangeira cresce 70%
A população estrangeira residente em Portugal cresceu cerca de 70 por cento, na última década, revelou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE), indicando que, em Março de 2011, viviam no país perto de 395 mil imigrantes.

MAS PRONTOS EM 2006 A ECONOMIA ANDAVA PUJANTE E A RAPAZIADA VINHA FAZER O QUE O INDIGENATO NÃO QUERIA PELO QUE FOI "INTERPRETADO/REPRESENTADO" PELOS CHICOS ESPERTOS DEPUTADOS QUE ERA MUITO BOM "NACIONALIZÁ-LOS"...MAS AGORA MANDAM-NOS PAGÁ-LOS E PAGAR AS DÍVIDAS FEITAS COM ELES.NOMEADAMENTE OS MAGALHÃES AOS 5 POR CASINHA...
ADMIRAM-SE DE ESTAR NA FALÊNCIA?PÁ "VIVERAM ACIMA DAS VOSSAS POSSIBILIDADES"...E CUIDADO ESTÃO A RECEBER "PENSÃO" PARA A QUAL NUNCA DESCONTARAM NA QUANTIDADE SUFICIENTE...

MAS A TROPA É QUE TEM MUITA GENTE...

Quadro de Pessoal da câmara municipal, Lisboa.
Fico sempre inchado de orgulho quando percebo a grandeza desta metrópole, bem demonstrada pelos 2521 Técnicos Superiores, licenciados ou doutorados que trabalham arduamente para o meu município, e entre eles:
- 330 arquitectos
- 101 assistentes sociais
- 73 psicólogos
- 104 sociólogos
- 146 licenciados em… marketing!!!
- 260 engenheiros civis
- 156 historiadores !!! e…
- 303 juristas, cujo serviço se supõe que deve ser dar parecer sobre os pareceres que a CML encomenda a gabinetes de advocacia privados.

COM ESTA MERDA TODA, MAIS DO QUE EM MADRID,ESTOU À ESPERA DE ME VIREM TRAZER OS PEQUENOS ALMOÇOS A CASA...E COM PÃO ACABADINHO DE FAZER!

TUDO GENTE PACÍFICA QUE BEM PODE ANDAR A VENDER-NOS AS COUVES...

Manhã sangrenta no Iraque, Paquistão e Afeganistão
Pelo menos 20 mortos no Iraque, 15 no Paquistão e 10 no Afeganistão numa série de atentados e na explosão de uma mina. Parte das vítimas são mulheres e crianças.

E A USUFRUIR DO "ESTADO SOCIAL INTERNACIONALISTA".MAS DEPOIS OS MÉDICOS E OS PROFESSORES GANHAM EM EXCESSO...


OS PROFESSORES EXECUTAM A SALVAÇÃO DO PLANETA E COMEÇAM A PAGÁ-LA...


Professores portugueses são dos que têm mais horas de aulas
Governo prepara aumento da carga horária na Função Pública e os docentes não deverão ficar de fora.

Em toda a Europa e mesmo no espaço mais alargado da OCDE, os professores portugueses são dos que dão mais horas de aulas, segundo o relatório Education at a Glance 2012.

Com o Governo a comprometer-se a cortar quatro mil milhões de euros na despesa do Estado e a Educação a ter de assegurar uma contribuição significativa nesse esforço, a questão do horário de trabalho passou a estar na ordem do dia.

Lá fora, há mais tempo para preparar as aulas, apoiar alunos e outras tarefas.

A FESTA "INTERNACIONALISTA" DAS ESCOLAS NÃO SEREM SEF, SÓ MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DEU UMA IMENSA RIQUEZA.ESCOLAS COM MAIS DE METADE DE ALUNOS ESTRANGEIROS.TUDO POR NOSSA CONTA.DEPOIS DIZEM-NOS QUE VIVEMOS ACIMA DAS NOSSAS POSSIBILIDADES...
OS PROFESSORES , PRINCIPALMENTE OS MAIS VELHOS ESTÃO HOJE TRANSFORMADOS EM ESCRAVOS.POIS SÃO OBRIGADOS A CIVILIZAR O MUNDO E A PAGAREM...E CADA VEZ COM MENOS DIREITOS.
FIZERAM FALIR PORTUGAL POR PURAS RAZÕES IDEOLÓGICAS.COM POLÍTICAS CONTRA-NATURA E MESMO TRAIDORAS.COM POLÍTICAS DO TUDO E DO SEU CONTRÁRIO...
OS RESPONSÁVEIS POR ESTES ACTOS DE ALTA TRAIÇÃO É QUE TÊM QUE SER IDENTIFICADOS E APONTADOS...PARA PODERMOS ESCARRAR NELES À VONTADE E CASO NÃO QUEIRAM PERSISTIR NA SUA TRAIÇÃO O QUE JUSTIFICARÁ OUTRAS MEDIDAS MAIS ADEQUADAS...POIS MORRENDO O BICHO, MORRE A PEÇONHA...



Sunday, December 16, 2012

Ó PASSOS OLHA QUE SÃO 6000 TONELADAS DE OURO...OU MAIS...

Passos Coelho prevê que dívida pública leve 20 ou 30 anos a pagar

E COM TANTO "CORTE" O DÉFICE ANDA PELOS 6%...E SÓ COM EXCEDENTES ORÇAMENTAIS É QUE SE PAGAM DÍVIDAS...

PS

CLARO QUE AGORA NÃO ESTÁ CÁ O CAMPÓNIO SALAZAR QUE TENDO PAGO AS DÍVIDAS DA I REPÚBLICA SÓ DEIXOU 966 TONELADAS DE OURO, A MAIORIA JÁ GASTA CLARO...
OS DEMOCRATAS DA TRETA CONSEGUEM OBVIAMENTE MUITO MAIS E MUITO MAIS DEPRESSA...

OS ARQUIVOS MILITARES A SEREM ROUBADOS COMO OS DA PIDE?

DRAGÕES – 1º ESQUADRÃO



ASSUNTO: ACÇÃO PUNITIVA DE PACIFICAÇÃO DE 250930 ABR NA SANZALA MIHINJO


Para cumprimento no exarado em alínea c) nº 2 das Normas para a actividade operacional, nº 2 do C. M. A. (Q.G.-3ª Rep.) 21ABR61

Pelas 09H00 o Esquadrão () estava na Funda, onde integrou na coluna um “Land-Rover vermelho” com dois civis e o regedor da localidade (um preto). Este informou que pelo menos 5 dos agressores de José Augusto Moreira e Joaquim da Silva Coelho estavam na Sanzala MIHINJO, já tinha estado com eles e que tinham confessado.
às 09H30 estávamos a 1 Klm. da sanzala.
Avançou a viatura dos civis com mais o guia da coluna – o António Machado da Cruz, armado de 375 com a missão de deixar o regedor na sanzala para ir reunindo o povo para uma “conversa sua”.
Às 09H45 partiu a coluna a toda a velocidade, cercando a sanzala. Operação em U apoiando as extremidades no Rio Bengo.
Pelas 10H00 o regedor e o soba da sanzala separou 5 dos agressores que se sentaram no chão, com guarda.
Interrogados por mim, confessaram que tinham estado na confusão com os brancos.
 Quem é que tirou a espingarda?
 Fui eu, disse um deles.
O Soba já tinha entregado a espingarda ao regedor.
Pelas 10H30 estava montado o dispositivo em anexo.
Às 10H35 deu-se início à cerimónia:
1 – O soba falou ao povo explicando a razão da cerimónia, acrescentando:  Quando tem razão de queixa, faz mesmo queixa no regedor, não pode fazer mesmo justiça pelas suas mãos. Aqueles homens quis matar mesmo. Vai morrer… etc. etc.
2 – Clarim tocou a sentido, ombro arma, apresentar arma.
3 – Furriel Helder disse:
 Pelotão de execução, preparar, apontar. Fogo.
4 – As 6 P.M. dispararam. Os terroristas caíram.
5 – Avançaram os cortadores de cabeças. Cumpriram a sua missão.
6 – Avançou o soba. Colocou as cabeças nos paus. Ficaram dois sem cabeça. As cabeças ficaram espetadas pela boca, submissamente viradas para o chão.
7 – Clarim tocou ombro arma, apresentar arma.
8 – Soba falou ao povo, explicando a razão porque tinham ficado dois paus sem cabeça, à espera dos futuros não respeitadores da lei.
9 – Ao soba eu disse: os corpos podem ser enterrados as cabeças ficam sete dias, os paus ficam para sempre.
10 – O Esquadrão regressou ao Quartel.
11 – Levei a secção Penaguião ao Hospital para que vissem os dois agredidos
 Um estava em coma, na reanimação.
 O outro já se sentava.
Ambos quase irreconhecíveis, pois tinham sido barbaramente agredidos à catanada, pedrada e paulada.
Foram assaltados no Klm. 56 do C.F. – Fundo Cabiri, quando levavam um indígena preso para o regedor da Funda: operação efectuada a pedido do regedor.

---- X ----

REACÇÕES:
Do povo da sanzala – completamente esmagados pelo aparato da cerimónia. Nem uma palavra, um gesto, um choro de criança sequer.
Os condenados – inicialmente com ar arrogante, a gesticular e falar muito com o regedor e soba. Quando se começaram a [?] os paus, ficaram calados. O mais novo, nessa altura, disse que três já tinham fugido. No final já estavam com a assistência indígena, completamente vencidos e conformados.
Os civis – guia e 2 ocupantes do “Land Rover”, um pouco impressionados:
 Isto é impressionante, mas tem de ser.
O nosso pessoal militar: de uma maneira geral, pálidos. Cerca de 20% com o olhar incerto e assustado. Cerca de 10% prestes a desmaiar. O resto portou-se bem.
As catanas têm de estar bem afiadas (não estavam) saltavam ao bater, como se fosse em borracha. O corte da catana requer a sua técnica não deve ser em pancada directa e seca. A lâmina deve bater em movimento de translação ao longo do fio. Golpe de corte dos alfanges árabes.

CONCLUSÃO
1) – No respeitante ao efeito da cerimónia, no elemento indígena, teremos de esperar uns dias pelos relatórios dos administradores da região.
2) – No pessoal: Foi fortemente sacudido e posto pela primeira vez perante a realidade de uma guerra total de sobrevivência sem quartel. A experiência foi-lhe benéfica, pois:
Quando o pelotão parou, já na estrada de Catete, a ordem dada a uma secção para juntar o pessoal e revistar uma pequena sanzala de um dos lados da estrada foi cumprida com uma eficiência, rapidez e entusiasmo jamais vistos nas operações anteriores desta natureza. No final verificou-se serem Bailundos. Foram-lhes restituídas as catanas, enxadas e demais ferros com “pancadas nas costas”. O Sargento enfermeiro interveio pela primeira vez, para pensar um buraco de uma baioneta mais impaciente no braço de um deles. Afastámo-nos com gestos de adeus, de parte a parte.
Luanda, 27 de Abril de 1961
O Comandante do 1º esquadrão de Dragões
[ass.]
[identificação no original]
Cap. De Cav.ª

UM CEME A SÉRIO MANDAVA AVERIGUAR DE FORMA EXPEDITA E PUNIR EXEMPLARMENTE QUEM ANDA A TRAIR OS CAMARADAS COMBATENTES.
E PARA OS TRAIDORES FICA O AVISO:ATÉ SE ARRANJAM UNS KMS DE CABEÇAS AO LONGO DAS ESTRADAS CÁ NO BURGO SE FOR PRECISO...

OI BIFES CALMA QUE QUALQUER DIA VÃO PAGAR AOS FAMILIARES DOS AFRICANOS AFOGADOS NO MEDITERRÂNEO OU QUE CAEM DOS TRENS DE ATERRAGEM DOS AVIÕES...

Abu Qatada runs up £500,000 legal aid bill to stay in UK
Figure is expected to rise as radical cleric continues to resist efforts to deport him to Jordan


Abu Qatada arrives at his home in north-west London last month after he was released from prison.
Abu Qatada, the cleric once described as Osama bin Laden's right-hand man in Europe, has received more than £500,000 in legal aid, a figure expected to rise as he continues to resist government efforts to deport him.

TUDO PORQUE AINDA NENHUM JUDEU TEORIZOU ACERCA DA "LIBERTAÇÃO" DA EUROPA, SE NECESSÁRIO ATRAVÉS DE "PATRIÓTICAS" GUERRAS DE LIBERTAÇÃO.
O "DIABO" BRANCO DE TUDO É RESPONSÁVEL E COM TUDO DEVE PAGAR.O RESTO É PAISAGEM...

OI PESSOAL DA COVA DA MOURA.VEJAM O QUE PODEM SER DAQUI A 3 SÉCULOS...SE SOUBEREM JOGAR COM DEUS E O DIABO...



Família Rothschild
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Mayer Amschel Rothschild, fundador da dinastia
A família Rothschild, de origem judia asquenaze alemã e, atualmente, de múltiplas nacionalidades (francesa, alemã, britânica, israelense, etc.) é conhecida, desde o século XIV, por suas atividades bancárias e financeiras mas também por numerosas obras e filantrópicas, e a partir do século XIX, por seu apoio ao sionismo.
Os Rothschild participaram dos negócios mais dinâmicos durante a Revolução Industrial,[1] em especial a indústria têxtil, que florescia. As tecelagens mecanizadas da Inglaterra produziam tecidos de qualidade em grande quantidade. Os Rothschilds passaram a negociar também essa mercadoria. O comércio do algodão oriundo da América do Norte para as tecelagens na Grã-Bretanha permitiu que a Casa Rothschild criasse vínculos através do Atlântico, com a florescente economia estadunidense.
Diz-se que fizeram boa parte de sua fortuna no fim das guerras napoleónicas, quando tiveram conhecimento antecipado da vitória da Inglaterra e lançaram um rumor no mercado que Napoleão havia ganho a guerra. Com isto a bolsa caiu quase a zero, e os Rothschild praticamente compraram a economia inteira da Inglaterra. Quando foi dada a verdadeira notícia - a de que a Inglaterra havia vencido a guerra - os Rothschild emergiram como a família mais rica da Europa.

---------------------------------

Rotshchild, un certain art de vivre
Mots clés : Benjamin Rothschild, Ariane Rothschild, Philippine De Rothschild, Jacob Rothschild, David De Rothschild, Eric De Rothschild, Edouard De Rothschild


Ariane et Benjamin de Rothschild dans le salon vert et or de leur hôtel parisien. Bien qu'intéressés par l'art contemporain, ils sont aussi amateurs de mobilier et de peinture du XVIIIème siècle. Crédits photo : RAPHAEL GAILLARDE/Le Figaro Magazine


Ils sont banquiers, collectionneurs, mécènes, viticulteurs... Depuis près de trois siècles, leur nom est inséparable de l'histoire, comme en témoigne une exposition à la Bibliothèque nationale de France. Nous avons rencontré les héritiers de cette grande famille européenne.

Il y eut un temps où, en langage courant, la référence à Crésus pour rendre compte de l'infinie richesse a perdu de son pouvoir évocateur et cédé la place dans la mythologie des temps modernes à la référence à Rothschild. Il y eut également un temps, dans l'histoire de la célèbre famille, où le sobriquet qui la désignait fut rehaussé de la particule annonciatrice de l'anoblissement et du titre de baron. Ce n'était que la reconnaissance officielle de la place éminente qu'ont occupé les «de Rothschild» au temps de la Sainte-Alliance, sous la monarchie de Juillet, le Second Empire et les républiques à venir. Une ascension aussi rapide avait évidemment frappé les imaginations. Stendhal, le premier, écrira «riche comme Rothschild».

Leur arbre généalogique plonge ses racines dans le ghetto de Francfort-sur-le-Main, au milieu du XVIIIe siècle. L'ancêtre Mayer Amschel Rothschild habite avec sa famille une ruelle sordide. On ne lui accorde pas le droit d'exercer un métier noble, de vendre des étoffes ou même de devenir forgeron ou menuisier. Alors, comme beaucoup d'autres Juifs, il spécule, vit du commerce de l'argent, accepte de parcourir les routes d'Allemagne dans une mauvaise voiture pour recouvrer les intérêts dus à son protecteur, le margrave de Hesse. La force de Mayer, c'est qu'il n'agit pas seul: il envoie chacun de ses cinq fils s'établir dans une grande capitale d'Europe, organisant ainsi de solides réseaux d'information au sein de la famille. Bientôt, les Rothschild père et fils vont développer un système de courrier privé plus rapide que celui des Etats eux-mêmes. Les cinq frères mettent ainsi en place la première multinationale de l'histoire, devenant, du même coup, des «Européens» avant la lettre. C'est la source de leur puissance. Les Rothschild de la deuxième génération, parmi lesquels le cadet, James, que son père envoie à Paris, sont déjà des hommes fort riches.


Dans les salons de Waddesdon Manor, panneaux sculptés et meubles provenant de Versailles se succèdent. Aux murs, des portraits de l'école anglaise, des toiles de Greuze et de Lancret. dans les vitrines et sur les étagères, des porcelaines de Sèvres. Une abondance de bon ton. Crédits photo : RAPHAEL GAILLARDE/Le Figaro Magazine
À travers le destin de la famille Rothschild, l'exposition présentée à la BNF s'attache à la personnalité de James. Quand il arrive à Paris en 1812, il a 20 ans. Ivre de liberté, il se jette dans le travail avec une espèce de sauvagerie. Son ascension est fulgurante et l'on croise bientôt chez lui tout ce que Paris compte de diplomates, de ministres, d'aristocrates qu'il traite avec une certaine ironie. Les grands négociants fréquentent le cercle de la rue de Gramont? Lui se fera élire en 1829 au cercle de l'Union, le plus noble, le plus snob, et le plus rigoriste. Ses concurrents forment une bourgeoisie jalouse de ses conquêtes? James deviendra l'intime des Noailles, des Ligne, des princes d'Orléans. Rêvera-t-il alors de marier sa fille à un duc? Justement pas. Les Rothschild ne se mariaient qu'entre eux, préférant aux grandes alliances flatteuses des mariages entre cousins et nièces qui permettaient à la dot de rester dans le patrimoine familial commun. Dès le début de sa carrière, James, qui avait épousé sa cousine Betty, se rangea dans le camp de la contre-révolution, ce qui l'amena à combattre Napoléon en qui il voyait la résurgence de l'esprit jacobin, à choisir la Sainte-Alliance des monarques et donc à soutenir tout ce qui ressemblait à une Restauration après la tempête révolutionnaire. La longue guerre qui déchira l'Europe de 1792 à 1815 fut à l'origine de sa fortune. James devint le banquier de Louis XVIII et de Charles X, avant de devenir celui de Louis-Philippe et son homme de confiance. La faveur royale lui permit de bien se placer dans la grande révolution industrielle qui allait faire de lui le magnat des chemins de fer.

Comme ses frères, James sera pris de la passion de construire. Il demandera à l'architecte britannique Joseph Paxton de restaurer le château de Ferrières. C'était une propriété de légende, où 120 domestiques servaient plusieurs fois par semaine des dîners de 60 couverts, où on lessivait 80.000 pièces de linge à l'année, où les écuries pouvaient accueillir 80 chevaux et où un système de wagonnets en sous-sol permettaient d'acheminer les plats des cuisines dans la salle à manger.Typique de ce que l'on a appelé le «style Rothschild», la décoration de Ferrières était un mélange savamment dosé d'opulence et de confort, de goût du gigantesque et de passion vraie pour les oeuvres d'art. James sera le premier Rothschild à collectionner des tableaux. Son premier achat sera une toile de Jean-Baptiste Greuze, La Laitière, aujourd'hui au Louvre. L'école française n'était pourtant pas sa préférée, son intérêt le portait surtout vers les primitifs flamands tels que Jan Van Eyck (la Vierge et l'Enfant avec saints et donateurs) ou Hans Memling (la fuite en Egypte), deux chefs-d'oeuvre eux aussi légués au Louvre.


A Mouton, Philippine de Rothschild s'est entourée de peintures et de sculptures des XVIIIème et XIXème siècles, de «curiosités» en pierre dure et en porcelaine. Un mélange très réussi de beauté et d'originalité, qui fait le charme de Mouton. Crédits photo : ERIC SANDER/Le Figaro Magazine
Chaque Rothschild mériterait une biographie. Nathan, le frère de James, passait pour avoir de l'humour. Comme sa fille Hannah aimait la musique, il se laissa convaincre de donner un concert où Paganini vint jouer. Il le félicita en prenant l'accent yiddish: «Foilà une cholie muzique.» Il fit alors tinter des pièces de monnaie dans sa poche: «Za, z'est ma muzique à moi. Le monde l'égoute avec adention mais ne la respecte pas autant.» Les cousins Rothschild redoutaient la tante Alice, jardinière émérite mais redoutable bougon, qui agrippa un jour le bras de la reine Victoria en lui criant: «Arrêtez de marcher sur mes pelouses.» Il faudrait des volumes entiers pour expliquer les Rothschild et leurs châteaux, les Rothschild et les chevaux de course, les Rothschild et le vin. Des livres et des livres pour dresser la liste de leurs fondations. Et bien d'autres ouvrages encore pour énumérer les splendides oeuvres d'art dont ils ont fait don aux musées. Aujourd'hui encore, le nom de Rothschild est lié à l'origine du système bancaire international, à de fabuleuses richesses, à de la croissance sociale et à la montée sans pareille d'entreprises, ainsi qu'à un style de vie servant de critère. Est-ce pour cela que James de Rothschild, le vrai James, est cent fois plus passionnant que tous les Nucingen, Lucien Leuwen et autres Gundermann que, dit-on, il inspira à Balzac, Stendhal ou Zola?

«Les Rothschild en France au XIXe siècle», Bibliothèque nationale de France, site Richelieu, 5, rue Vivienne, 75002 Paris, jusqu'au 10 février 2013.


une toile du peintre chinois Yue Minjun, que Benjamin et Ariane ont été parmi les premiers à collectionner.
Benjamin et Ariane de Rothschild, un couple atypique
«Je préfère parler de sport plutôt que de finance.» Le ton est donné: Benjamin de Rothschild est un passionné de voile. «Il y a plus de cent ans, mon arrière-grand-tante pulvérisait le record de vitesse des bateaux à vapeur qui parcouraient le lac Léman dans un panache de fumée. Aujourd'hui, la passion continue, sans voiles et sans fumée, mais, je l'espère, toujours avec panache.» C'est dans le salon de son hôtel parisien, à quelques mètres de l'Elysée, décoré d'un superbe mobilier du XVIIIe siècle et de tableaux de Boucher et de Goya que Benjamin poursuit: «J'ai été immergé dans le milieu de la voile de compétition dès mon enfance. Mon père m'a emmené sur un bateau avant même de m'apprendre à marcher.» La passion nautique est une affaire de famille chez les Rothschild, propriétaires d'une fantastique lignée de voiliers. Parmi eux, Benjamin a une tendresse toute particulière pour Gitana 11, avec lequel il a gagné la Route du Rhum en 2006. A côté de ses catamarans de course, de ses vignobles, de ses domaines hôteliers et... de sa ferme laitière en Seine-et-Marne où l'on produit le seul brie de Meaux bénéficiant du label fermier, les affaires de Benjamin regroupent banque et finance. Il travaille main dans la main avec sa femme, Ariane, vice-présidente de la holding familiale. «Chez mes parents, se souvient Benjamin, la devise était «a child is to be seen, not heard» (un enfant, on doit le voir, pas l'entendre). Ariane et moi élevons au contraire nos quatre filles pour qu'elles aient des opinions et les expriment.» Si l'on en juge par les murs de leurs chambres, celles-ci manifestent déjà un grand intérêt pour l'art chinois contemporain.


Philippine de Rothschild. Crédits photo : ERIC SANDER/Le Figaro Magazine
Philippine de Rothschild, de la vie de théâtre à la vie de château
Durant trente ans, le théâtre a été la grande affaire de ma vie. Pensionnaire à la Comédie-Française, j'excellais dans les rôles de soubrette: il paraît que mon caractère vif et pétillant faisait merveille. Cela ne m'empêchait pas d'admirer passionnément Claudel», raconte Philippine avec humour. «Pourtant, en 1988, à la mort de mon père, je n'ai pas envisagé un seul instant de laisser à un quelconque «maire du palais» la gestion du domaine et de la société de négoce familial.» Dans l'univers si particulier qu'est le Bordeaux des grands vins, Philippine impose son personnage, elle est «Madame la baronne». Etre invité chez elle à Mouton est un grand moment où chaque plat est choisi pour accompagner le vin avec un soin jaloux, le filet de boeuf rôti, forestière de champignons et purée de petits pois avec un Mouton Rothschild 1983 en magnum ou le méli-mélo de la mer avec un Château Haut-Brion blanc 1985. Quant au dessert, la spécialité des Rothschild depuis plusieurs générations est le soufflé au Grand Marnier et fruits confits. A cet extrême raffinement, Philippine joint une autre passion, l'amour du beau. Mouton abrite un musée du Vin dans l'art où d'admirables pièces d'orfèvrerie allemandes des XVIe et XVIIe siècles côtoient des tapisseries de Beauvais et des faïences d'Urbino. «Jusque-là, les collections Rothschild réunies par mes ancêtres durant tout le XIXe siècle étaient encloses dans notre hôtel parisien et n'étaient visibles que par nos amis. Mon père décida d'ouvrir toutes grandes les portes de ses trésors et de les exposer à Mouton afin de les partager avec tous.» Ce musée est en effet un pur moment de bonheur.


Jacob Rothschild dans la «baron's romm» de Waddeston. Au sol, un magnifique tapis de la Savonnerie. Crédits photo : Anna Clopet/© Anna Clopet/CORBIS
Jacob Rothschild, la passion des demeures historiques
Quand, en 1989, à la mort de ma cousine Dorothy, j'ai hérité de Waddesdon Manor, un château qui, d'une aile à l'autre, a la taille de Trafalgar Square, ce n'est pas du plaisir que j'ai ressenti, mais de l'angoisse.» Jacob Rothschild aime pourtant la vie de château et il a su rendre les appartements privés de Waddesdon très cosy, mais il n'a pas oublié le triste état de la propriété quand il en a hérité. «Sans même parler des installations de chauffage central, d'électricité, de plomberie qu'il a fallu refaire, il y avait les 70 paires de rideaux à poser et les tapis à rafistoler», se souvient Jacob. «Finalement, j'ai demandé à un atelier de restauration de textiles de s'installer à demeure, mais cela a tout de même duré plus de un an. Quant aux jardins, il a fallu entièrement les redessiner afin de retrouver leur agencement de l'époque victorienne.» En revanche, en ce qui concerne les meubles, les tableaux, l'orfèvrerie, la porcelaine de Sèvres, le décor est aujourd'hui le même qu'en 1884, quand Ferdinand de Rothschild fit bâtir Waddesdon. Est-ce à dire que l'on vit ici comme au XIXe siècle? «Pas tout à fait, répond Jacob. Nous ne dînons dans la salle à manger d'apparat, qui accueille 60 couverts, que le soir de Noël alors que, du temps de Ferdinand, le souper y était servi tous les soirs!»


David de Rothschild devant le portrait de son père par Anthony Palliser. Crédits photo : RAPHAEL GAILLARDE/Le Figaro Magazine
David de Rothschild, le baron français de la City
Ma vie est calme, presque austère, assure David de Rothschild. Je me lève tôt, pour prendre le petit déjeuner en famille. En allant à la banque, rue de Messine, je lis le Herald Tribune, le Wall Street Journal et la presse quotidienne française.» Il enchaîne ensuite les rendez-vous dans son bureau aux murs presque nus, sobres, n'était la lumière qui pénètre à flots par deux grandes baies vitrées qui se font face. Sans nostalgie, avec un sourire, David précise: «En 1982, il m'a paru impensable que le nom de Rothschild disparaisse de la banque. J'aime ce pays, j'y suis profondément attaché, j'entends y vivre, y travailler et participer à son développement. C'est pourquoi j'ai décidé, avec mon cousin Eric, de créer une nouvelle firme qui, en 1986, prit le nom de Rothschild & Cie.» Sans fausse modestie, David pourrait ajouter que c'est aussi lui qui a eu pour tâche de mener à bien l'association entre les deux branches de la dynastie financière, la famille britannique et le rameau français, en prenant le titre de deputy chairman. Une première dans l'histoire de la dynastie. Au-delà de la banque, on perçoit le rôle joué par les Rothschild comme bâtisseurs, décorateurs et ordonnateurs de fêtes en évoquant ce que fut le château de Ferrières, édifié pour James de Rothschild, merveilleux exemple de ce que l'on appelle le «style Rothschild» par son exubérance ornementale et ses objets exceptionnels, son mélange de faste et de confort. Des raffinements inconnus à l'époque (1859) avaient été prévus: chauffage central et eau courante chaude et froide, baignoires d'argent. Les cuisines, situées dans un bâtiment particulier, étaient reliées au château par un petit chemin de fer souterrain. C'est dans ce décor spectaculaire qu'eut lieu en 1971 le mémorable bal Proust donné par Guy et Marie-Hélène de Rothschild, le père et la belle-mère de David. On en parle encore.


Eric de Rothschild. Crédits photo : RAPHAEL GAILLARDE/Le Figaro Magazine
Eric de Rothschild, vigneron et poète
En août 1868, devant le tribunal civil de première instance de la Seine, le baron James de Rothschild achetait Lafite. Cent quarante ans plus tard, ses descendants y sont toujours», aime rappeler Eric de Rothschild. En 1982, quand les cousins David et Eric de Rothschild décidèrent de relancer les activités françaises de la maison familiale, David prit en charge le secteur bancaire tandis qu'Eric se chargea du domaine de Lafite et de son merveilleux vignoble. «J'aime cette terre et sa diversité, confie-t-il, j'aime nos vignes, nos marais à bécassines, nos bois à cèpes, nos jardins, la maison, belle sous sa vieille patine et cet air de sérénité que seul le tempsaccorde aux bâtiments humains.» Quant au style intérieur de Lafite, contemporain du second Empire, c'est à Betty de Rothschild, la veuve de James, qu'on le doit. Ici encore, on retrouve l'esprit Rothschild, ce style célèbre qui distinguait dans toute l'Europe les demeures familiales depuis le milieu du XIXe siècle. Comment le définir? «C'est l'alliance chaleureuse, insolite, colorée et parfois même étrange de meubles et d'objets que nul n'avait encore osé réunir avant les Rothschild et qu'ils furent les premiers à rassembler, à mettre en concurrence et ainsi à révéler», remarque Eric. C'est aussi un art de vivre, fait d'harmonie et de raffinement. Ici, comme chez Philippine à Mouton, les plats sont faits pour les vins qui sont servis dans l'étincelante batterie de verres disposée devant chaque convive. «A Lafite, rappelle le baron Eric en citant l'historien E. Deschodt, lever son verre, c'est déjà ne plus toucher terre.»


Edouard de Rothschild dans les bureaux de Libération, dont il a pris le contrôle en 2005. Crédits photo : DENIS ALLARD/REA/DENIS ALLARD/REA
Edouard de Rothschild, l'anticonformiste
En 2005, on apprenait avec surprise que, grâce à un premier apport de 20 millions d'euros, Edouard de Rothschild devenait l'actionnaire de référence de Libération. En 2010, il prenait la présidence du conseil de surveillance du journal dont, disait-il, «la survie et l'avenir étaient désormais assurés». Décidément, Edouard avait le don d'être imprévisible et de ne jamais être là où on l'attendait. En 2003 déjà, il s'était montré capable de renoncer à une carrière d'associé-gérant à la banque Rothschild & Cie, dirigée par son demi-frère David, pour se consacrer à son hobby, le concours hippique. Trente ans après avoir renoncé à la compétition à la suite d'une disqualification lors du championnat de France junior en 1973, il entendait revenir à son meilleur niveau et, selon un proche, «aller jusqu'au bout d'un rêve que ses parents avaient autrefois brisé». Edouard s'impose alors une discipline de fer qui passe par cinq heures d'entraînement quotidien dans sa propriété de Ferrières-en-Brie, mitoyenne du château érigé par son ancêtre James de Rothschild. Son objectif? Etre sélectionné en équipe de France de jumping et participer aux Jeux olympiques. Faute d'être qualifié dans l'équipe de France, Edouard ne se décourage pas: il prend la nationalité israélienne. Une décision qui fait parler, mais il coupe court: «Je n'ai fait cela que pour des raisons sportives, j'espère simplement intégrer l'équipe équestre d'Israël.» Edouard ne vivra donc qu'une partie du temps dans sa maison de Tel-Aviv, située dans le quartier huppé de Kfar Shmaryahou et, à défaut de médaille, l'épisode aura été pour lui l'occasion de se replonger dans l'histoire des Rothschild en Israël: «Mes ancêtres ont contribué à la création de la ville de Rishon Lezion, ils ont investi dans des vignobles, des entreprises et des oeuvres philanthropiques. Je vois moi aussi dans ce pays de vraies opportunités d'investissements dans les nouvelles technologies.» Edouard de Rothschild va-t-il reporter ses ambitions sur ce nouveau projet?


Le chai de Lafite construit par Ricardo Bofill. «On a beaucoup jasé sur sa forme ronde, raconte Eric en souriant: ‘le baron est fou, disait-on dans le Bordelais, le vin va tourner'. En fait, nous étions des précurseurs: le vin vieillit ici dans le calme et la pénombre.» Crédits photo : LAFITE ROTHSCHILD
Des vins de seigneurs
Un mot suffit pour définir le bordeaux des Rothschild: élégance. Comme celle d'un meuble signé d'un ébéniste du XVIIIe siècle ou le drapé d'un tissu d'aujourd'hui tissé par Lelièvre, Château Lafite Rothschild, vin du roi sous Louis XV; Château Mouton Rothschild, empereur actuel des pauillacs, possède le racé du cercle restreint des premiers crus classés. Lafite, 103 hectares, depuis 1868 dans la famille ; Mouton, 84 hectares, acquis en 1933, deux fleurons de la viticulture de notre pays, ambassadeurs permanents du goût français, du goût Rothschild. Des vins d'une grande profondeur, parfaitement constitués, jeunes et frais après des dizaines d'années de repos dans l'obscurité d'une cave. L'ouverture d'une bouteille de 30 ans d'âge, la dégustation, goutte après goutte, reste une cérémonie païenne inoubliable. La félicité Rothschild! Château Clarke, 54 hectares de vignes abandonnées, rachetées en 1973 par le baron Edmond, est devenu la tête d'affiche de l'appellation Listrac, dans le Médoc. Son fils, le banquier Benjamin, et sa mère Nadine y mettent toute leur énergie. Chaque millésime nouveau progresse, les 240.000 bouteilles sont vendues avant même d'être élaborées. Un exemple de la ténacité de la dynastie qui, en trente-cinq ans, a réinventé un vin devenu grand.


MAS CUIDEM-SE QUE CANDIDATOS INDÍGENAS À PROCURA DO SEU PASSADO JUDEU SÃO JÁ AOS MONTES.E COMO VÃO RECEBENDO UMAS CENOURITAS...
MARRANOS SAIAM DOS ARMÁRIOS!