Tuesday, September 30, 2008

ANA SARA BRITO POLITICA PROFISSIONAL

APESAR DE SER ENFERMEIRA DAS ANTIGAS ESTÁ REFORMADA COM 3350 EUROS SEGUNDO O PÚBLICO.JÁ NÃO É MAU SE ATENDERMOS A QUE PROFESSORAS LICENCIADAS NÃO UNIVERSITÁRIAS SÓ LEVAM COM O TEMPO COMPLETO 2600(LEVAVAM ANTES DAS MODERNICES DO GOVERNO PS...)
MAS ESTA REFORMADA É VEREADORA DA CML.OU SEJA DEVE ACRESCENTAR MUITO MAIS Á ANTERIOR REFORMAZINHA.
ORA SE ISTO É ASSIM PARA UMA SIMPLES ENFERMEIRA, VEJAM PORQUE É QUE O PAÍS NÃO TEM QUE FORÇOSAMENTE IR Á BANCARROTA... POIS BASTA PENSAR NOS MILHARES E MILHARES DE ANAS QUE POR AÍ ANDAM A COLECCIONAR REFORMAS , VENCIMENTOS E PELOS VISTOS OUTRAS MORDOMIAS, COMO CASAS A PREÇOS DE AMIGO, PAGAS PELO POVO E PARA O SERVIR... SERVIÇO DE LUXO!
COMO ENTRETANTO NÃO CUIDARAM DE COLOCAR O PAÍS A PRODUZIR NADA JÁ TARDA É UMA NOVA REVOLUÇÃO QUE AFASTE ESTES SENHORES DOS TACHOS PARA OS QUAIS PARECE QUE SÓ JÁ VIVEM...APESAR DA FRASEOLOGIA DE CHICO-ESPERTO OU VENDEDOR DE BANHA DA COBRA QUE AINDA USAM...

COMO DIZ O VOSSO CAMARADA MÁRIO ABAIXO ACEITEM GANHAR MUITO MENOS PARA O QUE FAZEM...

"Se o modelo económico não mudar – e por enquanto, não há intenções de mudar – a degradação financeira continuará a verificar-se."
Mário Soares, "Diário de Notícias", 30 de Setembro de 2008

EMIGRANTES NÃO REMETAM AS MASSAS QUE FAZEM VIVER ESTES GAJOS NO BEM BOM...

Os emigrantes e a chapelada*
Publicado por helenafmatos em 25 Setembro, 2008

Os emigrantes têm sido o constante embaraço das elites em Portugal. Qualquer falante do português sabe que expressões como “música de emigrante”, “casa de emigrante” ou “estilo de emigrante” estão longe de ser positivas em Portugal. Isto é válido claro se estivermos a falar dos emigrantes portugueses. Vimos quilómetros de filmes com os dramas da emigração italiana, gastámos quilos de lenços de papel a limpar as lágrimas com as atribuladas viagens dos esfomeados irlandeses em busca duma terra menos madrasta mas no que respeita aos emigrantes portugueses a primeira vez que os vimos fora do neo-realismo das reportagens e do paternalismo folclórico dos programas ditos sobre emigrantes foi no filme “Aquele Querido Mês de Agosto” (a ver antes que seja tarde). Até agora o máximo que a pátria lhes concede sem torcer muito o nariz são as celebrações oficiais da diáspora – designação que os torna mediática e culturalmente aceitáveis. Nos restantes dias espera-se que lá fora não dêem nas vistas e cá dentro não nos causem embaraços.
É verdade que durante décadas a pátria lhes agradeceu as divisas mas também é verdade que se ria quando ouvia as canções “pirosas” em que eles davam conta das saudades dum país que não só não lhes dera nada como ainda menos lhes perdoava o andarem sempre ao contrário da História anunciada: quando a I República, o Estado Novo e a Revolução clamavam futuros radiosos, eles, indiferentes a tais desígnios, embarcavam clandestinos e passavam a fronteira a salto. E não se julgue que, uma vez lá fora, adquiriam maior perspicácia política: em França, no Maio de 1968, os emigrantes portugueses não só não viram libertação alguma como em vez de darem o braço a Conh-Bendit meteram apavorados as mulheres e os filhos nos comboios com destino a Santa Apolónia. Quarenta anos depois, na Venezuela, continuam politicamente ignorantes pois não percebem que os raptos e assassínios de que são vítimas não são propriamente crimes mas sim um exotismo, próprio dum país que compra computadores exóticos e que é chefiado por um presidente também ele exótico, como bem explicou o ministro português dos Negócios Estrangeiros. Não admira que com esta obstinação em andar sempre contra aquilo que constitui o “deve ser” instituído na pátria, os emigrantes tenham sido sempre vistos como umas criaturas meio boçais a quem a falta de cultura tornava vítimas da ganância de ganhar mais, sendo que quem assim os retratava esquecia que eles aqui não ganhavam nada. Em Setembro de 1974, houve até um secretário de estado da Emigração que os quis libertar das garras do capitalismo e consciencializar, implementando um programa para o seu retorno a Portugal. Como é óbvio os emigrantes não se quiseram consciencializar e continuaram a fundar associações de transmontanos na Suíça, designação que em si mesma comporta uma espécie de contradição insanável entre os termos mas que revela uma extraordinária sabedoria de vida.
Mas eis que, em 2008, o governo de José Sócrates resolve intervir neste calcanhar de Aquiles nacional e particular calcanhar do PS, pois não só este partido experimenta frequentes dificuldades em captar o voto dos emigrantes como sobretudo nem sempre anda nas melhores companhias nos círculos da emigração. (Veja-se o caso do Brasil onde investigações à corrupção dos casinos clandestinos levaram a figuras como Licínio Soares Bastos que, segundo a imprensa, é um dos principais financiadores do PS naquele país). Para mudar a lei, o PS recupera a figura do emigrante reaccionário e atrasado e não hesita em ir buscar ao armário da agitprop o fantasma da chapelada. O voto dos emigrantes é susceptível de ser objecto de ‘chapeladas’ – explicou Vasco Franco. Nem sei como o PS demorou três décadas a descobrir isso pois só por ‘chapelada’ se pode explicar que os emigrantes ao longo de todos estes anos não tenham votado esmagadoramente no PS e dado votos ao PCP, que apoia o PS nesta tentativa de tornar impraticável o voto dos emigrantes. Afinal, merecerão votar umas criaturas que há mais de um século se recusam a fazer de figurantes nos grandes discursos dos grandes dirigentes da pátria e acreditaram simplesmente que podiam, lá longe, mudar a sua vida? E que, como se tal não fosse pouco, ainda teimam voltar, a cada Verão, a esse país que só existe na memória deles para passar aquele querido mês de Agosto, pelo qual dizem as canções que só eles ouvem levam o ano inteiro a sonhar…

*PÚBLICO 22 de Setembro

SE O CRIME É MACHISTA AÍ JÁ PODEMOS SABER A REAL DIMENSÃO DO CRIME PRATICADO POR ESTRANGEIROS, ACIMA DA MÉDIA CLARO...

Los crímenes machistas se disparan entre inmigrantes
Los asesinatos cometidos por extranjeros son este año más del 40% del total

E NOS OUTROS CRIMES?E QUAL A PERCENTAGEM DE PRESOS?É SÓ ENRIQUECIMENTO...

QUEM ANDA A ENRIQUECER A FRANÇA

Two gangs, known as Les Gitans (Gypsies) and Les Maghrébins (North Africans), based in Grenoble housing estates, have adopted ultra-violent methods that contrast with the codes of the old-school Corsican and Italian mafiosi they displaced. Police are battling against a similar underworld shift around Paris, Marseilles and other big cities.

OLHA SE ACABASSEM OS DROGADOS...

Associação polémica recebe maior financiamento do IDT


Toxicodependência. Dirigente da Ares do Pinhal era quadro do Instituto da Droga

João Goulão garante que pagamento de 280 mil euros é justo

O Diário da República publicou ontem os pagamentos feitos pelo Instituto da Droga e Toxicodependência (IDT) a instituições particulares durante o primeiro semestre deste ano. Das quase 30 associações visadas, merecem destaque os cerca de 280 mil euros pagos à Ares do Pinhal, associação acusada de ser alvo de favoritismo nos financiamentos do IDT, por ser dirigida por um antigo responsável do instituto.

Monday, September 29, 2008

A DEMOCRACIA FUNCIONA NOS EUA

OS SENADORES QUE RECUSARAM O PLANO VOTAM DE ACORDO COM O SENTIMENTO DOS SEUS ELEITORES.LÁ NÃO EXISTE DISCIPLINA PARTIDÁRIA TIPO LENINISTA.VOTAM D ACORDO COM A VONTADE DO SEU ELEITORADO POIS SABEM QUE SE ASSIM NÃO FOR NÃO SERÃO ELEITOS NA PRÓXIMA...
CÁ METEM-NOS UMAS LISTAS COZINHADAS NAS CATACUMBAS DUM QUALQUER PODER E DEPOIS TEMOS A OBRIGAÇÃO DE IR "ESCOLHER" UMA PORCARIA QUE NÃO ESCOLHEMOS... E QUE NÃO NOS OBEDECE...

PAPAGAIOS BEM PAGOS PARA NOS FAZEREM A CABEÇA...

MÁRIO CRESPO NO JN:


Pactos de silêncio
00h30m
No Outono de 1989 conduzi na RTP os debates entre os candidatos a Lisboa. O grande confronto foi PS/PSD. Duas candidaturas notáveis. Jorge Sampaio, secretário-geral, elevou a política autárquica em Portugal a um nível de importância sem precedentes ao declarar-se candidato quando os socialistas viviam um dos seus cíclicos períodos de lutas intestinas. O PSD escolheu Marcelo Rebelo de Sousa.

No debate da RTP confrontei-os com a fotocópia de documentos dos arquivos do executivo camarário do CDS de Nuno Abecassis. Um era o acordo entre os promotores de um enorme complexo habitacional na zona da Quinta do Lambert e a Câmara. Estipulava que a Câmara receberia como contrapartida pela cedência dos terrenos um dos prédios com os apartamentos completamento equipados. Era um edifício muito grande, seguramente vinte ou trinta apartamentos, numa zona que aos preços do mercado era (e é) valiosíssima. Outro documento tinha o rol das pessoas a quem a Câmara tinha entregue os apartamentos. Havia advogados, arquitectos, engenheiros, médicos, muitos políticos e jornalistas. Aqui aparecia o nome de personagem proeminente na altura que era chefe de redacção na RTP.

A lista discriminava os montantes irrisórios que pagavam pelo arrendamento dos apartamentos topo de gama na Quinta do Lambert. Confrontados com esta prova de ilicitude, os candidatos às autárquicas de 1989 prometeram, todos, pôr fim ao abuso. O desaparecido semanário Tal e Qual foi o único órgão de comunicação que deu seguimento à notícia. Identificou moradores, fotografou o prédio e referiu outras situações de cedência questionável de património camarário a indivíduos que não configuravam nenhum perfil de carência especial. E durante vinte anos não houve consequência desta denúncia pública.

O facto de haver jornalistas entre os beneficiários destas dádivas do poder político explica muito do apagamento da notícia nos órgãos de comunicação social, muitos deles na altura colonizados por pessoas cuja primeira credencial era um cartão de filiação partidária. Assim, o bodo aos ricos continuou pelas câmaras de Jorge Sampaio e de João Soares e, pelo que sabemos agora, pelas câmaras de outras forças partidárias. Quem tem estas casas gratuitas (é isso que elas são) é gente poderosa. Há assessores dispersos por várias forças políticas e a vários níveis do Estado, capazes de com uma palavra no momento certo construir ou destruir carreiras. Há jornalistas que com palavras adequadas favoreceram ou omitiram situações de gravidade porque isso era (é) parte da renda cobrada nos apartamentos da Quinta do Lambert e noutros lados. O silêncio foi quebrado agora que os media se multiplicaram e não é possível esconder por mais vinte anos a infâmia das sinecuras. Os prejuízos directos de décadas de venalidade política atingem muitos milhões.

Não se pode aceitar que esta comunidade de pedintes influentes se continue a acoitar no argumento de que habita as fracções de património público "legalmente". Em essência nada distingue os extorsionistas profissionais dos bairros sociais das Quintas da Fonte dos oportunistas políticos que de suplicância em suplicância chegaram às Quintas do Lambert. São a mesma gente. Só moram em quintas diferentes. Por esse país fora.

A UNIÃO NACIONAL DE ESQUERDA A FAZER COISAS QUE NEM NO FASCISMO SE FAZIAM...

MAS ELES NÃO FAZEM O EXAME POR FAX?

ROUBADO NO 31 DA ARMADA:

"Domingo, 28 de Setembro de 2008
Benchmark
O SEF/Porto deteve cinco estrangeiros suspeitos dos crimes de usurpação de identidade e de uso de documento alheio, por se encontrarem a fazer exames de língua portuguesa em lugar de outros, revelou fonte escolar.
Cinco homens, dois paquistaneses, um marroquino, um são-tomense e um guineense, foram detidos nas escolas Almeida Garrett de Gaia e Carolina Michaelis do Porto quando tentavam fazer o exame de língua portuguesa, em vez de outros imigrantes (do Gana, do Paquistão, da Índia e de Marrocos) - e com identidade falsa. (...) As autoridades suspeitam de que o actual sistema de exames tem proporcionado um grande número de fraudes a nível nacional, com imigrantes com alguns anos de permanência em Portugal, a substituírem outros que pouco ou nada falam e escrevem português." Lusa
A nova Lei da Nacionalidade exige que um imigrante que solicite a nacionalidade portuguesa, tenha, entre outros requisitos, um conhecimento mínimo da língua falada e escrita, o que implica a realização dos respectivos exames.


Espero que a diligente Directora Regional de Educação do Norte não passe mais esta informação à Ministra da Educação. Com a vontade que a Ministra tem de alcançar a marca de 100% de sucesso escolar, este método pode mesmo vir a fazer "escola".




publicado por Carlos Nunes Lopes às 19:25
link do post | congresso americano chegou a acordo | "

APESAR DE TODAS AS ESTATÍSTICAS QUE OS ESQUERDISTAS E TRAIDORES APRESENTEM COMO "BENEFÍCIOS" DA IMIGRAÇÃO O QUE NINGUÉM PODE NEGAR É QUE SAI MUITO CARO AOS CONTRIBUINTES PORTUGUESES (UMA MUITO PEQUENA PERCENTAGEM) ESSE INTERNACIONALISMO COMO SE PODE FACILMENTE VERIFICAR PELAS DEZENAS DE MILHAR QUE VIVEM Á SUA CONTA NOS EXTENSOS BAIRROS SOCIAIS A RSI SEM NADA FAZEREM , ALÉM DE MUITAS MALANDRICES...

NO MAIS CULTO PAÍS DA EUROPA

29 Setembro 2008 - 00h30

Legislativas: Sociais-democratas com a pior votação de sempre
Extrema-direita dispara na Áustria
Os partidos da Extrema-direita foram os únicos a aumentar a votação nas eleições legislativas de ontem na Áustria, ganhas, com o pior resultado de sempre, pelo Partido Social-Democrata (SPÖ).



O Partido Liberal (FPÖ), ultranacionalista e anti-imigração, poderá subir 7% caso as projecções se confirmem e a Aliança para o Futuro da Áustria (BZÖ), do polémico Joerg Haider (antigo líder do FPÖ), pode triplicar os resultados de 2006, 4,1%, fixando-se nos quase 12%.

OS AUSTRÍACOS LUTARAM MUITO NA IDADE MÉDIA CONTRA OS TURCOS.PERDERAM MUITAS VIDAS PARA NÃO SEREM CONQUISTADOS.E COM ISSO SALVARAM A EUROPA.AGORA QUEREM-LHES METER PACIFICAMENTE A TURQUIA EM CASA...
POR CÁ OS PORTUGUESES FORAM CORRIDOS DE ÁFRICA E SEM BENS.MAS AGORA OS MESMOS QUE ISSO FIZERAM METEM-NOS CÁ AQUELE CONTINENTE PARA NÓS IRMOS PAGANDO...
UM DIA ALGUÉM VAI PAGAR POR ESSA DESENVERGONHADA TRAIÇÃO.

Sunday, September 28, 2008

TEMOS LIBERDADE DE ESCOLHA ... DE LIXO!

ELEIÇÕES CARÍSSIMAS, SUBSÍDIOS AOS MILHÕES, UM SISTEMA POLÍTICO PROFISSIONAL DESCOMUNAL CENTRAL, REGIONAL E LOCAL QUE ALAVANCA OUTRO NEPOTISMO NUNCA VISTO E O QUE TEMOS?MISÉRIA!E ISTO NUM NOVO CICLO DE CHUVA DE DINHEIROS EUROPEUS...
O ACTUAL SISTEMA ESTÁ ALICERÇADO NUNS CHICO-ESPERTOS QUE TOMARAM OS PARTIDOS POLÍTICOS E QUE IMPEDEM A SUA DEMOCRATICIDADE DE TAL FORMA QUE ESSES PRIMEIROS EXEMPLOS DAS NOVAS OPORTUNIDADES NOS DÃO A SUPREMA OPORTUNIDADE DE OS TERMOS QUE ESCOLHER, REMÉDIO E PANACEIA PARA TODO O TIPO DE TRAIÇÕES, GAMANÇOS E ASNEIRAS QUE AFUNDAM A NAÇÃO E QUE UMAS SIMPLES ELEIÇÃO DESCRIMINALIZA E DESRESPONSABILIZA EM BELEZA...
O SAQUE É GERAL, A POUCA VERGONHA CAMPEIA, O MÉRITO FOI ENTERRADO.TEMOS AUTÊNTICAS QUADRILHAS A GOVERNAR-SE E COM O NOSSO VOTO A AVALIZAR...MAS OS QUE SÃO OBRIGADOS A FUGIR DO PAÍS POR O TEREM ABERTO Á CONCORRÊNCIA DA POBREZA MUNDIAL QUE NACIONALIZAM DE FORMA TRAIDORA ESSES NÃO PODERÃO VOTAR PORQUE OS APARELHOS QUE O PERMITIRIAM FORAM DESLOCADOS PARA PARAGENS MAIS TROPICAIS E EXÓTICAS LONGE DOS TROLHAS E TRABALHADORES INDIFERENCIADOS QUE EXPORTAMOS...

MANDEM A MARINHA DESEMBARCÁ-LOS NUMA PRAIA...

CRÓNICA | EXCLUSIVA
La disparatada repatriación de inmigrantes
La Confederación de Policía dice los vuelos son 'una chapuza'
Los agentes no van armados y los motines a bordo son habituales
Pagan una fortuna para acercarse a su sueño. Modou y Alamuta no lo lograron
Los sobornos con dinero, whisky o cualquier otra cosa, a la orden del día
Actualizado domingo 28/09/2008 15:52 (CET)
JAVIER GÓMEZ
MADRID.- El suplemento Crónica de EL MUNDO desvela cómo se llevan a cabo los vuelos de repatriación de inmigrantes ilegales. Los policías se refieren a ellos como "vuelos a ver si cuela", por la arbitrariedad con la que las autoridades de los países receptores admiten a sus conciudadanos. Crónica ha hablado con policías y con dos de los gambianos a los que su país rechazo el pasado día 19. El viaje, que no logró su objetivo, le costó a España al menos 180.000 euros... porque hay denuncias sobre sobornos. Vea imágenes de otros de estos viajes en los que los inmigrantes son custodiados por policías.


--------------------------------------------------------------------------------


En medio de una extenuante jornada laboral, al agente A. le chicharreó el móvil. Sonó la frase de la que todo policía abomina: "Barajas, 04.30 de la mañana. Repatriación de inmigrantes". Sin apenas dormir, se plantó en el aeropuerto madrileño, donde le esperaba una de esas afectuosas charlas que sólo saben entonar los mandos policiales y los profesores de preescolar: "Ya sabéis: procurad no dormir y comportaos. Nada de jueguecitos en los pasillos".

Amanecer del viernes 19 de septiembre. En la pista, un Airbus 330/200 de Air Europa. Destino: 24 horas infernales.

Tras parar en Las Palmas, donde subieron el resto de efectivos, los 117 policías (seis de ellos, mandos) pusieron rumbo a Fuerteventura, donde un río de 101 cabezas les esperaba en la pista. Las cabezas venían de Gambia y habían llegado en cayuco. Cuando se enfrentaron a una muerte probable en el océano, hacinados en una chalupa renqueante, lo hicieron con ojuelos chispeantes.

Europa, al fondo a la derecha, girando la mojada esquina del Atlántico. Cuando divisaron el avión con 117 chalecos reflectantes, no había quien les borrase la mueca de pánico. Destino: el fin de sus sueños. O lo que es lo mismo, Banjul, capital de Gambia, a 1.677 kilómetros.

Una semana después, nada impide sonreír a Modou Seng y Alamuta Arammeh en su encuentro con Crónica. Ellos iban en ese avión, que tocó tierra africana. "Me dije que todo había terminado. Tanto sufrimiento para esto... pero si era la voluntad de Alá, había que aceptarlo", explica Modou 25 años y dos hijos en su inglés trastabillado. Él sigue creyendo que Alá cambió de opinión. En realidad, una chapuza les abrió un atajo hacia El Dorado español.

Gambia rechazó acoger a sus nacionales, a pesar de que le obliga un acuerdo firmado con España en 2006. El avión dio media vuelta. Hoy, Modou, Alamuta y otros 25 de esos 101 inmigrantes están libres rebasaron los 40 días máximos de internamiento para los sin papeles, pero nadie ha asumido la responsabilidad de un vuelo que incumplió normativas de seguridad, de aviación, laborales y de sentido común. Y, peor aún, que ni siquiera es una excepción.


La Policía: 'Es una chapuza'

"Nosotros los llamamos los vuelos 'a ver si cuelan'. A veces, nos volvemos con 10 inmigrantes; otras, con la mitad del pasaje. Lo de Gambia es habitual: hace un mes, en Nigeria, hubo una espera de 10 horas en el avión. Toda esta improvisación es una chapuza y lo lamentaremos el día en que ocurra una catástrofe. Ha habido hasta aterrizajes de emergencia por motines", declara Lorenzo Nebreda, de la Confederación Española de Policía (CEP).

Repatriar por avión cada año a 10.000 inmigrantes 'sin papeles' le cuesta a España más de 20 millones de euros

--------------------------------------------------------------------------------
El vuelo de los 101 inmigrantes no coló. Y dejó un agujero notable en Interior. Sus 24 horas de servicio 12 de vuelo en cinco trayectos diferentes (Madrid, Las Palmas, Fuerteventura, Banjul, Las Palmas, Madrid) costaron al Estado unos 180.000 euros.

En los cerca de 200 vuelos que se fletarán en 2008 para devolver a los inmigrantes, España desembolsará más de 20 millones. En 2006, había días en que se realizaban hasta tres vuelos. El año pasado el ritmo bajó y ahora ha vuelto a aumentar, con una frecuencia mínima de uno cada dos días.

Los riesgos que implican estos trayectos no son del gusto de ninguna aerolínea. Iberia se niega a hacerlos. Otras compañías, como Air Europa, los interrumpieron hasta que la crisis apretó. Por eso, según ha podido saber Crónica, el Gobierno las tienta con 15.000 euros por hora de vuelo, más del doble de la tarifa comercial (entre 6.000 y 7.000 euros). De operar el vuelo se encarga una tripulación normal, con una salvedad: no hay azafatas; sólo hombres.

Desde 2004 hasta hoy, España ha devuelto más de 50.000 inmigrantes por vía aérea. Una mota imperceptible en relación con el millón de ilegales [extranjeros empadronados menos los regularizados por el ministerio de Trabajo, en datos de 2006] que vive en España.



Antes de aterrizar, un policía entrega a cada inmigrante 300 euros para calmarlos.
Ni armas ni porras

Esa mañana de viernes, entre los agentes había miradas de alivio. Los clandestinos, aterrados, resignados o llorosos, subían dóciles al avión. En otras ocasiones, se desatan escenas de lucha libre. Especialmente, con los ciudadanos de Nigeria y Mali, los más aguerridos.

Aviación Civil impide que los policías lleven armas o porras. Toda la autoridad del brazo de la ley eran unos chalecos fluorescentes. Ya pasaron los tiempos del aperitivo de haloperidol, el fármaco que los dejaba KO. Pero nada impide un motín, ni una pelea campal en la que ganaría el más fuerte: 101 inmigrantes contra los 117 policías a puños desnudos.

Pobre entonces del agente A., más bien enclenque y apocado. Por eso la normativa exige que haya tres policías por cada dos inmigrantes y lo recomendable es una media de dos a uno. Pero hay demasiados inmigrantes que devolver, y muchos menos policías.

El agente A. no termina de llevar bien estos vuelos. Dice que se siente mal. Que estos chicos no han hecho nada. Los 101 lo llevan mucho peor.


Largo y caro camino

Modou tardó varios meses en reunir los 20.000 dalasis (881 euros) que le pidió un mafioso por llevarle hasta España. Ahorró lo que pudo como granjero [profesión que ocupa el 80% de los gambianos] en su pueblecito del interior y su familia le prestó el resto. Binta, su mujer, le empujó a partir para que enviase dinero desde España con el que alimentar a sus dos pequeños.

Tres fuentes policiales confirman que se pagan maletines 'extra' en África, pero no hay pruebas

--------------------------------------------------------------------------------
Cruzó el Atlántico bamboleándose con otras 67 almas hasta que la embarcación fue detectada por la Guardia Civil llegando a Tenerife. Modou quedó recluido en el Centro de Internamiento de Extranjeros, donde conoció a Alamuta, pescador y ferrallero. Con una desesperanza semejante, 33 años y tres hijos, Alamuta esconde las manos bajo la mesa y sus palabras sobre ella, en la sede del Movimiento por la Paz el Desarme y la Libertad (MPDL), ONG que les acoge en Madrid.

-Cuando volabais hacia Gambia tras dilapidar vuestros ahorros, ¿os arrepentíais del viaje?

-No. ¿Para qué quiero estar en África si no puedo alimentar a mi familia?Cuánta pobreza cabe en el país más pequeño de África.

Al poco para aterrizar, un funcionario pasó dando un sobre blanco a cada inmigrante. A 133 no le cabían los ojos en las cuencas: "¡¡Three hundred euros!!". Seis billetes de 50 euros afloraban en sus manos.

"Es un dinero de bolsillo para que puedan llegar a sus pueblos de origen y con cargo a la partida de Inmigración. Una práctica habitual en estos vuelos", confirma a Crónica el Ministerio del Interior. Trescientos euros para coger un autobús, en un país cuyo Producto Nacional Bruto anual per cápita son 212 euros. Los policías españoles tienen claro que se trata de un sedante pecuniario en el momento más crucial del viaje.


Whisky y walkmans


Sólo iban 117 policias para 101 inmigrantes, un motín habría sido incontrolable.
Los policías novicios se quedaron casi tan sorprendidos como los inmigrantes. A ellos, por este viaje no les pagarán más de 150 euros. Antes les abonaban las horas extraordinarias una por una. Demasiado caro. Ahora, si el vuelo dura menos de siete horas y media, no les dan nada. Hasta 15 horas, 120 euros brutos. Hasta 22 horas, 150. En total, 30.300 euros para los inmigrantes y 17.550 en pagas extra que sumar a los 180.000 del vuelo.

El agente A., ducho en repatriaciones, sacó hilo y aguja del pantalón. Los policías españoles ayudan a los inmigrantes a esconder el dinero para que los militares no se lo requisen al llegar. Le abrió el dobladillo del chándal y le metió los billetes enrollados. Un pequeño pespunte y listo. Los guardas de Modou y Alamuta fueron menos previsores y los metieron en las suelas.

En el aeropuerto de Banjul. Tras el golpe del tren de aterrizaje, a las 15.30 horas, se oyeron sollozos. Una escalerilla aúpa hasta la cabina a un militar de pechera alicatada o a un dirigente policial con cara de malas pulgas. Se corre la cortinilla que separa la clase turista, donde van policías y repatriados, de la preferente. Y tiene lugar "la negociación".

Hasta tres fuentes policiales diferentes aseguran a Crónica que en ese mercadeo se entregan maletines con dinero extra, aunque sin una sola prueba que lo demuestre.

Algunos inspectores no dudan en poner sobre la mesa alguna botella de whisky. Un mando se vio obligado a dar al insistente policía africano el reproductor de música que había dejado sobre su asiento.

Algo se torció en el vuelo de los 101. La escalerilla fue retirada y el avión, rodeado. Oficialmente, Gambia adujo que se trataba de un viernes (día sagrado musulmán) en pleno Ramadán. También que el aeropuerto cerraba a las 21.30. Sin embargo, desde la torre de control se dejó claro a la tripulación que se podía hacer la vista gorda si "la negociación tenía éxito".

Con la sorna, los policías empezaron a entonar el "¡Que viva Españaaaa!", seguido de un "¡Que viva Zapateroooo!". Los inmigrantes se sumaron con brío a la tonadilla

--------------------------------------------------------------------------------
Los comentarios en los impacientes pasillos del avión eran repetitivos, según recuerda el agente A.: "Ya están pidiendo más dinero", "El maletín no ha sido suficiente"...

El Ministerio dio orden de vuelta atrás a las 21.30 horas, cuando la situación ya era conocida por los medios en Madrid, gracias a las filtraciones de varios policías (a pesar de que se juegan un expediente si les descubren móvil en mano).

Con la sorna como último recurso, los policías empezaron a entonar el "¡Que viva Españaaaa!", seguido de un "¡Que viva Zapateroooo!". Los inmigrantes, que no cabían en sí de gozo, se sumaron con brío a la tonadilla, aunque no entendiesen muy bien el porqué.


Cárceles y torturas

La primera escala fue en Las Palmas, donde bajaron parte de los efectivos policiales y 93 inmigrantes. Los ocho restantes cumplían su 40º día de internamiento y siguieron en el mismo vuelo rumbo a la libertad, en la Península, junto al resto de los policías, que sumaron 25 horas de turno.

"Este vuelo es una barbaridad de juzgado de guardia, casi peor que el Yakolev [avión alquilado para transporte militar que se estrelló el 26 de mayo de 2003, causando la muerte de 75 personas, entre ellos 62 militares españoles]. No hay legislación aérea que permita a una tripulación trabajar más de 14 horas seguidas", comenta un experto en cuestiones de navegación aérea. La del vuelo Air Europa hizo más de 18, hasta que fueron sustituidos en la penúltima etapa, Las Palmas.

El padre Antonio Freijoo, director de Karibu, la asociación principal de acogida de subsaharianos en Madrid, denuncia esta práctica: "Es una compraventa al peso de africanos. Y, además de inmoral, es inútil. Ese dinero no va a parar a esos pueblos pobres, sino a gobiernos y policías corruptos".

La Agencia de Cooperación Española ha sido incapaz de precisar qué montante ha sido ya transferido y en qué proyectos ha sido empleado. Fuentes de Exteriores afirmaron a este suplemento que "a veces el dinero se entrega a los gobiernos locales".

Modou y Alamuta llegaron en otro vuelo a Madrid el lunes. Ninguno sabía que estaba en situación ilegal. El primero dice tener un familiar en Almería. El segundo, un amigo en Bilbao. Ambos les dijeron cuando estaban en Gambia que aquí lograrían trabajo. Desde entonces, no han vuelto a hablar con ellos.


POR CÁ NACIONALIZAM-NOS.DEVE ESTAR EM CURSO A ADESÃO Á UNIÃO AFRICANA.ROUBADOS EM ÁFRICA E EM CASA É QUE É BOM...
A ESQUERDA SÓ AFUNDA O QUE TOCA.NÃO DEIXA NINGUÉM SATISFEITO.PELO MENOS NO MEIO DOS INDÍGENAS...

A CULPA É DE QUEM OS DEIXA ENTRAR DE QUALQUER MANEIRA SR PAULO MENDES

sendo que os estudos sobre a matéria demonstram objectivamente, que não há uma relação directa da imigração com a criminalidade e nem os imigrantes apresentam uma maior taxa de incidência criminal. Vale a pena, por isso, fazer prevalecer o bom senso e rigor na abordagem da criminalidade, já que as afirmações e notícias que nos chegam não têm, definitivamente, nem uma coisa nem outra. |
população imigrante em Portugal que, representa hoje, 5% da população residente e perto de 10% da população activa.

DEVE ANDAR NOUTRO MUNDO ESTE SENHOR.E LEU A CARTILHA INTERNACIONALISTA TODA.OU TEVE EXPLICAÇÕES DO RUI TAVARES.
DEIXEM-SE É DE FAZER CENSURA NOS MEIOS DE PROPAGANDA PARA OS INDÍGENAS IREM FAZENDO IDEIA DO QUE SE PASSA PELA SUA PRÓPRIA CABEÇA E NÃO PELA DE V.EXAS... QUE SE LIMITAM A EXPLORAR QUE O CRIME É DE TODOS...
SERÁ QUE NAQUELES BAIRROS COM 90% DO PESSOAL A RSI DEVERÃO SER CONSIDERADOS "NACIONAIS" E "ACTIVOS"?
QUE VENHA MAS É UMA LEI QUE PERMITA EXPULSAR CRIMINOSOS COM RETIRADA DA NACIONALIDADE SE NECESSÁRIO FOR...E FECHEM AS PORTAS TODAS !

Friday, September 26, 2008

CALMA QUE OS IMIGRANTES PAGAM O QUE A MALTA NÃO QUER...

Cada português pagou cerca de 235 euros em impostos municipais em 2007
Cada português pagou, em média, 235,12 euros no ano passado em impostos municipais, mais 25,9 por cento em relação ao ano passado em que a média cobrada foi de 186,81 euros. Na origem desta subida estará o aumento dos valores do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e do Imposto Municipal sobre Transmissões (IMT).

E ESTA QUANTIA É COMO A HISTÓRIA DO FRANGO, MAS AGORA AO CONTRÁRIO.O RICO PAGA E O POBRE FICA COM A FAMA...

Thursday, September 25, 2008

RUI TAVARES PELOS VISTOS TEM AINDA MUITO TRABALHO A FAZER NA COVA DA MOURA

Amadora - Quatro assaltantes capturados no Bairro da Cova da Moura
Apanhados após assalto a ourives
Foram apanhados na Cova da Moura, Amadora, os quatro rapazes que assaltaram ontem uma ourivesaria em Benfica, Lisboa. Os ladrões, com 19 a 22 anos – e antecedentes por tráfico, furto de veículo, posse de arma ilegal, roubo e condução ilegal –, foram capturados pela PSP meia hora após o assalto, ocorrido às 10h30.


Na Ourivesaria Relojoaria Bim-bam, na Estrada de Benfica, encontravam-se a filha da dona, um empregado e uma cliente quando, três dos quatro homens entraram. Encapuzados e empunhando uma pistola e uma caçadeira, obrigaram-nos a deitarem-se no chão. Partiram duas montras e sacaram peças em ouro dos expositores, contou ao CM Francisco Ferreira, neto da proprietária.

O partir das montras alertou alguns comerciantes, que resolveram acudir à D. Lurdes – a proprietária que tem mais de 70 anos e que "por sorte" não se encontrava na loja. Um atirou uma caixa de feijão verde aos pés dos assaltantes; outros dois tentaram intervir até serem ameaçados com as armas.

Os três assaltantes acabaram por escapar num Audi A4 conduzido pelo quarto detido e roubado, na noite de anteontem, pelo método de carjacking em Massamá. O roubo deixou em choque a cliente, que teve de ser assistida pelo INEM.

E NÓS A JULGARMOS QUE DEPOIS DE TANTO INVESTIMENTO EM KULTURA, RESTAURAÇÃO, SEF E TURISMO AQUILO ESTAVA JÁ UM BRINQUINHO EM QUE A "NACIONALIDADE" DISTRIBUIDA A PATACO ERA O REMÉDIO DE TODOS OS MALES DA "JUVENTUDE".AFINAL OS CADASTROS DÃO RAZÃO AOS QUE DEFENDEM É DUREZA E EXPULSÕES PARA A TERRA DELES, RETIRANDO-LHES A NACIONALIDADE SE PRECISO FOR...
A NOSSA RIQUEZA GOSTA MUITO DE OURO , ROUPAS DE MARCA,VENDER DROGA, ALÉM DE ANDAR POR AÍ A COBRIR OS PANELEIROS INDÍGENAS.
COM ELES DEVERIAM SER EXPULSOS OS TRAIDORES QUE NOS ANDAM A ESCRAVIZAR COM MERDAS DESTAS...

ENTRETÊM-SE A FAZER ASNEIRAS E A EMENDÁ-LAS...

Responsável do GCS defende adaptações na lei
Leonel de Carvalho atribui aumento da criminalidade violenta a imigrantes
25.09.2008 - 17h53 PÚBLICO
O secretário-geral do Gabinete Coordenador de Segurança, Leonel Carvalho, considera que o aumento da criminalidade violenta registado nos últimos meses no país deve-se a “estrangeiros que percentualmente começaram a aparecer” no país, defendendo que a actual legislação deve ser adaptada para controlar a situação.

Leonel Carvalho, que falava esta manhã em declarações à Antena 1, afirmou que se “alteraram” os autores dos crimes violentos e que cabe agora “às forças de segurança, as autoridades em geral e ao próprio Governo estudar bem a situação” e “adoptar medidas legislativas e procedimentos para que se consiga um controlo da situação negativa que se está a registar este ano”.

Sublinhando que é necessário às autoridades do país “tomar consciência da realidade”, o responsável do Gabinete Coordenador de Segurança (GCS) propôs a aplicação de “medidas repressivas em termos de actuação policial, acompanhadas por medidas com carácter judiciário, de forma a controlar a situação” do crime violento.

Ao “Expresso”, Leonel de Carvalho explicou algumas horas depois das declarações à Antena 1 que a sua posição foi retirada do contexto, frisando que também afirmou que “99,9 por cento dos imigrantes são pessoas de bem”. Mas o responsável do GCS sublinha que houve um aumento de “um certo tipo de imigração com uma cultura de violência muito grande e basta um para provocar maiores problemas”. Porém, ressalva que “a parte não faz o todo”.

As declarações de Leonel Carvalho suscitaram críticas por parte da Alta Comissária para a Imigração e Diálogo Inter-Cultural, Rosário Farmhouse, que ao “Expresso” considerou “graves” e injustas as afirmações do responsável do GCS, nomeadamente para “os estrangeiros que trabalham no nosso país e que são um contributo essencial para o nosso desenvolvimento”.

GCS quer responsabilização por práticas criminosas a partir dos 12 anos

Ainda em entrevista à Antena 1, Leonel de Carvalho afirmou que "talvez fosse necessário adaptar a legislação" relativa à imputabilidade dos jovens que cometem crimes, promovendo alterações à semelhança dos países anglo-saxónicos que "responsabilizam muito mais [os jovens], mesmo em termos criminais".

Para o secretário-geral da GCS, os jovens deviam ser responsabilizados por práticas criminosas a partir dos 12 anos, sendo que actualmente só a partir dos 14 anos podem ser condenados a um internamento num estabelecimento de reinserção. Mas o responsável reforça que não pretende que estes menores sejam presos, mas submetidos a um regime de internamento e a uma "reeducação, com medidas muito fortes".

EM ESPANHA:

EXPULSARÁ A LOS REINCIDENTES Y MÁS VIOLENTOS
Un nuevo equipo especial de la policía perseguirá a los delincuentes extranjeros
El objetivo será contribuir a la disminución de la 'alarma social' por estos delitos
Expulsará a terroristas, integrantes de bandas o culpables de violencia doméstica
La Brigada de Expulsiones de Delincuentes Extranjeros (BEDEX) funcionará desde otoño


El secretario de Estado de Seguridad, Antonio Camacho, ante la Comisón de Interior del Congreso. (Foto: EFE)
Actualizado jueves 25/09/2008 19:08 (CET)
EFE
MADRID.- El Ministerio del Interior pondrá en marcha este otoño la nueva Brigada de Expulsiones de Delincuentes Extranjeros (BEDEX) que se encargará de repatriar a sus países de origen a aquellos delincuentes extranjeros reincidentes y especialmente violentos.

Así lo ha anunciado el secretario de Estado de Seguridad, Antonio Camacho, en una comparecencia ante la Comisión de Interior del Congreso en la que ha dado cuenta de las líneas generales de su departamento.

Camacho ha explicado que el objetivo de la nueva brigada será contribuir a la disminución de la "alarma social" que provocan determinados hechos violentos llevados a cabo por delincuentes extranjeros.

La nueva brigada, que dependerá de la Comisaría General de Extranjería y Fronteras, se encargará de perseguir y, en su caso, expulsar del país -siempre con autorización judicial- a delincuentes de origen extranjero, ya sean terroristas, integrantes de bandas organizadas, o implicados en delitos de violencia doméstica.

La unidad acentuará las llamadas "repatriaciones cualificadas", es decir, la de aquellos individuos que dada su condición de multireincidentes o por su agresividad provocan un "efecto negativo" para el resto de ciudadanos que residen en España.

Adelante un descenso de la criminalidad en 3,8%
En cuanto a los niveles de delincuencia, Camacho ha asegurado que España es un país "muy seguro" y ha avanzado los datos provisionales de 2007, en los que se observa un descenso del 3,8% de la tasa de criminalidad.

La tasa de infracciones penales por cada mil habitantes en el área de responsabilidad de la Policía y la Guardia Civil ha pasado de 52,1 en 2002 -el máximo histórico- a 47,5 en el conjunto del año pasado y 46,6 en el mes de julio de 2008. Ello se ha conseguido, según ha destacado el secretario de Estado de Seguridad, a pesar del importante crecimiento de la población española, de un 7,8% desde 2003.

Camacho ha recordado que desde 2004, se ha producido un incremento del gasto en seguridad, superior al 36%, lo que se ha reflejado en un aumento de las plantillas del Cuerpo Nacional de Policía y de la Guardia Civil superior al 18%.

En su argumentación, el responsable de Interior ha subrayado que junto al aumento de dotación presupuestaria, ha mejorado la coordinación entre las Fuerzas de Seguridad del Estado. Policía y Guardia Civil han pasado de no compartir ninguna base de datos, a acceder de forma conjunta a los sistemas informáticos sobre operaciones antiterroristas, antecedentes policiales, ADN, DNI, huellas dactilares o bastidores de vehículos.

Camacho se ha felicitado por los "excelentes resultados" en la lucha contra la criminalidad organizada, que ha permitido la desarticulación de 1.527 bandas relacionadas con el blanqueo de capitales, la detención de 17.376 personas o la intervención de bienes por un valor estimado de 4.126 millones de euros.

En el ámbito del narcotráfico, en los últimos cuatro años se han incautado cerca de 170 toneladas de cocaína, 2.577 toneladas de hachís, y 2,3 millones de pastillas de éxtasis.

ALGUÉM TEM DÚVIDA DE QUE A ACTUAL LEGISLAÇÃO NÃO SERVE?PRINCIPALMENTE A DA NACIONALIDADE QUE NÃO PREVÊ COMO DEVIA A SUA RETIRADA SE HOUVER UMA CONTINUIDADE NA VIDA CRIMINOSA.VIDA CRIMINOSA QUE É INCENTIVADA QUANDO A NACIONALIDADE É "DADA" MESMO COM 3 ANOS DE PRISÃO EM PORTUGAL!!!!
DAR O QUE É DOS OUTROS NÃO CUSTA NADA QUANDO SE TEM 24 HORAS POR DIA A POLÍCIA Á PORTA...
QUE A ASSEMBLEIA NACIONAL DE ESQUERDA TRABALHE EM PROVEITO DO POVO INDÍGENA E JÁ!!!!

Wednesday, September 24, 2008

11200 ESTRANGEIROS RECEBEM O RENDIMENTO SOCIAL DE INSERÇÃO(RSI)

11200 "ESTRANGEIROS" A RSI SEGUNDO O RESPECTIVO PRESIDENTE.E QUANTOS COM CASA SOCIAL?E QUANTOS A VIVER EM PENSÕES POR NOSSA CONTA?

SUSPEITO QUE É POR ISSO QUE A MALTA VEM CÁ TER OS SEUS RICOS BEBÉS... FICAM (OS BEBÉS)LOGO "PORTUGUESÍSSIMOS" E A MAMAR EM DUAS TETAS: A DA MÃE E A DO ERÁRIO PÚBLICO...QUE COMO É EVIDENTE É SÓ O INICIO DUMA PROMISSORA CARREIRA A VIVER DE "AJUDAS" E DE "COMBATES Á POBREZA"... COM A QUAL VAMOS FICANDO, COMO GOSTA DE DIZER O NOSSO AINDA 1º, O MAIS AFRICANO PAÍS DA EUROPA...

COM EXTENSOS BAIRROS SOCIAIS A RODEAR AS GRANDES CIDADES ONDE SE CHEGA Á ESPANTOSA QUANTIDADE DE ESTAREM 90% A RSI NALGUNS DELES O QUE FALTA MESMO É IR IMPORTANDO CADA VEZ MAIS,ATÉ SE JUSTIFICAR O PEDIDO DE ADESÃO Á UNIDADE AFRICANA... ESSE RUMO HISTÓRICO QUE A ESQUERDA PORTUGUESA DESTINA AOS PORTUGUESES DEPOIS DE OS RETIRAR DE ÁFRICA E SEM BENS...

O PRESIDENTE (DO RSI) SÓ TEM 344000 A RSI PELO QUE PELOS VISTOS AINDA SE PODEM METER LÁ MAIS UNS MILHARES...

JÁ AGORA DE 50000 CIGANOS QUE EXISTEM 40000 ESTÃO A RSI... E DEPOIS EU É QUE SOU RICO PARA TER QUE PAGAR AS CRISES...

QUERIDO VEM Á TUA CRIANCINHA

A QUE CONFRARIA PERTENCE ESTA?

Deputada Ana Catarina Mendes:

“(…) E hoje, o senhor procurador-geral da República se clicar no Google, uma palavra qualquer, uma pesquisa qualquer que queira fazer, encontra milhares, um conjunto muito vasto de informação. Mas se for aos blogues, às páginas da Internet, encontra muitas vezes, ah… situações susceptíveis de crimes de difamação. E por isso… Que são utilizados individual ou colectivamente. Mas o que existe, o que é verdade , é que hoje a sociedade portuguesa, a sociedade, e o mundo, confronta-se com uma nova forma de fazer crime, de cometer crimes, que é o crime sem rosto. Quantos são os blogues em Portugal, que criticam desde os magistrados, passando pelo, pela… a classe política, então, tem imensos apelidos…”

PRENDAM OS POLÍTICOS

Prendam os Juízes
22-Set-2008
Há três anos estava na moda dizer que os juízes prendiam de mais. Que eram severos e enchiam as prisões. De pouco serviu ter uma média de presos preventivos igual à dos outros países. Quando a demagogia não tem limites, não há verdade que estrague uma boa história.
Depois o Governo mudou a lei. Muitos crimes deixaram de admitir prisão preventiva. O juiz agora só pode aplicá-la a pedido do procurador. Aos procuradores foi determinado que evitassem pedir prisão preventiva. As detenções policiais ficaram reduzidas ao mínimo. Mais penas suspensas e mais liberdades condicionais.
Ao mesmo tempo,em poucos meses, saíram para a rua centenas de presos que estavam a cumprir a pena ou a aguardar o julgamento. Resultado: enquanto a criminalidade violenta e grave aumentou 15%, as detenções policiais reduziram-se em 70% e a população prisional desceu 16%.
Chegou o Verão.Telejornais inteiros com os crimes do dia e alarmismo quanto baste. Surgiram as críticas aos resultados negativos das alterações da lei. E o Governo? Disse o que se esperava: a culpa é dos juízes. Agora já prendem de menos.
Os que antes eram severos e desumanos agora já são benévolos e ingénuos.
Uma vez mais não valerá a pena dizer o óbvio: prender alguém antes de ser julgado é excepcional e com a lei actual cada vez mais difícil. Pois bem, para resolver de vez o assunto proponho uma solução radical. Prendam os juízes.
E depois os políticos e os jornalistas que vão para os tribunais trabalhar ao sabor da moda que for mais popular e vender mais jornais. Mas que não liguem nenhuma à lei, porque desse lado de certeza que está tudo bem.
MANUEL RAMOS SOARES - ASJP | MEIA HORA | 18.09.2008

LEGALIZEM AS PUTAS COMO TRABALHADORAS DO SEXO

Pero hay algunas organizaciones y partidos políticos del ala más izquierdista que casi dan la vuelta a esas cifras. Afirman que un 80% de las prostitutas ejercen voluntariamente y son minoría las que lo hacen sin escapatoria alguna. La organización más representativa de esta versión, Hetaira, entiende que en ambos casos hay mucho que hacer y no creen que se esté en el buen camino. Estas son las que se denominan -siempre con matices- regulacionistas. Piden que el Estatuto de los Trabajadores ampare a aquellas que se prostituyen voluntariamente "porque estas trabajadoras eligen el oficio, no así las condiciones en las que lo ejercen, ni los horarios, ni el salario que perciben, ni los servicios sexuales que han de ofrecer", explica Cristina Garaizabal, portavoz de Hetaira.

TEREMOS IMPOSTOS, SAÚDE E TRANSPARÊNCIA E AUSÊNCIA DE PUTAS DE RUA DESCONTROLADAS

"DETEVE" MAS VAI SOLTAR NÃO É?OLHEM O BLOCO DE ESQUERDA...

Imigração

SEF deteve 22 cidadãos em situação irregular em Portugal

O Serviço Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve 22 pessoas por residência ilegal em Portugal numa operação que decorreu esta noite em Setúbal e Costa da Caparica, de acordo com aquela autoridade.

Lusa

AREIA PARA CIMA DOS OLHOS DE INDÍGENAS CRENTES... AS LEIS DE MERDA É QUE NINGUÉM ALTERA...Ó COSTA ESTÁS A VER PÁ? A TUA OBRA MESTRA NA QUAL O TEU CHEFE SÓCRATES ASSINOU POR BAIXO PÁ?

30 PRETOS TENTAM CONQUISTAR ALHOS VEDROS

Justiça popular em Alhos Vedros
População espanca adolescente que fazia parte de um grupo de assaltantes
Vários habitantes de Alhos Vedros apanharam, deitaram ao chão e agrediram a pontapé um assaltante. Um homem, na casa dos 20 anos, que fazia parte de um grupo de três dezenas, entrou num jardim, armado com paus, bastões de basebol e uma caçadeirra
Assalto em Alhos Vedros
GNR deteve 13 jovens
Os confrontos desta noite contrastam com a calmia da manhã Terminou ao fim de cinco horas e meia a operação de caça ao homem que a GNR e a PSP montou em Alhos Vedros, na Moita. Pelo menos 13 indivíduos, com idades entre os 16 e os 26 anos, foram levados para o posto da GNR para serem identificados.

Tudo aconteceu por volta das 21h30, quando o grupo, de 30 elementos, atacou vários adolescentes. Os agressores, armados com tacos de basebol, paus e uma caçadeira assaltaram as vítimas que estavam junto a um parque infantil na localidade de Alhos Vedros. Foram roubadas carteiras, fios e telemóveis.

Alguns dos jovens assaltados acabaram mesmo por ser agredidos e cinco tiveram de receber assistência médica no hospital do Barreiro. Três deles permanecem internados. Também um dos agressores acabou nas mãos da justiça popular.

UM ARRASTÃO?NA MARGEM SUL?LÁ TEM A MALTA DE ESQUERDA QUE SE MOBILIZAR PARA APAGAREM ESTE INFAUSTO ACONTECIMENTO QUE MANCHA GRAVEMENTE A POLÍTICA DE AFRICANIZAÇÃO DO SÓCRATES.
CONTUDO PARECE QUE TAMBÉM O MINISTÉRIO DA SAÚDE TEM QUE INTERVIR EM ALHOS VEDROS POIS QUE OS INDÍGENAS PARECEM ESTAR COM FALTA DE VITAMINAS...

OS GNR´S COMO NÃO SÃO PRESOS PODEM MATAR-SE Á VONTADE

É o quarto suicídio de elementos daquela força de segurança em pouco mais de uma semana e tanto os colegas, como superiores hierárquicos não conseguem encontrar explicações para o sucedido. "Quando acabou a refeição, começou a fechar as portas e foi à casa de banho. Pouco depois, os colegas ouviram um tiro e quando foram ver o que sucedera já estava caído", contaram ao DN.

SE FOSSEM PRESOS AÍ JÁ O BLOCO DE ESQUERDA TINHA ORGANIZADO UMAS MANIFESTAÇÕES DE PROTESTO, MAS COMO SE TRATA DE "FORÇAS REPRESSIVAS" QUANTOS MAIS SE MATAREM MELHOR... OU NÃO SERÁ?
BELO PAÍS COM UM SOCIALISMO EM CONSTRUÇÃO EM QUE ANDA TUDO AO CONTRÁRIO...

PORTUGAL COM UM GOVERNO DE ESQUERDA E MAIS CORRUPTO?

24 Setembro 2008 - 00h30

Transparência Internacional: Relatório divulgado
Portugal mais corrupto
Portugal está entre os países onde, no último ano, mais aumentou a percepção da corrupção entre funcionários públicos e políticos, e caiu quatro lugares na lista dos Estados menos corruptos, segundo o relatório da organização não governamental Transparency Internacional (TI).


De acordo com o documento anual ontem divulgado, Portugal passou do 28º país menos corrupto (posição agora ocupada pela Espanha) para o 32º, numa lista de 180 países – o que corresponde ainda a uma queda de seis lugares em relação a 2006 (26º).

A TI classifica Portugal como um dos "notáveis exemplos de deterioração do índice de percepções da corrupção", a par da Itália e da França. No entanto, o relatório sublinha que o aumento da percepção do problema em Portugal, o 19º menos corrupto a nível europeu, pode estar relacionado com as investigações que têm vindo a ser desencadeadas e que envolvem destacadas figuras do desporto.

O relatório da TI destaca a "ligação fatal" entre pobreza, instituições falidas e corrupção, tendo em conta que entre os países mais corruptos se encontram a Somália, Iraque e Sudão, entre outros, mas alerta para a necessidade de endurecer o combate à corrupção também em outros Estados: "Até mesmo nos países mais privilegiados, onde as sanções são aplicadas de forma perturbadoramente desiguais, o combate à corrupção precisa de ser endurecido".

O Índice de Percepção de Corrupção, publicado pela primeira vez em 1995, apresenta uma escala que vai de zero (muito corrupto) a dez (livre de corrupção), encontrando-se Portugal nos 6.1, enquanto no ano anterior estava nos 6.5. Já a Dinamarca é, pelo segundo ano consecutivo, o país que aparece no primeiro lugar da lista, ou seja, o menos corrupto.

MAS CÁ TUDO SE PASSA DE ACORDO COM A SACROSSANTA LEI.É SEMPRE TUDO LEGAL E QUANDO EXISTEM DÚVIDAS CHAMA-SE UM AMIGO BEM COLOCADO A CERTIFICAR...

Tuesday, September 23, 2008

QUEM É QUE HOJE ESTÁ DE LUTO QUEM É?

El Ejército colombiano mata a 'El Paisa', uno de los miembros de las FARC más sanguinarios
Una operación militar el pasado domingo acaba con este jefe guerrillero, al que se le atribuyen 400 secuestros y 500 homicidios, y siete compañeros más

E SE CALHAR ATÉ SE MARCHARAM AQUELAS GUERRILHEIRAS JEITOSAS QUE SE BANHAM ENTRE OS HOMENS NA MAIS PERFEITA HARMONIA... Ó URBANO PÁ SÓ DESGOSTOS NESTA RECTA FINAL...

ESTES HOLANDESES EXAGERAM

El espía marroquí que se codeó con la princesa Máxima
Escándalo en Holanda tras descubrirse que el espionaje de Marruecos reclutó a un policía

TANTO BARULHO SÓ POR CAUSA DUM SIMPLES SARGENTO?O SÓCRATES TEM QUE VISITAR A HOLANDA E ACALMAR O PESSOAL EXPLICANDO COMO CÁ SE COLOCAM AGENTES DUPLOS AO MAIS ALTO NÍVEL, TUDO EM NOME DA SOLIDARIEDADE E DO INTERNACIONALISMO.BASTA NACIONALIZAR E JÁ ESTÁ É TUDO NOSSO(OU DELES...)

OS CAPITALISTAS PORTUGAS A CAVAREM A SUA PRÓPRIA SEPULTURA

OS RICOS FICARAM RICOS PORQUE NUNCA GOSTARAM DE DIVIDIR E MUITAS DAS VEZES CONSTRUÍRAM OS SEUS IMPÉRIOS COM MUITO POUCA ÉTICA REPUBLICANA.
MAS CADA VEZ MAIS ESTÃO AMEAÇADOS COM A SUA ESTRATÉGIA DE "EMPREGAREM" O SOCIALISMO TENTANDO COM ISSO COMPRAR TEMPO E OPORTUNIDADES DE AUMENTAR A SUA RIQUEZA.CAPITALISTAS A SUBSIDIAR O COMUNISMO?NAS PÁGINAS DOS SEUS JORNAIS?A DIZER BEM DE ACÇÕES GOVERNATIVAS QUE OS ACABARÁ DE LANÇAR NA MISÉRIA?
QUANDO PORTUGAL AFUNDAR AFUNDAM-SE OS CAPITALISTAS TAMBÉM.
A ACTUAL CRISE FINANCEIRA NASCEU NOS EUA QUE HÁ ANOS TENTA "APOIAR" A INTEGRAÇÃO DE MINORIAS COMO OS PRETOS E LATINOS DANDO-LHES ACESSO AO CRÉDITO QUE TODA A GENTE SABIA SER DE COBRANÇA DUVIDOSA E EM ESPECIAL QUANDO ESSA POLÍTICA CHAMOU MILHÕES DE ESTRANGEIROS AOS EUA QUE RETIRARAM PELA CONCORRÊNCIA DESLEAL NO MERCADO DE TRABALHO AS POUCAS HIPÓTESES DOS MESMOS HONRAREM OS SEUS COMPROMISSOS POR VEREM OS SEUS SALÁRIOS CONSECUTIVAMENTE A DIMINUIR...
POR CÁ A CÓPIA É FIEL.EXTENSOS BAIRROS SOCIAIS BOA PARTE DOS QUAIS DE ESTRANGEIROS RECENTEMENTE NACIONALIZADOS E A VIVEREM DE SUBSÍDIOS ESTATAIS IMPEDEM A PROGRESSÃO SALARIAL DOS INDÍGENAS E ATÉ OS OBRIGA A EMIGRAR.ESTA AFRICANIZAÇÃO É DE TAL MODO ACELERADA QUE DUVIDO QUE O ESTOURO NÃO ESTEJA PARA BREVE TAL COMO NOS EUA POIS DEVEM SER CADA VEZ MAIS OS QUE TENDO COMPRADO CASA COM RECURSO AO CRÉDITO SE VÊM IMPOSSIBILITADOS DE CUMPRIR OS SEUS COMPROMISSOS...
BEM PODEM ROUBAR NAS PENSÕES, AUMENTAR IRS, PRECARIEDADE, TRABALHO TEMPORÁRIO...QUE OS SUBSIDIADOS AUMENTARÃO PARA "COMER" ESSAS POUPANÇAS TODAS ASSEGURANDO O EMPOBRECIMENTO GENERALIZADO(EXCEPÇÃO DOS QUE PARTEM E REPARTEM) E A AFRICANIZAÇÃO DITA "SALVADORA" MAS QUE É O GERME DA DESTRUIÇÃO DO SISTEMA.E NÃO SÓ NA ECONOMIA, MAS TAMBÉM NA SEGURANÇA E COESÃO NACIONAIS QUE AOS MONTES E MONTES DE INTERNACIONALISTAS NÃO DIZ OBVIAMENTE NADA QUANDO COMEÇARAM A SUA NOTORIEDADE A PISAR A NOSSA BANDEIRA...OU A SEREM TRAIDORES...
EXISTEM CAPITALISTAS DE ESQUERDA?OU PAGAM "PROTECÇÃO" TIPO MAFIOSA?
VÁ LÁ NÃO METAM SUBMARINOS NA VOSSA FOLHA DE PAGAMENTOS PARA BEM DE TODOS NÓS...E DEFENDAM OS VOSSO CONCIDADÃOS INDÍGENAS ANTES QUE ESTES OS TOMEM COMO ALVOS...

EA A PIRATARIA NAS COSTAS PORTUGUESAS?

Nairobi, correspondant

C'est désormais la route maritime la plus dangereuse du globe. Les pirates qui écumaient les eaux somaliennes à l'échelle artisanale depuis une décennie sont passés en l'espace d'un an à des cadences infernales. Le Bureau maritime international a recensé 55 attaques réussies depuis le début de l'année au large du pays de la Corne, surtout aux environs de l'entité autonome du Puntland. Un record absolu, qui fait des côtes somaliennes la première zone de piraterie au monde, détrônant la Malaisie. Dimanche, un cargo grec a été l'objet de la dernière attaque en date. Au total, ont calculé les autorités de Manille, 97 marins philippins sont actuellement retenus par les pirates somaliens.


La principale zone d'attaques se trouve dans le golfe d'Aden, qui mène droit à la mer Rouge et au canal de Suez. L'explosion de la piraterie somalienne menace donc l'une des principales routes maritimes de la planète, où passent 30 000 bateaux par an, des tankers transportant le pétrole du golfe Persique aux cargos en provenance d'Asie en passant par des myriades de boutres qui voguent, pêchent et trafiquent indifféremment.

La méthodologie des pirates est désormais bien rodée. Une demi-douzaine de chalutiers industriels de fabrication russe, préalablement pris d'assaut, servent de "bateaux mères", et remorquent des hors-bord de sept à dix mètres équipés de mitrailleuses Douchka (.12,7 ) et de lance-roquettes. Parfois, la "chasse" dure des semaines avant qu'une proie soit repérée, attaquée, arraisonnée par les vedettes, puis remorquée jusqu'à un port de pirates.

OS DESEMBARQUES CLANDESTINOS POR CÁ SÃO AOS MONTES E VINDOS DE PAÍSES DITOS AMIGOS...PARA ALÉM DE DROGA O QUE TRAZEM MAIS?MAS A NOSSA CLASSE POLÍTICA É TUDO PELA REGIS...PELA INVASÃO PACÍFICA ETC ATÉ COMEÇAREM AS CHATICES...

Monday, September 22, 2008

Sunday, September 21, 2008

ISTO É QUE SÃO GARANTIAS... QUE TRANSFORMAM PORTUGAS EM SANTOS...

Ucraniano detido com arsenal bélico ficou em liberdade


AMADEU ARAÚLO,Viseu e PAULA CARMO
Guarda. Imigrante de 29 anos detido em flagrante

Suspeito ficou proibido de se movimentar no espaço Shengen

Apanhado com um arsenal bélico, em flagrante delito, entre a Guarda e a zona fronteiriça, um cidadão da Ucrânia foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) na posse de 42 detonadores, seis cartuchos de gelamonite, vários metros de fio condutor lento, armas (calibre 12 e 9 mm), centenas de munições e pregos de imobilização de viaturas. Ouvido pelo juiz de instrução criminal do Tribunal da Guarda foi-lhe decretada, como medida de coacção, apresentações bissemanais na esquadra da área da residência. Ao suspeito foi ainda apreendido material de comunicações e de imobilização de veículos em movimento, bem como uma viatura de cilindrada média, registada em Coimbra, que havia sido furtada há dois meses.

O homem, de 29 anos, a residir desde 2001 no concelho de Almeida e "em situação regular no país", terá profundos conhecimentos de "adaptação de armas", escusando-se os investigadores a revelar se tal se deve à eventual carreira militar no seu país. O indivíduo é suspeito de adaptar, transformar e vender armas e de estar ligado à criminalidade organizada, mas, de acordo com fonte ligada à operação, "existem mais quatro suspeitos já identificados no processo", desencadeado no âmbito de um plano nacional de combate à criminalidade violenta".

Fonte da PJ referiu que os indivíduos indiciados no processo "constituem um grupo organizado que actua em Portugal e Espanha e que tinha um refúgio junto à fronteira". De acordo com a mesma fonte "estamos a apurar o envolvimento em vários assaltos e outros crimes nos dois lados da fronteira".

De acordo com a citada fonte, o material apreendido "encontrava-se numa oficina onde ele trabalhava e à qual tinha acesso diário". O imigrante "é suspeito de transformar e adaptar várias armas a calibres de maior projecção bem como de vender".

Ao DN, Mário Bento, coordenador da PJ da Guarda, adiantou que "o suspeito foi encontrado na posse de diverso material que nos leva a crer que trabalhava com mais indivíduos ligados à criminalidade violenta, possivelmente no país e no estrangeiro". Este facto levou a PJ a contactar a Interpol para recolher "eventuais informações que permitam esclarecer os indícios de ligações internacionais ao crime violento.

O homem foi ouvido, ontem, de manhã no Tribunal da Guarda que decretou, para além das apresentações duas vezes por semana no posto da GNR de Vilar Formoso, a proibição de se ausentar do concelho de Almeida e de contactar com os outros quatro indivíduos indiciados. O ucraniano ficou ainda impedido de circular no espaço Schengen.

As investigações prosseguem a cargo da PJ e do Corpo Nacional de Polícia, de Espanha, para "confirmar o envolvimento noutros crimes cometidos em Portugal e Espanha dos cinco envolvidos neste processo", disse a mesma fonte.

ARMAS NA MÃO DO POVO E MILICIAS POPULARES QUE HORROR!

Estarreja: GNR avisa para ilegalidade das milícias populares
Moradores de Estarreja estão fartos dos constantes assaltos verificados nos últimos meses e reclamam uma maior intervenção das autoridades

CHEIRA-ME PELO ANDAR DA CARRUGEM QUE É ISSO QUE MAIS CEDO QUE TARDE VAMOS TER QUE IMPLEMENTAR ATÉ PARA INCENTIVAR DETERMINADOS POLÍTICOS A DEIXAREM-SE DE TRAIR O SEU ZÉ POVINHO...OU O POVO NÃO É SOBERANO?NÃO É EM NOME DO POVO QUE GOVERNAM E ADMINISTRAM?ENTÃO SE FOR ELE DIRECTAMENTE JÁ É PECADO?
FOGO SOBRE OS QUARTEIS GENERAIS DA TRAIÇÃO E DO ROUBO DA SOBERANIA POPULAR!ABIXO OS TRAIDORES QUE DESGOVERNAM E NOS TORNAM SERVOS DE ESTRANHOS!

ELES COMEM TUDO E NÃO DEIXAM NADA...

21 Setembro 2008 - 00h30

Assembleia - do orçamento inicial constava um montante inferior
Transporte pago para o plenário
O transporte dos 230 deputados da residência oficial para a Assembleia da República, local de trabalho, vai custar este ano aos cofres públicos mais de 3,26 milhões de euros. Com a orçamentação desta verba em 2008, o subsídio de transporte dos parlamentares sofreu uma actualização de 2,63 por cento – superior à inflação prevista para este ano, de 2,1 por cento, que serviu de base aos aumentos salariais no País.


O orçamento suplementar do Parlamento para 2008, aprovado em Abril deste ano, reserva para despesas com o transporte dos deputados mais de 3,26 milhões de euros, uma verba que é quase 3,2 por cento superior aos 3,16 milhões de euros previstos no orçamento inicial do Parlamento. Segundo a nota explicativa que acompanha o documento, o transporte pago ao quilómetro fixado para 2008 foi actualizado em 2,63 por cento.

O subsídio de transporte para a deslocação dos deputados de casa para o Parlamento, durante o período de funcionamento do plenário, está previsto na resolução da Assembleia da República 57/2004 e abrange todos os deputados – tenham ou não residência no seu círculo eleitoral, nos concelhos vizinhos de Lisboa, nas regiões autónomas da Madeira e Açores, na Europa ou fora do território europeu.

E NEM PRECISAM DE SINDICATO... AGORA EXTRAPULEM POR AÓ ABAIXO ATÉ ÁS JUNTAS DE FREGUESIA E TÊM AÍ OS CUSTOS DA DEMOCRACIA QUE VAI FUNCIONAR ENQUANTO A DGCI TAMBÉM FUNCIONAR...

Saturday, September 20, 2008

E SE DISSEREM MAL SÃO EXPULSOS...

Polícia localiza cadáver de luso-descendente sequestrado em Caracas
Agentes da polícia venezuelana localizaram o cadáver do comerciante luso-descendente, José António Díaz Rodríguez, de 48 anos, sequestrado há três dias em Coche, a sul de Caracas.

Português morto a tiro na Venezuela
Um comerciante português foi assassinado a tiro na zona sul da cidade de Caracas, Venezuela, quando abria o seu estabelecimento comercial, uma loja de produtos de limpeza.

TONELADAS DE DROGA QUE SÃO EMBARCADAS NA VENEZUELA SOB O OLHAR DAS AUTORIDADES CORRUPTAS.QUE ANDAM A ESPALHAR A DESORDEM NO CONTINENTE, A GASTAR O DINHEIRO QUE PODERIA COMBATER A POBREZA EM ARMAS RUSSAS E A SUBSIDIAR POLÍTICOS CORRUPTOS COMO OS DA ARGENTINA...O BRASIL QUE SE CUIDE QUE DEVEM ANDAR A DOUTRINAR NAS SUAS IMENSAS FAVELAS PARA FAZER AVANÇAR "UMA REVOLUÇÃO"...
POR CÁ O 2º MELHOR ACOLHIMENTO DA EUROPA PARA A PIOR ECONOMIA TRANSFORMOU-NOS NA CLOACA DO MUNDO COM O TERCEIRO MUNDISMO A GOVERNAR E A GOVERNAR-SE...
E AGORA OS EMIGRANTES NEM PODEM VOTAR (NA PRÁTICA) QUE É PARA MANDAREM SÓ AS MASSAS QUE FAZEM VIVER ESTES TRAIDORES DA SUA NAÇÃO...

O RESULTADO DA POLÍTICA DE IMIGRAÇÃO DO BLOCO DE ESQUERDA E AFINS

QUEM TEM ARMA DITA A LEI


KÁTIA CATULO
Armas e jovens. Nas urbanizações sociais da periferia de Lisboa, basta querer para ter. Arranjam-se por meia centena de euros e servem para sobreviver dentro e fora do gueto. Quem anda armado tem tudo - atitude, respeito e dinheiro - dizem os miúdos que ali cresceram. A delinquência juvenil é uma linha recta. Começa com as navalhas na escola primária, continua nas ruas do bairro com as armas de baixo calibre e termina nos assaltos planeados com caçadeiras e 'shotguns'. É um caminho que não tem retorno, até porque ninguém lhes cobra nada. No mundo do crime vale tudo. Menos "chibar" os sócios do bairro

"Fiquei um gajo frio de tanto levar no lombo"

"Amanhã há desforra." Rola do Gueto leu a mensagem no telemóvel e, na noite seguinte, apareceu na estrada velha da Portela de Carnaxide (Oeiras). Juntou-se aos outros "40 e tal" miúdos do bairro, que trouxeram barras de ferro, tacos de basebol, facas de serrilha ou pedras da calçada. Esconderam tudo nos casacos e nas calças e seguiram para Miraflores. Estavam em vantagem e não houve hipótese. "Chegámos, rebentámos com todos e bazámos."

Foi um combate rápido e serviu para mostrar que quem se mete com um deles mete-se com todos. É uma lição que os "sócios de Miraflores" aprenderam à bastonada. Na véspera, o Careca e o Papagaio foram atacados à "cara podre" na entrada do Pingo Doce. Só porque pisaram território inimigo. Regressaram a casa humilhados, mas voltaram 24 horas mais tarde com a "tropa toda" e prontos para o street fight .

A Portela de Carnaxide dita a lei. Nem a "bófia" mete lá os pés. Sempre que entram no bairro são corridos à pedrada: "A gente esconde-se no canijo e fica à espera deles", conta o jovem de 18 anos. É a melhor diversão que qualquer um deles pode ter. Mal avistam um "pipoca", começa a chuva de calhaus: "Há uns anos até quiseram abrir aqui uma esquadra, mas acabaram por desistir."

Rola do Gueto nunca foge de uma briga. Aos dez anos saía de casa com uma navalha no bolso: "Podia ser atacado e tinha de estar prevenido." Chegou até a levar a pistola Magnum do irmão mais velho para a escola, mas não teve coragem de mostrá-la: "Era puto e tinha medo dela." Ficou escondida na mochila para o caso de ser necessário impor respeito.

Só com 17 anos é que teve uma arma só dele. Falou com um "sócio", que falou com outro "sócio" e que por sua vez falou com mais um "sócio". Mas o negócio, mesmo com tantos intermediários, era bom. "Uma 6.35 mm é a mais barata de todas, mas é arma de mulher." O melhor é uma shotgun automática de oito tiros, mas para isso é preciso arranjar de uma penada oito mil euros. Ou então uma .8 mm Mauser, que começa nos 400 euros - "se estiver muito usada" - e acaba nos 800, "novinha em folha". São as que "mais circulam por aí" a par das Magnum .32 mm.

Iniciação em armas

A 6.35 mm é a arma de iniciação. "Encontra-se em todo o lado e chega a custar entre 50 e 200 euros", explica Rola do Gueto. Não precisa de ser verdadeira. Basta entrar numa loja, comprar uma pistola de alarme e pedir a quem sabe para transformá-la numa a sério - perfurar o casquilho com um berbequim e fazer uma abertura dos tais 6.35 mm: "Tem de ser um perito a fazê-lo", avisa Rola. Um trabalho mal feito pode ser fatal - a arma explode na cara ou então desvia a trajectória da bala.

Foi com uma 6.35 mm que Rola entrou aos 17 anos no mundo dos profissionais. Apontou a arma aos lojistas de Odivelas, de Carnaxide ou do Dafundo para roubar plasmas, portáteis, ténis, blusões, fios, anéis de ouro e tudo o que os mais velhos do bairro já tinham. "Só da primeira vez é que tive medo", conta. Mas esteve sempre amparado pelos veteranos. A partir daí "foi sempre a abrir". Rola teve sorte. A "bófia" nunca chegou perto dele. É rápido a desaparecer e foi por isso que a polícia tinha uma alcunha especial para ele: "Chamam-me Rola do Gueto porque salto muros, carros e telhados em menos de nada." É ágil como um pássaro dos subúrbios.

Os agentes da PSP nunca o apanharam, mas o pai dele sim. "Foi muito pior", garante. Deu-lhe uma "coça das grandes" no meio da rua porque viu o filho a tentar roubar um carro estacionado perto do bairro. E só parou de "arriar" quando Rola fingiu estar desmaiado no chão da cozinha. O correctivo adiantou pouco. Enquanto viveu com os pais, nem um nem outro conseguiram pôr-lhe o freio.

Rola desistiu de estudar ao 8.º ano e não lhe cobraram nada. Desapareceu de casa durante dias e sempre que regressou "houve porrada", mas nenhuma pergunta: "Um dia saí de vez e fui viver com os meus tios." Ninguém foi atrás dele. Há "uns meses" saiu do bairro para morar fora do concelho de Oeiras e ficar ainda mais longe do casal, que há "muito tempo já não chama de pais". Mudou de alcunha. Agora usa o nickname apropriado para um rapper e garante que já não se mete em confusões. Chegou a um ponto em que era rotina pura: "Saía de casa e dava porrada. Dava porrada e ia para casa. Cansei daquela vida e arranjei um trabalho a sério numa serralharia", garante Rola do Bairro.

Regras do bairro

Russo aprendeu depressa que, no Centro Educativo de Castelo Branco (um colégio de reinserção social para onde vão os rapazes que têm, cedo, problemas com a justiça de menores), as regras do bairro continuam a valer - os que são de Lisboa de um lado; os do Porto do outro; e ciganos à parte. "Eles não se metiam connosco e ninguém se metia com eles", explica o miúdo de 17 anos, que há um ano e meio foi apanhado a roubar dentro de uma loja de material informático. Nunca houve misturas nem confusões entre os rapazes do Norte e do Sul.

Jogou à bola e à batota, fingiu que estudou e ouviu rap no pátio com os amigos - Eminem, 50 cent, Snoop Dog, Nelly, 2Pac. "Música de drogados", atiçou um dia o monitor, que se fartou da "barulheira" e desligou à bruta a aparelhagem. Foi o suficiente para provocar o motim. "Partimos tudo o que estava à frente - mesas, cadeiras, janelas, arcas e frigoríficos do refeitório."

Foi preciso um "batalhão" de guardas para acabar com a fúria à cacetada. Russo e mais uns quantos serviram de exemplo. "Enfiaram-me no quarto durante oito dias." Uma cela sem janela, com uma cama, uma sanita e uma lâmpada de tecto sem interruptor. Os primeiros dias foram os piores: "Não ter nada para fazer atrofia um gajo."

A luz desliga-se e a cabeça fica cheia com "cenas bué maradas". Por alguns minutos, pensou que tinha atravessado de vez a fronteira: "Um dia cheguei mesmo a passar-me para o outro lado." Viu as paredes a mexerem-se. Encolhiam-se cada vez mais mas, antes de ficar esmagado, deu uma cabeçada na porta blindada que lhe abriu o sobrolho e o trouxe de novo à cela.

Nos dias a seguir foi bem diferente. Forçou o sono e conseguiu dormir horas a fio. Por vezes, nem para comer acordava. Treze meses depois, Russo teve uma segunda oportunidade. Voltou ao Casal da Boba, na Amadora. Pensou que ia "atinar", mas é difícil entrar na linha quando os outros não ajudam. Três semanas após regressar a casa, o Mocho desafiou-o a participar num "esquema", mas ele começou por recusar. "Vai ser um trabalho limpo", insistiu o amigo. Russo entrou no automóvel. Passaram ainda pelo Parque Aventura e apanharam o Picareta. Só pararam junto a uma farmácia da Malveira (Mafra) e esperaram até o último cliente sair.

O Mocho ficou no carro com a chave na ignição e o motor a trabalhar; Picareta puxou a .9 mm da cintura e Russo foi atrás dele. Do outro lado do balcão, o farmacêutico deu tudo o que a dupla pediu: "1700 euros, que quando chegámos a casa dividimos pelos três", conta. Todo o dinheiro guardado em três caixas registadoras. O Mocho afundou o pé no acelerador e o trio nunca mais foi visto por aquelas bandas: "Não foi preciso disparar nem um bago", recorda o rapaz. Nem pensar muito. Quem hesita "fode tudo". Homem que pensa muito antes de agir é "cagão". Mais tarde ou mais cedo morre com um "balázio nos cornos".

Das duas vezes em que Russo foi apanhado não houve perdão. Algemaram-no, conduziram-no à esquadra e encheram-lhe de porrada, assegura o adolescente - primeiro, um "bófia" de cada vez e, depois, todos ao mesmo tempo: "É assim que os filhos da puta se divertem." E da última vez nem estava a fazer nada de especial, garante. Entrou no carro do amigo para ir até ao Lumiar jogar à bola com os miúdos do Bairro da Cruz Vermelha.

Pararam no semáforo de Alvalade e Russo viu um carro-patrulha da PSP atrás deles. Deu um toque ao companheiro: "Ele ficou tão nervoso que, em vez de parar, carregou no acelerador", recorda abafando as risadas. As luzes e a sirenes acenderam e foi o suficiente para penarem quatro horas na esquadra. Revistaram o carro e encontraram uma ".9 mm e uma 6.35 mm" debaixo do banco: "Não era para usar", justifica Russo. A não ser que o jogo azedasse. Em território alheio, nunca se sabe como é que a noite pode acabar.

Na Damaia, por exemplo, o miúdo não se atreve a aparecer sozinho. Há dias houve "espiga" na discoteca Matiné, mas ele nem sabe muito bem o quê ou como aconteceu. Estava longe dali, mas é como se tivesse sido com ele: "Foi uma cena de damas." E, quando há miúdas pelo meio, demora ainda mais tempo a resolver. Por isso, o Casal da Boba não vai à Damaia: "E a Damaia também não vem ao Casal da Boba."

Dentro do bairro é diferente: "Não há chibos", dizem. E a polícia não tem grande margem de manobra. Sempre que há uma rusga ou um mandado de juiz para cumprir, a informação circula à velocidade de um rastilho de pólvora. Curto. Cada zona está vigiada pelos "batedores" do bairro, que dão o alerta - "acabou de passar uma carrinha dos 'pipocas' para o Casal de São Brás", avisam pelo telemóvel. Toda a gente fica a saber e adopta os procedimentos necessários. Besuntam-se as armas com gordura para desorientar o faro dos cães e esconde-se tudo o que é para esconder. Se não houver tempo, atira-se pela janela: "O que está no chão não é de ninguém."

Irmãos de guerra

Relatos de "stress com os bófias" são como as armas de fogo. Encontram-se em todas as esquinas das urbanizações sociais da região de Lisboa. Cada episódio é como um cromo de caderneta - guarda-se para partilhar com os que vivem dentro e fora do bairro. Black Shadow já coleccionou muitos. Da última vez, foi apanhado numa rusga e levaram-no numa carrinha com outros miúdos do Prior Velho, em Sacavém (Loures). "Ena pá, trouxeram para cá o zoo todo", ouviu dos polícias quando entrou algemado na esquadra.

"Rebentaram-me todo", conta. Levou socos nas têmporas, bastonadas nas costelas, bofetadas na "fronha". Apanhou de pé, sentado, caído e de cócoras: "Vinha de uma directa." Saiu de uma festa no Porto e foi "caçado" mal entrou no bairro: "Não estava a fazer nada de mal, só não tinha os documentos comigo", garante o jovem, que completa 22 anos em Outubro. Queriam que ele "se chibasse", mas não abriu o "bico". Nunca na vida trairia os companheiros do Prior Velho: "Se os meus tropas precisarem de mim, estou sempre disposto." Basta dizer hora, local e quanto é que pode facturar.

Falar sobre os "esquemas" em que participou é que é mais difícil. Black Shadow já não é um puto. A idade tornou-o cauteloso. Nem "à porrada" arrancam o que quer que seja dele. E quanto mais "apanhar no lombo", mais corajoso fica: "De tanto levar tornei-me num gajo frio, sem sentimentos." Ganha-se raiva aos agentes da PSP e promete-se vingança, na primeira oportunidade: "Os bófias têm sete vidas; os blacks têm oito balas" é o lema que todos eles repetem.

Há "fezadas", no entanto, que o rapaz do Prior Velho confessa não conseguir fazer. Não se mete em "facadas" porque não é ao estilo dele. Falta-lhe coragem para enterrar um "chino " na carne de quem quer que seja: "A minha onda é só pistolas." À distância, sem contacto e sem esperar para ver o estrago. E é por isso que Black Shadow e Red Light são "irmãos de guerra", mas cada um tem o seu "business". O sócio da Zona J, em Chelas (Lisboa) é que é "doido dos cornos". Se for preciso sujar a mão para "limpar o sebo" de alguém, faz. Sem tremer nem hesitar, garante Black Shadow. E Red Light concorda com a cabeça.

Crescer depressa

O grupo de Fábio não passa de um bando de "caixas baixas" - têm entre 12 e 16 anos, roubam telemóveis aos miúdos ainda mais novos do que eles e apanham porrada de todos os outros. Também os veteranos tiveram de passar por isso. Roubavam fruta dos minimercados, implicavam com os mais fracos e queriam crescer depressa para ganhar respeito.

Fábio, Alex, Sandro ou Feitor vivem algures em Loures e não estão dispostos a passar pelo mesmo: "Os mais velhos pensam que podem abusar, mas nós não papamos disso", avisam. É preciso "atitude". Falar alto e enfrentá-los de peito aberto sempre que se justificar. Na maioria das vezes, arriscam a apanhar umas boas bofetadas, mas também dão uns quantos socos em troca. E, acima de tudo, vão ganhando reputação. Pode ser que um dia até os convidem a participar num "esquema da pesada". E pode ser também que lhes abram caminho para terem armas de gente grande - uma shotgun, uma Magnum ou uma Mauser.

Por agora não têm nada: "Se quiséssemos conseguíamos uma 6.35 mm", explica Fábio. Essas estão em todo o lado. Passam de mão em mão. Emprestadas ou vendidas. Com as de grande calibre é diferente: "Só as arranjamos com a ajuda dos mais velhos", confessa o miúdo de 14 anos. Enquanto esperam pela vez deles, vão trabalhando para a fama: "Quando aparecemos na praceta, os mais novos refundem-se todos." Dizem ser o terror das crianças, dos comerciantes e dos motoristas dos autocarros.

A parte de trás de uma camioneta é sempre deles. Ninguém ousa sentar-se ao lado dos rufias que bebem "litrolas", improvisam beats do rap e esticam as pernas em cima dos bancos. Os outros míúdos atravessam para o outro lado e encontram caminhos alternativos para não se cruzarem com eles. Estão fartos de serem roubados. De chegarem a casa sem dinheiro, telemóvel ou "caps" da Nike ou da Lacoste. Nem os lojistas lhes fazem frente. Entram aos bandos nas lojas e mercearias; abrem as arcas e tiram os gelados; vão às prateleiras das bebidas e levam cervejas; passam pelos corredores e derrubam tudo. Ninguém faz nada. A não ser esperar que saiam dali depressa para poder limpar os estragos.

Ganzas, "damas" e cervejas não é tudo o que eles querem da vida. Entrar num banco e apontar uma arma aos que estão ao balcão é coisa que "de vez em quando" também vai passando pela cabeça deles. "É perigoso", admitem. "É preciso pensar e ver se vale mesmo a pena." Sabem que é um caminho sem volta. Mas vão adiar a decisão até chegar a altura: "Pode ser que sim e pode ser que não", diz Fábio, encolhendo os ombros. Há que esperar e ver o que acontece.

ALGUÉM NO SEU PERFEITO JUIZO ALGUM DIA ACREDITA QUE SÃO ESTES GAJOS QUE IRÃO PAGAR AS PENSÕES DOS VELHINHOS?
QUAL A LÓGICA DA BATATA DESTES POLÍTICOS DE MERDA QUE ACEITARAM QUE OS SEUS ELEITORES FOSSEM CORRIDOS DE ÁFRICA E SEM BENS E AGORA PROMOVEM COLONIZAÇÕES DESTE CALIBRE?COMO SE DEVE CLASSIFICAR ESTA ACÇÃO? PARA MIM É TRAIÇÃO...

GUINEENSE, 44 ANOS RESIDENTE EM LISBOA MULA DE DROGA

20 Setembro 2008 - 00h53

Traficante internado em Lisboa
Engoliu 450 gramas de cocaína
A PSP deu ontem voz de detenção a um homem de 44 anos internado no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, depois de este expelir uma das 36 bolotas de cocaína que tinha ingerido. O indivíduo, natural da Guiné-Bissau e residente em Lisboa, dirigiu-se ao hospital ao fim da tarde de anteontem porque se sentiu mal.


Consciente de que podia morrer se os invólucros com a droga rebentassem, informou o médico do sucedido. Uma radiografia confirmou a existência das bolotas nos intestinos do homem, que ficou sob vigilância médica e policial. Veio também a verificar-se que as pequenas embalagens, afinal, não tinham rebentado.

Ontem de manhã expeliu uma bolota, cujo conteúdo foi analisado. A polícia deteve o homem assim que se confirmou tratar-se de 12,40 gramas de cocaína. Este acabou por confessar que pretendia levar a droga, com um peso total de cerca de 450 gramas, para Espanha, mas teve medo quando se começou a sentir mal e desistiu. Durante todo o dia de ontem esteve sob observação. Como só expeliu quatro embalagens, foi alvo de uma intervenção cirúrgica ao início da noite.


É UMA RIQUEZA OU NÃO?ESTES PROTEGIDOS PELO BLOCO DE ESQUERDA E AFINS QUE TEÓRICAMENTE NOS DEVERIAM ANDAR A PAGAR AS PENSÕES AFINAL ANDAM A ENVENENAR A JUVENTUDE...
COM MILHARES E MILHARES DE ILEGAIS CONSENTIDOS PELO PODER POLÍTICO QUE GOSTA DE VER OS SEUS CIDADÃOS A SER ENRABADOS DE TODAS AS MANEIRAS E FEITIOS.
ONDE ANDAM AS "RETENÇÕES" PARA EXPULSÕES?ONDE ANDA O CONTROLO DAS MORADAS DE ILEGAIS?O QUE FAZ O SEF?
PARA ISTO REBENTAR BASTA A MALTA DEIXAR DE PAGAR OS EMPRÉSTIMOS AO BANCO QUE TODA A ACTUAL CLASSE POLÍTICA SERÁ REMOVIDA...E ERA UM VERDADEIRO ACTO DE PORTUGUESISMO!

Thursday, September 18, 2008

COM QUEM A DIFERENÇA SE FOI METER...

Al menos seis inmigrantes africanos han muerto y otros dos han resultado heridos esta noche en un tiroteo registrado en un restaurante cerca de la ciudad de Caserta, en la región de Campania, bastión de la Camorra italiana, de acuerdo a fuentes oficiales. La policía sospecha que el suceso está relacionado con el tráfico de drogas, según ha informado la televisión italiana
De acuerdo a las primeras investigaciones los hechos ocurrieron cuando tres personas que se encontraban en un coche, armadas con metralletas y pistolas, dispararon cerca de 80 tiros contra los inmigrantes, originarios de Ghana, Togo, Liberia y Nigeria, que se encontraban en otro vehículo frente a una tienda de tejidos étnicos.

Cinco de los inmigrantes fallecieron en el acto, mientras que uno de los heridos murió esta mañana y otro se encuentra aún hospitalizado en el Hospital La Schiana de la localidad de Pozzuoi. Los investigadores creen que los hechos responden a un ajuste de cuentas relacionado con el tráfico de drogas por parte de Los Casalesi, uno de los clanes más sanguinarios de la Camorra.

POR CÁ ATÉ A CRIMINALIDADE ABSORVEU OS ENSINAMENTOS DO POLITICAMENTE CORRECTO...

COPIEM E DEPRESSA

El Gobierno aprueba hoy el plan de retorno de inmigrantes
Los extracomunitarios podrán cobrar toda la prestación por desempleo a cambio de volver a su país
EL PAÍS - Madrid - 19/09/2008

El Consejo de Ministros tiene previsto aprobar, en su reunión de hoy, el plan para el retorno voluntario de inmigrantes desempleados, según confirmaron fuentes gubernamentales. Con él, el ministerio de Trabajo, Celestino Corbacho, pretende que el cada vez mayor número de extranjeros que se están viendo afectados por la crisis, sobre todo por el parón de la construcción, tengan la posibilidad de cobrar todo el subsidio de desempleo de una vez, a cambio de regresar a sus países de origen. La normativa no entrará inmediatamente en vigor, ya que aún debe ser revisada por el Consejo de Estado.



Los que se acojan al programa no podrán regresar al menos en tres años
El plan está dirigido a los inmigrantes procedentes de los 19 países que tienen convenios en materia de Seguridad Social con España. Ecuador y Marruecos son los países de origen de más de la mitad de los 165.000 inmigrantes no comunitarios desempleados contabilizados en julio.

Los extranjeros de estos países que se encuentren en paro podrán recibir toda la prestación de desempleo a la que tienen derecho en dos plazos. El primero, del 40% del total, en España. El otro 60% lo recibirían al mes siguiente, ya en su país de origen.

Para acceder a este dinero, el inmigrante debe renunciar a sus permisos de residencia y trabajo. Asimismo, debe comprometerse a no volver a España en los tres años siguientes. Pasado ese tiempo, puede volver a solicitar la entrada para trabajar, pero el Gobierno no garantiza en ningún caso ese regreso. Si la petición se produce a los cinco años de haberse acogido a este retorno, el Ejecutivo se compromete a darle prioridad en los programas de contratación en origen. En tal caso, además, podrá recuperar la condición administrativa que tenía antes de su repatriación. Si cuando se fue tenía residencia permanente, al volver no recibirá un permiso inicial, sino permanente.

QUANTAS IGREJAS EXISTEM NA ARÁBIA SAUDITA?

Anger at Europe's far right 'anti-Islam' conferenceDavid Crossland in Berlin
A German far right group has stirred Muslim anger worldwide by holding a three-day "Anti-Islamisation Conference" to protest against the construction of mosques and Muslim immigration.

Prominent members of Europe's far right, including French "Front National" leader Jean-Marie le Pen and Belgian far-right politician Filip Dewinter, have said they will attend the meeting in Cologne which is aimed at forging a European alliance against "Islamisation."


QUANTOS PAÍSES MUÇULMANOS NÃO TÊM NA SUA LEI A PENA DE MORTE PARA CONVERSÕES?QUANTOS CRISTÃO NÃO SÃO MORTOS NO MUNDO ISLÂMICO?ONDE ANDA A RECIPROCIDADE DE TRATAMENTO?A EUROPA ESTÁ DE FACTO A SER INVADIDA E COM MUITOS TRAIDORES NO SEU INTERIOR.ENTÃO EM PORTUGAL... SÃO AOS MONTES!

QUEM É QUE GOSTA DE HONDA CIVIC QUEM É?

Crime: Esvaziados dois cofres de tesouraria da repartição de Sacavém
Gang armado assalta balcão de Finanças
Dois homens, armados com revólveres

A Polícia Judiciária acredita que o gang que ontem assaltou as Finanças de Sacavém é o mesmo que atacou uma ourivesaria anteontem, em SãoJoão da Talha. O mesmo Honda Civic cinzento foi visto nos dois locais.

COMO NÃO REFEREM BRANCO, BRASILEIRO SÓ PODE MESMO SER OBRA DA DIFERENÇA...

UM MAI BIPOLAR.ONDE ANDA O IGAI?PERDEU O PIO?

19 Setembro 2008 - 00h30

Sintra: Três homens fogem a operação mas um acaba no hospital
Cadastrado leva tiro da polícia
A ‘Operação Papaia’ cercou por rotina um Volkswagen numa avenida em São Marcos, Sintra, mas o condutor acelerou a fundo na madrugada de ontem. A PSP garante que ele tentou atropelar dois polícias e justifica, assim, o tiro contra o carro em fuga. A bala de um agente, diz ao CM fonte da PSP, atingiu numa nádega um cadastrado de 22 anos que seguia no banco de trás.




O grupo de três homens conseguiu pôr-se em fuga da avenida do Brasil, mas o Volskwagen Golf com a chapa traseira furada acabou por ser abandonado junto a uma berma "alguns quilómetros depois".

Condutor e passageiro da frente escaparam a pé e nem sequer estarão identificados, enquanto o jovem atingido teve de ser assistido a um ferimento na nádega. Chegou a casa, na zona de Paço de Arcos, mas às 04h30 foi levado por familiares ao Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa.

Tem ficha criminal por roubos violentos, tráfico de droga e uso de veículo furtado, mas para já é apenas um "ofendido" neste caso. Não era ele o condutor que terá tentado atropelar dois agentes; diz que apenas apanhou uma boleia e não conhece os dois elementos .

O cadastrado não foi detido e, minutos depois de entrar no hospital, foi-lhe extraída a bala da nádega e teve alta. O caso foi entregue à PJ, a quem será entregue a arma do agente e a bala disparada.

EM VEM DE ANDAREM A PREDER CRIMINOSOS OS POLÍTICOS FAZEM A PJ ANDAR A INVESTIGAR OUTROS POLÍCIAS.AS CADEIAS DE COMANDO PARA ESTES GAJOS FORMADOS NOS COMISSÁRIOS POLÍTICOS DE NADA SERVEM E SÃO TODOS DUVIDOSOS...
PQOP(AOS POLÍTICOS CLARO)

EM PORTUGAL ATÉ NA PRAIA É PRECISO AUTORIZAÇÃO

. Metal detecting

A decent switch-on-and-go detector costs as little as £200. Though this hobby has gold-finding potential, base-metal items of archaeological interest, but minimal monetary value, are far more common. All gold finds over 300 years old must be declared as treasure trove and may be bought by museums at market value.

PAÍS DO 8 OU DO 80.NESTE PARTICULAR É DO 100% PROIBIDO.COMO EM MUITAS OUTRAS COISAS...

Wednesday, September 17, 2008

PUTAS CORRIDAS Á BOMBA

A AUSÊNCIA DE LEGALIZAÇÃO DA PROSTITUIÇÃO QUE DARIA IMPOSTOS AO ESTADO E GARANTIRIA A NÃO TRANSMISSÃO DE DOENÇAS ATRAVÉS DA NECESSÁRIA INSPECÇÃO SANITÁRIA ACARRETA QUE SE INSTALEM ONDE NÃO DEVEM.NO SEIO DO POVO.QUE NEM TODO É SUBMISSO...
A ISTO OS 230 DEPUTADOS DIZEM NÃO.VAMOS LÁ A REGULAMENTAR O PUTEDO, COISA MAIS ABUNDANTE QUE OS 6% DOS DIVÓRCIOS COM QUE AFRONTARAM O CAVACO...

O PS SABE QUE QUEM EMIGRA TEM CONTAS A AJUSTAR COM ELE

emigração


PS insiste em fim de voto por correspondência contra Direita
Ontem às 15:16
O PS insistiu no fim do voto por correspondência para emigrantes nas legislativas, isto para evitar «chapeladas».

AS MESTIRAS DOS 150000 EMPREGOS, O AUMENTO DE IMPOSTOS A LEGALIZAÇÃO DAS "DIFERENÇAS" E A SUA NACIONALIZAÇÃO TEM DE FACTO UM CUSTO ELEITORAL.NADA MELHOR DE QUEM O SENTE NA PELE Para retaliar... daí NADA DE VOTOS ... GRANDES DEMOCRATAS!

E CÁ COMO É?PAGA-SE O RSI, DÁ-SE CASA E MANDAM-SE OS INDÍGENAS PARA O MUNDO PARA ARRANJAR DINHEIRO PARA SUSTENTAR A SITUAÇÃO...

Em causa estão o desemprego e a imigração em Espanha
Governo acusa populares de radicalismo xenófobo
A vice-presidente do governo espanhol lamentou que "a Direita não tenha mudado de postura", criticando o que disse ser o "radicalismo xenófobo" do Partido Popular (PP, oposição) que relacionou desemprego e imigração.


Os comentários de María Teresa Fernández de la Vega surgem depois de o líder do PP, Mariano Rajoy, ter afirmado que Espanha está a voltar "aos tempos do passado" com 180 mil estrangeiros a receberem o subsídio de desemprego.

"Há 180 mil estrangeiros a receberem o subsídio de desemprego. Voltámos aos tempos do passado. Há 20 mil andaluzes que pediram trabalho na vindima francesa", disse Rajoy, defendendo uma reforma imediata na política de imigração.

Depois de o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE, no governo) ter exigido a Rajoy que clarifique as suas declarações, De la Vega afirmou que o governo "tem a obrigação de acreditar nas promessas de moderação" do PP, "ainda que às vezes custe a acreditar". "Torna-se quase impossível acreditar que o PP foi capaz de abandonar os terrenos do radicalismo", disse De la Vega

AS ESQUERDAS NUNCA SOUBERAM FAZER CONTAS, NUNCA CONSTRUIRAM.ATÉ CONSEGUEM FAZER OPOSIÇÃO A ELES PRÓPRIOS...MAS OS PRINCIPIOS APRENDIDOS NAS CARTILHAS COMUNISTAS DO INTERNACIONALISMO, GÉNERO OS TRABALHADORES NÃO TÊM PÁTRIA, A HUMANIDADE É SÓ UMA, TODOS IGUAIS, ETC COLOCARAM UM PAÍS POUCO PRODUTIVO COM UMA DESPESA A FAVOR DO MUNDO NACIONALIZADO OU NÃO IMCOMPATÍVEL COM A SUA PRÓPRIA SOBREVIVÊNCIA.AINDA QUE O NEGUEM ISTO SÓ PODE IR ESTOURAR MAIS CEDO OU MAIS TARDE.SOU DOS QUE ACHA QUE SE DEVEM JULGAR OS RESPONSÁVEIS PELA COLONIZAÇÃO A QUE OS PORTUGUESES ESTÃO A SER SUJEITOS POR VERDADEIROS TRAIDORES Á NAÇÃO.AGORA OU MAIS TARDE QUANDO PERDEREM A FORÇA QUE A CENSURA E O ESCONDER DAS CONSEQUÊNCIAS AINDA LHES PERMITE ANDAR POR AÍ A PROPAGANDEAR A BONDADE DAS SUAS TEORIAS QUE NOS AFUNDAM.

NENHUM DOS DOIS SUSPEITOS FALA PORTUGUÊS MAS ELA ESTÁ GRÁVIDA.MAIS UM PORTUGUÊS A CAMINHO PORTANTO

Feitas as primeiras averiguações, constatou-se que se tratava dos suspeitos de um assalto a uma residência de onde tinham sido furtados vários objectos em ouro e um cofre, tudo avaliado em cerca de 120 euros.

No momento da detenção, o casal não estava na posse do material do furto, nem sequer com elementos de identificação. Alguns objectos foram encontrados depois ainda no interior da viatura que abandonaram. O cofre tinha sido escondido junto de uma cerca próxima da gasolineira.

O táxi foi chamado, mas sem que tivesse prestado algum serviço. A PSP procedeu às detenções e, à hora do fecho deste edição, ainda realizava diligências no sentido de apurar a identidade do casal. Nenhum dos dois suspeitos fala português. A PSP estava também a averiguar a quem pertencia o automóvel, uma vez que não havia registo de que tivesse sido roubada.

Em dois dias este é o segundo caso em que surgem mulheres grávidas envolvidas em assaltos. Na terça-feira, como o DN noticiou, encontrava-se uma grávida entre os três suspeitos de um assalto a uma bomba de gasolina na Guarda.

OBJECTOS DE OURO NO VALOR DE 120 EUROS?NÃO FALAM PORTUGUÊS?GRÁVIDA?VAMOS TER MAIS UM PORTUGUÊS "BRINDE" E MAIS UNS POBRES A QUEM ALIMENTAR E DAR CASA E RSI QUE É PARA ISSO QUE ALGUNS TRABALHAM.E PARA PAGAR AS VÁRIAS REFORMAS DE ALGUNS HUMANISTAS QUE SÓ QUEREM O BEM DO MUNDO...

Ó JMF UNS NÃO SABEM ESCREVER E OUTROS LER...

Nasceu um jurista

Numa aparição luminosa, José Manuel Fernandes veio ontem à SIC-N dizer que anda a ler o Código Penal. Tão bem o leu que foi explicar o que se passou em Portimão: o juiz mandou em paz o autor da tentativa de homicídio voluntário, que ocorreu dentro de uma esquadra, por não ter outro remédio.

Segundo Fernandes, isto deveu-se ao facto de o crime de homicídio não ser qualificado. Seja ou não qualificado, a afirmação de Fernandes é de uma ignorância supina.

O crime de homicídio simples, na forma tentada, é punível com a pena máxima de dez anos e oito meses — dois terços da pena do crime consumado, segundo reza o artigo 73.º do Código Penal, que manda tirar um terço a este limite.

Será que o director do Público aprendeu a asneira com o presidente da Associação Sindical dos Juízes, o juiz desembargador António Martins, que interpreta o artigo ao contrário e pensa que se retiram dois terços ao limite máximo?

Mas mesmo com essa asneira das contas, o erro não tem desculpa, porque mesmo assim seria aplicável a prisão preventiva…

posted by Miguel Abrantes @ 17.9.08 1 comments

Ó MIGUEL PÁ NESTA ESTOU CONTIGO...

O VERDE SEXO DOS VERDES

OS VERDES TODOS SABEM É UMA FILIAL DO PCP.CUJOS MILITANTES ESTÃO EM ENVELHECIMENTO ACELERADO.E QUE PORTANTO NUNCA ENGOLIRIAM O SAPO DE DAR COBERTURA A SODOMIAS DE GAJOS COM GAJOS E GAJAS COM GAJAS.DECIDIDAMENTE A MAIORIA DOS MILITANTES DO PCP TAL COMO OS OUTROS PORTUGUESES QUEREM-SE LONGE DAS POUCAS VERGONHAS DOS GAJOS ADEPTOS DE DROGADOS E PANELEIROS.
OS VERDES EMPREGADOS DO PCP QUE EMIGREM PARA CUBA, VENEZUELA, BOLÍVIA ONDE PODEM FAZER REVOLUÇÕES, PREGAR MARX E APANAHR NO CU OU ESFREGAR A CONA QUE NÃO TENHO NADA COM ISSO.ATÉ AQUI DESDE QUE SEM DANÇAS NUPCIAIS ESPALHAFATOSAS.MAS NUNCA COM UM PAPEL PASSADO PELO ESTADO E SUBSIDIADO PELOS MEUS IMPOSTOS.

AOS 230 DEPUTADOS DA NAÇÃO A CERCA DE 6000 EUROS POR MÊS

MENINOS A NAÇÃO PORTUGUESA NUNCA ESTEVE TÃO AMEAÇADA DE EXTINÇÃO COMO HOJE.POR FORÇAS CENTRÍFUGAS QUE V.EXAS CÁ INTRODUZIRAM E QUE COM AS DISCRIMINAÇÕES POSITIVAS SE ESTÃO A INSTALAR NO PODER E A GOVERNAR.CONTRA OS INDÍGENAS E EM DESFAVOR DOS INDÍGENAS.CORROENDO COESÃO NACIONAL E SOCIAL QUE DE FORMA TRAIDORA É HOJE "UNIVERSAL" COISA QUE MUITO GOSTARIA DE SABER COMO É POSSÍVEL FUNCIONAR.
VOU ESPERAR POR ACTOS CONCRETOS QUE CORRIJAM OS ERROS COMETIDOS POR V.EXAS.NOMEADAMENTE QUE LIBERTEM OS INDÍGENAS DA ACÇÃO DE CRIMINOSOS TÃO AFOITAMENTE ACOLHIDOS E NACIONALIZADOS BEM COMO A ALTERAÇÃO DA LEI DA NACIONALIDADE, COISA QUE DEVERIA ESTAR INSCRITA NA CONSTITUIÇÃO, PARA NÃO SER ABASTARDADA POR UM QUALQUER TRAIDOR ENQUANTO NÃO É AFASTADO DAS SUAS FUNÇÕES.
E QUE VENHAM OS CÍRCULOS UNINOMINAIS PARA PODERMOS INCENTIVAR OS NOSSOS DEPUTADOS A CUMPRIR O PORTUGUESISMO COMO DEVE SER...
PORTUGAL PARA OS PORTUGUESES!

CERTIFICAÇÃO DA AFRICANIDADE DE PORTUGAL

UM COMISSÁRIO EUROPEU ACHA QUE A GASOLINA EM PORTUGAL NÃO ANDA CARA.E COMPAROU COM OS QUE SE PRATICA NO BURKINA FASO...
CERTIFICAÇÃO DA NOSSA AFRICANIDADE OU NÃO?ATÉ JÁ TEMOS HOJE DE NOVO NA ASSEMBLEIA NACIONAL DE ESQUERDA O PAULO PEDROSO DEFENSOR DA "VIA AFRICANA", ISTO É TODOS(PS+PSD) A MAMAR DO ORÇAMENTO DO ESTADO DEPOIS DE BEM DIVIDIDO O QUE COM CADA UM FICARIA A GOVERNAR(GOVERNAR-SE...)

JOGO, PUTAS E VINHO VERDE. A ECONOMIA DE CASINO

ENTRETANTO TEMOS MAIS UM CASINO E UM RESORTE.

FELIZMENTE TEMOS CÁ O CONSTÂNCIO...

Le pire de la crise financière est peut-être encore à venir et d'autres grands noms de la finance pourraient se retrouver prochainement dans une situation, a déclaré Dominique Strauss-Kahn, directeur général du Fonds monétaire international (FMI).

O CONSTÂNCIO ESTÁ PARA AS CRISES ECONÓMICAS COMO O DUN DUN PARA OS MOSQUITOS...
PODEMOS DORMIR TODOS DESCANSADOS COMO O SÓCRATES...

ELES NÃO GOSTAM DA ANA GOMES

Declive europeo
- Un 72% de los países de la Asamblea General de la ONU votaba en sintonía con los de la UE en materia de derechos humanos los años noventa. En los últimos dos, esa cuota se ha reducido, respectivamente,

al 48% y al 55%.

- Frente a la erosión del poder de la UE, se yergue el ascenso chino. Pekín ha sido respaldada en sus posiciones por un 74% de los países el año pasado. En los años noventa no alcanzaba el 50%.

- El retroceso de EE UU ha sido contundente, con una bajada del 77% en la sesión de 1997/98 al 30%

ESTES DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS POR NOSSA CONTA E CONTRA OS NOSSOS INTERESSES TÊM UMA BOA PAGA...

DEPOIS DOS CASAMENTOS PANELEIROS EM 10 DE OUTUBRO QUAL A AGENDA DO BE?

los blanqueadores de piel y la cirugía para redondear rasgos faciales triunfan entre asiáticos y africanos - El estándar de belleza y modernidad es occidental

ORA AQUI ESTÁ!BRANQUEAR TODOS OS PORTUGUESES "DIFERENTES" QUE O BE CÁ INSTALOU VIA IDIOTAS ÚTEIS.O "TODOS DIFERENTES TODOS IGUAIS" JÁ SE VIU NÃO ESTÁ A PEGAR DONDE O BLOCO DE ESQUERDA DEVE EXIGIR EM CAMPANHAS NACIONAIS, EM ACAMPAMENTOS DOS SEUS PIONEIROS, NOS INTERVALOS DOS JOGOS SEXUAIS E ATRAVÉS DAS SUAS CÉLULAS INFILTRADAS NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO DE MASSAS QUE O GOVERNO PAGUE ATRAVÉS DO SNS O BRANQUEAMANTO DA "diferença" PARA SER TUDO IGUAL!

Tuesday, September 16, 2008

CONSEQUÊNCIAS DA AFRICANIZAÇÃO Á BLOCO DE ESQUERDA

















O ANTÓNIO COSTA FOI UM DOS MAIS ACÉRRIMOS DEFENSORES DA ENTREGA DO EX-ULTRAMAR NA ALTURA EM PARCERIA COM O SEU CAMARADA TAMBÉM DE ORIGEM INDIANA E DEPOIS PRESIDENTE DURANTE VÁRIOS ANOS DE ÉVORA, CIDADE ONDE SE REALIZOU UMAS DAS PRIMEIRAS "INICIATIVAS" DE PROPAGANDA COM AQUELE FIM.
QUANDO SE ESPERAVA QUE REGRESSASSEM AOS SEUS PAÍSES LIVRES EIS QUE A MALTA SE LIMITOU A FICAR POR CÁ, AGORA A PENSAR EM COLONIZAR ISTO COM CIDADÃOS DOS SEUS PAÍSES E DOUTROS QUE PARA ELES TANTO FAZ.SE HOUVER AQUI CHATICES ATÉ TÊM OUTRA PÁTRIA PARA ONDE PODEM IR GOZAR OS RENDIMENTOS...
O ANTÓNIO COSTA DEPOIS DE OUVIR DEMOCRATICAMENTE TODAS AS ASSOCIAÇÕES DE IMIGRANTES QUE POR AÍ ANDAM VIVINHAS COM OS SUBSÍDIOS DO ESTADO PARIU AS MAIS TRAIDORAS LEIS QUE ALGUM DIA FORAM FEITAS EM PORTUGAL, NOMEADAMENTE A DA NACIONALIDADE.
QUE É A CEREJA EM CIMA DO BOLO DA DESTRUIÇÃO DA COESÃO NACIONAL DA MAIS VELHA NAÇÃO DA EUROPA.ISTO FEITO COM O ÁMEN DE MEIO MUNDO QUE ACOBARDADO GOSTA DE SE SENTIR SERVO NO SEU PRÓPRIO PAÍS...
NÃO EMENDEM ESSA MERDA DEPRESSA E UM DIA DESTES VERÃO REEDITAR CENAS MEDIEVAIS EDIFICANTES...E DE QUE AINDA HOJE OS JUDEUS SE QUEIXAM...

TEMOS A MAIORIA DOS CIGANOS A RSI

Vers une réponse européenne pour l'intégration des Roms

A ESMAGADORA MAIORIA A VIVER DOS CONTRIBUINTES SEM CONTRAPARTIDA NENHUMA.PURO PARASITISMO.INTEGRAÇÃO?MAS ELES QUEREM SER INTEGRADOS DE CERTEZA?MANDAM OS FILHOS E EM ESPECIAL AS FILHAS Á ESCOLA?DEIXAM CASAR AS FILHAS COM OUTROS NACIONAIS?ISTO NÃO SERÁ RACISMO?AUTO GUETIZAÇÃO?
ALGUM DIA ALGUM CIGANO PRESTOU SERVIÇO MILITAR?
INTEGRAR TEM QUE COMEÇAR POR ACABAR COM A NOMADIZAÇÃO.E OBRIGAR A RAPAZIADA A DISSOLVER-SE NO RESTO DA POPULAÇÃO, NOMEADAMENTE ATRAVÉS DO CASAMENTO DAS SUAS RICAS FILHINHAS...
DEPOIS NÓS É QUE SOMOS EXTREMISTAS...

EI BE ATENÇÃO Á NOVA DESIGNAÇÃO "POR UM MUNDO SEM MUROS"...

La "directive de la honte" a été la cible principale du 3e Forum social mondial des migrations (FSMM) qui s'est conclu, dimanche 14 septembre à Madrid, par une manifestation "pour un monde sans murs", rassemblant près de 5 000 personnes dans le centre de la capitale espagnole.

http://www.lemonde.fr/europe/article/2008/09/15/la-politique-migratoire-de-l-ue-au-banc-des-accuses-a-madrid_1095299_3214.html#ens_id=1093704

ESTA RAPAZIADA TUDO FAZ PARA CORRER BRANCO DE TUDO QUANTO É SITIO NO MUNDO , A MAIOR PARTE DAS VEZES SEM BENS LEGÍTIMOS, MAS PARA ENCHER A EUROPA DE TUDO O QUE NÃO INTERESSA ...E AINDA A VIREM VIVER POR CONTA DO EUROPEU...

A CLASSE POLÍTICA PORTUGUESA DEVE TER ESTAGIADO EM MARROCOS...OU NA ARGÉLIA...

¿Será juzgado un miembro de la familia real de Marruecos?
La prensa independiente pide que se siente en el banquillo un tío de Mohamed VI que tiroteó a un policía de tráfico



http://www.elpais.com/articulo/internacional/Sera/juzgado/miembro/familia/real/Marruecos/elpepuint/20080916elpepuint_10/Tes

CÁ EM VEZ DE "INSECTO" PARA QUEM OS CHATEIA OS POLÍTICOS USAM A EXPRESSÃO "ERRO GROSSEIRO"...

INVISTAM EM ÁFRICA QUE O DIREITO É DO BOM...

pay for stolen land
Robert Mugabe and Morgan Tsvangirai, who reached a deal in talks with President Mbeki, struggled to show a united front


Zimbabwe's new unity Government clashed with Britain within hours of its creation yesterday when it demanded that the country's former colonial master should compensate the 4,000 white farmers whose land the Mugabe regime has seized for its own supporters.

The agreement to create a power-sharing government that Robert Mugabe and Morgan Tsvangirai signed in Harare described the farm seizures as irreversible and said that the British Government should “accept the responsibility to pay compensation for land acquired from former landowners for resettlement”.


"Temos muito gosto que a Unitel entre no capital do BPI".
Fernando Ulrich, "Jornal de Negócios", 15-09-2008

OS BANCOS PORTUGUESES JÁ SABEM O QUE ISSO É... MAS MAIS "INVESTIDORES" UM DIA VÃO TAMBÉM EXPERIMENTAR...

COITADINHO DO BANÚ QUE NUNCA MAIS VAI VENDER DROGA NO BAIRRO ALTO...

Dupla de brasileiros suspeita de morte de Banú


ISALTINA PADRÃO
Lisboa. A PJ tem na sua posse imagens de dois indivíduos que estarão directamente relacionados com o homicídio de Banú Marle de Melo, um jovem de 21 anos que foi baleado no Bairro Alto. Os dois homens foram vistos a fugir do local do crime, mas não existem testemunhas que os consigam identificar

Moçambicano de 21 anos morto a 22 de Maio

Dois homens, de pele clara e, ao que o DN apurou, brasileiros - um entre os 25 e os 30 anos, com cerca de 1,75/ /1,80 m de altura, cabelo preto e barba aparada; e outro entre os 22 e os 26 anos, com cerca de 1,70 m de altura e cabelo escuro. São assim os dois indivíduos que a Polícia Judiciária (PJ) procura por suspeitar estarem directamente envolvidos no homicídio de Banú Mica Marle de Melo, um jovem de 21 anos que, na madrugada de 22 de Maio, foi baleado na Rua do Diário de Notícias, ao Bairro Alto, em Lisboa.

À altura dos factos, o suspeito mais velho "vestia um casaco escuro, possivelmente, castanho", e o outro usava um "blusão branco, possivelmente com finas riscas azuis". Isto mesmo é o que se pode ver nas imagens, em cima, captadas por câmaras de vigilância instaladas no bairro.

"Estes indivíduos foram vistos no local onde ocorreu o crime, de onde, segundo testemunhas que estavam de passagem, foram vistos a fugir em direcção à Travessa da Cara, onde as câmaras de videovigilância captaram estas imagens", explicou fonte da PJ, que desde a data do homicídio procura o suspeito e o cúmplice responsáveis pela morte de Banú. Isto em colaboração com a Divisão de Investigação Criminal (DIC) da PSP.

"As autoridades já bateram o Bairro Alto todo, falaram com comerciantes, clientes habituais, moradores e PSP, mas ninguém conhece estes indivíduos que, ao que tudo aponta, terão sido intervenientes directos nos factos ocorridos", disse a mesma fonte, adiantando que estaremos perante dois sujeitos que não serão frequentadores habituais do Bairro Alto. Caso contrário, seriam reconhecidos.

Para já, e segundo a mesma fonte, o que a judiciária tem "são fragmentos de histórias. Relatos de pessoas que, ao passarem, viram isto ou aquilo. Ao certo, só temos estas imagens de dois indivíduos que foram vistos no local do crime e a fugir dele, o que os transforma em suspeitos".

A vítima, de origem moçambicana e residente no Casal de São Brás, no concelho da Amadora, foi atingida no abdómen, tendo ainda sido assistida pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e transportada para o Hospital de São José, onde acabaria por morrer algumas horas após ter sido baleada.

Segundo o DN apurou aquando da ocorrência, Banú constava dos ficheiro da PJ como um dos elementos associados ao tráfico de estupefacientes no Bairro Alto. Os investigadores chegaram até a acreditar que o motivo do crime estaria relacionado com "um ajuste de contas referente a marcação de território".

Algo que a judiciária considera agora pouco provável. "Isto tem contornos mais complexos. Caso contrário, já teríamos apanhado os autores do crime", concluiu a fonte da PJ.

SE ENCONTRAREM OS 2 BRASILEIROS O MELHOR É CONTRATÁ-LOS COMO "ANIMADORES CULTURAIS" DO SEF, PARA CASOS DIFÍCEIS...