Thursday, January 31, 2008

CÁ , SE ISTO FOSSE APLICADO SERIAM TODOS EXPULSOS...

O deputado conservador Derek Conway foi expulso do partido após ter vindo à luz que pagou 50 000 libras ao seu filho mais novo por trabalhos que não fez.

O ‘Daily Mail’ noticiou que Conway pagou, usando dinheiros públicos, salários chorudos não a um mas aos seus dois filhos por trabalhos que não efectuaram. Uma comissão parlamentar vai investigar o caso. Extretanto foi expulso do partido.

A MALTA ATÉ O PIRIQUITO DEVE COLOCAR NA FOLHA DE PAGAMENTOS DO ESTADO DIRECTAMENTE OU ATRAVÉS DUMA DAQUELAS MARAVILHOSAS EMPRESAS QUE PAGAM MUITO BEM.
COM ESTA "ÉTICA" INGLESA SERIA O "DESERTO"....

AS FERRAMENTAS DE TRABALHO DA KOVA DA MOURA

Tiros na Cova da Moura

A polícia continua as investigações na Cova da Moura
As autoridades policiais estão a investigar se existe relação entre um indivíduo detido anteontem à noite na Cova da Moura, na posse de uma arma de fogo ilegal, e um outro encontrado, já na madrugada de ontem, ferido a tiro numa perna.

COM ESTE MARAVILHOSO CÓDIGO PENAL, COM A MARAVILHOSA LEI DA NACIONALIDADE E IMIGRAÇÃO, COM O JÁ PROMETIDO SUBSÍDIO PARA "MÃES SOLTEIRAS" SEM LIGAÇÕES AO MUNDO DO TRABALHO VAI CERTAMENTE ACELERAR A NATALIDADE NESTE E NOUTROS BAIRROS QUE SÓ EXISTEM PARA NOS ENRIQUECER, MANTER A POLICIA TREINADA, CHATEAR OS JUÍZES E GUARDAS PRISIONAIS.
MAS EXPULSÕES, CONTROLO DAS DROGAS NOS AEROPORTOS, RETIRAR NACIONALIDADE A QUEM A ENVERGONHA , ISSO É XENOFOBIA.ACHO BEM QUE O NORTE RECLAME, NÃO SE DEIXE EXPLORAR PARA MANTER ESTAS RESERVAS DE "COITADINHOS" QUE NOS ESCOLHERAM.

Wednesday, January 30, 2008

O AVANTE DIZ O MESMO...

Quando a União Soviética de desintegrou, foi para nós como se o sol deixasse de sair, a Revolução Cubana recebeu um forte golpe; o Produto Interno Bruto começou a cair progressivamente", contou a Lula o presidente cubano

SEGUNDO MATEUS(2)

A precursora do Partido Socialista não tinha qualquer passado histórico.Nascera
na década de 60 um pouco como quem regista uma patente por iniciativa de um grupo
de conspiradores de «operacionais» na sua maioria ligados à Maçonaria,e de alguns
teóricos influenciados pelo PCP,como foi o caso de Salgado Zenha e do próprio VitorinoMagalhães Godinho.

PARECE QUE AFINAL O SOCIALISMO NUNCA FOI METIDO NA GAVETA PORQUE NUNCA EXISTIU...

SEGUNDO MATEUS(1)

A ASP se propunha
mesmo lutar pelo «verdadeiro» socialismo democráticoou se,à semelhançado que
depreciativamente denominávamos «social-democracia» a,ASP não passaria de uma
mera organização «neo-marcelista» 1.Esta era a linguagem utilizada pelos grupos políticos da emigração,
em quepredominavam jovens da extrema-esquerda que se viram
forçados a abandonar uma confortável classe média no nosso país para «lavar pratos»
por essa Europa fora.

CLARO QUE TODOS, COMO MATEUS, COM UM APURADO SENTIMENTO DE "INJUSTIÇA" DA GUERRA COLONIAL, QUE OS QUE A FIZERAM CHAMAVAM DE "COBARDIA"...

SEGUNDO MATEUS

E para além da ausência de regras que permitam, pela via individual, o acesso do cidadão
à actividade política, não existem regras idóneas de financiamento dos partidos
, nem de transparência para os políticos.Um pouco à semelhança dos «pilares morais»
do regime, a Maçonaria e a Opus Dei, tudo se decide às escondidas, como se o direito
dos cidadãos à informação completa e rigorosa de como são financiadas as suas instituições
e dos rendimentos dos seus govemantes e dos seus magistrados fosse algo
suspeito, algo subversivo.

E AINDA NÃO PRESCREVEU NADA?

Empreiteiro foi beneficiado
Tribunal decide negócios de Judas

Judas sempre negou ter favorecido intencionalmente Américo Santos
Catorze anos após José Luís Judas, então presidente da Câmara de Cascais, ter permutado terrenos com o empreiteiro Américo Santo – num caso conhecido como o protocolo Tainhas/Marianas e que, segundo a PJ e as Finanças, lesou a Câmara em cerca de 12,5 milhões (2,5 milhões de contos à data do negócio) –, a juíza de instrução criminal da mesma localidade vai decidir se o processo segue ou não para julgamento.

O FARDO QUE AS PESSOAS TÊM QUE SUPORTAR.14 ANOS A AGUARDAR A LIMPEZA DO SEU BOM NOME.MAIS UM COMO A UGT, POR ACASO EX-CGTP...

Tuesday, January 29, 2008

O CHAVEZ AINDA ACABA COMO O NORIEGA

Numa prisão americana por promover a exportação de coca dos seus amigos das FARC...
Tudo o que vier da américa latina deve ser espiolhado ao mais ínfimo pormenor.Tem grande probabilidade de ser contrabando de droga, como já ficou demonstrado.
Por outro lado as "mulas" da droga devem , como faz a Holanda, ser logo que "descarreguem" a carga nos intestinos, ser devolvidas à procedência só com a inibição de cá tornarem a vir.Chega pois que fica caríssimo alimentar tanta gente e ainda por cima podem tentar as almas caridosas a deixá-los cá ficar...

VENEZUELA PAÍS EXPORTADOR DE COCAINA

Walter Alexander del Nogal Marquez, un riche homme d'affaires de Caracas connu sous le nom d'Alex del Nogal, réputé proche du pouvoir vénézuélien, attend au centre de rétention pour étrangers de Trapani, en Sicile, d'être expulsé vers Caracas. A moins que le tribunal de Palerme ne décide de le renvoyer en prison, d'où il a été libéré début janvier à la suite d'un "problème de procédure". Recherché depuis des années par la police italienne pour trafic de drogue, il avait été arrêté le 14 septembre 2007 à l'aéroport de Milan.



Cet entrepreneur de 40 ans a aussitôt rejoint Palerme et le banc des accusés d'un procès où comparaissaient huit hommes, dont son frère Richard del Nogal. Ce dernier a été condamné, vendredi 25 janvier, à 15 ans de prison pour avoir tenté en 2001 d'importer 1 400 kilos de cocaïne du Venezuela. Quatre complices ont écopé de 1 à 13 ans de prison. C'est ce jugement qui pourrait changer le sort d'Alex del Nogal, l'enquête ayant démontré qu'il était l'instigateur de l'opération.

ACABEM COM A INFORMALIDADE NAS MULHERES DA "LIMPEZA" DOMÉSTICA

O ataque à informalidade

É QUE A MAIOR PARTE DELAS TRABALHA INFORMALMENTE E POR ISSO RECEBE DE DOIS CARRINHOS.DOS SEUS PATRÕES E DO ESTADO.

O COMISSÁRIO ANDA ENGANADO

Portugal sem “nenhuma reacção xenófoba séria”


O alto comissário para a Imigração e Diálogo Intercultural, Rui Marques, disse hoje que Portugal não registou “nenhuma reacção xenófoba séria” desde o especial incremento da imigração, nos anos 90.

ASSIM COMO O GOVERNO PASSA DO 8 PARA O 80 EM DIVERSAS MATÉRIAS, COMO POR EXEMPLO COBRANÇA DE IMPOSTOS, PROFESSORES,DROGA/FUMADORES, TAMBÉM O ZÉ POVINHO ESTÁ A ACUMULAR E A ENCHER O SEU SACO, COMO DIZEM OS BRASILEIROS.O QUE É DEMAIS CHEIRA MAL.A POLITICA DE IMIGRAÇÃO É A DO BLOCO DE ESQUERDA QUE A CONTINUAR SÓ NOS VAI AFUNDAR E MAIS TARDE OU MAIS CEDO FAZER APARECER NOS CABEÇALHOS DOS JORNAIS MUNDIAIS COMO AGORA ACONTECE NO QUÉNIA.
É QUE ANDAM A ABUSAR DA SORTE, A DISTRIBUIR DEMASIADOS PACOTES DE MANTEIGA, À ÚLTIMO TANGO EM PARIS.MAS CUIDADO QUE DEPOIS AINDA UM DIA IRÃO TER QUE FAZER MAIS UMAS CERIMÓNIAS DE PEDIDO DE DESCULPAS.
A RESPONSABILIDADE PRINCIPAL É DA ESQUERDA, EMBORA COM A DIREITA A QUERER NÃO FICAR COM O RÓTULO DE XENÓFOBA.E A INCLUIR O CASO DOS "NETOS" NA LEI DA NACIONALIDADE.
SÓ UMA ESQUIZOFRENIA MILITANTE PODERIA TER LEVADO ESTE PODER POLITICO A FAZER UMAS LEIS COMO FEZ E CUJOS RESULTADOS COMEÇAM A APARECER.E COM TENDÊNCIA PARA SE AGRAVAR, CLARO.MAS DEVEM PRECISAR DE ÓCULOS POIS COMO O COMISSÁRIO DIZ, ISTO É TUDO UM PARAÍSO.NÃO É...
A POLITICA DE IMIGRAÇÃO E NACIONALIDADE SÓ CONTRIBUÍRAM PARA AGRAVAR O DESEMPENHO DO PAÍS, QUE CADA VEZ FICA MAIS POBRE, POIS IMPORTAR A MISÉRIA ALHEIA PARA NÓS CONTRIBUINTES SUSTENTARMOS NÃO TEM RACIONALIDADE NENHUMA , A NÃO SER A POLITICA DE TERRA QUEIMADA PARA FAZEREM DEPOIS UMA COISA QUALQUER QUE NÃO PORTUGAL.
CENTENAS DE MILHAR DE PORTUGUESES SEM TRABALHO, A TER QUE SAIR DO PAÍS PARA TRABALHAREM NA EUROPA COMO AFRICANOS BRANCOS E DEPOIS TERMOS CÁ LARGAS DEZENAS DE MILHAR DE AFRICANOS SÓ A DAREM DESPESA E CHATICE?E LOGO NACIONALIZADOS PARA SEREM "PORTUGUESES" COM OS DIREITOS DIVINOS GARANTIDOS PARA TODO O SEMPRE?ESTÃO A BRINCAR AOS GOVERNOS DE CERTEZA...

AO QUE LEVAM AS "GARANTIAS TOTAIS" DO COSTA

Assalto a instituição social na Esgueira, Aveiro
PSP recuperou cofre após troca de tiros com assaltantes


A PJ/Porto está a investigar um assalto ocorrido ontem em Ribeirão, Vila Nova de Famalicão, na ourivesaria Riviera, alegadamente feito por cinco homens armados que agrediram o proprietário,

Homens armados assaltam bomba de combustível
Uma bomba de combustível foi assaltada sábado à noite nas Caldas da Rainha por dois homens armados, informou ontem a PSP de Leiria.


SE ISTO SE PASSA EM MAIS QUALQUER PAÍS EUROPEU VOU ALI E JÁ VENHO.COM ESTE AMBIENTE DE SEGURANÇA, COM A IMPUNIDADE VIGENTE QUEM SE ATREVER A INVESTIR EM PROPRIEDADES ISOLADAS É LOUCO.

Monday, January 28, 2008

OS EUNUCOS QUE NOS TÊM GOVERNADO SÃO OS CULPADOS

GangGang espalhou o pânico na Linha de Sintra
2007/10/01 | 18:24Marta Belchior
«Mais de 30 vândalos» apedrejaram carruagens e ameaçaram revisor


«Mais de 30 vândalos» invadiram domingo, por volta das 7:10 da manhã, o comboio da Linha de Sintra, informou ao PortugalDiário fonte policial. Os arruaceiros foram apanhados sem bilhete e apedrejaram carruagens enquanto fugiam. O revisor de serviço foi ameaçado com uma faca, que lhe foi apontada ao peito, e o pânico instalou-se na estação da Amadora, adianta o Correio da Manhã (CM).

O primeiro comboio parte de Lisboa às 6:00, e neste domingo levava um grupo da zona de Rio de Mouro, escreve o CM. «Passaram a viagem a cantar e a provocar distúrbios, incomodando toda a gente», confirmou fonte policial.

Quando o comboio parou na estação da Amadora e entrou um grupo de revisores, era vê-los a «tentar sair à pressa, com insultos e empurrões pelo meio. E os dois agentes da PSP presentes na carruagem foram impotentes para suster a força de 30 homens em fuga», referiu a mesma fonte.

Assim que conseguiram escapar, os membros do bando começaram a apedrejar a carruagem com pedras que apanhavam na linha dos comboios e instalaram o «pânico» entre as dezenas de passageiros presentes no comboio.

Bandos deste tamanho «infelizmente, estão dentro da média aos fins-de-semana», lamentou um polícia. «Mas já não se assistia ali a esta violência há algum tempo. As pessoas dentro do comboio tiveram de se baixar para fugir às pedras», sublinhou.

O comboio seguiu viagem, mas enquanto alguns elementos do bando se foram embora a pé, outros ficaram à espera do «comboio seguinte», apesar de terem a PSP do Monte Abraão já à sua espera.

Cenas de violência repetiram-se

As cenas de violência repetiram-se e desta vez também os polícias foram atingidos com pedras. Houve ainda um revisor dos Comboios de Portugal (CP) que «mal se aproximou de um dos elementos, foi logo afastado pela lâmina de uma navalha encostada ao peito», contou uma das testemunhas, lê-se no CM.

O grupo só dispersou quando um agente deu dois tiros para o ar.

Aumento da criminalidade «é falso»

Contactada pelo PortugalDiário, a porta-voz do comando metropolitano de Lisboa da PSP, a sub-comissária Paula Monteiro, desmentiu a informação avançada no Correio da Manhã de que a criminalidade se tem vindo a acentuar na Linha de Sintra. «É falso», afirmou Paula Monteiro.

«De acordo com os nossos dados, entre Janeiro e Agosto de 2006 registaram-se 164 crimes. No mesmo período de 2007, registaram-se 143 crimes. Isto significa que a criminalidade da Linha de Sintra diminuiu 13 por cento», avançou a sub-comissária ao PDiário.

Do incidente, «resultou uma detenção», informou. «O detido foi notificado para comparecer ao Tribunal de Pequena Instância Criminal», segundo fonte policial, mas acabou libertado, escreve o CM.

Como combater criminalidade na Linha de Sintra?

O presidente da distrital de Lisboa da Associação Sócio-profissional da PSP, Nélson Brito, adiantou que «quem se dedica a estes furtos, quer a actuar em grupo, quer sozinhos, são jovens entre os 12 anos e os 18», avança a Lusa.

Para combater a criminalidade na linha de Sintra, Nelson Brito defende: «Ou se duplica o efectivo da esquadra, ou então, com o sacrifício dos elementos, que se aplique o sistema de remunerados».

O sindicalista aponta os remunerados como uma forma de «diminuir em 80 por cento a criminalidade na Linha de Sintra».

«Se existissem remunerados nas estações do Cacém, Reboleira, Entrecampos e Damaia, os revisores actuavam de outra maneira, por saberem que tinham apoio nestas estações, e nós, pessoal que está ao serviço, sabíamos que estavam lá colegas e se fosse preciso alguma coisa comunicávamos entre nós», sublinhou.

Para o agente, aliar este sistema a um melhoramento dos meios, fardas mais adequadas, computadores novos na esquadra e melhores sistemas de telecomunicações, permitiria um melhor desempenho da polícia e consequente diminuição da criminalidade na linha de Sintra.

ISTO SÓ SE RESOLVE DANDO CARTA BRANCA AOS POLICIAS, ARMAS E FARDAS DE COMBATE.E NA RETAGUARDA OS OUTROS SERVIÇOS DO ESTADO A DESPACHAR PARA AS ORIGENS OS CRIMINOSOS E DESORDEIROS, RETIRANDO-LHES A NACIONALIDADE INDEVIDAMENTE DADA E QUE SÓ NOS ENVERGONHA.
PS
E ACABAREM COM O MAIS INÚTIL DOS SERVIÇOS DO ESTADO: OS DO COMISSÁRIO!

UMA MULHER DAS ARÁBIAS COM BURCA ESPECIAL

ISTO É COMO NO FUTEBOL QUEM NÃO MARCA SOFRE.DILATAR A FÉ LÁ FORA ERA MAU.AGORA DILATAM OUTROS CÁ DENTRO...

2008-01-28 - 00:30:00

Terrorismo: Líderes moderados preocupados
Radicais em Portugal

A Mesquita Central de Lisboa está aberta a todos os crentes islâmicos, mas existe uma forte presença das facções mais ortodoxas
Mais de uma dezena de elementos do movimento radical político-religioso Jamate Islami, de raiz paquistanesa, estão radicados em Portugal e a sua presença tem sido motivo de preocupação de alguns responsáveis islâmicos moderados. Parte destas preocupações prendem-se justamente com a questão religiosa: “Os responsáveis da Jamate Islami, com frequência, falam uma coisa e fazem outra, usando o Islão em seu proveito pessoal e em proveito das suas ideias radicais”, disse ao CM o líder de uma comunidade islâmica.

A sua presença é tanto mais preocupante quanto há indícios de que, desde 2003, a Comunidade Islâmica de Lisboa (CIL) é dominada por facções mais ortodoxas e ‘obscuras’ e o nosso país é referenciado no mundo da Jihad como um local de refúgio – embora não seja encarado como alvo, o que leva os responsáveis da segurança portuguesa a admitir que um atentado terrorista islâmico em Portugal é “difícil de acontecer”.

Embora o movimento Tabliq Jamat seja considerado pelos responsáveis da CIL como uma organização não radical, presente no nosso país desde 1979 e com objectivos puramente de pregação e de reavivamento da fé, nos encontros organizados por estes pregadores de vida austera, que dormem no chão, muitas vezes nas próprias mesquitas, acorrem elementos de várias facções, das moderadas às mais radicais.

Não falta quem considere os Tabliq Jamat, em Portugal alegadamente liderados por Ismael Lunnat, como uma facção radical ligada à al-Qaeda que, através das revistas publicadas pela Mesquita do Laranjeiro, equipara o cinema e o teatro infantil à pornografia. Também a Comunidade Educativa de Palmela, sob a responsabilidade do xeque Ismael, é uma organização considerada como ligada aos Tabliq.

Segundo uma fonte próxima aos meios islâmicos, as facções mais radicais têm, nos últimos anos, aberto pequenas mesquitas, só conhecidas por alguns, sob a fachada de vários estabelecimentos comerciais ou de apartamentos, nomeadamente, em Aveiro, Viseu, Porto e Algarve, para além da área da Grande Lisboa.

LIGAÇÕES TERRORISTAS

Um dos fundadores do extinto instituto Ibn Qassi (pró-xiita), Fatima Sabah, afirma sobre as detenções de Barcelona na última semana: “Mais uma vez terroristas presos na Europa, como no 11 de Março, de uma ou outra maneira, estão ligados a Portugal. É pela primeira vez referida oficialmente a realização de encontros de uma organização classificada de terrorista, os Tabliq, que se movimenta tranquilamente na Comunidade Islâmica de Lisboa (CIL). Não é a primeira vez que se fala em Portugal nos Tabliq Jamat e em Ismael Lunnat. Por cá são um grupo de solidariedade social. Afinal parece que as secretas europeias é que têm razão. Começa a despontar o medo de Portugal deixar de ser apenas um santuário e local de passagem para operacionais”.

Recorde-se que o sunita Ismael Lunnat integra a direcção da CIL e é referenciado como o verdadeiro ‘homem forte’ da Mesquita, dando livre curso aos militantes do movimento a que pertence.

ABERTA A TODOS OS CRENTES

“A Mesquita Central de Lisboa não sofre qualquer influência de nenhum movimento ideológico do Islão. Está aberta a todos os crentes”. Quem o garante é o sheik Munir, o imã (líder religioso) do principal lugar de culto muçulmano da capital portuguesa.

O clérigo islâmico reconhece que, no entanto, há elementos do movimento Tablig Jamat que frequentam a mesquita, “tal como outras pessoas” não ligadas a este grupo.

“O movimento também faz reuniões na mesquita, como noutras no País, seja em Odivelas ou no Laranjeiro”, frisa Munir, acrescentando: “Basta em qualquer lado haver pessoas que se queiram reunir em nome da fé e um local de culto”. O movimento está referenciado em Portugal desde 1979 e tem despertado as atenções das autoridades.

APONTAMENTOS

POLÉMICA

O ‘assalto’ das facções mais conservadoras à mesquita central de Lisboa começou em 2003, num polémico processo eleitoral que levou o banqueiro Abdool Vakil à sua presidência.

VITALÍCIO

Após a alteração dos estatutos, Abdool Vakil tornou-se presidente vitalício da MCL, tendo, na sombra a figura de Ismael Lunnat, tido como membro do movimento Tabliq Jamat.

LISBOA

Fontes próximas das investigações assinalam que já nos atentados em Madrid havia uma pista que indicava a passagem dos terroristas por Lisboa dias antes dos ataques.

LARANJEIRO

A Mesquita do Laranjeiro é tida como dominada pelas facções radicais islâmicas, defendendo o cinema e teatro infantil como pornográficos e a violência sobre as mulheres.

POR ACASO NÃO HAVERÁ NADA DE QUE PEDIR DESCULPA AOS ISLÂMICOS?COMEÇO A VER QUE NÃO SE PODE DISCRIMINAR NINGUÉM.
ESTAS COMUNIDADES SÓ SÃO MAIS VALIAS PARA OS PORTUGUESES.QUE SÃO FORÇADOS A POUPAR EM VEZ DE ANDAREM POR AÍ NA PÂNDEGA E NA FARRA.E QUANDO A MALTA SE DESLOCAR HÁ QUE ESPREITAR POR CIMA DO OMBRO PARA TRÁS.MAS ESTAMOS MAIS RICOS.VÊ-SE NITIDAMENTE.

PS
EM TEMPOS CONSULTEI A LISTA DOS DEVEDORES DO FISCO E O MAIOR DELES ERA POR ACASO UM NOME BEM ISLÂMICO...COINCIDÊNCIAS...

O SR CARVINHO FILHO DEVE TRATAR JÁ DE MANDAR CONSTRUIR UM CAMPO DE FUTEBOL NO SARA, COISA QUE CERTAMENTE SERÁ TIDA COMO ATENUANTE PARA OS CERTAMENTE MAUS COMPORTAMENTOS QUE ESTES JUÍZES DE FORA NOS VÃO ANOTANDO NO NOSSO CADRASTRO CRIMINAL...

ASSIM O COMISSÁRIO GOSTA

2008-01-28 - 10:37:00

Suspeita de ajuste de contas
Rio de Mouro: Detido suspeito da morte de dois jovens
Um jovem, entre os 17 e 18 anos, foi detido na manhã desta segundfa-feira, na sua residência, suspeito de ser o autor dos disparos que vitimaram dois jovens, ontem à noite, perto da estação da CP de Rio de Mouro, Sintra.

O "JOVEM" INTEGRAVA UM "GRUPO"?OLHEM QUE A MALTA SÓ OUVE FALAR É DE "GANGUES".MAS COM ESTA IDADE E DEPOIS DE TODA UMA VIDA PASSADA NA "ESCOLA", AINDA COM A MATÉRIA "FRESCA" JÁ AOS TIROS E LOGO COM 2 MORTOS?SÓ PODEM SER AS INFLUÊNCIAS MALÉFICAS DO QUÉNIA... A NÃO SER QUE TENHA HAVIDO DESENTENDIMENTOS NOS NEGÓCIOS DA DROGA OU DOS ASSALTOS... MAS NÃO ACREDITO QUE ESTA JUVENTUDE AFRICANA COM TÃO BONS PADRINHOS TENHA ENVEREDADO POR TÃO MAUS CAMINHOS.É CERTAMENTE MAIS UMA VÍTIMA.COMO VÍTIMA A SOCIEDADE DEVE SER RESPONSABILIZADA.

Sunday, January 27, 2008

SÍFILIS MAIS UMA RIQUEZA, TIPO BÓNUS,DA IMIGRAÇÃO ENRIQUECEDORA

PELOS VISTOS A DOENÇA PRATICAMENTE EXTINTA NA EUROPA ESTÁ AÍ DE NOVO E EM FORÇA.SÍFILIS, SIDA TUDO ACRÉSCIMOS BEM VINDOS AO SNS.CLARO QUE DEPOIS NO INTERIOR QUALQUER COISINHA TEM QUE SER FECHADA...

PS

MAS NÓS FAZEMOS O BEM SEM OLHAR A QUEM, NADA DE CONFUSÕES.AQUI EM PORTUGAL TUDO É VÍTIMA.MESMO OS TRAFICANTES DE DROGA, OS MULAS, AS PROSTITUTAS, OS GAYS, TUDO É VÍTIMA.OS MAUS ESSES SÃO OS QUE TÊM QUE PAGAR OS IMPOSTOS PARA RESSARCIR AS VÍTIMAS...

EM VÉSPERAS DE QREN É VÊM COM ESTAS CHATICES?

2008-01-26 - 00:30:00

Maria José Morgado sobre corrupção
Há mensagens de impunidade

Maria José Morgado
Maria José Morgado defendeu anteontem à noite, num debate promovido pela SEDES – Associação para o Desenvolvimento Económico e Social – que “sem condenações (por corrupção) o sistema não funciona”.

AMOR AO SERVIÇO PÚBLICO É QUE MAIS EXISTE EM PORTUGAL.NINGUÉM DESISTE.TODOS RESISTEM A DEIXAR DE SERVIR O POVO, PARA FELICIDADE E PROSPERIDADE DESTE COMO SE DEMONSTRA FACILMENTE.

E COMO ACEDER AOS "OFF-SHORES"?

2008-01-26 - 00:30:00

Estado: Acusa Marinho Pinto
Há corrupção sem castigo

Marinho diz que há criminosos impunes no Estado
O bastonário da Ordem dos Advogados diz que “há crimes sem castigo na hierarquia do Estado” e defende uma “investigação político--parlamentar às fortunas de alguns políticos”. O procurador-geral da República já determinou a abertura de um inquérito às declarações do advogado, coordenado por Cândida Almeida, e o CDS-PP vai chamá-lo ao Parlamento.


Marinho Pinto lançou a acusação em entrevista à Antena 1 mas recusou-se a avançar com nomes, situação que causou várias reacções de indignação contra a “generalização da suspeição”. Questionado pelo CM, o advogado de Coimbra explicou que estão em causa “situações que toda a gente vê”, dando como exemplo os casos de “membros do Governo que fazem negócios com empresas privadas e depois quando saem vão para administradores dessas empresas”. “Esbanja-se milhões de euros em pagamentos de serviços cuja utilidade é duvidosa e depois não há dinheiro para necessidades básicas”, acrescentou o advogado, dizendo que não é magistrado nem investigador e que não faz denúncias criminais, apesar de ter sido desafiado pelo ex-bastonário Rogério Alves e por Vitalino Canas, porta- -voz do PS.

Marinho Pinto disse não ter provas mas apenas indícios, baseando-se em “situações públicas e notórias”: “Há uma criminalidade em Portugal, da mais nociva para o Estado e para a sociedade, que anda aí impunemente. Muitos exibem os benefícios e os lucros dessa criminalidade e não há formas de lhes tocar. Alguns até ocupam cargos relevantes no Estado Português.”

NÃO ENRIQUECERAM:SAIU-LHES O EUROMILHÕES

2008-01-27 - 00:30:00

Trânsito: Aumenta número de condutores sem carta
Ilegais ao volante


1335 condutores foram detidos sem carta na região em 2007
Os dois condutores das viaturas ligeiras que, em 7 de Novembro, embateram lateralmente, na Patã, causando a morte de um casal de namorados, de 18 e 17 anos, ocupantes de uma das viaturas, não tinham habilitação legal para conduzir.

A IMPUNIDADE INSTALADA PELO PRÓPRIO ESTADO

NÃO TIVERAM RECEIO DA MEGAOPERAÇÃO

2008-01-27 - 00:30:00

Lisboa: Trio faz assalto violento ao início da manhã
Balearam a cozinheira

Os indivíduos entraram por uma porta lateral – a única que estaria aberta – destinada aos funcionários do Bar Belém Café (BBC)
O BBC (Bar Belém Café), em Lisboa, foi assaltado na manhã de ontem por três indivíduos que, encapuzados e armados, balearam uma das funcionárias do estabelecimento.

COMO SE SABE ISTO SÃO CASOS ISOLADÍSSIMOS...

OBAMA GANHOU.E SE TIVESSE PARTICIPADO COMO CANDIDATO UM DAQUELES DEMOCRATAS DO QUÉNIA TERIA GANHO?

TENHO A CERTEZA QUE OS ELEITORES PREFERIRIAM UMA RAÇA "PURA" A MESTIÇAGENS IMPURAS.A DERROTA DO MUNDO OCIDENTAL É ISSO MESMO.O CAMPO DE BATALHA ESTÁ EM CASA...

"IDENTIFICADAS" 82 PESSOAS EM SITUAÇÃO ILEGAL NO NOSSO PAÍS

Para o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis), responsável pela megaoperação, o saldo foi muito "positivo": 312 pessoas identificadas - 230 por tráfico de droga, roubo ou furto e 82 por situação ilegal no nosso país - e 71 detenções

ORA AQUI ESTÁ A ORIGEM DE TODOS OS MALES ."IDENTIFICADOS" E "DEIXADOS POR AÍ".COMO FICOU DEMONSTRADO PELOS MARROQUINOS DO DESEMBARQUE CLANDESTINO TEMOS UM GOVERNO EXEMPLAR QUE ANDOU A PASSEAR OS ILEGAIS POR TODO O PAÍS.DO ALGARVE PARA O PORTO, DESTE PARA LISBOA...PORQUE NÃO EXISTE DE FACTO MAIS NENHUM LOCAL PARA "RETER" ILEGAIS.FAZER DESPESA INÚTIL É COM ESTES TIPOS ADEPTOS DAS NOVAS OPORTUNIDADES.OS 82 ILEGAIS BEM PODEM SER OS TAIS QUE QUEREM REBENTAR QUALQUER COISA.POR MIM DEVEM ESCOLHER OS QUE MAIS OFENDEM O ALCORÃO E ESSES ESTÃO NA ZONA DE S.BENTO. OS TERRORISTAS QUE REPAREM QUE POR LÁ EXISTEM MUITOS ADEPTOS DA SODOMIA, DO ABORTO, DO ANTI-CLERICALISMO.JÁ SABEM UM BOM ALVO...

Saturday, January 26, 2008

OBAMA MULATO É PRETO

MEIO BRANCO E MEIO PRETO TODA A GENTE GOSTA MAIS DA SUA PARTE PRETA. NESTES TEMPOS MODERNOS TEMOS QUE SER CONTRA O QUE SEMPRE TEVE MAIS FORÇA E ACEITAÇÃO: A PARTE BRANCA.

QUEM "TEM" É POTENCIAL VÍTIMA

Celorico: Vítima está internada em estado muito grave
Ladrões dão tiro na cara de ourives
Os assaltantes incendiaram os carros durante a fuga
Um ourives foi assaltado ontem à mão armada no cruzamento de Minhocal, Celorico da Beira, e ferido com gravidade. António Nunes, 43 anos, regressava de carro do Mercado de Trancoso quando foi travado por duas viaturas, onde seguiam os ladrões, que fugiram com as malas da vítima cheias de ouro. Os carros foram depois abandonados e queimados.

É VÍTIMA DO ESTADO QUE SEM PALAVRA ROUBA, COMO AGORA, NOS CERTIFICADOS DE AFORRO,ROUBAM OS BANCOS NAS CONTAS POUPANÇA CONDOMÍNIO, QUE O ESTADO OBRIGOU A CONSTITUIR MAS QUE NÃO SÃO REMUNERADAS AOS PREÇOS DE MERCADO, É VÍTIMA QUALQUER FUNCIONÁRIO QUE DEIXOU DE TER A SEGURANÇA QUE TEVE NOUTROS TEMPOS, SÃO VÍTIMAS OS PAGADORES DE IMPOSTOS ESBANJADOS E ARBITRARIAMENTE DISTRIBUÍDOS AO SABOR DAS MAIS DESVAIRADAS TEORIAS DE QUALQUER EXECUTANTE SURGIDO NA POLÍTICA AO ABRIGO DAS NOVAS OPORTUNIDADES OU SUCESSÃO FAMILIAR,SÃO VÍTIMAS AS PESSOAS DO INTERIOR E DO NORTE,SÃO VÍTIMAS AS PESSOAS QUE TENHAM OURO.
O ESTADO COM MAIS POTENCIAL REPRESSIVO DO QUE NO TEMPO DO MORTO, QUE NÃO PARAM DE INVEJAR E DESASSOSSEGAR, ESTÁ PARALISADO PORQUE FORAM FEITAS LEIS QUE PARA PROTEGER OS LADRÕES DE CANETA, ACABAM POR PROTEGER OS DE CANOS SERRADOS...
PORTUGAL É UM PAÍS DOENTE E A SAQUE, Á BEIRA DO ABISMO

Friday, January 25, 2008

DE CERTEZA? CHEIRA-ME QUE ANDAM COM O TRABALHO ATRASADO VÁRIOS DECÉNIOS...

O director regional do SEF do Algarve, José Van der Kellen, confirmou esta tarde a investigação, lembrando que uma das funções daquele órgão “é saber o que é que os cidadãos de países terceiros estão a fazer em território nacional”.

REPAREM QUE OS NOSSOS DISTINTOS GOVERNANTES REAGEM DEPRESSA AO QUE VEM DE FORA MAS QUANDO NÓS CÁ DENTRO FALAMOS É PARA AS PAREDES...

ADVISE TO THE SERVIANS

SEND DESARMED POPULATION TO KOSOVO UP TO AQUIRE A MAJORITY.AS IN OTHER EU COUNTRIES ALL WORLD PEOPLE AQUIRE RIGHTS WHEN INSIDE PLAN THE SAME THING TO KOSOVO.THEN ASK FOR ELECTIONS.NATO WILL PROVIDE SECURITY...

Thursday, January 24, 2008

DÍVIDA PÚBLICA

Se tivesse que ser paga de imediato, cada português seria chamado a entregar quase 11 mil euros, mas a maior parte da dívida (Obrigações do Tesouro) tem um prazo de pagamento dilatado. No curto prazo, menos de um ano, o valor ronda os 12,5 mil milhões.
A DÍVIDA PÚBLICA É GRANDE... E ENTÃO 11.000 EUROZINHOS A CADA PORTUGA...
SERÁ QUE O COMISSÁRIO AO NACIONALIZAR TANTA MALTA NOS ESTÁ A DAR A CHANCE DE PAGARMOS MENOS?SERÁ?OU NÃO SERÁ?SE ALGUÉM ME CONSEGUIR ESCLARECER... MAS NÃO PODE SER...ENTÃO EM BAIRRO SOCIAL, COM RSI E QUERIAM "SACAR" A ESTES POBRES PORTUGUESES(NOVOS) LOGO 11000? A VIDA ANDA DIFÍCIL...

O COMISSÁRIO BEM DIZ QUE MUITOS SÃO COMERCIANTES...

Portugal

2008-01-18 - 00:00:00

PSP da Amadora prende comerciante
Comprava material roubado

Bairro de Santa Filomena
Um cidadão estrangeiro, de 52 anos, foi preso anteontem em flagrante pela PSP da Amadora, quando comprava um auto-rádio a dois jovens assaltantes. O indivíduo confessou à polícia ser proprietário de uma empresa em Angola, que se dedicava à revenda de material electrónico roubado.


Pelas 16h00 de quarta-feira, uma patrulha da PSP foi alertada por um popular na avenida Marquês de Pombal, na Mina, Amadora, de que dois jovens, de 18 e 22 anos, tinham acabado de roubar um auto-rádio. Os ladrões fugiram de seguida para o Bairro de Santa Filomena.

A testemunha acompanhou os agentes àquele local, onde os assaltantes foram vistos a entrar num BMW vermelho. A viatura foi discretamente perseguida pela PSP até à rua Vasco da Gama, na Amadora. “O condutor saiu para levantar dinheiro numa caixa multibanco e foi então que os agentes intervieram”, disse ao CM fonte policial.

Questionado pelos elementos policiais, o proprietário do BMW afirmou residir no concelho do Seixal mas, em simultâneo, acrescentou ser proprietário de uma empresa, situada em Luanda, Angola. “Referiu que vinha frequentes vezes a Portugal, em especial à zona da Amadora, onde procurava adquirir material furtado no interior de viaturas, em bairros problemáticos como o de Santa Filomena, Cova da Moura e 6 de Maio”, acrescentou o mesmo informador.

O comerciante e os dois assaltantes ficaram em liberdade, tendo o processo baixado a inquérito.

OS PORTUGUESES ESTÃO A PAGAR DE TODAS AS MANEIRAS.PASSEIOS GOVERNAMENTAIS COM CHEQUES -OFERTA DO NOSSO ERÁRIO PÚBLICO QUE NOS É QUASE EXTORQUIDO, TRATAMENTO DUM GRANDE NÚMERO DE INFECTADOS COM SIDA QUE SEGUNDO SE OUVE CUSTAM CADA UM 2000/EUROS/ MÊS,CASAS SOCIAIS PARA MILHARES E RESPECTIVO RSI SEM OS QUAIS O PLANO TECNOLÓGICO NÃO ANDAVA,"RECOLECÇÃO" DOS MAIS VARIADÍSSIMOS BENS COM E SEM AJUDA DE "CANOS SERRADOS" QUE SEGUIDAMENTE VOAM OU EMBARCAM, NEGÓCIO DE IMPORT DE DROGA E RESPECTIVA VENDA.TUDO ISTO UMA ACTIVIDADE LUCRATIVA NÃO SUJEITA A IMPOSTOS QUE NÃO É PARA ISSO QUE VIERAM.
TUDO PORQUE AS LEIS SÃO FEITAS PARA ELES.OS PORTUGAS,OS BRANCOS, ESSES FORAM CONDENADOS À NASCENÇA...
O EXPOENTE MÁXIMO QUE AINDA QUER AUMENTAR O NOSSO PURGATÓRIO É ESSE GRANDE PARTIDO QUE NA BASE TEM AS FP-25 -O PARTIDO DO LOUÇÃ, ESSE JESUÍTA TRAVESTIDO DE PADRE ANTÓNIO VIEIRA DOS TEMPOS MODERNOS.
ENTRETANTO LEIS "GENEROSAS" COMO A DA NACIONALIDADE, IMIGRAÇÃO E DROGA VÃO GARANTIR QUE O NÚMERO POSSA, MESMO QUE PAREM AGORA, TRIPLICAR O NÚMERO DOS QUE NOS ESCOLHERAM... MERCÊ DE REUNIÕES FAMILIARES COM PAPEL PASSADO POR ESSES HONESTÍSSIMOS PAÍSES ONDE UM PAPEL DIZ MESMO A VERDADE ESCRITA.VAMOS PORTANTO SOB A INTELIGENTE BATUTA DA ASSEMBLEIA NACIONAL DE ESQUERDA A CAMINHO DE ÁFRICA...

PS

QUE TAL INVENTAREM UMA LEI QUE TORNE OBRIGATÓRIO TRAZER NA CARTEIRA A SITUAÇÃO PROFISSIONAL DO CIDADÃO?É QUE ME CHEIRA QUE EXISTEM POR AÍ MUITAS DEZENAS DE MILHAR QUE NUNCA VERGARAM A "MOLA" EM LADO NENHUM...

PRONTA PARA O CONSUMO ATESTADO POR CARIMBOS ASAE

AOS CRAVINHOS

AO DO BERD PELA SUA DECIDIDA ACÇÃO CONTRA A CORRUPÇÃO QUANDO ERA MINISTRO DEMITINDO O GENERAL QUE SE QUEIXOU DOS CORRUPTOS QUE TINHA NA JAE.ADICIONALMENTE CRIOU MAIS DUAS ADMINISTRAÇÕES, O QUE FOI MUITO BOM PARA OS BOYS;
AO DO MNE, EM FÉRIAS PAGAS EM CABO VERDE, PELAS GENEROSAS DISTRIBUIÇÕES DOS IMPOSTOS DOS PORTUGUESES NAS MAIS DESVAIRADAS PARAGENS DO UNIVERSO.

O POEMA:

Vai cravinho, vai depressa,
dizer ao meu bem amado
que de dia ou de noite
por ele tenho suspirado

ESPEREMOS NÃO ESTAREM NA AGENDA PS OS CASAMENTOS GAY...

ASSIM É QUE O BLOCO DE ESQUERDA GOSTA DOS IMIGRANTES

Um homem de 41 anos de idade foi agredido e atirado, com uma corda amarrada ao tornozelo direito, de uma falésia na Praia do Amado, Portimão, de onde ficou suspenso seis horas até ser resgatado, pouco antes das 08h00 de ontem. Os agressores serão três homens, estrangeiros, segundo relatou a própria vítima, João de Sousa, trabalhador da construção civil.

SEM COMPLEXOS E INDO-O BUSCAR ONDE FOR PRECISO.PORTANTO MAIS PRÓXIMO DA FILOSOFIA DA "TERRA QUEIMADA" A PARTIR DA QUAL NASCERÁ O HOMEM SOCIALISTA...

Wednesday, January 23, 2008

OS ELEITORES DO BLOCO DE ESQUERDA

Perseguição policial evita carjacking

Condutor ficou ferido na cabeça no culminar da sua fuga à GNR. Um ladrão está ainda a monte
A GNR evitou anteontem o roubo de um automóvel, pelo método de carjacking, no Pinhal Novo. Para isso fez uma perseguição de 15 quilómetros que só terminou em Setúbal com um acidente e tiros de shotgun. Três homens foram detidos, mas pelo menos um outro suspeito conseguiu escapar.


um dos indivíduos detidos já tem cadastro e outro não tinha qualquer identificação consigo no momento da detenção. As autoridades julgam que alguns elementos do grupo são originários do Bairro da Belavista (Setúbal) e utilizam os veículos roubados por carjacking para cometer outros furtos, nomeadamente de caixas multibanco

OS MULTICULTURAIS PERDEM-SE PELOS HONDAS.
PORTUGAL PELA MÃO DESSES DEFENSORES DO HOMEM NOVO, FEITO A PARTIR DO "BOM SELVAGEM" TEM MILHARES DE CIDADÃOS QUE NUNCA NA SUA VIDA TRABALHARAM.DESDE JOVENS ATÉ MORREREM VÃO ANDAR A CHATEAR POLICIAS, CIDADÃOS, TRIBUNAIS E PRISÕES.PORTUGUESÍSSIMOS POIS CLARO.BASTA ESTAREM CÁ 6 ANOS DOS QUAIS 3 NA PRISÃO E FICAMOS RICOS.O BLOCO DE ESQUERDA CAVIAR ASSUME SER O MAIOR DEFENSOR DESTE TIPO DE ENRIQUECIMENTO ESTANDO SEMPRE PRONTO PARA AUMENTAR A NOSSA INTRANQUILIDADE E AUMENTO DE IMPOSTOS.ALGUNS DOS SEUS VOTANTES, AQUELES QUE PERDERAM PODER DE COMPRA NOS VENCIMENTOS E REFORMAS AINDA OS VÃO COMPENSAR NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES.É QUE A MALTA JULGA SEMPRE QUE SÃO OS OUTROS A PAGAR.
ESTA SEMANA COM AS CHEIAS EM MOÇAMBIQUE ERA A MESMA COISA.OS "JORNALISTAS" DE MAIS DO QUE UM CANAL SÓ QUERIAM SABER DO QUE O POVO "PRECISAVA" DANDO A IDEIA QUE OS "RICOS" PORTUGAS SÓ ESTAVAM À ESPERA DO "SINAL" PARA SATISFAZER TODAS AS NECESSIDADES.CLARO QUE NISTO SEGUEM O EXEMPLO DO CRAVINHO, ESSE DISTRIBUIDOR MOR DO REINO...
POR MIM ERA ASSIM:QUEM TIVESSE MAIS DE 3 ANOS DE PRISÃO NO CADASTRO E DUPLA NACIONALIDADE ERA LOGO EXPULSO, NEM QUE FOSSE PARA O DESERTO DO SARA!

A ESQUERDA DAS MANHÃS CANTANTES PERDE FORÇA













Campa de Salazar danificada à pedrada
A campa rasa onde está sepultado Oliveira Salazar, no cemitério de Vimieiro, em Santa Comba Dão, foi vandalizada durante a madrugada de ontem. A lápide onde está a fotografia do estadista foi atingida à pedrada.

É QUE NO PREC A ESTÁTUA FOI ESTILHAÇADA À BOMBA.AGORA FOI SÓ À PEDRADA.O MORTO INCOMODA MUITA GENTE.DESDE OS ADEPTOS DO HOMEM NOVO E MULATO ATÉ AOS DAS NOVAS OPORTUNIDADES QUE DA ARTE DE GOVERNAR AINDA NÃO LHE CHEGAM AOS CALCANHARES.FORA A VANDALIZAÇÃO NO DE CUNHAL E AÍ A JUSTIÇA "DE CLASSE" ACTUARIA, COMO ACTUOU COM A "EXTREMA DIREITA" ESSES PERIGOSOS SUBVERSIVOS DOS TEMPOS MODERNOS QUE SE DEVEM MANTER CALADINHOS PARA NÃO INCOMODAR OS FILHOS E NETOS DE "RESISTENTES"

NATIONAL SUICIDE (HE DO NOT KNOW THAT NOW, IN EUROPE, "NATIONAL" IS NOT A VERY GOOD THING...

Iraq deputy prime minister: mosques in Britain more extreme than the ones back home
"What I saw...would not be allowed here in Iraq - it would be illegal." And it shouldn't be legal in Britain. The idea of rampant immigration, combined with zero accountability for Muslim communities, all in the name of multiculturalism, is simply national suicide.

MESQUITAS EM VÃO DE ESCADAS ATÉ EM PORTUGAL.AQUI OS POLITICOS PAGAM CAMPOS DE FUTEBOL PARA "COMPRAR" A "COMPREENSÃO" DE QUEM DE DIREITO... ALIÁS NO SEGUIMENTO DESSE GRANDE FILÓSOFO SOCIALISTA ADEPTO FERVOROSO DO "DIÁLOGO" COM TODOS, MESMO QUE SEJA COM O DIABO...

MEDICINA CUBANA

CHEIRA-ME QUE QUALQUER DIA VAMOS TER BRIGADISTAS ESPALHADOS PELO PAÍS.QUE RAIO O COMISSÁRIO ACOLHE BEM TODA A GENTE PORQUE NÃO ACOLHERIA OS MÉDICOS CUBANOS?POR OUTRO LADO FARIA A FELICIDADE DA ESQUERDA QUE CONTA QUE TINHA QUE RECICLAR-SE NOS MÉTODOS ESTALINISTAS DE CONTROLO E MESMO PARA DETERMINADOS DIRIGENTES DO PSD GRANDES AMIGOS DO SISTEMA DE SAÚDE CUBANO...
DEPOIS ESSA RAPAZIADA VINHA COM AS IDEIAS FRESCAS E ASSEGURAVA UMA VIRAGEM SOCIALISTA À ESQUERDA...
O MUNDO ESTÁ CHEIO DE SURPRESAS...

PS

JÁ AGORA DEVERIAM MANDAR REEDUCAR O MINISTRO DA SAÚDE A CUBA...

PORTUGAL E CUBA.LADO A LADO.SEM PROBLEMAS DE CONSCIÊNCIA.AQUILO É LONGE...

Timor-Leste: Médicos cubanos denunciam tirania Havana em Díli

A assiStência Médica cubana em Timor-Leste reproduz no país o controlo e repressão do regime de Havana, afirmaram à Agência Lusa em Díli quatro médicos que pretendem fugir para os Estados Unidos.
Os médicos, que há três meses vivem escondidos em locais diferentes em Díli, acusam a sua embaixada de gerir a «exportação da tirania» de Cuba para Timor-Leste.

«O Partido Comunista Cubano (PCC) funciona em Timor-Leste», acusam os médicos, que citam um funcionário da embaixada cubana, também anestesista no Hospital Central Guido Valadares, em Díli, como o secretário do PCC no país.

«O Partido tem controlo absoluto sobre a brigada, incluindo a vida pessoal de cada médico», declararam à Lusa os quatro cubanos.

Um contingente de quase 230 médicos, a que Havana dá o nome de brigada, está desde 2005 em Timor-Leste, constituindo o pilar do sistema de saúde do país.

Do quotidiano da brigada fazem parte sessões de autocrítica, fixadas em acta, avaliações ideológicas permanentes e uma reunião mensal do PCC em Lahane, na periferia da capital.

«Chamam-lhe a reunião do Imortal para que os timorenses não percebam do que se trata», explicou o médico Alexis Oriol Caceres.

A reunião realiza-se no terceiro domingo de cada mês.

«Cuba reduz a sua estrutura de maioria silenciosa em cada brigada médica. É simples», explica Alexis Oriol Caceres sobre a lógica de reprodução do «totalitarismo».

«É muito eficiente e quase perfeito. Não deixa nenhuma liberdade. Todos nós somos jubilados no 'Big Brother'», acrescentou o médico cubano

Alexis Oriol Caceres continua à espera dos documentos de viagem que pediu na embaixada dos Estados Unidos em Díli.

Como todos os cooperantes cubanos, teve que entregar o seu passaporte à embaixada de Cuba assim que chegou a Timor-Leste.

«No Ministério dos Negócios Estrangeiros timorense disseram-me que eu sou um 'indocumentado'», contou Alexis Oriol Caceres à Lusa.

«Eu não existo. A embaixada até fez desaparecer os meus registos do hospital».

«Limbo é uma palavra demasiado bonita para descrever a minha situação», concluiu o médico, especialista em bioinformática e ex-responsável (até cair em desgraça) pelas tecnologias de informação da embaixada de Cuba.

«Deixei de merecer confiança quando, em 2006, a embaixada descobriu que eu tinha um blogue», contou.

Outros três médicos cubanos vivem na clandestinidade em Díli. Comparando com Alexis Oriol Caceres, estão «um pouco melhor» face à burocracia.

Raidén López Carrillo, a sua mulher, Irina Valdés Pérez, e Miriela Llanes Martínez já obtiveram os documentos de viagem norte-americanos, mas falta-lhes uma autorização de saída do Governo timorense.

Todos, porém, vivem em condições dramáticas desde que abandonaram a brigada médica.

Os quatro têm uma história semelhante: vieram para um país de que mal tinham ouvido falar.

«Mandam-te e tu vens porque afinal é uma grande oportunidade», resume Irina Valdés Pérez.

Em Timor-Leste, cada brigadista ganha 250 dólares mensais (cerca de 173 euros).

«É muito», comparando com o ordenado mensal de um médico em Cuba: 25 dólares (menos de 18 euros).

De qualquer modo, não há escolha, explicam os médicos: «Quem recusa a mobilização já não tem carreira».

No melhor dos cenários, o cooperante cubano é colocado em Díli.

Miriela Llanes Martínez não teve tanta sorte. Foi colocada directamente num subdistrito de Covalima, sudoeste do país, «sozinha, sem saber falar tétum, sem água corrente, sem carro, sem televisão, sem cobertura de telemóvel e com uma bateria que só dava 4 horas de luz por dia».

Só depois de três meses foi colocado outro colega cubano nessa aldeia.

«Passava os dias a chorar. Não tinha com quem falar nem quem visitar. A única ajuda para os casos graves era chamar a Igreja», resumiu a médica.

As «penalizações» são de vária ordem: o não recebimento dos 4.800 dólares pelos dois anos de serviço, ou represálias sobre familiares.

Raidén López Carrillo foi insultado numa reunião do «Imortal», conta o médico, que teve a sua roupa e objectos pessoais «retirados do quarto sem autorização e queimados por ordem da embaixada».

Raidén López Carrillo recebeu o diploma das mãos do próprio líder cubano, Fidel Castro, em 2005, por ter sido o melhor aluno de Medicina da sua província.

Os quatro médicos afirmam que Timor-Leste «ignora» os contornos da repressão comunista na brigada médica.

Salientam, no entanto, que «não é uma coincidência que o embaixador de Cuba, Ramón Hernández Vásquez, membro do Comité Central do PCC, tenha visitado Timor-Leste pela primeira vez como convidado ao congresso da Fretilin em 2006».

Meses depois, apresentava as suas credenciais no Palácio das Cinzas.

Diário Digital / Lusa

MAIS "BONS" RESULTADOS DOS BONS ACOLHIMENTOS

Família evita sequestro de criança no Porto

A família de uma menina de quatro anos acusa um homem de ter tentado sequestrar a criança no domingo, pelas 22.00, no Largo Tito Fontes, no centro do Porto.

O indivíduo, de cerca de 40 anos e de origem asiática (as autoridades não revelaram a nacionalidade) , "alto e encorpado", terá tentado agarrar a menina e metê-la no carro, "cheio de peluches", mas o alerta do irmão de 12 anos e a pronta intervenção de outra irmã, de 18, evitaram o pior. O homem foi detido pela PSP e entregue à Polícia Judiciária do Porto, mas o Tribunal de Instrução Criminal acabou por deixá-lo sair em liberdade.

O indivíduo ainda tentou a fuga, mas a irmã "agarrou-se ao carro" e "três rapazes que passavam taparam-lhe o caminho". A mãe da criança, Maria Conceição Ferreira, 47 anos, que garante haver testemunhas do ocorrido, incluindo um vizinho que presenciou tudo, diz que o indivíduo "andou à tarde a rondar a zona" e que depois de perguntar o nome à criança lhe "disse que era muito bonita". "Viemos também a saber que na sexta-feira ele tinha estado a tirar fotografias às meninas enquanto estavam a brincar", conta ainda Maria Conceição, acrescentando que o homem terá dito à filha que "ia levá-la para o trabalho dele e que ele era muito mau".

O EMPOBRECIMENTO GARANTIDO

Nassy Santos, mãe de cinco filhos, é uma das 200 residentes do bairro e habita numa barraca de construção ilegal com uso ilegal de água e luz. "Disseram-me que vão realojar-me mas só daqui a duas semanas e até lá tenho que encontrar um sítio para mim e para os meus filhos. Pedi para demolirem a barraca só quando eu pudesse ir para a casa nova mas disseram-me que não", descreveu, a chorar.

A demolição das barracas teve início às 09.00 num clima tenso mas sem violência. A assistir às demolições esteve o dirigente da associação SOS Racismo, José Falcão, que acusou a Câmara de Cascais de "insensibilidade para com estes seres humanos que vão ficar sem casa".
Rita Silva, da Associação de Solidariedade Imigrante, disse que 26 pessoas vão ficar desalojadas, uma das quais, "uma idosa e doente, que vai ficar treze dias numa pensão e depois não terá para onde ir".

PELOS VISTOS SÓ LÁ FALTOU O COMISSÁRIO.A DEMOLIÇÃO DESTA TABANCA, O ALOJAMENTO E FUTURA SUSTENTAÇÃO DOS SEUS HABITANTES PELA SEGURANÇA SOCIAL DEMONSTRA PORQUE NÓS SÓ PODEMOS EMPOBRECER.TIRAR AOS RICOS PARA DAR AOS POBRES DIZ O COMISSÁRIO.MAS SE DEIXAREM VIR TODA A ÁFRICA, QUE É O QUE ACONTECE ATÉ AO FIM DOS TEMPOS NÃO DEIXAREMOS DE EMPOBRECER...
OS VOTANTES DO BLOCO DE ESQUERDA, AQUELES QUE SE CONSIDERAM MUITO HUMANISTAS, NÃO DEVEM RECLAMAR DA RAPACIDADE DO FISCO NOS SEUS VENCIMENTOS E PENSÕES...

PS

MULHER SOZINHA COM 5 FILHOS.UMA DAS EXPLICAÇÕES PARA O AUMENTO DA NATALIDADE NA REGIÃO DE LISBOA.CONTINUEM COM ESTA POLITICA E DEPOIS VÃO VER DAQUI A MAIS UNS ANINHOS O QUE VAI ACONTECER...

Tuesday, January 22, 2008

COPIADO DO ABRUPTO COM A DEVIDA VÉNIA

O Público tem hoje um título bizarro numa notícia sobre as eleições na Sérvia: "Sérvios do Kosovo votam contra Ocidente". Presumo que queriam dizer "contra a UE", porque contra o "Ocidente" só ignorando a história dos sérvios, e muito mais dos sérvios do Kosovo. Os sérvios do Kosovo consideram-se a última fronteira face ao Islão, o último baluarte do cristianismo e da "civilização" face à "barbárie" turca, representada hoje pelos albaneses. Consideram que foram eles a fronteira da Europa cristã e que pagaram um preço muito cruel por essa guarda avançada. Não lhes passa pela cabeça fazerem parte de um protectorado albanês, um país que pertence à Liga Islâmica. É verdade que consideram que a UE os abandonou, a própria UE que tão protectora é de outras minorias, e olham para Moscovo. Mas Moscovo para eles não é apenas um contra-poder dos EUA e da UE na Europa, é também a Santa Rússia, a mãe da ortodoxia, a Terceira Roma, protectora dos sérvios e dos búlgaros na luta contra os otomanos. A História ali conta demais, é por isso que dizer que votam contra o "Ocidente" não tem pés nem cabeça aplicado aos sérvios. Os sérvios são o "Ocidente".

CARLA BRUNI PERDEU NA BOLSA



A DERROCADA DAS BOLSAS

COM O MERCADO ABERTO GLOBALMENTE OS CAPITALISTAS DOS EUA LOGO DECIDIRAM EMPRESTAR DINHEIRO A POBRES PARA A HABITAÇÃO.E CONTINUAM A SER MUITO ABERTOS À IMIGRAÇÃO, AOS MILHÕES.PORTANTO ESTAVAM À ESPERA DUM MILAGRE, QUE OBVIAMENTE NÃO PODERIA NUNCA ACONTECER.EMPRESTAVAM DINHEIRO AOS OPERÁRIOS E DEPOIS DAVAM O EMPREGO AOS ILEGAIS/BARATEIROS DE SERVIÇO...
POIS POR CÁ NÃO TARDA A ACONTECER UMA COISA SEMELHANTE.UMA VIDA COMPROMETE-SE NA AQUISIÇÃO DUMA CASA.SE COMO TEM VINDO A ACONTECER HÁ VÁRIOS ANOS ESSAS CONDIÇÕES PIORAM SEMPRE, OS PATRÕES TÊM MÃO DE OBRA CADA VEZ MAIS BARATA, ENTÃO OS QUE TÊM QUE PAGAR EMPRÉSTIMOS DEIXAM DE TER CAPACIDADE DE PAGAR.E DEVEM MESMO DEIXAR DE PAGAR.AOS MONTES!QUE É PARA ORIENTAREM MELHOR A GLOBALIZAÇÃO QUE PARA AS CLASSES MAIS BAIXAS SIGNIFICA O NIVEL DE VIDA DE ÁFRICA, MESMO QUE SEJA CÁ, NO PORTUGAL JÁ AFRICANO.

A UNIÃO NACIONAL DE ESQUERDA AMEAÇADA

Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008
A iniciativa presidencial
No País, aumenta a distância entre os políticos e a plebe, entre o Estado e o povo, na exacta medida da corrupção, que desvia recursos para bolsos gulosos e despesas desnecessárias, e da incompetência, formando-se uma perigosa convicção de impossibilidade de regeneração do regime político sem intervenção radical. Como, apesar da sua obsolescência natural (nenhum sistema é válido para sempre), a democracia representativa prevê órgãos de controlo, e essa garantia está expressa na Constituição da República Portuguesa, os seus responsáveis não se podem abster, nem temporariamente, da responsabilidade que o povo lhes confiou porque eles próprios se candidataram aos lugares e aceitaram voluntariamente as nomeações.

O povo está aflito, envergonhado e desconsolado.

O povo está aflito no meio do absurdo do fecho de urgências sem o prévio aumento de recursos nos hospitais que passam a receber esses doentes e a paradoxal disponibilidade para os gastos na promoção do aborto. Após a morte recente de outro no caminho de Carregal do Sal para Viseu, vemos, pasmados, a assistência sem sucesso a um bebé por uma ambulância no parque de estacionamento (local ao que parece sugerido pelo próprio INEM!...) do Hospital de Anadia, cuja urgência acabou de encerrar, acrescido do gozo do ministro Correia de Campos que responde com uma piada sobre "avozinhas e bisavós", gozando com a dor das famílias e a tristeza geral.

O povo está envergonhado pela negação da evidência da pedofilia de Estado e da corrupção de Estado, pelo tratamento desigual na justiça, com impunidades escandalosas em crimes gravíssimos em contraste com a violência da perseguição da liberdade de expressão.

O povo está desconsolado pela perda de bem-estar, enterrado numa crise económica que em Portugal dura há sete anos, e com perspectiva de agravamento, com uma base tecnológica obsoleta, e sem que se conheça uma estratégia consequente de recuperação para além dos negócios de obras públicas faraónicas e do diletantismo do Plano Tecnológico, cheio de protocolos, acordos e convénios, e sem empresas, sem produtos, sem criação de riqueza.

Por isso, mais uma vez - tantas já... -, o povo reclama a intervenção do Presidente da República em vez do seu discurso de conforto ao Governo, do consentimento, do comentário brando, do silêncio, da inacção.

Já é tempo de o dizer: o País precisa de um governo de iniciativa presidencial, chefiado por uma personalidade de prestígio, de preferência independente dos partidos. Creio que, entre outras de outras personalidades qualificadas, o dr. Henrique Medina Carreira seria uma muito boa escolha e teria o apoio popular dado aos homens sérios, prudentes e competentes.
Publicado por António Balbino Caldeira em 1/22/2008 02:43:00 AM

CRAVINHO (FILHO) JÁ ANDA A ESTOIRAR O DÉFICE QUE AINDA NOS DÓI NA CARTEIRA(1)

Cravinho deve hoje entregar fardas e equipamento à escola de polícia da Praia, antes de uma visita, amanhã, à ilha do Fogo, dedicada à formação profissional, área em que Portugal tem centrado a sua cooperação com Cabo Verde. Primeiro contribuinte bilateral da ajuda pública ao arquipélago, entre 2000 e 2006 Portugal contribuiu com perto de 200 milhões de euros para o arquipélago.|

A Jornalista viajou a convite da Secretaria de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação

ESTE SECRETÁRIO DE ESTADO MÃOS LARGAS A DISTRIBUIR, QUE SÓ DESTA VEZ FORAM 70 MILHÕES QUER QUE A SUA BOA ACÇÃO SEJA CONVENIENTEMENTE PROPAGANDEADA.
TAMBÉM HOJE NO BAIRRO DO FIM DO MUNDO VIMOS O DERRUBAR DUM BAIRRO DE BARRACAS EM QUE OS HABITANTES SABEM PERFEITAMENTE QUE "TÊM DIREITOS".PORTANTO UMA POLÍTICA GERAL QUE PARA MIM NÃO TEM SENTIDO NENHUM A NÃO SER A TAL "INTERPRETAÇÃO" DO VOTO DOS PORTUGUESES QUE TENHO A CERTEZA NÃO MANDATARAM NINGUÉM PARA GOVERNAR NENHUM OUTRO PAÍS.
SERIA ENGRAÇADO SE NÃO FOSSE TRÁGICO É QUE ESTES TIPOS QUE PRETENDEM GOVERNAR O MUNDO ESQUECEM QUEM OS ELEGE.NO NORTE E NO GERAL NOS INTERIORES DO PAIS CAMPEIA A MISÉRIA, NO PORTUGAL PROFUNDO EXISTEM BRANCOS A VIVER PIOR QUE OS PRETOS, MAS A ACÇÃO E AS PREOCUPAÇÕES VÃO IMAGINE-SE LÁ PORQUÊ PARA AS MAIS DESVAIRADAS PARAGENS...DONDE NUNCA NOS VAI VIR LUCRO OU BENEFICIO ABSOLUTAMENTE NENHUM.INVESTIMENTOS A FUNDO PERDIDO.

Monday, January 21, 2008

O CRAVINHO (FILHO) JÁ ANDA A ESTOIRAR O DÉFICE QUE AINDA NOS DÓI NA CARTEIRA

POR CABO VERDE NA SUA MISSÃO DE EVANGELIZAÇÃO,DILATAÇÃO DO IMPÉRIO E DISTRIBUIÇÃO.PAGAMOS CÁ E LÁ.POR ISSO O JARDIM SE QUEIXA DAS MINUDÊNCIAS QUE LHE CORTAM...

QUANTOS NÃO TEREMOS CÁ COMO ESTE?

MONROVIA, Liberia (AP) -- One of Liberia's most notorious rebel commanders, known as Gen. Butt Naked, has returned to the nation his troops terrorized to confess, saying he is responsible for 20,000 deaths.


Joshua Milton Blahyi, a former warlord known as General Butt Naked, in 1996.

Joshua Milton Blahyi, who now lives in Ghana, returned this week to face his homeland's truth and reconciliation commission, this time wearing a suit and tie. His nom de guerre is derived from his platoon's practice of charging naked into battle, a technique meant to terrify the enemy.

Other warlords, though, have refused to ask forgiveness, dismissing a commission many in Liberia see as toothless. Blahyi is urging other former killers to come forward as the country founded by freed American slaves in 1847 struggles to recover from past horrors.

"I could be electrocuted. I could be hanged. I could be given any other punishment," the 37-year-old Blahyi said in a weekend interview following his truth commission appearance last week. "But I think forgiveness and reconciliation is the right way to go.

"I have been looking for an opportunity to tell the true story about my life -- and every time I tell people my story, I feel relieved."

The civil war, which killed an estimated 250,000 people in this nation of 3 million, was characterized by the eating of human hearts and soccer matches played with human skulls. Drugged fighters waltzed into battle wearing women's wigs, flowing gowns and carrying dainty purses stolen from civilians.

Before he led his fighters into battle, wearing only a pair of lace-up boots, Blahyi said he made a human sacrifice to the devil.

The sacrifice was typically "the killing of an innocent child and plucking out the heart which was divided into pieces for us to eat," he told The Associated Press on Saturday. He appeared before the commission Jan. 15.

Between the time he made a pact with the devil circa 1980 and began his rampage and the time he stopped fighting in 1996, he said "more than 20,000 people fell victim (to me and my men). They were killed."

Some say Blahyi's confession is proof Liberia needs a war crimes court, not a commission.

The commission, modeled on post-apartheid South Africa's commission, has been taking testimony from victims as well as former rebels for the last two years, urging a full accounting of wartime atrocities. While the truth commission cannot charge killers with a crime, it can recommend charges be brought.

Meanwhile, several notorious killers have refashioned themselves as influential politicians in Liberia.

"If you have an individual admitting that he and his group killed over 20,000 people, certainly there should be a mechanism put in place for such people to face justice," Mulbah Morlue, who heads the Forum for the Establishment of a War Crimes Court in Liberia, said in response to Blahyi's confession.

Yet there are also those that praise Blahyi.

"You can't have true reconciliation without knowing the truth," said Johnny Lamine, a Monrovia resident. "Blahyi's story is alarming, but ... let's know who did what in Liberia during the war."

Others in a country where some feel everyone is tainted said they would rather not dig up the past. Because the violence was so widespread it's not uncommon to find Liberian families that have both victim and perpetrator under the same roof -- a daughter that was raped and a son that took up a gun and went on to rape the daughters of other families.

"Liberians have tried to forget these stories," Mary Kollie said as she went home from church service Sunday.

In his interview, Blahyi told The Associated Press: "Some people see me and congratulate me. Others see me and say I should not be walking down the streets of Monrovia posing proud. But I continue to tell such people I am not proud, I am ashamed."

In 1996, while charging naked into a battle, Blahyi said God appeared and told him he was a slave to Satan, not the hero he considered himself to be, according to an earlier interview with The Associated Press.

He became a born-again Christian and for a while, traversed the war-wracked streets of Monrovia selling cassettes of his sermons.

Liberia's violence began in 1979 when security forces killed dozens of people during massive riots. The following year, President William Tolbert was ousted in a coup by Samuel K. Doe, an illiterate master sergeant, who ordered that Tolbert's Cabinet members should be tied to poles on a beach and executed.

Rebels led by ex-rebel Charles Taylor invaded in 1989, plunging the country into another civil war. The war went into a momentary lull after 1997 when Taylor was elected president and again surged, ending only when Taylor was forced into exile in Nigeria in 2003. He is now facing charges of crimes against humanity at a tribunal in the Hague for atrocities committed by a rebel movement he allegedly supported in neighboring Sierra Leone.

While Taylor faces trial for crimes committed in another country, one of his former rivals in Liberia, Prince Johnson, is now a senator who last year accompanied a group of U.S. politicians as they toured the country. Johnson videotaped his men torturing and then killing Doe. That videotape is still widely available in street side stalls here. E-mail to a friend

A MALTA GOSTA DELES RUDES E SELVAGENS.UMA IMENSA FONTE DE TRABALHO, ESTUDO E CONTRIÇÃO PARA TODA UMA NAÇÃO...

Sunday, January 20, 2008

OS SERVIOS BOFETEIAM AS MERDAS QUE NOS GOVERNAM NA EUROPA

El ultranacionalista Nikolic gana la primera vuelta de las presidenciales serbias
El proeuropeo Borís Tadic disputará la presidencia a su rival en la segunda y definitiva vuelta del 3 de febrero
RAMÓN LOBO (enviado especial) - Belgrado - 20/01/2008


Las elecciones presidenciales de este domingo, convertidas en un duelo al sol entre las dos Serbias -la que mira al pasado y se relame las heridas reales y ficticias y la que se siente europea y derrocha energía- tendrán una segunda vuelta el 3 de febrero al no superar ninguno de los nueve candidatos el 50%. El combate no ha terminado, sólo se aplaza 15 días y se presenta muy difícil para las fuerzas democráticas
Tomislav Nikolic, candidato del ultranacionalista, prorruso y antieuropeo Partido Radical, ha ganado la primera vuelta con el 39,5% de los votos.

OS PORTUGUESES NUNCA LEVANTARAM UM DEDINHO QUE FOSSE CONTRA A AFUNDAMENTO DA SUA "NAÇÃO" PROMOVIDA POR ESTES VENDILHÕES DE PÁTRIAS QUE NOS TEM GOVERNADO E QUE A VENDERIAM AINDA MUITO MAIS BARATO.OS SÉRVIOS SÃO UM EXEMPLO.

PORTUGAL WILL NACIONALIZE THEM AND THEN YOU RECEIVE THEM ALL ...

Britain is target in Ukraine’s people smuggling bonanza
With most border controls in Eastern Europe now gone, people smuggling has become easy business in the Ukraine

HERE WE ARE ALL GOOD PEOPLE.6 YEARS AND WE HAVE ONE MORE NATIONAL.EVEN IF 3 IN PRISON.MORE HUMANIST LIKE THAT?I PRESUME THAT THEY DO NOT WANT STAY HERE...

E AQUELA DUM ADVOGADO POR ESQUADRA NÃO AVANÇA?

2008-01-20 - 01:16:00


Advogados: Marinho pede revogação

O bastonário da Ordem dos Advogados reúne-se na próxima semana com membros do Governo, aos quais vai pedir a suspensão da nova Lei do Apoio Judiciário, alegando que desrespeita não só os juristas como os cidadãos carenciados.

“Quero discutir com seriedade com o Governo as questões do apoio judiciário, pois não é uma remuneração para os advogados que está em causa mas o acesso à Justiça por parte de pessoas que não têm possibilidades para contratar um advogado”, disse Marinho Pinto, lembrando que “hoje são muitas as pessoas da classe média que não têm dinheiro para contratar um advogado e para pagar as custas judiciais”. António Marinho garantiu ontem à agência Lusa que vai “tentar convencer o Governo a suspender e a revogar imediatamente esta portaria”.

A VIDA ANDA DIFÍCIL MAS A "GARANTIA TOTAL" E O "DIREITO DE ACESSO À JUSTIÇA" SAEM CARÍSSIMAS AOS QUE PAGAM IMPOSTOS.AINDA ME LEMBRO DAQUELE CASO DO PORTO DA CRIANÇA LANÇADA AO RIO PARA DISFARÇAR O SEU ASSASSÍNIO.OS 3 FAMILIARES IMPLICADOS CADA UM COM O SEU ADVOGADO POR NOSSA CONTA...E SEMPRE COM VONTADE DE RECORRER PARA CIMA POIS QUE A VIDA ANDA MUITO MÁ...
NA PRÁTICA É COMO SE VIVÊSSEMOS TODOS EM BAIRRO SOCIAL.O ESTADO, COMO DIZ O COMISSÁRIO, TIRA AOS "RICOS" PARA DAR AOS POBRES, ESSES OS ÚNICOS QUE FAZEM O QUE QUEREM E QUE LHES DÁ NA REAL GANA POIS TÊM DE FACTO TODOS OS SEUS "DIREITOS" ASSEGURADOS...
ESTA ALIANÇA ENTRE A PENA E OS CANOS SERRADOS É A MAIS ENTERNECEDORA DA NOSSA HISTÓRIA DE 9 SÉCULOS...

UMA NOTÍCIA AO GOSTO DO COMISSÁRIO...

Portugal



2008-01-20 - 00:00:00

Pinhel: Aldeia recupera de um grande susto
Negócio disputado aos tiros


A aldeia de Alverca da Beira está em choque com tiroteio
O tiroteio registado sexta-feira, em Alverca da Beira, Pinhel, terá sido provocado por uma disputa de território entre vendedores ambulantes. Enquanto as autoridades procuram os autores dos disparos, a população recupera de um grande susto.


A LEI BEM QUER DESARMAR OS CIDADÃOS HONESTOS, MAS QUE DIABO PARECE HAVER POR AÍ QUEM SE DEDIQUE AO CULTIVO DE ARMAS POIS BAIRROS SOCIAIS E MINORITÁRIOS ANDAM POR AÍ AOS TIROS COMO SE ESTIVESSEM NO IRAQUE...

NANOTECNOLOGIA EM RESTAURANTE?

Portugal



2008-01-20 - 00:00:00

Lisboa: Suspeito do bangladesh esconde-se na margem sul
Cortou garganta ao amigo por dinheiro

Shapan Chakraburty foi degolado no quarto de sua casa. Os compatriotas da vítima manifestaram-se ontem, na Praça do Martim Moniz, para pedir justiça.
A dívida ao amigo não foi paga a horas e o destino de Shapan Chakraburty teve um trágico desfecho no último dia 9 – foi degolado na zona do Martim Moniz, Lisboa.


Dez dias depois a comunidade do Bangladesh saiu ontem à rua contra o desprezo da Judiciária por crimes entre estrangeiros, mas o CM apurou que o suspeito já foi interrogado duas vezes – e, esta semana, terá sido levado e escondido pelos amigos na Margem Sul.

Há muito que, dentro da comunidade, se antevia um desfecho trágico na relação entre os dois homens – vítima e suspeito andavam desentendidos por dinheiro e por causa de uma mulher. Quando a secção de homicídios da PJ chegou à Rua das Fontainhas, alertada para o crime só no dia a seguir, alguns ainda apontaram discretamente na direcção de Z. Foi logo levado para interrogatório, mas, além de dificuldades na tradução, as potenciais testemunhas fecharam-se em copas. Não sabem, não viram e “preferem tentar resolver estas questões entre eles”, segundo uma fonte policial.

Shapan chegou a Lisboa em 2001. Trabalhava num dos restaurantes da Baixa – deixou a mulher e o filho de nove anos no Bangladesh. Vivia com o irmão e o sobrinho que, na manhã do dia 10, o foi encontrar na cama tapado por um lençol coberto de sangue. Tinha sido degolado. Na casa, não havia sinal de arrombamento.

A PJ voltou a interrogar o suspeito esta semana, que foi depois levado de carro por amigos e escondido numa casa da Margem Sul. Todos estão identificados.

"COMUNIDADE NÃO SE FECHA"

Taslim Rana é o líder da comunidade de imigrantes do Bangladesh em Portugal. Shapan Chakraburty é o quinto natural deste país do sudeste asiático residente em Portugal que, desde 1996, morre vítima de crime violento. Segundo Taslim Rana, nos cinco casos, a Polícia Judiciária nunca apresentou à justiça qualquer suspeito de homicídio. “Penso que é uma negligência da parte dos investigadores”,
Entre 150 a 200 imigrantes do Bangladesh mostraram ontem, em Lisboa, o seu descontentamento

5 CRMIMES NÃO RESOLVIDOS.E QUANTOS MAIS EM QUE AS VÍTIMAS SÃO AQUELAS QUE SUPOSTAMENTE ESTARIAM A ENRIQUECER?OS PORTUGUESES JÁ NÃO QUEREM TRABALHAR EM RESTAURANTES?MAS PODEMOS DORMIR DESCANSADOS QUE O SEF NÃO DORME...E EM ESPECIAL O COMISSÁRIO DOS BONS ACOLHIMENTOS...

POR OUTRO LADO ANDAMOS MAIS AVANÇADOS DO QUE OS BRITÂNICOS:
'We want to offer sharia law to Britain'
CÁ JÁ SE PRATICA E SEM PROBLEMAS...

TERRORISMO ISLÂMICO EM PORTUGAL?O QUE O SEF ESPERA PARA COMEÇAR A LEVAR AS CRIANÇAS À PRAIA?

Europa na mira do terrorismo
Portugal na lista do terror islâmico
A menos de dois meses das eleições legislativas espanholas, a Guardia Civil prendeu ontem em Barcelona 15 radicais islâmicos que preparavam atentados na capital catalã. Paralelamente, a espionagem do país vizinho alertou Portugal, França e Reino Unido para o risco elevado de ataques terroristas na próxima semana, durante a qual o presidente paquistanês, Pervez Musharraf, realiza um périplo na Europa. PSP, GNR, PJ e SEF aumentaram a vigilância em aeroportos, fronteiras e controlo de estrangeiros, embora não tenha sido declarado o estado de alerta.

E QUE TAL MAIS UM CAMPO DE FUTEBOL DESTA VEZ NO WIRGISTÃO?
ESTANDO PORTANTO O SEF NO TERRENO PODEM AS OVELHINHAS DORMIR DESCANSADAS...

A ECONOMIA DE CASINO











Casino põe Chaves a jogar pela noite dentro

CASINOS,CASINOS "CVM"´S,MONOPÓLIOS,QUADRILHAS POLÍTICAS,CASTINGS,FILMES MANOEL OLIVEIRA,FILMES A PRETO,RESORTES,CIRCUITOS GAY,TRABALHO PRECÁRIO E DESQUALIFICADO EM CONCORRÊNCIA COM A CHINA,A AFRICANIZAÇÃO DO PAÍS,DROGA,ASSALTOS ARMADOS, EIS O QUE OS PORTUGUESES TÊM NO MENU.A CAMINHO DO "ESTADO PÁRIA" COMO MUITOS NO MUNDO...

Thursday, January 17, 2008

FUFAS

SUGESTÃO À AINDA DEPUTADA EUROPEIA ANA GOMES

Mulher de causas desde a juventude, onde com os largos conhecimentos aprendidos no MRPP(senão adquiridos hereditariamente , o que ainda é mais interessante), logo decidiu uma justa causa participando activamente no que foi o jogo do dominó que fez ruir o império(da maneira que foi)com aquela frase célebre em conjunto com o companheiro Abel "nem mais um soldado para as colónias".
Caçadora emérita de agentes da CIA em viagens aéreas, esses energúmenos que não a deixam explodir nas suas constantes viagens a servir o povinho.
Adepta do turismo radical em áreas exóticas, mas a expensas das "massas" que tudo devem à sua mais esclarecida vanguarda já a vimos na Indonésia, com a tal garrafa de champanhe, no Chade, essa nossa área de influência que para se manter vai levar mais uns milhões em despesa pública não vão uns malandros andar a cortar parte das vaginas das meninas e agora e finalmente uma cruzada pacífica no Iraque, com visita guiada às ruínas de Ur.Que faça um bom relatório, por certo importante quer para os 5000000 desempregados portugueses, como para os 500000 imigrantes em vias de o serem.
D.Ana
Verifica-se uma grande vontade sua de servir a humanidade, embora e desde que a sua qualidade de vida esteja n! furos acima dos descamisados que diz defender e para quem os 2500/mês serão como diz o "outro" uma esmola.Neste sentido sugiro-lhe uns relatórios mais caseiros acerca da situação do país que tão ilustre cabeçinha ajudou a "construir", desde Abril.
Assim que tal viajar pelo Norte do seu país, pelos bairros sociais da cintura do Porto, pelo interior donde partem os pedreiros para o Luxemburgo, as mulheres de limpeza, os trabalhadores agrícolas que amanham as vinhas francesas, os jardins Suíços, as couves de Bruxelas, as flores da Holanda?
Claro que isso tem que ser comparado com o que se passa na ex-cintura industrial da grande Lisboa esse antigo antro de exploração capitalista que por incorrecto certamente ajudou a desaparecer.É que o fim do império fez milagres.Agora temos centenas e centenas de milhar de ex-colonizados, daqueles que a senhora ajudou a ficar independentes, cá e digo-lhe , embora deva saber, se os deixassem vinham quase todos...pasme-se...e milagre dos milagres a vanguarda a que a senhora pertence consegue que antigos expropriados e expulsos das antigas colónias estejam a pagar toda esta feitura dum novo tipo de império, agora sem mácula porque é por nossa conta!
Acho portanto que antes de se candidatar a um daqueles postos MNE existente em paraísos distantes, sem os quais a nossa economia não cresceria como cresce deve fazer este tipo de relatório pois que sentenças vindas da senhora serão obviamente como os mandamentos recebidos por Abraão...

DESDE FELGUEIRAS PARECE QUE A JUSTIÇA EVOLUIU

Acusação: Seis arguidos no banco dos réus
Carmona prejudicou Lisboa em 41 milhões
Mais de 41 milhões de euros foi o prejuízo sofrido por Lisboa com a permuta de terrenos entre o Parque Mayer e a Feira Popular

UM NÚMERO DÁ LOGO A IDEIA DE EXACTIDÃO MATEMÁTICA.SERÁ POR O AGORA "ARGUIDO" TER FORMAÇÃO CIENTÍFICA?
UM CONSELHO AO EX-PRESIDENTE CARMONA: UM PASSEIO DEMORADO POR CABO VERDE, POR EXEMPLO, QUE NEM TEM TRATADO DE EXTRADIÇÃO E ONDE JÁ VIVEU UNS ANINHOS UM EX-COLEGA CAMARÁRIO , CONTINUA A RECEBER O VENCIMENTO E DE LÁ TRATA DO SEU ASSUNTO.VOLTARÁ NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES, FAZ UMA PROCISSÃO A FÁTIMA E TUDO FICA BEM VAI VER.DÚVIDAS?O ALMEIDA SANTOS É QUE É O EXPLICADOR...
PS
O DONO DA BRAGAPARQUES É MESMO UM SORTUDO.CORRUPÇÃO SEM CORRUPTOR?

OS DO NORTE PAGAM

Amadora
Criado novo Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário
A Câmara da Amadora aprovou a atribuição, a título gratuito, de três lojas no bairro do Casal da Mira, à Santa Casa da Misericórdia da Amadora, através da celebração de um protocolo a assinar oportunamente, e que terá a duração de 5 anos, podendo este prazo ser renovado por iguais períodos



Este novo espaço irá permitir o preenchimento de uma lacuna existente no bairro do Casal da Mira, e que se prende com a resposta a dar aos idosos, dada a inexistência de qualquer instituição a intervir naquele bairro de realojamento.

A Santa Casa da Misericórdia da Amadora irá então assegurar o funcionamento de um Centro de Dia e de um Serviço de Apoio Domiciliário, que se pretende possa igualmente dar resposta à população do Casal da Mira velho e Moinhos da Funcheira.

O bairro de realojamento do Casal da Mira é composto por 760 fogos, onde residem cerca de duas mil e trezentas pessoas, originárias de diversos bairros degradados da Amadora como Azinhaga dos Besouros, Estrela d’África, Fontainhas, entre outros.

REPAREM COMO O PESSOAL QUE NOS VEIO ENRIQUECER JÁ ESTÁ NA 3ª IDADE.DEPOIS DUMA LONGA VIDA DE DESCONTOS NADA MAIS JUSTO QUE SE LHE DÊ AQUILO QUE OS MADRAÇOS DO NORTE TAMBÉM QUERIAM...

PS

PARA OS "JOVENS" DEVERIA HAVER UM PROGRAMA DE DISTRIBUIÇÃO DE "CANOS SERRADOS" POIS SEM FERRAMENTA DE TRABALHO COMO QUEREM AUMENTAR A PRODUTIVIDADE?

Wednesday, January 16, 2008

OS INSURGENTES DA AMADORA

Amadora: moradores têm medo dos tiroteios
2008/01/14 | 17:58
Ouviram-se disparos durante toda a noite de domingo no Moinhos da Funcheira

MAIS:
Menores assaltam e agridem estudante
Mais um assalto a carrinha de valores

Um «tiroteio de várias horas», ocorrido no domingo passado, deixou os moradores do bairro de Santa Filomena, na Amadora, preocupados com a falta de segurança na zona, onde acordar ao som de disparos é já considerado «normal», noticia a agência Lusa.

De acordo com o relatório da PSP local, citado à Lusa por fonte do comando metropolitano de Lisboa, os agentes que faziam a ronda nocturna avistaram junto ao bairro cinco suspeitos de um assalto ocorrido cerca das 2h00 nos Moinhos da Funcheira, na mesma freguesia (Mina), que começaram então a fugir e acabaram por entrar num espaço de diversão com cerca de trezentas pessoas no interior e cem junto à porta.

Depois de chamada uma equipa de intervenção rápida, a polícia tentou passar a multidão, mas foi recebida com pedras e garrafas, reagindo às tentativas de agressão com «disparos para o ar».

Apesar de o relatório não referir o uso de armas de fogo por civis, alguns habitantes garantiram à Lusa que se tratou de um violento «tiroteio de várias horas», do qual ninguém saiu ferido «por milagre».

«Parecia que estávamos no Iraque, houve tiroteio até ser de manhã. Até é normal haver tiros aqui no bairro, mas com esta intensidade nunca tinha acontecido», contou um jovem morador, que preferiu não identificar-se por temer retaliações.

ESTES ANDAM MAIS ADIANTADOS QUE A MADEIRA.SÓ FALTA A LIGAÇÃO À AL-QAEDA...

MADEIRA- O FUTURO PALOP

Alberto João Jardim

Depois de encontro com o líder do PSD/Açores
Jardim garante que estará ao lado dos madeirenses no dia em que o povo quiser a independência
15.01.2008 - 19h09 Lusa
O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, garantiu hoje que estará ao lado do povo madeirense no dia em que este decidir enveredar pelo caminho da independência.

Alberto João Jardim falava após uma audiência que manteve na Quinta da Vigia com o líder do PSD/Açores, Costa Neves, durante a qual "passaram em revista a situação da autonomia" e falaram do "estado da relação entre as regiões autónomas e o Governo da República". "Eu tenho remado contra essa maré e se hoje há autonomia e a questão da unidade nacional não está em cima da mesa foi porque muito me empenhei neste sentido, embora Lisboa não o reconheça", disse Jardim. "Mas se o povo madeirense um dia quiser a independência, o meu lugar é ao lado do povo madeirense", declarou.

O líder madeirense salientou que em pleno "século XXI, vivemos num mundo completamente novo em que a democracia é um princípio sagrado para as pessoas". "Nós madeirenses queremos continuar a ser portugueses. Não sou independentista e continuo a acreditar no princípio da unidade diferenciada", referiu.

Para Jardim, no caso do "povo madeirense querer um outro sistema autonómico, rejeitar este, e se Lisboa, não por razões fundamentadas mas por um simples autoritarismo discricionário e absurdo, não aceitar, é necessário saber o que vão fazer a seguir".

"O povo manda"
Por seu turno, Costa Neves disse estar de acordo com a ideia de que "o povo manda", acrescentando que as regiões autónomas "são portuguesas porque querem ser" e defendendo que a relação (autonomias-país) tem que ser construída por ambas as partes.

Instado a comentar o estado da alegada "união de facto" entre os governos madeirense e açoriano, Jardim considerou que neste momento "estamos perante um triângulo, em que os dois vértices da base são Costa Neves e Alberto João Jardim, porque interpretam que o povo quer". "Depois, no vértice em cima, está Carlos César que não sabe se olha para baixo ou se segue o primeiro-ministro", aponta.

O líder madeirense considerou que o facto de Carlos César ter cancelado à última da hora o anúncio da sua recandidatura nos Açores e ter reunido com o secretário-geral do PS e primeiro-ministro, José Sócrates, poderá indicar "que não se entendem". "Resta ver o que sai destas reuniões, qual é a digestão", mencionou com humor. O líder madeirense sustentou que é necessário saber "o que é que o PS quer das autonomias".

"Porque andamos todos a ser enganados, visto que a Madeira e os Açores querem uma descentralização e andam sujeitos a gente que é contra. Irá o PS/Açores entrar em rebelião com a casa-mãe", questionou.

João Jardim declarou o seu apoio a Costa Neves nas eleições açorianas, sustentando que aquele arquipélago "merece dar o salto que a Madeira deu e ainda não conseguiu porque a economia é no sentido subsidiário, de compra de votos e assim não se vai a lado nenhum".

Considerou que o "povo açoriano já está a perceber que está a ser enganado nos tostões e não dá o salto em frente".

Quanto a Costa Neves afirmou que a união dos líderes sociais democratas insulares na defesa "indispensável" da revisão constitucional e criticou a lei "anti-autonomista" das Finanças das Regiões Autónomas. O líder do PSD/Açores considerou ainda que no relacionamento entre os Açores e Lisboa se verificam situações oscilando entre o "abandono, a indiferença e a hostilidade".

O ALBERTO JOÃO NÃO É PARVO NÃO SENHOR.ELE BEM VÊ O QUE OUTROS PALOP´S LEVAM, MESMO SENDO INDEPENDENTES, PORTANTO PORQUE NÃO ACRESCENTAR AO SEU CURRÍCULO O DE "PRESIDENTE" DUMA REPÚBLICA DAS BANANAS?
COM O NORTE DO PAÍS, A ÚNICA REGIÃO QUE CRIAVA RIQUEZA EM DECLÍNIO ACENTUADO(3ª REGIÃO MAIS POBRE DA UE), BEM QUE O PESSOAL ACEITARÁ DE BOM GRADO LIVRAR-SE DE DESPESAS E DE COLONIALISMOS CHANTAGISTAS.CENTENAS DE GAJOS VIVEM NO BEM BOM, COMO NABABOS, A "GOVERNAR" UMAS MERDAS DE NADA POR CONTA DOS CONTINENTAIS.SÃO MILHÕES E MILHÕES TODOS OS ANOS OBTIDOS POR CHANTAGEM E LEIS MERDOSAS QUE OS MERDOSOS DE SEMPRE DO CONTINENTE LHES OUTORGAM DEPOIS DUM BOCADINHO DE TEATRO.
CLARO QUE SE HOUVESSE CIDADANIA E POLÍTICOS RESPONSÁVEIS HÁ MUITO QUE TINHAM PRENDIDO O HOMEM, MAS DE APALPANÇO EM APALPANÇO O "CONTENETE" EMPOBRECE E A MADEIRA GOZA...
DE GRANDES CHATICES NOS LIVRARÍAMOS:VENEZUELA,ÁFRICA DO SUL E REMESSAS E MAIS REMESSAS!

9 anos a perder poder de compra mas a procissão ainda vai no adro...

Críticas aumentam de tom

Os cidadãos portugueses estão há nove anos a perder poder de compra. O diagnóstico é de Luís Filipe Menezes, presidente do maior partido da oposição, numa reacção à notícia de que a taxa de inflação média se situou em 2,5 por cento em 2007.
Luís Filipe Menezes salientou que, para além de “nove anos de perda de poder de compra”, Portugal está agora “há 11 anos em divergência com a União Europeia” em termos de crescimento económico. No final das jornadas parlamentares do PSD, que decorreram nos dois últimos dias em Vilamoura, no Algarve, o presidente social-democrata centrou ainda as suas atenções sobre o desemprego, dizendo que “dispara para valores ímpares, infelizmente pela negativa” e lembrou declarações do primeiro-ministro sobre esta matéria. Luís Filipe Menezes recordou, inclusive, que José Sócrates criticou o anterior Governo PSD/CDS-PP por uma taxa de desemprego de 6,9 por cento considerando que “traduzia a total falência da política económica do Governo”, mas agora enfrenta uma taxa de desemprego de 8,2 por cento.
A taxa de inflação média situou-se em 2,5 por cento em 2007, acima da previsão de 2,3 por cento do Governo para o conjunto do ano, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística, divulgados ontem

RENDIÇÃO DE UMA CIVILIZAÇÃO

Al-Qaeda’s 007
The extraordinary story of the solitary computer geek in a Shepherds Bush bedsit who became the world’s most wanted cyber-jihadist

Gordon Corera
About a dozen uniformed police in riot gear, and a handful of detectives, gathered outside the four-storey terraced house on a quiet street just off Shepherds Bush roundabout in West London.

After a tip-off from overseas colleagues, they knew that inside was a man in contact with a group planning a bombing in Central Europe. His name was Younes Tsouli, but the detectives knew little more about him.

As they tried to shove their way in, the young man in the top-floor flat forced his door shut. It didn’t hold for long. Once the police flooded in, there was a struggle. A mirror smashed and one officer emerged bloodied from a shard of glass. Tsouli was overpowered. “He was thoroughly detained,” one detective recalls. At first, officers were not sure that they had the right person: the long-haired young man in jogging shorts bore little resemblance to the short-haired man in the photo they had been given. But when he confirmed his name, they knew they had their man. Two detectives led him away.

Amid the mess typical of any 22-year-old’s room, detectives found a laptop on a desk, still switched on and with programmes running. When specialist forensic science officers arrived, they found that Tsouli had been creating a website called YOUBOMBIT. A banner with the title and flames was across the bottom of the screen. Also on his screen was a search box with the word “bomb” as the search term. Tsouli was logged in under the username IRH007. The detectives didn’t know it – and wouldn’t realise for some weeks – but they had caught one of the most notorious, most wanted cyber-jihadists in the world: a man whose case illustrated perfectly how terrorists are using the internet not just to spread propaganda, but to organise attacks
Younes Tsouli arrived in London in 2001 with his father, a diplomat from Morocco. He studied IT at a small college in Central London. With few friends, he soon immersed himself in the world of the internet. Online images of the war in Iraq radicalised him. In his mind it was evidence of a war against Muslims. Soon he was in the darker areas of the net, and graduated from viewing images to publishing them. He used variations of the username Irhabi 007 – irhabi meaning terrorist in Arabic, and 007 being a reference to Britain’s most famous fictional spy.

http://women.timesonline.co.uk/tol/life_and_style/women/the_way_we_live/article3191517.ece


COM A TÁCTICA DO SALAME A RENDIÇÃO DA CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL ESTÁ SENDO EFECTUADA PELOS QUE EM TEMPOS FORAM EDUCADOS NO IDEÁRIO INTERNACIONALISTA.NO CASO DE PORTUGAL EM 33 ANOS TRANSFORMARAM UM PAÍS HOMOGÉNIO SOCIAL E CULTURALMENTE NUM PAÍS BALCANIZADO E CHEIO DE GUETOS AINDA POR CIMA POR CONTA DOS RICOS CONTRIBUINTES QUE TÊM QUE DEITAR A LÍNGUA DE FORA PARA OS PAGAR.NINGUÉM CONTABILIZA.DAR, FAZER O BEM, SEM OLHAR A QUEM, CÁ DENTRO E LÁ FORA É O QUE ESTES DESMIOLADOS POLÍTICOS ANDAM A FAZER.GOVERNAM O MUNDO E DESGOVERNAM OS PORTUGUESES QUE QUEREM AMULATAR E AFRICANIZAR.VERDADEIROS ACTOS QUE NOUTROS TEMPOS SERIAM DE ALTA TRAIÇÃO PASSAM COMO ACTOS DE GRANDE HUMANISMO.
ESTES DIRIGENTES QUE TANTO PERSEGUEM OS INDÍGENAS DITOS XENÓFOBOS E RACISTAS E SOLTAM ASSASSINOS,METEM NO PAÍS E COM IGUAIS DIREITOS CENTENAS DE MILHAR DE FULANOS QUE NINGUÉM SABE QUEM SÃO NEM DONDE VIERAM.PODE MUITO BEM SER QUE MUITOS DELES SEJAM COMO O MARROQUINO DA NOTICIA.PARA QUEM INFIÉIS É COISA DE NENHUM VALOR.DESCARTÁVEIS, SEJAM MULHERES E CRIANÇAS INCLUSIVÉ.

100000 EUROS PARA SAMPAIO?

Los Estados van a responder a las peticiones que les hemos planteado y van a concretar sus compromisos nacionales dentro de los objetivos de la Alianza de las Civilizaciones. Ya hemos visto medidas concretas en la primera jornada del Foro, como la propuesta de Qatar de crear un fondo para fomentar el empleo en el mundo árabe", comenta.
O EL PAIS LÁ METEU A FOTOGRAFIA DO HOMEM.ISTO É TUDO UMA TRETA PARA ARRANJAR MAIS UNS LUGARES PARA UNS BOYS.UMA RENDIÇÃO DA EUROPA.CEDÊNCIA A CHANTAGENS.OU NOS METEM NA EUROPA OU NÓS...
JÁ AGORA PODERIAM TER APROVEITADO PARA PEDIR UM FUNDO PARA O EMPREGO EM PORTUGAL...
O SAMPAIO SE LHE DESSEM CORDA DE FACTO RESOVIA ESSA COISA DA ALIANÇA.DAVA PASSAPORTE PORTUGUÊS AO MUNDO E PRONTO TUDO IGUAL, TUDO DIFERENTE.DAR, ACREDITEM , NÃO CUSTA NADA , PRINCIPALMENTE QUANDO DAMOS O QUE NÃO É NOSSO...
ESTES HUMANISTAS DE PASSADO COMUNISTA SÓ VÃO DEITANDO GASOLINA NA FOGUEIRA.

Tuesday, January 15, 2008

100000 EUROS PARA SAMPAIO?

"Una Alianza para movilizar a las grandes mayorías de paz en el mundo"
Zapatero inaugura en Madrid el primer foro de la Alianza de Civilizaciones con Ergogan y Ban Ki-Moon.- Anuncia un coordinador nacional para poner en práctica el proyecto en España

MAS AFINAL NÃO CONHECEM O SAMPAIO EM ESPANHA?ELE QUE É TÃO AMIGO DO REI?O EL PAIS NEM O NOME DO HOMEM ESCREVE?ESTE PODER EFÉMERO É UMA MERDA...

ESTA "ALIANÇA" É UMA TRETA.NADA TEMOS A VER COM ISSO.AINDA POR CIMA QUANDO O REPRESENTATE É DE ORIGEM JUDAICA , O QUE OS "OUTROS" NÃO DEVEM GOSTAR NADA...

OS ACCIONISTAS DO BCP PREFEREM O DR/UNI VARA

SE ANTES HAVIA DÚVIDAS, OFF-SHORES,PERDÕES,ETC, OS ACCIONISTAS ESPERAM MAIS, MUITO MAIS.AINDA BEM QUE DEIXEI DE SER CLIENTE FAZ TEMPO.E QUE O DR VARA PASSE A SER PAGO POR ANGOLANOS E ESPANHÓIS...
DUVIDO É QUE O BP E A "CVM" VÃO ASSEGURAR O QUE DO ANTECEDENTE NÃO ASSEGURARAM...

UM BLOG INTERESSANTE ESFUMOU-SE NO CIBERESPAÇO

http://direito-de-pernada.blogspot.com

OS ABAFADORES DE SERVIÇO

A anatomia de um silêncio

Em Portugal não se investiga, insinua-se, em Portugal nunca há factos apenas suspeitas, também nunca há inocentes, apenas quem não foi declarado culpado. Joaquim Vieira, jornalista conceituado, que dispensa apresentações, ex-número dois do Expresso, tem publicado na Grande Reportagem uma série de textos bastante ácidos sobre Mário Soares. Ora a Grande Reportagem, distribuída semanalmente com o JN e DN, não é exactamente um qualquer pasquim ao nível d' O Crime, do Semanário ou um qualquer jornal de vão de escada, pelo que as reflexões de Joaquim Vieira mereceriam outra atenção.

Atente-se pois no que diz Vieira, que cita profusamente um livro - real, publicado - de Rui Mateus, personagem também real, numa série de artigos sugestivamente intitulada "O Polvo"...

Parte 1 publicado a 3 de Setembro de 2005, na Grande Reportagem nº 243.

Além da brigada do reumático que é agora a sua comissão, outra faceta distingue a candidatura de Mário Soares a Belém das anteriores: surge após a edição de Contos Proibidos - Memórias de um PS desconhecido, do seu ex-companheiro de partido Rui Mateus.

O livro, que noutra democracia europeia daria escândalo e inquérito judicial, veio a público nos últimos meses do segundo mandato presidencial de Soares e foi ignorado pelos poderes da República. Em síntese, que diz Mateus? Que, após ganhar as primeiras presidenciais, 1986, Soares fundou com alguns amigos políticos um grupo empresarial destinado a usar os fundos financeiros remanescentes da campanha. Que a esse grupo competia canalizar apoios monetários antes dirigidos ao PS, tanto mais que Soares detestava quem lhe sucedeu no partido, Vítor Constâncio (um anti-soarista), e procurava uma dócil alternativa a essa liderança.

Que um dos objectivos da recolha de dinheiros era para financiar a reeleição de Soares. Que, não podendo presidir ao grupo por razões óbvias, Soares colocou os amigos como testas-de-ferro, embora reunisse amiúde com eles para orientar a estratégia das empresas, tanto em Belém como nas suas residências particulares. Que, no exercício do seu "magistério de influência" (palavras suas noutro contexto), convocou alguns magnatas internacionais - Rupert Murdoch, Sílvio Berlusconi, Robert Maxwell e Stanley Ho - para o visitarem na Presidência da República e se associarem ao grupo, a troco de avultadas quantias que pagariam para facilitação dos seus investimentos em Portugal.

Note-se que o "Presidente de todos os portugueses" não convidou os empresários a investir na economia nacional, mas apenas no seu grupo, apesar dos contribuintes suportarem despesas de estada. Que moral tem um país para criticar Avelino Ferreira Torres, Isaltino Morais, Valentim Loureiro ou Fátima Felgueiras se acha normal uma candidatura presidencial manchada por estas revelações? E que foi feito dos negócios do Presidente
Soares? Pela relevância do tema, ficará para próximo desenvolvimento.

Parte 2 publicado a 10 de Setembro de 2005, na Grande Reportagem nº 244.
A rede de negócios que Soares dirigiu enquanto Presidente foi sedeada na empresa Emaudio, agrupando um núcleo de próximos seus, dos quais António Almeida Santos, eterna ponte entre política e vida económica, Carlos Melancia, seu ex-ministro, e o próprio filho, João. A figura central era Rui Mateus, que detinha 60 mil acções da Fundação de Relações Internacionais (subtraída por Soares à influência do PS após abandonar a sua liderança), as quais eram do Presidente mas de que fizera o outro fiel depositário na sua permanência em Belém - relata Mateus em Contos Proibidos.

Soares controlaria assim a Emaudio pelo seu principal testa-de-ferro no grupo empresarial. Diz Mateus que o Presidente queria investir nos média: daí o convite inicial para Sílvio Berlusconi (o grande senhor da TV italiana, mas ainda longe de conquistar o governo) visitar Belém.
Acordou-se a sua entrada com 40% numa empresa em que o grupo de Soares reteria o resto, mas tudo se gorou por divergências no investimento.
Soares tentou então a sorte com Rupert Murdoch, que chegou a Lisboa munido de um memorando interno sobre a associação a "amigos íntimos e apoiantes do Presidente Soares", com vista a "garantir o controlo de interesses nos média favoráveis ao Presidente Soares e, assumimos, apoiar a sua reeleição". Interpôs-se porém outro magnata, Robert Maxwell, arqui-rival de Murdoch, que invocou em Belém credenciais socialistas.
Soares daria ordem para se fazer o negócio com este. O empresário inglês passou a enviar à Emaudio 30 mil euros mensais. Apesar de os projectos tardarem, a equipa de Soares garantira o seu "mensalão".

Só há quatro anos foi criminalizado o tráfico de influências em Portugal, com a adesão à Convenção Penal Europeia contra a Corrupção. Mas a ética política é um valor permanente, e as suas violações não prescrevem. Daí a actualidade destes factos, com a recandidatura de Soares. O então Presidente ficaria aliás nervoso com a entrada em cena das autoridades judiciais - episódio a merecer análise própria.

Parte 3 publicado a 17 de Setembro de 2005, na Grande Reportagem nº 245.

A empresa Emaudio, dirigida na sombra pelo Presidente Soares, arrancou pouco após a sua eleição e, segundo Rui Mateus em Contos Proibidos, contava "com muitas dezenas de milhares de contos "oferecidos" por (Robert) Maxwell (...), consideráveis valores oriundos do "ex-MASP" e uma importante contribuição de uma empresa próxima de Almeida Santos." Ao nomear governador de Macau um homem da Emaudio, Carlos Melancia, Soares
permite juntar no território administração pública e negócios privados.
Acena-se a Maxwell a entrega da estação pública de TV local, com a promessa de fabulosas receitas publicitárias. Mas, face a dificuldades técnicas, o inglês, tido por Mateus como "um dos grandes vigaristas
internacionais", recua.

O esquema vem a público, e Soares acusa os gestores da Emaudio de lhe causarem perda de popularidade, anuncia-lhes alterações ao projecto e exige a Mateus as acções de que é depositário e permitem controlar a
empresa. O testa-de-ferro, fiel soarista, será cilindrado - tal como há semanas sucedeu noutro contexto a Manuel Alegre. Mas antes resiste, recusando devolver as acções e esperando a reformulação do negócio. E,
quando uma empresa reclama por não ter contrapartida dos 50 mil contos (250 mil euros) pagos para obter um contrato na construção do novo aeroporto de Macau, Mateus propõe o envio do fax a Melancia exigindo a
devolução da verba.

O Governador cala-se. Almeida Santos leva a mensagem a Soares, que também se cala. Então Mateus dá o documento a O Independente, daqui nascendo o "escândalo do fax de Macau". Em plena visita de Estado a Marrocos, ao saber que o Ministério Público está a revistar a sede da Emaudio, o Presidente envia de urgência a Lisboa Almeida Santos (membro da sua comitiva) para minimizar os estragos. Mas o processo é inevitável. Se Melancia acaba absolvido, Mateus e colegas são condenados como corruptores. Uma das revelações mais curiosas do seu livro é que o suborno (sob o eufemismo de "dádiva pública") não se destinou de facto a Melancia mas "à Emaudio ou a quem o Presidente da República decidisse". Quem afinal devia ser réu?

Os factos nem parecem muito difíceis de confirmar, ou desmentir, e no entanto é mais fácil - mais confortável - ignorá-los, não se confia na justiça ou porque não se acredita que funcione em tempo útil, ou por que se tem medo que funcione, em vida, e as dúvidas, os boatos, os rumores, a 'fama' persistem. E é assim, passo a passo, que lentamente se vai destruindo de vez a confiança dos portugueses nas instituições. Por incúria, por medo, por desleixo, até por arrogância, porventura de fantasmas e até... da própria sombra.

N.A. Como adenda, e perdoem-me o sarcasmo que é preciso por as coisas no seu devido lugar, talvez conviesse meditar no generoso silêncio dedicado ao conteúdo destes artigos de Vieira, e ao livro de Mateus, por parte de
alguns dos e(ste)ticistas do regime quando comparado com a, também ela generosa, campanha em curso contra alguns 'antros anónimos de pensamento livre e desalinhado... Ou, será que as coisas já evoluíram tanto, tanto, que agora só existem depois de serem tratadas em blog ? É que a Grande Reportagem tem uma tiragem superior a 100 000 exemplares, nós ainda não... Entretanto, por essas e por outras, do Brasil até gozam...
Como adenda suplementar convém frisar que o problema não é novo, ou sequer isolado, antes é estrutural e crónico. Atente-se na GALP e nas maravilhas que por lá se passa(ra)m. No mínimo, os factos - 'estranhos -
mereceriam uma investigação apurada, judicial e jornalística, no entanto...

O Polvo, Parte 4 publicado a 24 de Setembro de 2005, na Grande Reportagem nº 246.
por Joaquim Vieira.

Ao investigar o caso de corrupção na base do "fax de Macau", o Ministério Público entreviu a dimensão da rede dos negócios então dirigidos pelo Presidente Soares desde Belém. A investigação foi encabeçada por António
Rodrigues Maximiano, Procurador-geral adjunto da República, que a dada altura se confrontou com a eventualidade de inquirir o próprio Soares.

Questão demasiado sensível, que Maximiano colocou ao então Procurador-geral da República, Narciso da Cunha Rodrigues. Dar esse passo era abrir a Caixa de Pandora, implicando uma investigação ao financiamento dos partidos políticos, não só do PS mas também do PSD - há quase uma década repartindo os governos entre si. A previsão era catastrófica: operação "mãos limpas" à italiana, colapso do regime, república dos Juízes.

Cunha Rodrigues, envolvido em conciliábulos com Soares em Belém, optou pela versão mínima: deixar de fora o Presidente e limitar o caso a apurar se o Governador de Macau, Carlos Melancia, recebera um suborno de 250 mil euros.

Entretanto, já Robert Maxwel abandonara a parceria com o grupo empresarial de Soares, explicando a decisão em carta ao próprio Presidente. Mas logo a seguir surge Stanley Ho a querer associar-se ao grupo soarista, intenção que segundo relata Rui Mateus em Contos Proibidos, o magnata dos casinos de Macau lhe comunica "após consulta ao Presidente da República, que ele sintomaticamente apelida de boss.

Só que Mateus cai em desgraça, e Ho negociará o seu apoio com o próprio Soares, durante uma "presidência aberta" que este efectua na Guarda.
Acrescenta Mateus no livro que o grupo de Soares queria ligar-se a Ho e à Interfina (uma empresa portuguesa arregimentada por Almeida Santos) no gigantesco projecto de assoreamento e desenvolvimento urbanístico da baía da Praia Grande, em Macau, lançado ainda por Melancia, e onde estavam "previstos lucros de milhões de contos".

Com estas operações, esclarece ainda Mateus, o Presidente fortalecia uma nova instituição: a Fundação Mário Soares. Inverosímil? Nada foi desmentido pelos envolvidos, nem nunca será.

O Polvo, Parte 5, conclusão publicado a 1 de Outubro de 2005, na Grande Reportagem nº 247.

por Joaquim Vieira.

As revelações de Rui Mateus sobre os negócios do Presidente Soares, em Contos Proibidos, tiveram impacto político nulo e nenhuns efeitos. Em vez de investigar práticas porventura ílicitas de um Chefe de Estado, os
jornalistas preferiram crucificar o autor pela "traição" a Soares (uma tese académica elaborada por Estrela Serrano, ex-assessora de imprensa em Belém, revelou as estratégias de sedução do Presidente sobre uma
comunicação social que sempre o tratou com indulgência.)

Da parte dos soaristas, imperou a lei do silêncio: comentar o tema era dar o flanco a uma fragilidade imprevisível. Quando o livro saiu, a RTP procurou um dos visados para um frente-a-frente com Mateus - todos
recusaram. A omertá mantém-se: o desejo dos apoiantes de Soares é varrer para debaixo do tapete esta história (i)moral da III República, e o próprio, se interrogado sobre o assunto, dirá que não fala sobre minudências, mas sobre os grandes problemas da Nação.

Com a questão esquecida, Soares terminou em glória uma histórica carreira política, mas o anúncio da sua recandidatura veio acordar velhos fantasmas. O mandatário, Vasco Vieira de Almeida, foi o autor do acordo
entre a Emaudio e Robert Maxwell. Na cerimónia do Altis, viram-se figuras centrais dos negócios soaristas, como Almeida Santos ou Ílidio Pinho, que o Presidente fizera aliar a Maxwell. Dos notáveis próximos da candidatura do "pai da pátria", há também homens da administração de Macau sob a tutela de Soares, como António Vitorino e Jorge Coelho, actuais eminências pardas do PS, ou Carlos Monjardino, conselheiro para a gestão dos fundos
soaristas e presidente de uma fundação formada com os dinheiros de Stanley Ho.

Outros ex-"macaenses" influentes são o ministro da Justiça Alberto Costa, que, como director do Gabinete da Justiça do território, interveio para minorar os estragos entre o soarismo e a Emaudio, ou o presidente da CGD
por nomeação de Sócrates, que o Governador Melancia pôs à frente das obras do aeroporto de Macau.

Será o Polvo apenas uma teoria de conspiração?
E depois, Macau, sempre Macau...

2005-10-27 - 02:45:00
Joaquim Vieira, despedido
Joaquim Vieira, director da 'Grande Reportagem', detida pelo grupo Controlinveste, foi ontem despedido.
O jornalista, que terá de sair até sexta-feira, foi, igualmente, informado de que a revista será fechada até Dezembro. As razões de tais medidas são desconhecidas.

Recorde-se que Vieira tem vindo a escrever sobre o polémico livro de Rui Mateus, onde se aludia a ligações do PS de Soares ao caso Emáudio.

ENTÃO QUE TAL ESTA PARA NAMORADA DO SR SÓCRATES?

A JUSTIÇA DAS NOVAS OPORTUNIDADES

Destruição do caso julgado
"Não pode ser tudo a favor do condenado e do criminoso e nada a favor da necessidade social de segurança. Como sabemos, os recursos processuais são o meio legal posto à disposição das pessoas em litígio para corrigirem os vícios ou erros cometidos na decisão, portanto o instrumento, o remédio, que permite reapreciar o mérito da decisão judicial. Os recursos ordinários (já não os extraordinários) interpõem-se de decisões não transitadas em julgado. Quando transitada em julgado, a decisão sobre a relação material em discussão no processo ganha força obrigatória.

Agora, no novo Código de Processo Penal (CPP), o legislador, tocado por mais uma originalidade, veio destruir o valor da imutabilidade relativa do caso julgado. Diz, de forma espantosa, o nosso não menos espantoso legislador, que, se após o trânsito em julgado da condenação, mas antes de ter cessado a execução da pena, entrar em vigor lei penal mais favorável, o condenado pode requerer a reabertura da audiência para que lhe seja aplicado o novo regime – Artigo 371-A do CPP. Ficamos a saber que a partir de agora é permitido ao condenado, com condenação transitada em julgado, pedir a reabertura da audiência com vista à aplicação de um novo regime penal que, em concreto, lhe seja mais favorável, o que impõe a realização de um novo julgamento, mesmo que parcial. Não tendo o caso julgado qualquer protecção, esse novo julgamento parece obrigar a um repetido juízo sobre a tipicidade dos factos, grau de culpa, fins de prevenção, espécie e medida da pena. A ser assim, ocorrem várias perguntas: qual o tribunal competente para realizar tal tarefa, o da condenação ou o que for apanhado no momento? Que limites são impostos à convicção deste julgador, designadamente estará impedido de alterar os factos provados? Ao aplicar o novo regime serve-se, apenas, dos elementos de prova que estão no processo ou não?

O não respeito pela decisão transitada em julgado cria uma enorme perturbação na ordem das decisões judiciais. A certeza, a paz judicial, a segurança jurídicas, que são apanágio de um Estado Constitucional de Direito, recomendam vivamente que esta norma seja alterada, uma vez que o seus efeitos serão devastadores para a imagem e credibilidade da Justiça, podendo, ela mesmo, ser um fonte inspiradora de desigualdades, face às variadas interpretações que gera. Não pode ser tudo a favor do condenado e do criminoso, permitindo constantemente uma reapreciação de uma condenação, e nada a favor da necessidade social de segurança e certeza do Direito e da Justiça.

Temos, para nós, que os tribunais podem recusar a aplicação desta norma por ser inconstitucional, na medida em que o alcance do Artigo 29.º, n.º 4 da Constituição da República Portuguesa, quando manda aplicar retroactivamente as leis penais de conteúdo mais favorável ao arguido, não possui, como já disse o Tribunal Constitucional, alcance ilimitado, uma vez que a protecção constitucional do caso julgado justifica a limitação da garantia estabelecida naquele preceito legal. O julgador não é obrigado a aplicar uma lei inconstitucional. É pena que os seus mentores não tenham pensado nas consequências dos seus actos e não tenham percebido que a matriz de qualquer reforma penal assenta nos valores supra e infraconstitucionais. A protecção e o respeito do caso julgado têm consagração na Constituição, conforme os artigos 2.º; 111.º, n.º 1; 205.º, n.º 2; e 282.º, n.º 3 da Constituição da República Portuguesa. Aqui fica o alerta para que o cidadão tome consciência desta nódoa que mancha a segurança da Justiça, que, parafraseando o nosso Eça, nem com benzina sai, a não ser com algo que corte a raiz a este pensamento."

Rui Rangel