Monday, April 30, 2007

SEXY JESSICA BIEL



UK BOMB PLOT AND THE ADORABLE MULTICULTURALISM














ENGAVETADOS PARA A VIDA.É A VIDA...
AS SOLTEIRONAS FEIAS DAS ESQUERDAS PODEM CANDIDATAR-SE A MADRINHAS DE GUERRA POIS QUE AQUILO DEVE SER CHATO NÃO É?

HOSPITAIS MILITARES E ARMA LIGEIRA

Isto da reorganização dos Hospitais Militares fez-me lembrar a modernização das FA´s e o seu primeiro e grande projecto: a substituição da G-3 espingarda da guerra colonial.Decidida hà mais de 20 anos...mas ainda com problema de "concurso" portanto tomando isso e outros projectos semelhantes de "modernização" de que só quase foi implementada a parte que vinha, de borla, da oferta de "sucata" estrangeira, como exemplo, nada de "estresse" como dizem os nossos irmãos brasileiros...

AO YES MAN VITAL MOREIRA

COMO ESPECIALISTA REPUTADO NÃO SÓ DA CONSTITUIÇÃO MAS TAMBÉM EM GOLPES DE RINS DEIXO-LHE UM LINK PARA PODER COMENTAR E CONCORDAR COM "CORTES"
E NUNCA SE ESQUEÇA DAQUELA MÁXIMA MAOISTA, QUE COMO APRENDEU, ERA A DOENÇA INFANTIL DO COMUNISMO: O PODER ESTÁ NA PONTA DAS BAIONETAS...


https://www.tcontas.pt/pt/actos/rel_auditoria/2007/audit-dgtc-rel013-2007-2s.pdf

COMO JÁ NÃO EXISTE ALIANÇA POVO-MFA...

Hospitais militares
Não se vislumbra nenhum argumento convincente contra a consolidação dos numerosos hospitais militares. Pelo contrário: não somente por razões financeiras, mas também para a melhoria da qualidade dos cuidados prestados. Já se fez o mesmo com os institutos de ensino superior militar, com as vantagens inerentes.
Portugal gasta demais com as forças armadas, devendo fazer economias onde há duplicações e desperdícios, como sucede com os hospitais militares. E não faz sentido fazer concentrações nas escolas e no sistema de saúde do SNS e manter estruturas fragmentadas e corporativas no sector militar.
[Publicado por vital moreira] 29.4.07

QUE TAL MAIS UM PARECER DO VM?

Sunday, April 29, 2007

QUANTO CUSTA O TRATAMENTO DOS IMIGRANTES COM SIDA?

Sida: programa prevê menos um quarto das mortes
2007/04/27 | 16:31
Plano de prevenção pretende diminuir 25 por cento dos novos casos

A diminuição de um quarto dos novos casos e do número de mortes por Sida em Portugal é um objectivo do Programa Nacional de Prevenção e Controlo da Infecção VIH/Sida, que está pronto, depois de recolhidos vários contributos, escreve a agência Lusa.

A informação foi avançada à Lusa pelo coordenador nacional para a infecção VIH/Sida, Henrique Barros, que sábado participa num encontro internacional sobre o Vírus da Imunodeficiência Humana («HIV Meeting»), em Cascais.

No encontro serão passadas em revista as respostas terapêuticas existentes para o VIH/Sida e discutidas algumas novidades, como a publicada na edição de Abril da revista Lancet sobre o resultado de um ensaio de fase II do «raltegravir», um inibidor de «integrase» que é «uma inovação terapêutica de uma nova classe de anti-retrovíricos».

Os inibidores de «integrase» são uma nova classe de medicamentos para o tratamento do VIH/Sida em investigação, que inibem a inserção do ADN viral do VIH no ADN humano.

O «HIV Meeting» é um encontro certificado pela Ordem dos Médicos e conta com o apoio da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI), Sociedade Portuguesa de Doenças Infecciosas (SPDI) e Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA (APECS), com o patrocínio de um laboratório.

No encontro participará Henrique Barros, coordenador do principal programa para reduzir o VIH/Sida em Portugal, o Programa Nacional de Prevenção e Controlo da Infecção VIH/Sida.

Este documento visa, até 2010, «reduzir em Portugal o número de novas infecções VIH, e diminuir pelo menos em 25 por cento o número de novos casos e de mortes por SIDA».

De acordo com o relatório do Centro de Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmissíveis, em 31 de Dezembro do ano passado estavam notificados em Portugal 30.366 casos de infecção VIH/Sida «nos diferentes estados de infecção».

Segundo este relatório, «os casos de Sida apresentam a confirmação do padrão epidemiológico registado anualmente desde 2000, verifica-se um aumento proporcional do número de casos de transmissão heterossexual e consequente diminuição (proporcional) dos casos associados à toxicodependência».

PARA QUEM NÃO GOSTE DA MANEIRA COMO SE COLOCA A QUESTÃO VÃO VER OS REQUISITOS EXIGIDOS A PORTUGUESES QUE QUEIRAM IR TRABALHAR PARA ALGUNS PALOP´S...

QUANTOS MAIS IMIGRANTES MAIOR POBREZA

Nível de pobreza dos imigrantes é semelhante ao dos portugueses


Eduarda Ferreira

Os imigrantes oriundos de países exteriores à União Europeia correm mais o risco de ser pobres do que a sociedade maioritária em que vivem, segundo um estudo que comparou a realidade de 14 países, entre os quais Portugal. Aqui, no entanto, ocorre um fenómeno distinto daquele que foi constatado em outros parceiros o risco de pobreza entre dois tipos de imigrantes (de dentro da UE ou de fora dela) situa-se até um pouco abaixo daquele a que está exposto quase um quarto da população portuguesa.

É uma diferença mínima, mas pode depreender-se dos resultados deste estudo que o conjunto dos imigrantes em Portugal corre um risco idêntico de pobreza, se comparado com a população que cá nasceu e à qual está atribuída a nacionalidade. Esta última cifra ronda os 22% e equivale a dizer que uma correspondente faixa de portugueses vive apenas com 60% do rendimento médio nacional. No caso do conjunto dos migrantes em Portugal, sejam eles provenientes da UE ou de fora dela, o risco de pobreza ronda os 21%.

Nos 14 países analisados há um fosso nítido, em alguns casos, entre a condição económica dos imigrantes oriundos de países da União Europeia e aqueles que precedem de países exteriores a ela. Isso é mais marcante na Bélgica, França, Luxemburgo e na Noruega, sendo de notar que este último país não se encontra no grupo dos actuais 27. Na Bélgica, mais de metade daqueles que não têm cidadania da UE vivem na pobreza. Em França e no Luxemburgo essa faixa chega aos 45%. Noutros países, um em cada três migrantes de fora da U E está em risco de pobreza. Em alguns casos, como na Bélgica, França, Luxemburgo, Finlândia e Suécia, a situação dos imigrantes é duplamente desvantajosa a pobreza atinge muitos deles e o grau desta é mais acentuado do que a média entre a população autóctone.

A Dinamarca é o país em que os níveis de pobreza são mais baixos entre a população nacional e entre os imigrantes. Mas o estudo realça a situação de Portugal, referindo que aqui "os migrantes não são mais desfavorecidos que a população local". Esta contabilidade refere-se não só aos imigrantes de fora da UE, como aos comunitários. A situação é idêntica na Estónia, mas sobre este país não são apresentados números relativos à migração vinda de fora dos 27.

Os migrantes do seio da UE têm níveis de pobreza mais baixos ou idênticos aos das populações nacionais nos casos da Dinamarca, Grécia, Irlanda, Noruega e Portugal. Já a Áustria mostra uma realidade diferente a pobreza entre as pessoas nascidas na UE é quase o dobro da que ocorre entre os não-migrantes.

HOSPITAIS MILITARES E POLITICOS MUITO ESPERTOS

O relatório sobre a reforma da saúde militar foi entregue ao Ministério da Defesa com quase um ano de atraso. De acordo com o despacho publicado em Diário da República a 2 de Maio do ano passado, o grupo de trabalho, coordenado pela ex-directora da Administração Regional de Saúde de Lisboa, Ana Jorge, deveria ter entregue o relatório e as propostas até 30 de Julho de 2006.

Composto por cinco elementos, a coordenadora teve direito a uma remuneração mensal de 1696 euros, enquanto os restantes membros auferiram por mês cerca de 700 euros.

Além de apresentar um estudo sobre a reestruturação dos hospitais militares, o grupo de trabalho tinha ainda como missão definir um modelo de gestão flexível, centrada na obtenção de uma máxima eficiência”.

ACHO QUE A EXEMPLO DA ESPERTEZA SALOIA DOS GOVERNANTES QUE "ENCOMENDARAM" UM ESTUDO DE SAUDE MILITAR A UNS CIVIS ESPECIALISTAS EM LAXISMOS DO TIPO HOSPITAL AMADORA-SINTRA, DEVEM ENTREGAR A UNS MILITARES A REORGANIZAÇÃO DO SISTEMA POLITICO.
ESTES NOSSOS ESCLARECIDOS POLITICOS QUE TODOS OS DIAS TRABALHAM PARA A EXIGUIDADE E DESCARACTERIZAÇÃO DE PORTUGAL , LOGO PARA A SUA INVIABILIDADE COMO PAIS INDEPENDENTE JÁ POUCA PEDRA TÊM SOBRE PEDRA E CADA VEZ A SITUAÇÃO PIORA.
É SABIDO QUE A PRIMEIRA PREOCUPAÇÃO DOS POLITICOS A SEGUIR AO GOLPE DO 25/4 FOI ARREDAR TUDO O QUE CHEIRASSE A MILITAR , NA ALTURA A PRIMEIRA "BARREIRA" AO "DESENVOLVIMENTO" E AO "PROGRESSO", PRINCIPALMENTE "DO SEU"
EM TODO O LADO OS MILITARES FORAM "DESPEJADOS", NOMEADAMENTE NA PROTECÇÃO CIVIL QUE DE CUSTOS ADICIONAIS REDUZIDÍSSIMOS PASSOU A UMA ESTRUTURA CARÍSSIMA MAS DE CONTROLO E COLOCAÇÃO DOS "RAPAZES E RAPARIGAS" DO SISTEMA.
A SUBSTITUIÇÃO NA INDUSTRIA MILITAR PODE VER-SE PELO SEU COMPLETO DESAPARECIMENTO OU DESAPROVEITAMENTO COMO ACONTECEU COM O LABORATÓRIO MILITAR
VENDER É O QUE ESTÁ A DAR...
NÃO ESTÁ EM CAUSA UMA REORGANIZAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO MAS SIM A POUCA VERGONHA DE O ANDAREM A FAZER COMO DIRIA O OUTRO NAS COSTAS DO PESSOAL TRABALHADOR, NESTE CASO OS MILITARES SABEDORES DAS ESPECIFICIDADES QUE O SISTEMA TEM QUE GARANTIR AGORA E EM SITUAÇÕES DE CRISE OU GUERRA.
NÃO É SÓ NO SISTEMA DE SAUDE MILITAR QUE OS POLITICOS TÊM OU QUEREM FAZER ASNEIRA DA GROSSA É EM MUITAS POLITICAS QUE CAVAM OS FUNDAMENTOS DA NAÇÃO PORTUGUESA COMO O FIM DO SERVIÇO MILITAR OBRIGATÓRIO, A LEI DA NACIONALIDADE , DA LEGALIZAÇÃO, ETC
SÓ LHES FALTA UM BOCADINHO QUE É DOMESTICAREM MELHOR A JUSTIÇA PARA QUE FINALMENTE TENHAM CONSEGUIDO O QUE MAIS DESEJARAM: DESTRUIR O PAÍS!

Saturday, April 28, 2007

UMA LEI DE GUTERRES TÃO BOA...

Segundo se lê na Lei dos Estatutos dos Eleitos Locais, estes têm direito a apoio nos processos judiciais que tenham como causa o exercício das respectivas funções, incluindo o pagamento de todos os encargos inerentes ao processo. Foi com base nesta legislação que os serviços jurídicos da Câmara apresentaram a proposta a Carmona Rodrigues que, por seu turno, terá subscrito a moção e, posteriormente, distribuído entre os vereadores, extra agenda, para ser discutida na reunião de ontem. E embora fonte da autarquia tenha adiantado que Carmona desistiu de apresentar a proposta por considerar que passaria uma “má mensagem aos cidadãos”, o vereador do PS Dias Baptista garante ter recebido a informação de que “a moção não foi cancelada mas adiada para reunião privada”.

CM LISBOA GOVERNO DE SALVAÇÃO

O melhor é os partidos acordarem, com carácter excepcional, um governo de salvação por 2 anos de maneira a reorganizarem tudo, a nível de estruturas de governo camarário e de finanças.Depois novas eleições...

FARC MEMBERS SO LOW VALUABLES?

Video released of kidnapped Colombian lawmakers
By ASSOCIATED PRESS
CALI, Colombia



Twelve kidnapped lawmakers pleaded with President Alvaro Uribe to jumpstart stalled talks with their leftist rebel captors in a video released Friday by the insurgents.

The legislators are among about 60 politicians, soldiers and police - including three American defense contractors - held by the Revolutionary Armed Forces of Colombia, or FARC, Latin America's oldest and best-armed guerrilla movement.

The video, the first proof of life of the lawmakers in seven months, was viewed Friday by weeping family members in the same state legislature where their loved ones were abducted five years ago by a commando rebel unit disguised as soldiers.

The hostages were shown repeating calls for Uribe to concede to rebel demands for an 800-square-kilometers safe haven near Cali, Colombia's third largest city, to conduct talks aimed at negotiating the exchange of the hostages for hundreds of jailed rebels.

After the video's release, Defense Minister Juan Manuel Santos reiterated the government's refusal to grant the request, saying, "the government had explained over and over such a proposal was unacceptable

HERE IN PORTUGAL THEIR FRIENDS OF COMUNIST PARTY ARE THE MORE VALUABLES AS THEY ARE BACK POWER AND STAMPING PEOPLE AS "DEMOCRATIC OR FASCIST" AND MANAGING A LOT OF LITTLE AND ABOUT UNKNOWN ORGANIZATIONS TO LOBBYNG THE "CORRECT PORTUGUESE POLITICS" THE MOST FAMOUS ABOUT INCOMING IMMIGRATION NOT NEEDED BUT WELL PAYED BY PORTUGUESE REAL TAX PAYERS... AND BY THE REPLACED PORTUGUESE WORKERS AT THEIR JOBS...

100000 OU 300000 ANGOLANOS?

Casa de Angola de Lisboa debate situação de imigrantes em Portugal
A imigração em Portugal é o primeiro tema que estará em discussão sábado na Casa de Angola, em Lisboa, no âmbito de uma série de debates que aquela associação vai realizar até Julho.

O vice-presidente da Casa de Angola, Jaime Araújo, disse que semanalmente serão debatidos na associação temas relacionados com a comunidade angolana em Portugal e com Angola, como a saúde e a economia.

A imigração será o primeiro tema em debate, no qual vão estar em análise as novas leis da Nacionalidade e da Imigração em Portugal, além do poder e da influência que os estrangeiros podem e devem ter na sociedade portuguesa, adiantou.

O debate irá analisar a situação de todos os imigrantes em Portugal, uma vez que, na opinião de Jaime Araújo, "todos têm os mesmos problemas", sendo o mais grave a ilegalidade.

De acordo com o mesmo responsável, dois terços da comunidade imigrante é ilegal, uma realidade que também afecta os angolanos que vivem em Portugal.

Segundo o "site" do Consulado de Angola em Lisboa, em Portugal vivem cerca de 100 mil angolanos, dos quais 20 mil estão ilegais.

Jaime Araújo vai mais longe e estima que residam em Portugal cerca de 300 mil angolanos, estando a maior parte em situação irregular.

No debate sobre a imigração vão participar o angolano António Tavares, deputado na Câmara Municipal de Lisboa, e os juristas Ilídia Cohen e Pedro Coelho da Silva.

Criada em 1969, a Casa de Angola conta actualmente com 1.200 sócios.

E AINDA DIZEM QUE TEMOS SERVIÇOS DE ESTRANGEIROS E FRONTEIRAS...
http://www.sef.pt/portal/V10/PT/aspx/estatisticas/evolucao.aspx?id_linha=4255&menu_position=4140#0

PORTUGAL APLICARÁ O QUE ANGOLA REQUER PARA UM CIDADÃO PORTUGUÊS IR PARA ANGOLA?
http://www.consuladogeral-angola.pt/declaracoes/pdf/vistos_trab/vistos_trab.pdf
JÁ AGORA E DE ACORDO COM A EMBAIXADA DE CABO VERDE:















CONCLUINDO: O SEF/ACIME NÃO SABEM O QUE ANDAM A FAZER E ACIMA DE TUDO MERCÊ DO POLITICAMENTE CORRECTO QUE VIGORA NA AR/GOVERNO OS MERDAS DOS TUGAS QUE TRABALHEM E DESCONTEM PORQUE HÁ MUITA COISA A PAGAR...

SINAL DE QUE ANDAMOS A SER BEM GOVERNADOS


-2007


Manifestação | 1 de Maio | 16 horas | Largo do Rato
Desfile até ao Marquês de Pombal e discurso do Presidente do PNR

A justiça social, o combate ao capitalismo selvagem, mas também o combate à luta de classes, são "bandeiras" que os Nacionalistas reclamam para si.
Nessa medida, a nossa jornada não é sectária, mas integral. É uma "jornada de luta pelo Trabalho Nacional":
- Porque nos importa a dignidade do trabalhador português;
- Porque defendemos os empregos com salários justos para os portugueses;
- Porque trabalhador, é o assalariado, assim como o profissional liberal e o patrão;
- Porque defendemos as empresas portuguesas;
- Porque defendemos a nossa agricultura, pescas, comércio...;
- Porque defendemos os meios de produção e sectores estratégicos nas mãos da Nação.
Por tudo isto, combatemos a ideia comunista de luta de classes e exaltação do proletariado.
Pelo contrário, exaltamos o proletariado, sim, mas em conjunto e em pé de igualdade de dignidade, com todos os restantes agentes do Trabalho Nacional.
Porque a Nação precisa de todos os portugueses. Porque todos os portugueses devem, em conjunto, engradecer a sua Nação.
Por isso, no dia 1º de Maio, vamos proclamar bem alto:
Os portugueses estão em primeiro lugar!
Portugal aos portugueses!
Nação e Trabalho!

ANA GOMES QUE TAL MADRINHA DE GUERRA?


EEUU anuncia la captura de Abd al Hadi al Iraqi, 'miembro de alto nivel de Al Qaeda'
Acusado de planear un intento de asesinato del presidente de Pakistán, Pervez Musharraf
Según el Pentágono, era uno de los hombres de confianza de Bin Laden en Irak
Al Hadi, que ha sido trasladado a Guantánamo, estuvo antes bajo custodia de la CIA

OLHE QUE COITADINHO DELE SEM UMA MADRINHA DE GUERRA NO PARLAMENTO EUROPEU A SUA VIDA VAI SER MUITO MAIS CHATA...

COMISSARIO PARA A MAIORIA ÉTNICA PRECISA-SE

Maioria dos trabalhadores explorados em La Rioja são portugueses
27.04.2007 - 18h00 Lusa



A maioria dos dois mil trabalhadores que estão a ser explorados na zona espanhola de La Rioja são portugueses de zonas pobres da região do Porto, revelou hoje o procurador-geral do Tribunal Superior de Justiça do país.

Juan Calparsoro falava numa conferência de imprensa convocada para a divulgação dos dados do ano passado da procuradoria de La Rioja, onde explicou que continua em curso uma investigação detalhada para clarificar as informações sobre o tráfico ilegal de imigrantes e o abuso de pessoas com fins laborais.

O responsável acrescentou que já foram detectadas várias situações de portugueses muito pobres, com problemas de droga e até deficiências físicas e mentais, que estão a trabalhar em condições de quase escravatura.

Friday, April 27, 2007

HOSPITAIS MILITARES

SERVIÇOS DE SAÚDE MILITAR - ESCLARECIMENTO


Face à controvérsia gerada em torno de notícias vindas a público relativamente à "Reforma da Saúde Militar" o gabinete do General Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas leva ao conhecimento de todos os militares do activo, da reserva e da reforma, civis e militarizados o seguinte:



1. Na tarde de 24 de Abril de 2007 e na presença de Sua Excelência o Ministro da Defesa Nacional, foi feita às Chefias Militares uma exposição pelo grupo instituído por despacho ministerial de 2005 para analisar a temática dos Serviços de Saúde Militares.



2. Tratou-se do primeiro contacto facultado às Chefias Militares no tocante à acção do referido grupo.



3. Como primeira impressão as Chefias Militares expressaram:
- discordância quanto a vários dos fundamentos do diagnóstico apresentado;



- muita reserva quanto à suficiência e validade da análise feita;



- consequentemente, fortes dúvidas quanto às suas decorrentes conclusões e propostas.



4. Sem prejuízo desse entendimento e em conformidade com a sua constante preocupação com a permanente optimização das actividades, serviços e órgãos sob sua responsabilidade, as Chefias Militares deram conta a Sua Excelência o MDN da sua inteira disponibilidade e interesse para procederem à apreciação aprofundada do relatório.



5. Esta posição mereceu concordância de S. Ex.ª o MDN que na circunstância enfatizou também a delicadeza inerente à dimensão social desta questão.



6. O relatório não foi ainda distribuído às Chefias Militares.



7. O assunto está portanto totalmente em aberto pelo que, as notícias que sobre este assunto foram publicadas por vários órgãos de comunicação social em 25 de Abril de 2007 não correspondem à realidade.



26ABR2007

O DIÁLOGO É MUITO BONITO, MAS COM LEALDADE...

A AUTOFAGIA DO ESTADO

Também José Falcão, do SOS Racismo, acusa as autoridades de provocação e faz questão de alertar para a diferença de tratamento em relação a uma manifestação pacifista como a de há dois dias e a de há um ano que juntou a extrema-direita

DIZEM QUE EXISTEM FUNCIONÁRIOS A MAIS ( EU TAMBÉM ACHO) MAS PARA SUBSÍDIOS ÀS "ONG" E OUTROS "APÊNDICES" COMO A IGAI E SOS EXISTE SEMPRE DINHEIRO.
QUAL A RAZÃO DA INTERVENÇÃO DA IGAI?O ASSUNTO NÃO ESTÁ A SER TRATADO PELOS TRIBUNAIS? MAS COMO É ISTO? O ESTADO ATACA E DEFENDE AO MESMO TEMPO?
E O SOS RACISMO EM QUE O SEU CHEFE NUNCA FEZ OUTRA COISINHA NA VIDA?HAVIA MINORITÁRIOS NA EXTREMA-ESQUERDA ANÁRQUICA E VANDALIZADORA?
PORTUGAL É UM PAIS DE POETAS...

O QUE REALMENTE VALE A PENA

COLONIZAÇÃO DE PORTUGAL POR PROF TIPO KARAMBA

http://213.52.226.19/cmsimages/Image/pdfs/cv/direccao/cvhdiall.pdf

DE ÁFRICA PODE VIR DE TUDO MAS CARAMBA DOUTORES?COM CERTIFICADOS VERDADEIROS?TÊM A CERTEZA?
O POLITICAMENTO CORRECTO BENEFICIA ESTAS COISAS.DE "EXPLORADORES" PASSAMOS A "EXPLORADOS".
E TEMOS UM MINISTÉRIO DO ENSINO SUPERIOR, OLHA SE NÃO EXISTISSE...
A CONTINUAR ASSIM QUALQUER DIA É MESMO O PROF ADVINHADOR KARAMBA QUE ESTÁ A DAR LICENCIATURAS NUMA UNIVERSIDADE PORTUGUESA...
PERDEMOS O IMPÉRIO MAS A ACÇÃO PSICO-SOCIAL CONTINUA.jÁ O ANTERIOR VICE-REITOR QUE É CORONEL DO EXÉRCITO ATINGIU AQUELA PATENTE "PASSANDO" POR CIMA DA LEI AO NÃO TER GARANTIDO OS REQUISITOS DAS PROMOÇÕES POR CRITÉRIOS DE DISCRIMINAÇÃO POSITIVA QUE LHE PERMITIU ANDAR A PAGAR PROPINAS ALGURES QUE ACABARAM POR LHE DAR OS DITOS "CANUDOS"...
OS PORTUGUESES ESTÃO BEM ENTREGUES E VÃO LEVAR UM LINDO ENTERRO...

DO COMBUSTÕES COM AGRADO

Parece ter vindo de encomenda. O governo acabara de lançar um espelho de príncipes como guia para esses ladrões da função pública - sim, esses safados impreparados, madraços e corruptíveis, como argumenta a governança - e, pela noite, anunciou-se mais um escândalo de lesa-Estado envolvendo o primus inter pares dos autarcas portugueses. Os funcionários públicos são perigosos: aceitam alcavalas de 20 Euros, deixam-se corromper por uma caixa de Ferrero Rocher e alguns até cometem o inaudito crime de acelerar processos de licenciamento para umas piramidais obras na marquise do 5º D de uma qualquer urbanização nos arrabaldes de Setúbal. Os políticos não cometem crimes. Os políticos, vigilantes da urbs, infatigáveis servidores da coisa pública, escravos da lei, aqueles que jamais apagam as lucernas dos scriptoria, são colunas de virtude. Ontem à tarde senti, ao ler o Espelho do bom funcionário, que alguém me cuspia na cara. Trabalhara nove horas, com uma pausa de vinte minutos para um almoço miserável, tinha as costas coladas à cadeira e umas olheiras até ao chão.
Hoje, sinto-me justiçado. Não há sistemas políticos potencialmente mais venais que aqueles onde não existe liberdade, nem fiscalização, nem separação de poderes, nem indiferenciação legal entre governantes e governados. Não, com execepção de um: a democracia à portuguesa ! Se isto fosse um país civilizado, a tais paladinos das virtudes apanhados como ladrões em esconsos sótãos seria dada a apção de se atirarem da Tarpeia ou passarem o resto da vida nas galés. Mas não, a lei e a justiça só se aplicam à plebe: a nós. Os colossos são invulneráveis à lei comum.

Publicada por Combustões em 27.4.07

JÁ TINHA O MEU VOTO...

Aznar condena sociedade multicultural



JOÃO PAULO MENDES

Antigo chefe do Governo espanhol desafia líderes a clarificar fronteiras da UE
O ex-primeiro-ministro espanhol José María Aznar condena o multiculturalismo na Europa, considerando que "sociedades multiculturais são sociedades divididas". O antigo líder conservador disse, quarta-feira à noite, num jantar no Palácio da Bolsa, no Porto, que este modelo "é um erro e um grande fracasso".

Falando para mais de uma centena de empresários, políticos e opinion makers, o antigo líder do Partido Popular considerou o multiculturalismo a "negação da sociedade democrática". Ao contrário do que alguns políticos defendem, Aznar não o vê como exemplo de tolerância. Pelo contrário. "Não é o mesmo uma Europa com 10% de imigrantes do que com 40%", assim como "não é o mesmo com maioria cristã ou muçulmana". Para o ex-governante, "os líderes políticos devem reflectir sobre as fronteiras da União Europeia, recuperar os nossos valores e não pensar só no politicamente correcto".

Coragem que só "grandes líderes" podem ter". Líderes como George Bush, Margareth Thatcher, Boris Ieltsin, Ronald Reagan, Tony Blair, George W. Bush e João Paulo II. E, de todos, Aznar considera o "papa polaco o líder mais importante" de todos quantos conheceu: "Foi decisivo para a queda do comunismo."

Bento XVI também foi elogiado. "Ele proferiu a frase mais inteligente das centenas que ouvi sobre os 50 anos do Tratado de Roma ao dizer que a Europa está condenada à inexistência." É que Aznar mostra-se céptico em que a resolução para o problema demográfico "se faça apenas com políticas de imigração".

Criticou, ainda os que condenam ditaduras de direita, mas aplaudem a ditadura comunista de Fidel Castro

NEPOTISMO LEGAL...

Câmara de Mesão Frio emprega mulher e filha do presidente

DITADORES AFRICANOS UNIDOS!

Presença de Mugabe vetada


O Parlamento Europeu (PE) manifestou-se ontem contra a eventual presença do presidente zimbabueano, Robert Mugabe, na II Cimeira entre a União Europeia e África, prevista para Dezembro próximo em Lisboa, durante a presidência portuguesa da UE. A posição da assembleia foi assumida em Estrasburgo com a adopção de uma resolução sobre a situação dos direitos humanos no Zimbabué, que inclui um parágrafo a solicitar ao Conselho “que vele para que todos os Estados-membros apliquem rigorosamente as medidas restritivas existentes”, caso da lista de dirigentes zimbabueanos impedidos de viajar para a UE, e que inclui Mugabe. O PE “exorta a que nenhuma pessoa proibida seja convidada a participar na Cimeira UE/África”.

VEJAM LÁ SE DÃO A MÃO A TORCER.SEM MUGABE NÃO DEVE HAVER NADA PARA NINGUÉM!

Thursday, April 26, 2007

O CLERO , A NOBREZA E O POVO

"para os amigos, tudo, para os inimigos, nada, e, para os outros, cumpra-se a lei"?

SÓ TEM EXISTIDO CORRUPÇÃO NA GNR, E NALGUNS FISCAIS, POUCOS.
ESTARÁ PORTANTO CIRCUNSCRITA ÀS BASES E AOS BAIXOS FUNCIONÁRIOS.
A PARTIR DAÍ O QUE TEM SIDO APLICADO É A MÁXIMA ACIMA TRANSCRITA.QUE COMO SE DEPREENDE DÁ PARA TUDO.
SERÁ QUE O PRICIPIO VIRÁ NAS NORMAS ANTI-CORRUPÇÃO DO SR COSTA?

Wednesday, April 25, 2007

NA QUINTA DO MOCHO...

Na mesma noite mas noutro incidente, a PSP deteve quatro suspeitos na zona de Sacavém por tráfico de estupefacientes, heroína e cocaína, no bairro da Quinta do Mocho.

Foram apreendidas 339 gramas de cocaína e 187 gramas de heroína, suficientes para cerca de 3.400 e 1.900 doses individuais, respectivamente, e 777 euros em dinheiro.

Os indivíduos têm idades entre os 25 e os 37 anos de idade.

O EXEMPLO DO KOSOVO

a Russie a annoncé, mardi 24 mars, selon l'agence de presse russe Interfax, qu'elle mettrait son veto à l'adoption au Conseil de sécurité des Nations unies d'un plan ouvrant la voie à une indépendance du Kosovo.

Pour le ministre adjoint des affaires étrangères russe, Vladimir Titov, les propositions du médiateur de l'ONU au Kosovo, Martti Ahtisaari, pour qui l'indépendance "est la seule option viable" pour cette province albanaise en Serbie, sont inacceptables aux yeux des Russes en raison de l'opposition de la Serbie. Il a déclaré que Moscou n'appuiera pas "une solution qui ne serait soutenue par les deux parties". Pour lui, "la menace du recours au veto devrait inciter les parties à trouver un mécanisme mutuellement acceptable, y compris dans le cadre du Conseil de sécurité de l'ONU".





Tandis que la majorité albanaise du Kosovo soutient généralement le plan, Belgrade l'a rejeté pour maintenir un certain contrôle sur sa province méridionale. Préparé par l'émissaire des Nations unies, le plan prévoit d'accorder au Kosovo l'indépendance sous supervision de l'Union européenne. Il est soutenu par les principales puissances occidentales qui estiment que l'indépendance est la seule option viable pour cette province de deux millions d'habitants peuplée à 90% d'albanophones.

A ESPANHA TAMBÉM APROVA A INDEPENDÊNCIA DO KOSOVO?E A FRANÇA?ENTÃO QUAL O PROBLEMA EM NÃO DAREM A INDEPENDÊNCIA , CEDENDO OS TERRITÓRIOS RECLAMADOS PELA ETA?DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS?
DEPOIS DEVE HAVER POR AÍ ALGURES NA EUROPA MAIS PESSOAL INTERESSADO EM FUTURAS INDEPENDÊNCIAS BASEADOS NOS MESMOS PRINCIPIOS QUE COM TÃO GRANDE MAGNANIMIDADE ESTÃO A DAR AOS ALBANESES.A CORSEGA? E AS CINTURAS AFRICANAS DAS GRANDES CIDADES EUROPEIAS?

Tuesday, April 24, 2007

O BOM TEMPO ESTÁ AÍ...

Mauritania niega auxilio a 90 'sin papeles' moribundos ante Nuadibú

CLARO QUE PARA OS DIRIGENTES AFRICANOS QUE DEIXAM ACONTECER ESTAS COISAS A CULPA DEVE AINDA SER DO COLONIALISMO...

33 ANOS DEPOIS

Devia já estar na sala de oficiais depois dum jantar fora que a messe dava refeições curtas,mal saborosas e indegestas.Sabia que naquela noite tinha que ouvir o rádio para ver se haveria acção.Veio a senha e confirmou-se a partida para Lisboa que visava antes de tudo libertar os oficiais presos e resolver um assunto laboral.Face ao comportamento do governo com aqueles que eram o sustento do regime, ao estado geral do país que negava estar em guerra em 3 frentes, a adesão ao programa do MFA com a redacção que é pública não constituiu problema nenhum.Não estava lá nada de anormal e a preocupação fundamental era lavar a honra perdida.
Quando 3 dias depois me mandaram arrombar portas a mando dum civil apesar da juventude a dúvida instalou-se.Numa "reunião" magna na MM logo na 1ª semana da liberdade fiquei esclarecido.Fiz o resto da carreira profissionalmente falando.Com a convicção de não agradar a gregos nem a troianos.Sem pedir nem dar facilidades, mesmos aos chefes, sabendo perfeitamente ao que isso conduziria, como conduziu.Morte no final da carreira técnica.A carreira política fica reservada para outros mais afeitos aos conhecidos golpes de rins , jogadas de favor, amizades e não digo que não, mas excepcionalmente, de valor reconhecido.
Se na 1ªsemana me apercebi de que o rumo não ia ser bom passados 33 anos existem muitos portugueses que ainda não o descobriram... donde a fé num portugal melhor já se esvaneceu hà muito.
Com políticos de porcaria como é que algum dia podemos sair da mediocridade onde andamos a vegetar há 33 anos?
Tendo sido saneadas as pessoas mais conhecedoras isto ficou entregue a criançinhas que tendo berrado muito e ameaçado partir tudo, como partiram, mas que nada sabiam.A todos os níveis.Ainda hoje se verifica serem no geral os mesmos que ano sim ano não estão a desfazer o que fizeram antes.Marcam passo e andam para a rectaguarda.
Ainda vou ver os mesmos ou os seus herdeiros de familia a fazer exactamente como os outros.Já falta pouco...
Desfizeram todas as forças de bloqueio.Nenhuma oposição.Estão agora a combater "os trabalhadores" eleitos, finalmente, o alvo da má governação.
O sistema em si , a organização política , os abortos organizativos caros com que se contemplaram são vacas sagradas.Os seus direitos só podem aumentar.Reformas em cima de reformas, sucessão dinástica familiar,criação de lugares por conta do OE sem restrições,tomar conta de tudo e desmantelar o que se não pode ocupar tem sido norma prontamente defendida por todo este espectro polítco dito democrático.Uns tratantes, uns vigaristazinhos de pacotilha.Uns verdadeiros vendedores de portugal como nação independente.Além do ouro que receberam, de que só já existe metade, estouraram boa parte das ajudas de Bruxelas.Salários comparados aos das mais complexas nações do mundo, governos numerosos mas com resultados governativos da àfrica central.
Os portuguese estão a ser governados por autênticas mafias que retiram do erário público à velocidade que querem.
Portugal se fosse objecto, neste momento, dum balanço sério estava falido.O que a propaganda esconde, para continuar a governar-se.Não têm vergonha.
Está a fazer 33 este regime.Que formalmente é democrático.Vota-se (ser-se votado é mais complicado...)no geral o pessoal menor pode falar (que as chefias intermédias falem mal e logo vêm o que lhes acontece),os poderes partidários foram "arregimentando" uma tão vasta clientela que quase não sobra nada para o "povo" aqueles cidadãos distraídos e crentes no conceito de democracia.
Agora já não exite exploração porque não existe trabalho, não existem latifundios porque os espanhois nos alimentam, não existem greves porque não existem fábricas.O que dá, o que é "bem" é ser defensor da diferença, ser gay, lésbica,defender os ilegais da injustiça do mundo, mesmo que sejam os mesmo que nas matas nos combateram por não quererem ser portugueses.Tudo se perdoa e tudo se paga desde que os mesmos continuem a descaracterizar aquilo que sempre foi portugal.Chamam-lhe modernização, mas sózinho portugal morre de fome porque nada produz, nada pesca, nada semeia e colhe.Na bancarrota mas assistido, por enquanto, pelas esmolas da europa.
Não temos um país afirmativo , mas sim um país de chapéu na mão , cheio de mesuras mesmo para com o maior ditador, um país sem carácter, sem honra, sem poder.Feito à semelhança dos seus políticos UMA VERDADEIRA MERDA!SEM MÉRITO!SEM ESPINHA!ALDRABÕES!VENDEDORES DE BANHA DA COBRA!UMA VERDADEIRA TRAGÉDIA PARA PORTUGAL!

A CHINA A APRENDER COM ÁFRICA

Etiópia: mais de 70 mortos em ataque contra petrolífera chinesa
24.04.2007 - 17h12 AFP, PUBLICO.PT



Um grupo armado atacou esta manhã uma reserva de gás natural explorada por uma companhia chinesa no Leste da Etiópia. As autoridades de Addis Abeba confirmaram a morte de 74 trabalhadores, nove dos quais chineses, e o sequestro de outros sete.

“Nove chineses e 65 etíopes que trabalhavam para eles foram mortos a sangue-frio”, declarou um porta-voz do primeiro-ministro, Meles Zenawi, adiantando que sete chineses e um número indeterminado de cidadãos nacionais continuam retidos.

A embaixada chinesa em Addis Abeba já confirmou a morte de nove cidadãos nacionais, apesar de garantir que não dispõe de informações exactas sobre o ataque, já repudiado pelo Governo de Pequim.

Um despacho da agência Xinhua adianta que o “ataque repentino” foi levado a cabo por “200 homens armados”, cerca das 06h00 locais (04h00 em Lisboa). As instalações da petrolífera Zhongyuan, onde se encontravam“37 trabalhadores chineses e mais de 120 etíopes”, chegou a ser controlada pelos atacantes “após uma troca de tiros com os soldados que protegiam as instalações”.

O Governo etíope apressou-se a atribuir o ataque à Frente Nacional de Libertação de Ogaden (ONLF), um grupo separatista que luta há 23 anos pela independência da região, etnicamente próxima da vizinha Somália. No final da década de 1970, os dois países estiveram envolvidos numa guerra pelo controlo de Ogaden, mas Addis-Abeba conseguiu manter a região sob a sua alçada.

“Trata-se de um acto terrorista conduzido pela aliança terrorista de que faz parte a ONLF”, afirmou o porta-voz governamental, sem adiantar pormenores.

O Governo de Addis-Abeba lançou em Março do ano passado um concurso internacional para a exploração de gás natural em Ogaden, onde se acredita existirem importantes reservas energéticas.

Um mês depois, a ONLF anunciava que não iria “tolerar” a exploração dos recursos energéticos de Ogaden enquanto o Governo continuasse a negar “o direito à autodeterminação da região” e aconselhava as empresas estrangeiras a abandonarem “aquela que é essencialmente uma zona de combate”.

Esta tarde, a organização reivindicou a destruição de uma exploração petrolífera não identificada na região, mas admitiu apenas ter visado soldados etíopes que estariam a guardar a referida exploração.

Sunday, April 22, 2007

A AMEAÇA DO MULTICULTURALISMO (1)

A al-Qaeda no Magrebe “dispõe de uma rede de militantes no território espanhol, onde eles são cada vez mais activos e perigosos”, acrescenta o diário, precisando que “a França e a Espanha são os dois países mais ameaçados e com mais elementos infiltrados”.

Para enfrentar esta ameaça, as forças de segurança espanholas reforçaram as suas congéneres argelinas e aumentaram os controlos de vigilância marítima no Estreito de Gibraltar. “A al-Qaeda no Magrebe está activa em Espanha desde há uma década e até agora a sua actividade limitou-se ao financiamento, ao proselitismo e ao recrutamento de mujaidines”, refere o jornal.

Recorde-se que o governo de Madrid rejeitou, em meados deste mês, qualquer alarmismo, afirmando que três anos após os atentados de 11 de Março em Madrid, que mataram 191 pessoas, o executivo “nunca baixou a guarda perante o terrorismo” e que combatê-lo é uma “prioridade absoluta”.

A al-Qaeda no Magrebe reivindicou o duplo atentado que causou 33 mortos e mais de 200 feridos em 11 de Abril em Argel. Na reivindicação os terroristas advertiram que a Espanha é um território que terá de voltar ao domínio muçulmano.

AOS QUE ANDAM DISTRAIDOS E CONSIDERAM QUE SOMOS UMA PROBABILIDADE BAIXA CONVÉM RECORDAR QUE TAMBÉM SOMOS ALVO E DOS MAIS FÁCEIS COMO SE VÊ PELOS DESEMBARQUES DE SUCESSO QUE EM VEZ DE HAXIXE PODEM MUITO BEM TRAZER ARMAS E EXPLOSIVOS WHO KNOW?
ANDAM A DAR-SE DEMASIADAS FACILIDADES DE ACOLHIMENTO QUE AINDA VÃO DAR MAUS RESULTADOS.

A AMEAÇA DO MULTICULTURALISMO

Au troisième étage de la mairie de Bondy, où une dizaine de jeunes sont venus suivre le résultat du premier tour, c'est d'abord le score de Nicolas Sarkozy qui choque. Rudy, 24 ans, surveillant scolaire, s'alarme : « Je trouve incroyable que la France se tourne aussi massivement vers lui. J'espère que les Français vont se réveiller au second tour. Tout dépendra de savoir à qui il donnera ses voix ».

Hakim 28 ans, éducateur sportif renchérit: « C'est grave qu'une crapule comme Sarkozy ait réussi a recueillir 30% des voix alors qu'il est la copie parfaite de Jean-Marie Le Pen. J'espère que la France va se tourner vers Ségolène au second tour ».

La crainte du Sarkozy-Le Pen a été balayée mais ce soir à la mairie, personne ne se contente d'un score qui pourrait mener Nicolas Sarkozy à l'Elysée. «Les élections commencent maintenant, dit Radouane, 24 ans, sans emploi. C'est là qu'on va voir si la France va pencher pour la droite ou pour la gauche. »

Commencent donc déjà les calculs du second tour. Qui pourrait donner des voix à qui. Certains jeunes pensent que la France est encore trop macho pour élire Ségolène Royal et regrettent que DSK n'ait pas été le candidat socialiste.

Dehors, dans les rues du quartier Blanqui, on donne Sarkozy vainqueur au second tour. «De toutes façons, il a tout trafiqué, avec les machines électroniques», lance un jeune. Et on prévient : «Si c'est Sarko le 6 mai, ce sera la guerre».

ESTÃO HABITUADOS A QUE EM CIMA DOS PROBLEMAS SEJA DEITADO DINHEIRO , DONDE PARECE QUE VAMOS TER UMA REVIRAVOLTA A SEGUIR PELOS OUTROS PAÍSES ASSIM ESPERO EU...

Saturday, April 21, 2007

O QUE É BOM PARA PORTUGAL


Nicolas Sarkozy



Né le 28 janvier 1955 à Paris, Avocat

Ministre d'État, Ministre de l'Intérieur et de l'Aménagement du territoire

Président du Conseil Général des Hauts de Seine

Président de l'UMP depuis le 28 novembre 2004

Fonctions Électives

1977 : Élu Conseiller municipal de Neuilly-sur-Seine.
1983 : Élu Maire de Neuilly-sur-Seine, Réélu en 1989, en 1995 et en 2001.
1983-1988 : Élu au Conseil Régional d'Île-de-France.
1986-1988 : Vice-président du Conseil Général des Hauts-de-Seine, chargé de l’enseignement de la culture.
1988 : Élu Député de la 6ème circonscription des Hauts-de-Seine, Réélu en 1993, en 1997, en 2002 et en 2004.
1999 : Élu Député au Parlement européen (l’Union pour l’Europe).
Depuis avril 2004 : Élu Président du Conseil Général des Hauts-de-Seine.

Fonctions Ministérielles


1993-1994 : Ministre du Budget et Porte-parole du Gouvernement d'Édouard Balladur
1995 : Ministre de la Communication du Gouvernement d'Édouard Balladur
2002-2004 : Ministre de l’Intérieur, de la Sécurité Intérieure et des Libertés Locales du Gouvernement de Jean-Pierre Raffarin
2004 : Ministre d’État, Ministre de l’Économie, des Finances et de l’Industrie du Gouvernement de Jean-Pierre Raffarin
Depuis le 2 juin 2005 : Ministre d’État, Ministre de l’Intérieur et de l’Aménagement du territoire du Gouvernement de Dominique de Villepin



Fonctions Politiques

1977 : Nicolas Sarkozy entre en politique à 21 ans, au sein du comité central du Rassemblement pour la République.
Depuis 1995 : Membre du bureau politique du Rassemblement pour la République (RPR).
1998 : Secrétaire Général du RPR.
1999 : Président par intérim du RPR.
28 novembre 2004 : Élu Président de l'Union pour un Mouvement Populaire.

DESDE QUE ESTES VIVAM NO BEM BOM VALE TUDO

Eles sabem, no fundo, que o país se limita a 100.000 confrades, que tudo o que acontece, tudo o que importa e lhes perturba os gelatinosos cérebros se prende com a preservação, custe o que custar, das sinecuras, dos privilégios e dos cabedais proporcionados pela "coisa pública".

A CORPORAÇÃO DOS POLÍTICOS ASSALTOU O PAÍS E DIVIDE-O ENTRE SI.
EU ACHO SINCERAMENTE QUE SÃO POUCOS PELO QUE SE DEVIA APLICAR AQUELA MÁXIMAM REPUBLICANA ESPANHOLA DE 100000 FAÇAM-SE 200000!

DESEMBARQUES CLANDESTINOS

Dez indivíduos detidos
PJ apreendeu quatro toneladas de haxixe

Nos últimos dias a Polícia Judiciária apreendeu cerca de quatro toneladas de haxixe e deteve dez indivíduos por suspeita do crime de tráfico de estupefacientes. As operações aconteceram no Algarve e numa delas um dos suspeitos foi ferido a tiro no abdómen.
A Polícia Judiciária (PJ) anunciou ontem a apreensão nos últimos dias, no Algarve, de cerca de quatro toneladas de haxixe e a detenção de dez cidadãos estrangeiros por suspeita de crimes de tráfico de estupefacientes. “Numa das operações, que decorreu no dia 18 (quarta-feira), ao largo da praia de Monte Gordo e na margem portuguesa do Rio Guadiana, foram aprendidos cerca de 1.512 quilos de haxixe, duas embarcações semi-rígidas, vários aparelhos de telecomunicações, incluindo dois “GPS” e um telefone celular via satélite”, adianta a PJ em comunicado. No âmbito dessa operação, foram detidos sete homens, de nacionalidade marroquina, com idades entre 17 e 36 anos, que faziam parte da tripulação das embarcações interceptadas.
Na outra operação realizada na noite de quinta-feira, a PJ detectou na zona de Olhão e de Moncarapacho dois veículos suspeitos, um ligeiro e um pesado, que, “ apercebendo-se da vigilância policial, desobedeceram à ordem de imobilização, iniciando a fuga”. “Após demorada perseguição, na qual foi necessário recorrer à utilização de armas de fogo, para vencer a obstinada resistência dos indivíduos em fuga, as viaturas suspeitas vieram a ser imobilizadas, tendo um dos seus ocupantes sido atingido sem gravidade no abdómen”, refere também a PJ.
Segundo a Judiciária, a viatura pesada, de matrícula inglesa, transportava 84 fardos de haxixe, com um peso estimado de 2.500 quilos, tendo sido detidos os dois ocupantes, dois homens, de 30 e 25 anos, de nacionalidades inglesa e alemã.
O terceiro detido, um cidadão inglês de 35 anos, conduzia um veículo ligeiro Audi A4 de matrícula espanhola, que fazia “segurança” ao veículo pesado, sendo este o suspeito atingido por um disparo, após “fuga rocambolesca”, segundo a PJ. “Conduzido de imediato ao hospital mais próximo, acabou por ter alta pouco depois, face à pequena gravidade da lesão sofrida”, segundo a Judiciária.
O comunicado indica que “os detidos farão parte de organizações criminosas distintas, dedicadas à introdução de estupefacientes na União Europeia através do território nacional, prosseguindo as respectivas investigações no âmbito da cooperação internacional”.

SE FOSSEM TODOS ASSIM ELES DESISTIAM MAS COMO CONTINUAM A ACONTECER É PORQUE ALGUNS PASSAM OU ESTAREI ERRADO?

É POUCO, MUITO POUCO

Expulsão de imigrantes subiu 33% em 2006


CÉU NEVES

Em 2006, aumentou substancialmente o número de imigrantes ilegais obrigados a abandonar Portugal: ou por expulsão (mais 33% do que em 2005) ou ao abrigo do retorno voluntário (mais 66%). É o resultado de uma maior fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), mas também da crise económica que atravessa o País, dizem os peritos.

Segundo o relatório de Segurança Interna de 2006, 10 735 estrangeiros foram obrigados a deixar Portugal, 2659 dos quais através de processos administrativos de expulsão, o que quer dizer que já tinham sido detectados em situação irregular mais do que uma vez, ou que praticaram algum crime ( 7,7% dos casos).

Para Jarmela Palos, director do SEF, tais resultados devem-se ao aumento de 340% nas acções de fiscalização (subiram de 1075 em 2005 para 3688 em 2006) e uma nova forma de trabalhar. "Propusemos no início do ano um novo método baseado em objectivos, o que resultou numa maior eficácia. E introduzimos novas tecnologias de controle de fronteiras [investiram 3,5 milhões em equipamento informático]", disse ao DN.

Os brasileiros constituem a nacionalidade com mais expulsões (420), seguindo-se os romenos (151), os ucranianos (74) e os venezuelanos (34). Estas nacionalidades representam os dois fluxos migratórios recentes para Portugal: os cidadãos de Leste que imigraram na viragem do século XX e por cá foram ficando ilegalmente, e os da América Latina que continuam a imigrar para Portugal, seja para aqui residirem (brasileiros), seja de passagem para Espanha (venezuelanos e bolivianos).

O número de estrangeiros que vão a tribunal para serem expulsos e aceitam ser conduzidos à fronteira subiu 116% (para 319 casos). Estes ficam impedidos de entrar em Portugal durante um ano, ao contrário do que sucede em outras situações, punidas com proibição de cinco anos.

Em termos de retorno voluntário, foram notificadas 8 076 pessoas, sendo que mais de metade são brasileiros (4 971). Seguem-se os romenos (1401), os ucranianos (367), os búlgaros (229) e os caboverdianos (198). Estes cidadãos estrangeiros estão ilegais, não praticaram qualquer crime e estão sem meios financeiros para pagar a viagem de regresso à origem. Ao aceitarem sair, têm um subsídio de apoio para o regresso.

"As pessoas queixam-se da falta de emprego e dizem que, nos últimos anos, tem sido mais difícil arranjar trabalho sem documentos", explica Mónica Goracci, chefe da missão portuguesa da Organização Internacional para as Migrações. A organização suporta os custos de retorno voluntário e tem cada vez mais pedidos. "Estes números também mostram que as pessoas, nomeadamente as oriundas do Leste, estão em Portugal para achar trabalho e, quando não conseguem, acabam por ir embora", conclui Mónica Gracci.

Jarmela Palos salienta que "há uma menor pressão imigratória para Portugal", o que é comprovado por uma diminuição nas recusas de entrada e nas readmissões.

Em 2006, o SEF recusou entrada a 3590 cidadãos (menos 14%) , sendo 93% dos casos registados no aeroporto de Lisboa. E, mais uma vez, o Brasil ocupa o primeiro lugar por nacionalidades ( com 1749 recusas), seguido da Venezuela (435), Bolívia (329), Senegal (273) e Guiné-Bissau (104). Refira-se que a Venezuela e a Bolívia têm pouca expressão nas expulsões, o que reforça a ideia de que "usam a fronteira externa portuguesa como porta de entrada para os demais países da UE", explica o SEF.

As readmissões resultam de um protocolo de cooperação entre as polícias portuguesa, espanhola e francesa, fazendo recair os custos de expulsão sobre a última nação em que o imigrante ilegal esteve. Portugal devolveu 348 ilegais (readmissões activas) e recebeu 734 (passivas). O que significa que são mais as pessoas que utilizam o território nacional como porta e entrada em outros países do que o contrário. |


FICA DEMONDTRADA A PERMISSIVIDADE NO CONTROLO DA FRONTEIRA AÉREA OU NÃO FICA?

Friday, April 20, 2007

ESQUERDA CAVIAR

PS chumba combate ao enriquecimento ilícito



FRANCISCO ALMEIDA LEITE

O PS votou ontem contra um projecto do PSD para tipificar o crime de enriquecimento ilícito, muito voltado para os detentores de cargos públicos e políticos, não permitindo sequer que o texto fosse discutido na especialidade. "Quem não deve, não teme", afirmou António Filipe, do PCP, sugerindo esse caminho.

Os socialistas recusaram a proposta (como já tinham recusado a do seu ex-deputado João Cravinho), apoiada por PCP, Bloco de Esquerda e Verdes (com a abstenção do CDS), com o argumento de que esta continha várias inconstitucionalidades. À cabeça, a da inversão do ónus da prova, que limitaria a presunção de inocência, consagrada na Constituição.

ATÉ O PCP DEVE TER JÁ OS SEUS MILIONÁRIOS...

Thursday, April 19, 2007

PROCURADORA DISTRITAL DE LISBOA


http://www.27maio.org/apelos.php

UM DOS MUITOS CASOS DE INTEGRAÇÃO DE SUCESSO.DA CITA É QUE NINGUÉM SABE NÃO É?

LIMPEZA DE SANGUE

Nota 4: O ex presidente da República Portuguesa Jorge Sampaio, é judeu. Afirmava-se publicamente como agnóstico - é uma questão ritual...

ROUBADO NO "O APANIGUADO"
PELOS VISTOS POMBAL FEZ MAL EM ACABAR COM ELA... MAS SALAZAR INVESTIGAVA TODOS OS RESPONSÁVEIS DO ESTADO ATÉ Á 3ª GERAÇÃO PARA EVITAR OS POSSÍVEIS TRAIDORES À NAÇÃO... AGORA QUALQUER UM PODE "GOVERNAR" EM PROVEITO DOS SEUS QUE NÃO PROPRIAMENTE DOS PIOLHOSOS INDÍGENAS...

MANOBRA DE CONTRA PROPAGANDA FALHADA


Lúcio Pimentel, no rescaldo das eleições
"Na Mêda, o Partido Socialista não perdeu"

Membro da Assembleia Municipal de Mêda durante a última legislatura, e único elemento do Partido Socialista eleito pelo voto popular, Lúcio Pimentel não fez parte das listas de candidatos às eleições de 16 de Dezembro passado. Não poupa críticas, mas reconhece que "o PS não perdeu, porque, em boa verdade, não concorreu".


Nova Guarda (NG) - Ainda é militante do Partido Socialista?

Lúcio Pimentel (LP) - Sou medense, amigo da minha terra e não é pensável virar as costas à Mêda, a todos os medenses, amigos da Mêda e familiares. Ainda que trabalhando em Lisboa, a Mêda está sempre presente nas minhas preocupações. Entendo ser meu dever contribuir, tanto quanto for possível, para o seu desenvolvimento. E uma forma de o conseguir é, sem dúvida, promover o debate das ideias, o debate político, motivo porque estou inscrito no PS, Secção de Mêda com o n.º 237734. Mantenho-me fiel aos ideais, princípios e objectivos do PS, ainda que discorde frontalmente da actuação de alguns órgãos ou dirigentes do Partido, nomeadamente a nível concelhio e distrital da Guarda.

DITADURA DO POLITICAMENTE CORRECTO

As associações de Veteranos de Guerra e de Combatentes do Ultramar consideram o valor do complemento especial de pensão que o Governo quer atribuir aos antigos militares uma "esmola" e uma "ofensa" que envergonha todos os combatentes.

BASTAVA ACABAREM COM O COMISSARIADO DAS MINORIAS E DE TODOS OS SEUS APÊNDICES PARA CONSEGUIREM CUMPRIR O QUE PROMETERAM EM TEMPOS JÁ MUITO RECUADOS.EXISTE DINHEIRO PARA MANTER EX-COLONIZADOS EM PENSÕES DURANTE ANOS, PARA LHES DAR CASA E SUBSÍDIOS MAS PARA OS EX-COMBATENTES... QUE NÃO TRAIRAM E PORTANTO SEM DIREITO A PENSÕES DE ANTI-FASCISMO, NADA...
MAS MAIS ESCANDALOSO AINDA É O ABANDONO PELOS SERTÕES AFRICANOS DOS ESQUELETOS DAQUELES QUE DAQUI FORAM OBRIGADOS A EMBARCAR PARA COMBATER...
ESTA EXTREMA-DIREITA...

Wednesday, April 18, 2007

VENHA O REFERENDO DE ADESÃO... TURCA!

Três pessoas foram degoladas e duas ficaram gravemente feridas num ataque contra a editora turca Zirve, que publica Bíblias e outros livros de temática cristã, na cidade de Malatya, Turquia. Duas das vítimas são turcas e a outra alemã.

MAIS PACÍFICOS OS MUÇULMANOS NÃO PODEM SER.E CLARO QUE OS DIRIGENTES OCIDENTAIS QUE VÊM OS CRISTÃOS A SER MORTOS POR TODO O MUNDO MUÇULMANO AINDA OS FINANÇIAM... E OS DEIXAM INSTALAR POR CÁ...
ps
AOS TERRORISTAS ADORMECIDOS:QUANDO CHEGAR A VOSSA HORA EXISTE UMA ZONA LIVRE DE CRÍTICAS: SÃO BENTO...

TERRORISMO E PORTUGUESES "NOVOS"

No Porto, este indivíduo surge associado a um cidadão com dupla nacionalidade (portuguesa e angolana) - com interesses numa empresa de segurança que opera em Inglaterra, em estabelecimentos nocturnos - e a um terceiro indivíduo de nacionalidade portuguesa que foi libertado e ficou sujeito a apresentações às autoridades.

ESTE JÁ É PORTUGUÊS E JÁ ANDOU POR INGLATERRA, MAS COMO OS PORTUGAS SÃO MUITO MAIS FÁCEIS DE ALDRABAR EI-LO DE VOLTA

ONTEM VI NA 2 UM LEGAL CABOVERDEANO QUE COITADO AINDA NÃO CONSEGUIU SENTAR-SE À MESA DO ORÇAMENTO, ELE QUE TINHA A CASA CHEIA DE CRIANÇAS.O PROBLEMA VEJAM SÓ ERA DE QUE NUNCA TINHA DESCONTADO NADA E PAGO IMPOSTOS... SE É PARA ISSO QUE ELES PARA CÁ VÊM...

PARA EVITAR O INSTALAR DE DÚVIDAS NAS CABEÇINHAS PENSADORAS QUE NOS GOVERNAM O SUMÁRIO DA LIÇÃO INCLUI COMO "TRABALHOS PARA CASA" TODOS OS POLÍTICOS ESCREVEREM 100 VEZES A FRASE: "IMIGRAÇÃO ENRIQUEÇEDORA"

O ESTADO AO SERVIÇO DO CIDADÃO

SIC



Licenciatura de Sócrates


Independente diz que investigação interna está encerrada






Afinal não houve declarações bombásticas na conferência de imprensa da Universidade Independente. O responsável pela sociedade que gere aquele estabelecimento limitou-se a dizer que a universidade está no bom caminho e tem viabilidade. Quanto a José Sócrates, Lúcio Pimentel, deu poucas explicações e limitou-se a dizer que o processo de equivalências decorreu de forma normal, de acordo com os procedimentos. Por explicar, fica a discrepância de datas entre a licenciatura, declarações de habilitações e a prova de Inglês Técnico, esta última sem data.








Lúcio Pimentel afirmou que José Sócrates concluiu a licenciatura a 8 de Setembro de 1996, um domingo. "A data de conclusão da licenciatura é 8 de Setembro de 1996, tal como consta do processo individual de que dispomos", disse o presidente da SIDES - entidade que gere a Universidade Independente - em conferência de imprensa.

Lúcio Pimentel acrescentou ainda que não consta do processo do aluno José Sócrates quaisquer outros elementos sobre certificados de habilitações, designadamente sobre os documentos que a Câmara da Covilhã diz ter recebido em 2000 e que indicam 8 de Agosto de 1996 como a data de conclusão da licenciatura.

COMO NO ANTIGAMENTE EXISTIRÃO SEMPRE AGENTES DA JUSTIÇA AO SERVIÇO DA CAUSA

Dezenas de "skinheads" detidos pela PJ
Dezenas de elementos de extrema-direita foram detidos, esta quarta-feira, pela Polícia Judiciária (PJ), alguns em flagrante delito na posse de armas, numa vasta operação que envolveu cerca de 60 buscas.

( 16:36 / 18 de Abril 07 )




Os detidos, mais de 30, também são suspeitos do crime de discriminação racial e estão neste momento na PJ para serem ouvidos. Quinta-feira deverão ser conduzidos a um juiz de instrução criminal.

Esta operação é liderada pela Direcção Central de Combate ao Banditismo (DCCB) da Polícia Judiciária, sendo acompanhada por um procurador do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa.

Uma fonte policial do Norte do país referiu à Lusa que naquela região também ocorreram detenções de elementos conotados com a extrema-direita.

As detenções foram confirmadas à TSF pelo presidente do Partido Nacionalista Renovador (PNR), José Pinto Coelho, a três dias do encontro, em Lisboa, dos partidos europeus nacionalistas e organizações de extrema-direita.

«Sei que há duas ou três pessoas que estão detidas, sei que há mais gente mas não conheço. Não sei nada de concreto. Mas acho que isto é muito estranho e cheira a perseguição política», disse à Lusa José Pinto Coelho, presidente do PNR.

PNR não é só skinheads, diz Pinto Coelho

José Pinto Coelho acredita que pode existir uma ligação entre as detenções de hoje e o encontro de extrema-direita agendado para sábado.

«É uma conferência da juventude do PNR que tem âmbito internacional e para a qual estão convidados vários jovens de partidos congéneres estrangeiros. E este encontro, tal como o PNR, tem sido colado a grupos de skinheads. Como se o PNR fosse constituído exclusivamente por skinheads. É uma colagem de má fé», afirmou o presidente do PNR.

«Estas detenções só podem ter objectivo de desmobilizar ou desencorajar [os simpatizantes de extrema-direita], mas a mim não me afectam», diz José Pinto Coelho.

O PNR - que recentemente causou polémica por ter colocado um "outdoor" contra a imigração na Praça Marquês de Pombal, em Lisboa - tinha anunciado a presença no encontro em Lisboa de representantes de pelo menos 13 organizações nacionalistas europeias no Dia da Juventude Nacional, que classificou como «um dos maiores eventos nacionalistas das últimas décadas».

SE HOUVE ILEGALIDADES PRENDAM-SE MAS SINCERAMENTE ACHO ESTRANHA A OPORTUNIDADE.PRIMEIRO PARA DESVIAR ATENÇÕES DO 1º MINISTRO, SEGUNDO PORQUE NÃO VEJO O MESMO EMPENHO EM ENCONTRAR AS QUASE MIL G-3 QUE O FAMOSO CAPITÃO FERNANDES AJUDOU A COLOCAR EM BOAS MÃOS...
A CRIAÇÃO DE "RESISTENTES" SÓ VAI FORTALECER OS SENTIMENTOS DA DIREITA POIS QUE OS PARTIDOS REPRESENTADOS NA AR SÓ TÊM FEITO LEIS TIPO "ABORTOS" COMO AS DA LEGALIZAÇÃO, NACIONALIDADE ETC.
CONTINUEM E VÃO LEVAR UM LINDO ENTERRO.OU SERÁ QUE POR AQUI ISTO TAMBÉM É CONSIDERADO EXTRE-DIREITA XENÓFOBA E RACISTA?
SABEM QUE MAIS? VÃO À MERDA!

CONDENAÇÃO DE APOIANTES DO ESTALINISMO

Los países bálticos exigen que la UE equipare crímenes nazis y estalinistas

VILA NOVA DE CERVEIRA

http://www.elpais.com/articulo/sociedad/pederasta/condecorado/elpepusoc/20070418elpepisoc_10/Tes

Tuesday, April 17, 2007

FUTURO CHEFE DA TABANCA?

CORRUPÇÃO E CHANTAGEM

No estado só os políticos têm a oportunidade de beber a mesma água dum ribeiro duas vezes.Tudo o resto lá vai ou não subindo na hierarquia, bem ou mal avaliado, mas sendo profissional existe sempre quem saiba se ele é ou não corrupto.Isto é, a corrupção de funcionários do estado se os políticos o não forem é tendencialmente coisa mínima.
Agora se o político é corrupto, coisa logo topada pelos funcionários dele dependentes,então toda a gente fica, se assim fôr a sua natureza , autorizada a corromper-se, sem que o político possa fazer nada sem se demitir.
Ora nunca ouvi que tal acontecesse, donde de duas uma : ou não há corrupção, o que não acredito, ou anda tudo corrompido.
Depois como aparece a chantagem? Um colaborador dum político corrupto pode ser despedido?Não... lá vai saltando de poiso em poiso, sacando o que pode e tudo caladinho... o mesmo se pode aplicar ao fecho de universidades...
Eu acho que o alarme de alguns PSD´s CONTRA o seu secretário geral, que do antecedente teve algumas atitudes anti-corrupção , embora tímidas, não é por terem pena do Sócrates, mas sim com mêdo das retaliações, pois que não tenham a menor dúvida, todos sabem o que os outros fizeram...
Arruinar este edifício em que TODOS ANDAM NO BEM BOM não...
Parece que 30% do PIB são mal gastos porque será?
Terá o licenciado? Sócrates condições políticas para gerir o último quadro de apoio comunitário?Podem os portugueses ter confiança, depois desta história que o torna um vulgar chico-esperto a aproveitar-se das oportunidades?
Os políticos não acham obviamente nada de normal porque quase todos devem ser do mesmo estilo ou não?
Para acabar com o ciclo da corrupção seria necessário os partidos afastarem quase todos os seus quadros... acham isso possível?
Julgo que deveriam era fazer uma universidade que ensinasse corrupção pois que não tenho dúvida que o know how é dos mais elevados da europa, tento ultrapassado hà muito os aprendizes sicilianos ou napolitanos...

A JUSTIÇA NO CÚ DE JUDAS...

eu acho estranho. mas não sou um especialista como eles
Tribunal decide prender Sargento por raptar criança. Tribunal decide entregar criança raptada ao raptor. Tribunal decide que raptor tem de continuar preso por rapto.





Rodrigo Moita de Deus às 14:30
link do post | hoje decorre a grande manifestação dos coveiros de Lisboa | adicionar aos favoritos

ISTO É UM BLOG MANIPULADOR...

Manipulação
Na sua maioria, os portugueses acham que há manipulação política na campanha contra Sócrates por causa do seu diploma académico.
À atenção do Público e do Expresso. A pior coisa que pode suceder à "imprensa de referência" é perder a confiança dos leitores quanto à sua isenção política...
[Publicado por vital moreira] 16.4.07

NÃO MUDA É DE CHEFE COMO QUEM VESTE CAMISAS...

ILGA QUER POLICIAS A LAVAR RABINHOS MAL TRATADOS COM ÁGUA DE MALVA

Associação propõe boas práticas para as forças policiais lidarem com cidadãos LGBT

ISSO É QUE SERIA DEMOCRACIA.DEPOIS DE PEGAREM DE EMPURRÃO IRIAM QUEIXAR-SE AOS POLICIAS QUE LHES LAVARIAM OS "RECTOS" COM ÁGUA DE MALVA MORNA E LHOS SECARIAM COM PANINHOS DE SÊDA...

NEM OS PRESOS RESPEITAM A AUTORIDADE DO ESTADO...

Portugal



2007-04-17 - 00:00:00

Fuga: Serraram grades da cadeia de sintra
A cadeia está localizada à beira da estrada entre a Rotunda do Ramalhão
Dois reclusos condenados por tráfico de droga conseguiram serrar as grades de uma cela do Estabelecimento Prisional de Sintra onde cumpriam penas de três e cinco anos de prisão. Desde a madrugada de domingo que todo o dispositivo da GNR de Sintra está em alerta.


De acordo com a Direcção Geral dos Serviços Prisionais (DGSP), os dois homens ainda foram detectados pelo guarda da torre de vigia quando encetavam a fuga. O guarda avisou de imediato as autoridades locais mas, e apesar de uma mega-operação montada para apanhar os dois homens, os reclusos não foram localizados. Os dois evadidos, ambos de nacionalidade cabo-verdiana, têm 25 e 28 anos.

Monday, April 16, 2007

PARA ME IR DEITAR NÃO ERA NECESSÁRIO...

UNIVERSIDADE INDEPENDENTE E OS POLITICOS

A "qualificação" a que temos direito


O relatório da Inspecção-geral do Ensino Superior à Universidade Independente, divulgado no semanário Sol pela jornalista Andreia Félix Coelho, é verdadeiramente demolidor, traçando um retrato negro da instituição que José Sócrates escolheu para concluir o curso.
Desde 2002 que a universidade não era inspeccionada, o que atesta bem dos critérios de rigor dos sucessivos governos nesta matéria. Incluindo o actual, que tanto apregoa a prioridade à "qualificação" dos recursos humanos.
O que diz o relatório?
Passo a citar:

- O reitor "não tem o doutoramento registado, não lhe sendo, assim, legalmente reconhecidos os direitos inerentes à titularidade deste grau académico".
- O corpo docente não garante, "na maioria dos cursos, as qualificações académicas legalmente exigidas, bem como o regime de funções em tempo integral".
- "A concessão de equivalências é realizada sem a intervenção do Conselho Científico", o que viola a lei.
- "O Conselho Científico não é composto exclusivamente por doutores", o que também viola a lei.
- O ingresso de alunos na universidade "revela a existência de frequentes actos de negiglência e falta de rigor na aceitação e apreciação das candidaturas".


Há mais, muito mais. Mas fico-me por aqui. Assim vai o ensino "superior" em Portugal. Alguém aí falou em qualificação?


Pedro Correia Domingo, Abril 15, 2007 | 6 Cortes

O ESPELHO DE PORTUGAL

Câmara Municipal de Lisboa: ainda existe?




Lisboa transformou-se numa pocilga; dir-se-ia estar a sofrer dos efeitos da pandemia Carmona, com herança mal cicatrizada de décadas de vandalismo, abandono e estupro a que Aquilino Ribeiro Machado, Abecassis, Jorge Sampaio e Soares Mirim deitaram mãos com um entusiasmo quase suicida. Esta cidade é um monturo. Está feia, conspurcada e deformada por sucessivas edilidades de arranjistas, negociantes, especuladores e de gente que olhou sempre para negócios e lucros chorudos, facilitismos lóbistas e demais práticas contrárias ao bem-comum. Vazia e podre na Baixa, grafitada, insegura, cheia de mendigos, ladrões e traficantes, suja e esburacada, faz dó a quem por ela sente um pingo de respeito.






Ultimamente, precipitou-se no caos e na anomia. Já não há quem por ela responda, tantos são os processos-crime que impendem sobre os respeitáveis autarcas. O lixo que se acumula em caixotes, as paredes cobertas e recobertas por cartazes, as calçadas esventradas, os monumentos e edifícios de interesse histórico desfigurados, os prédios devolutos, aos centos, emparedados, os lagos e fontes secos, as árvores tentando morrer dignas, de pé, o caos rodoviário, as cabinas telefónicas destruídas, os jardins e parques quase moribundos, as zonas de recreio para as crianças praticamente calcinadas por vândalos, uma insegurança de nível sul-americano ou africano tolerada pelas autoridades, com uma prostituta e um meliante em cada esquina, um desgraçado expondo aleijões em cada quarteirão e verdadeiras matilhas de vendedores de bugingangas e angariadores de tolos para miríficos sorteios e brindes assaltando impunemente o pacato turista.






Carmona Rodrigues diz que veio para ficar. Se assim for, dentro de dois ou três anos estaremos a reclamar por luz eléctrica nas ruas, pela água canalizada e por grades em portas e janelas em todas as casas. Não sei o que o impele a tamanha cruzada pela cidade. Se os seus antecessores foram lastimáveis, Carmona é um flagelo. No dia em que abandonar os Paços do Conselho, abro uma garrafa de champanhe, do melhor.

Publicada por Combustões em 14.4.07


EU CONCORDO E COMO TAMBÉM VOTO...
COM TANTA MASSA CINZENTA E BEM PAGA A BEM OU A MAL A cml E AS SUAS DEPENDÊNCIAS DE BOYS NADA APRESENTAM DE SERVIÇO.
MAIS DE 50% DA SUA POPULAÇÃO VIVE AO QUE OUVI DIZER EM CASAS SOCIAIS, A MAIOR PARTE DAS VEZES SEM REGRAS E AO DEUS DARÁ.PORVENTURA QUASE NADA PAGAM MAS EU SÓ PARA ME SERVIR DA SANITA SE CALHAR PAGO MAIS DO QUE ELES DE RENDA.
SÃO SEMPRE OS MESMOS A PAGAR.
A CML TEM AO QUE OUVI DIZER 3(TRÊS) VEZES MAIS PESSOAL DO QUE A CMP PORQUÊ?
ASSIM NÃO ENGENHEIRO ASSIM NÃO...

MAGNANIMIDADE BACOCA E IRRESPONSÁVEL

However, due to the military takeover, and since the wishes of the people of Portuguese India were never taken into consideration (as required by UN Resolution 1514 (XV) of 1960 on "the right to self-determination" [11] -- see also UN Resolutions 1541 and 1542 [12]), the people continue to have the right to Portuguese citizenship. However, since 2006, this has been restricted to those born during Portuguese rule.

A NOSSA CLASSE POLITICA SÓ TEM FEITO ASNEIRAS ATRÁS DE ASNEIRAS E A MAIOR É A DA "PORTUGALIDADE" QUE COM IRRESPONSABILIDADE TENTAM ESPALHAR PELO MUNDO MAS QUE OS MÍSEROS INDIGENAS TÊM QUE PAGAR COM OS SEUS IMPOSTOS E DE OUTRAS MANEIRAS.

SÓ RECORDAR QUE TODOS OS MACAENSES TIVERAM DIREITO Á NACIONALIDADE O QUE NINGUÉM NO MUNDO TINHA FEITO DO ANRECEDENTE.OS INDIANOS QUE NOS CORRERAM A TIRO COMO SE VÊ ACIMA TAMBÉM SE QUEREM PORTUGUESES.
NACIONALIZAM MEIO MUNDO , MUITOS DOS QUAIS AQUI NÃO VÃO FICAR DE SEGUIDA PORQUE ISTO NÃO INTERESSA NEM AOS NOVOS PORTUGUESES MAS QUANDO A UE COMEÇAR A VER DONDE LHE VÊM TANTOS CIDADÃOS VÃO REFILAR AI ISSO VÃO E DEPOIS QUEM VAI PAGAR AS FAVAS?OS POLITICAMENTE CORRECTOS?
MODIFIQUEM AS LEIS DA NACIONALIDADE E DE LEGALIZAÇÃO SEUS JESUITAS DE NOVO TIPO...

SERÁ DIFÍCIL CONTINUAR NESTE RITMO?

Uma lancha voadora ‘fantasma’ foi interceptada às 05h00 da madrugada de ontem, frente à praia da Falésia, a Sul de Albufeira, pela Marinha de Guerra e Polícia Marítima (PM) de Portimão, que identificou os dois tripulantes galegos que se encontravam a bordo.

Detectada pela fragata Vasco da Gama, quando se encontrava a 30 milhas ao largo de Armação de Pêra e seguindo uma rota em direcção a terra, a embarcação suspeita acabou por não conseguir escapar ao cerco que lhe foi montado pelas autoridades marítimas: depois de quatro horas de buscas, foi localizada. Chegou a tentar a fuga mas, perseguida ao longo de 10 milhas, acabou por ser interceptada pelos navios-patrulha Dragão e Cassiopeia, da Marinha, com o apoio da lancha Macaréu, da PM de Portimão.

CAMUFLAGEM

Com nove metros de comprimento, equipada com dois motores fora de bordo de 250 cavalos cada, pintada de preto e sem luzes, a voadora ainda tentou fazer uso da sua camuflagem – o revestimento e pintura impedem a captação de sinais electromagnéticos, razão pela qual é apelidada de ‘fantasma’ – mas sem resultado. Pouco antes da intercepção, numa última tentativa de passar despercebida, ter-se-á imobilizado e quase foi abalroada por uma das embarcações da Marinha.

Conduzida ao Ponto de Apoio Naval de Portimão, a lancha foi apreendida, tendo os dois tripulantes – um de cerca de 40 anos e outro de 30, ambos galegos – sido identificados e submetidos a interrogatório.

Segundo o CM apurou, os dois homens deram como justificação para a sua presença em águas algarvias o facto de “estarem à procura de uns amigos que se tinham perdido no mar”.

Proveniente da Galiza, há suspeitas de que a lancha, pelas suas características, seja utilizada para o transporte de cocaína, por parte de redes de tráfico de drogas duras daquela região espanhola

O GOVERNO EM VEZ DE CRIAR COISAS PARA AS QUAIS DEPOIS NÃO TEM DINHEIRO DEVE ANTES PREVILIGIAR E POTENCIAR O QUE TEM.AS FORÇAS ARMADAS DEVEM PARTICIPAR MAIS,COORDENANDO COM AS AUTORIDADES ESPECÍFICAS NA MATÉRIA, NA DEFESA DA NOSSA FRONTEIRA, MESMO QUE SEJA NECESSÁRIO ALTERAR AS LEIS QUE AS AFASTAM DESTAS RESPONSABILIDADES.

Sunday, April 15, 2007

QUEM NÂO È POR NÓS É CONTRA NÓS!

http://cidadaniapt.blogspot.com/2007/04/apelo-informaes.html

ESTÃO A VER COMO O ANONIMATO SE JUSTIFICA?
QUEM SE METE COM O -- LEVA!

A LEI QUE PERSEGUE AS FORÇAS DA LEI

Agrediu GNR e roubou carro--patrulha


Valdemar Pinheiro

Uma soldado da GNR, de 22 anos, foi agredida e desarmada por um dos três indivíduos perseguidos por uma patrulha, em Mafra, ontem à tarde, que fugiu com a pistola de serviço, de calibre 9 mm e a própria viatura ligeira da GNR, ambas depois resgatadas no Bairro da Torre, em Camarate (Loures), com o apoio de forças especiais e de pessoal da 2ª Divisão da PSP.

O indivíduo, de 33 anos, referenciado pelas autoridades, ainda está a monte, mas os outros dois cúmplices, de 17 e 18 anos, foram presos pela GNR de Mafra. Tudo começou antes das 16 horas, quando os três homens assaltaram à mão armada um café, no Livramento, Mafra, roubando tabacos e dinheiro e, assaltando, ainda, um cliente.

Na fuga de carro, em contramão, acabaram por despistar- -se ao vislumbrarem um carro-patrulha da GNR de Mafra. Dois dos assaltantes puseram-se em fuga, sendo perseguidos e alcançados por dois dos três militares, enquanto na viatura acidentada ficou o cúmplice, guardado à distância pela soldado junto do patrulha. Sozinha, porém, acabou por ser agredida e desarmada pelo assaltante, que fugiu no carro da GNR. A militar teve que receber tratamento hospitalar no Centro de Saúde de Mafra, o mesmo acontecendo com um outro militar, ferido ao perseguir os outros dois indivíduos.

Informações recolhidas pela própria GNR permitiram, mais tarde, apurar que os assaltantes, de etnia cigana, eram oriundos do Bairro da Torre, Camarate. Com o apoio da PSP foi possível, ao princípio da noite, encontrar o carro-patrulha, bem como resgatar a pistola. Os dois assaltantes presos deverão ser amanhãinterrogados no Tribunal

ASSIM É QUE O POLITICAMENTE CORRECTO GOSTA!A POLITICA DE DEIXÁ-LOS IR... SENÃO PRISÃO COM OS AGENTES DA LEI POR EXORBITAREM... COMO ACONTECEU AO SARGENTO COM O CIGANO DE MONTE MOR QUE COITADINHO NÃO PAROU AO LONGO DE 100 KM DE PERSEGUIÇÃO...
ELE É O POLÍCIA QUE É SOVADO NA ESQUADRA, ELE É ESTE CASO EM QUE A PISTOLA SÓ É UM IMPECILHO... ISTO PORQUE A SOLDADO SABE BEM O QUE OS SEUS CHEFES QUEREM ... QUE LEVE NO FOCINHO!

FALSOS DIPLOMAS

Falso professor deu aulas durante 30 anos



Hugo Teixeira, Portalegre

O processo instaurado pela Direcção Regional de Educação do Alentejo ao ex-presidente do conselho executivo da Escola Básica 2/3 Cristóvão Falcão, em Portalegre, por suspeitas de falsificação do certificado de habilitações, chegou ao fim, tendo sido aplicada a pena de demissão pelo Ministério da Educação.

O inquérito, que foi conduzido pela Inspecção-Geral de Educação, a António Maria Ramalho Raposo, de 53 anos e com quase três décadas de carreira, colocou logo no início da investigação o "falso docente" fora do estabelecimento de ensino, o que chocou de início os populares da pacata cidade.

A demissão de António Raposo, agora publicada em Diário da República, gerou na cidade alentejana várias reacções por parte dos populares, já que António Raposo é um homem bastante popular, tendo acumulado durante vários anos o ensino com a presidência da junta de uma das freguesias do concelho e a direcção do clube de futebol Desportivo Portalegrense.

O professor de Matemática, que entretanto foi substituído na presidência do conselho executivo daquele estabelecimento por Joaquim Correia, foi suspenso na sequência de uma denúncia escrita entregue na Inspecção de Educação e na Direcção Regional de Educação do Alentejo. Num dos seis pontos do documento elaborado pelo denunciante pode ler-se que António Raposo ludibria o sistema por "inexistência de habilitação para o efeito, constando do processo individual do docente o 'grau académico de licenciatura' em Economia e Finanças com a nota final de 13 valores, ministrado pelo Instituto Superior de Economia da Universidade Técnica de Lisboa, estabelecimento de ensino que nunca frequentou".

A missiva acusava ainda Raposo de desenvolver no estabelecimento de ensino "comportamentos desequilibrados" e que "a sua prepotência intimida e chantageia os colegas que o contrariam".

QUANTOS MAIS NÃO HAVERÁ POR AÍ?CURIOSAMENTE É NO ESTADO QUE DEVEM SER PROCURADOS...

UM BELO ENTERRO

Dos 168 inscritos na Marquesa de Alorna a maior parte é originária da Ásia ou África. Havia 33 indianos, 15 guineenses, 14 da Moldávia, 14 do Bangladesh, 12 do Paquistão, 11 cabo-verdianos e dez nepaleses

ESTA É UMA AMOSTRA DOS QUE APROVEITANDO A LEI QUE O POLITICAMENTE CORRECTO INVENTOU PARA ABANDALHAR DEFINITIVAMENTE A NAÇÃO PORTUGUESA.
O ARGUMENTO DOS PORTUGUESES QUE EMIGRAM PARA ESTAS EXÓTICAS PARAGENS É QUE É DE RIR...
OS MUÇULMANOS (DEPREENDE-SE QUE SÃO AMAIORIA NESTE GRUPO) OU OS TAIS DA 2ª GERAÇÃO VÃO DEPOIS AGRADECER-NOS CARINHOSAMENTE...
A NACIONALIDADE É BOA POIS QUE DÁ DIREITO A CASA SOCIAL , AOS RENDIMENTOS E SUBSÍDIOS , ISTO É VAI AGRAVAR AO DÉFICE A PAGAR PELOS QUE PAGAM IMPOSTOS.
AO QUE PARECE TEMOS UMA IMENSA FALTA DE MÃO DE OBRA COMO ESTA...

Saturday, April 14, 2007

O ABRUPTO ULTRAPASSADO

pos. nome total visitas média visitas total páginas média páginas
1 obvious (stats) 1319175 9524 3824796 34997
2 MEGAFONE (stats) 3923661 7040 7022446 11538
3 Do Portugal Profundo (stats) 473589 5641 734767 9683
4 Abrupto (stats) 3895653 4907 4760080 5869

E O CASO PINTO DE SOUSA CONTINUA...

9 DIAS DEPOIS E SE CALHAR COM SORTE...

Três dos alegados responsáveis de terem assassinado uma funcionária de uma bomba de gasolina, há uma semana, em Benavente, foram capturados na madrugada deste sábado.

A NOSSA RIQUEZA, A QUE NOS ANDA A RESOLVER A CRISE, AQUELA QUE É O AMOR DO COMISSÁRIO E NÃO SÓ,VAI CONTINUAR POR MUITO TEMPO A VIVER POR NOSSA CONTA...

TEMOS O JOÃO MIRANDA PARA VERGONHA DE MUITOS POLÍTICOS




A vida humana é quase inviolável



João Miranda
Investigador em biotecnologia
jmirandadn@gmail.com

A Constituição da República Portuguesa no seu artigo 24 diz expressamente que "a vida humana é inviolável". Trata-se de uma ideia sensata se pensarmos em questões como a pena de morte ou o infanticídio. No entanto, o artigo 24 poderá revelar-se um empecilho ao avanço da civilização no caso do aborto a pedido da mulher até às dez semanas. É que quando se diz que a vida humana é inviolável pretende-se com isso dizer precisamente que a vida humana é inviolável. Não se pretende dizer que é violável até às dez semanas.

Um feto com menos de dez semanas encontra-se inegavelmente vivo. Aliás, creio que o problema é precisamente esse. É por estar vivo que se coloca a hipótese de aborto por vontade da mulher até às dez semanas. E um feto é humano. Por incrível que possa parecer, tem um genoma idêntico ao de um ser humano adulto. É inegavelmente um Homo sapiens sapiens. Não adianta desconversar, alegando que um feto não tem as características necessárias para que possa ser considerado uma pessoa, porque a Constituição não protege apenas a vida das pessoas, protege a vida humana, mesmo as vidas humanas que não têm consciência ou não sentem dor.

Felizmente, o sr. Presidente da República teve a sensatez de não enviar a nova Lei do Aborto para o Tribunal Constitucional. Tal seria extremamente cruel para os juízes do Tribunal, os quais, para não colocar em causa a vontade popular expressa em referendo, teriam que se contorcer para mostrar que, apesar das aparências em contrário, o feto não está vivo nem é humano.

Mas se calhar não precisariam de chegar a tanto. Como se sabe, o constitucionalismo é bem mais do que uma ciência exacta. É duas ciências exactas, uma de esquerda e outra de direita. É possível encontrar pareceres, escritos por doutos constitucionalistas, irrepreensivelmente sustentados, a defender qualquer ideia, desde que vá de encontro às preferências políticas do seu autor.

Esta tarefa encontra-se facilitada, porque a nossa Constituição é a mais avançada do mundo. Nela está consagrado tudo e o seu contrário. Por isso não devemos subestimar as nuances da ciência constitucional. Um constitucionalista mais astuto pode sempre contornar a questão da vida humana do feto, alegando que a lei do aborto é a melhor forma de manter a vida humana inviolável. Contraditório? Só para mentes pouco sofisticadas. Um constitucionalista astuto argumentaria que, dado que vivemos num mundo imperfeito em que se praticam abortos todos os dias, a melhor forma de preservar a vida humana é através da institucionalização da eliminação do feto, de preferência se a prática não tiver custos para quem aborta, isto é, se for realizada em hospitais públicos e se for subsidiada pelo dinheiro dos contribuintes.

COMO O JOÃO MIRANDA EXISTEM EM PORTUGAL MUITOS CIDADÃOS LÚCIDOS MAS QUE ESTÃO ARREDADOS PELA MÁ MOEDA QUE ASSALTOU O PODER, MAS QUE OS ENVERGONHAM.PARABÉNS AO JM.

MINHOTOS GANHEM 3000 EUROS

http://www.elpais.com/articulo/sociedad/policia/busca/Galicia/lider/secta/sospechosa/1000/abusos/menores/elpepusoc/20070414elpepisoc_2/Tes

A MALTA POR CÁ COSTUMA ENFIAR MUITOS BARRETES NÃO É?

O PSD DOS VELHOS TEMPOS...

Já Luís Filipe Menezes, Duarte Lima e Dias Loureiro são contra a proposta de Marques Mendes de fazer uma investigação ao percurso académico de Sócrates. “O líder do PSD está a levar para o combate político questões pessoais e de carácter”, criticou Duarte Lima.


SÓ FALTOU IREM PEDIR A OPINIÃO DO VALENTIM ...
MARQUES MENDES TEM TENTADO PELO MENOS COM OS MAIS NOTÓRIOS E PÚBLICOS VIGARISTAS CRIAR DISTÂNCIA MAS PELOS VISTOS TEM AINDA MUITO QUE FAZER...

Friday, April 13, 2007

O SÓCRATES INTEGRARÁ A LISTA DE DISPONÍVEIS?

Via O Jansenista



«Depois da experiência universitária em Coimbra regressei à Covilhã como engenheiro e trabalhei entre 1982 e 1987 na Câmara Municipal." http://www.urbi.ubi.pt/010814/edicao/80entrev_socrates.html

Código Penal, Artigo 358º - Usurpação de funções
"Quem:
(...)


b) Exercer profissão ou praticar acto próprio de uma profissão para a qual a lei exige título ou preenchimento de certas condições, arrogando-se, expressa ou tacitamente, possuí-lo ou preenchê-las, quando o não possui ou as não preenche(...)
é punido com pena de prisão até 2 anos ou com pena de multa até 240 dias."»



Nota: Se o primeiro-ministro exerceu funções na dita Câmara Municipal da Covilhã como engenheiro (antes de o ser), então, está preenchido o tipo objectivo do artigo 358º do código penal, certo?



José Sócrates, ministro do Ambiente e Ordenamento do Território, ao Urbi
"Estou indissoluvelmente ligado à Covilhã"


Nasceu para a política no interior e é actualmente o ministro do Ambiente e Ordenamento do Território. As causas que tem abraçado fazem de José Sócrates um dos mais mediáticos políticos da actualidade. A ambição de desenvolver e requalificar as cidades levou-o a pensar o projecto Polis.



Por Cristina Marques e Nélia Sousa



"Sempre tive uma grande inclinação pelas coisas políticas e filosóficas, pelos teóricos da filosofia e pelos teóricos da sociedade".



U@O- Nasceu para a ribalta da política na Beira Interior. O seu percurso académico foi diferente do da sua geração?
José Sócrates - O meu percurso é o percurso típico da minha geração. Fiz o liceu na Covilhã até ao 7º ano, altura em que se deu a Revolução do 25 de Abril. Foi aqui que vivi este período importante, assim como os primeiros anos pós 25 de Abril.
Depois fiz um ano de Serviço Cívico, e posteriormente fui estudar para Coimbra, para a única área de engenharia que existia: a Engenharia Civil.
Ainda pensei ir estudar para a Faculdade de Engenharia do Porto, onde estive inscrito, mas a verdade é que a faculdade estava em greve e o meu pai achou que devia ir para a primeira escola superior que estivesse aberta e que ensinasse engenharia.
Foi então que me inscrevi no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, onde tirei o bacharelato. Só mais tarde concluí a licenciatura.
U@O - Depois da vida académica regressou à Covilhã. Como é que surgiu o gosto pela política?
J.S. - Depois da experiência universitária em Coimbra regressei à Covilhã como engenheiro e trabalhei entre 1982 e 1987 na Câmara Municipal.
A política e o gosto pela política surgiram fundamentalmente por duas razões. Em primeiro lugar sempre tive uma grande inclinação pelas coisas políticas e filosóficas, pelos teóricos da filosofia e pelos teóricos da sociedade. Por outro lado, também porque sou um produto da geração que despertou para a política com o 25 de Abril, e que se envolveu nos vários movimentos associativos: partidos, associativismo universitário. Sou uma consequência disso, desta aprendizagem que todos nós fizemos nos anos posteriores ao 25 de Abril.
Comecei por ser militante da Juventude Social Democrata (JSD), em 1974, e lá permaneci até Novembro de 1975. Só mais tarde entrei no Partido Socialista (PS).

U@O - O que o levou a trocar de partido?
J.S. - Eu não troquei, foi um incidente. Na altura eu era um verdadeiro social democrata, como aliás ainda sou hoje. E mantenho-me fiel a esses ideais do Socialismo Reformista. Por isso, em 74, inscrevi-me logo no primeiro partido com o nome de Social Democrata. Era um dogmático em relação à Social Democracia e achava que esta seria uma boa resposta para as sociedades. Inscrevi-me no PSD juntamente com o meu amigo Jorge Patrão, que é hoje presidente da Região de Turismo da Serra da Estrela e com o Luís Patrão, seu irmão.
Mas, em 1975, percebi que o PSD não era um Partido Social Democrata. O nome não correspondia aos ideais políticos de um partido liberal. Em 1975 tomei consciência disso e fiz um grande acto de dissidência, retirando-me do PSD. Saí no Congresso de Aveiro, altura em que saíram também outras figuras como Mota Pinto.
Na época em que frequentei o Ensino Superior não tinha qualquer filiação partidária, pertencendo apenas ao Movimento Associativo de Coimbra.
Quando regressei à Covilhã inscrevi-me no PS, com o qual já tinha ligações, fundamentalmente através do Jorge e do Luís Patrão.

U@O - Encontrou grandes dificuldades para se afirmar no litoral, já que é um "produto" do interior?
J.S. - Olhe, há ainda uma grande segregação que tem a ver com a origem e com a província. Não há mesma igualdade de oportunidades. Isto quer dizer que as pessoas do interior, para se afirmarem na corte lisboeta têm de ser muito mais talentosas que as pessoas de Lisboa. Muito mais mesmo. Sei que isto pode parecer imodéstia, mas é verdade.
Toda a gente que ocupa lugares de destaque sabe o que se passa até se chegar à afirmação política numa corte muito invejosa, muito ciumenta, muito pequena, também ela própria provinciana. Olha sempre para quem vem, perguntando se ele saberá pisar, se tem modos, se será inteligente e se estará à altura para participar.
Para quem vem do interior a afirmação política é sempre muito difícil, mas isso não acontece apenas na política. Isso vê-se também noutras profissões.

"Estou indissoluvelmente, para o bem e para o mal, ligado à Covilhã. Às vezes para o mal, mas a maior parte das vezes para o bem".


U@O - Apesar de viver em Lisboa, sente ainda uma grande ligação com a Covilhã?
J.S. - Muita ligação. Eu sou um político da Covilhã, um político da província.
Aqui nasci para a política, ou melhor, aqui fiz os meus estudos. Aqui formei o meu carácter e a minha identidade.
Estou indissoluvelmente, para o bem e para o mal, ligado à Covilhã. Às vezes para o mal, mas a maior parte das vezes para o bem.

U@O - E um possível regresso à Covilhã?
J.S. - Agora vivo em Lisboa porque os covilhanenses me elegeram , primeiro como deputado e agora como membro do Governo. Mas a Covilhã...
Sabe, quando me falam em voltar eu não encaro isso como um regresso, pois eu realmente nunca deixei de cá estar. Eu estou sempre aqui, não me sinto de fora.
Sinto-me a fazer um trabalho para o qual fui eleito, fundamentalmente pelos covilhanenses e todos os cidadãos do distrito de Castelo Branco.

U@O - Pensa retirar-se, brevemente, da vida política?
J.S. - Gostaria de me retirar quando algum dos projectos, pelos quais lutei tantas vezes ao longo destes anos, estivessem realizados.
Ficava muito satisfeito no dia em que estiver feita uma ligação de auto-estrada entre Covilhã e Lisboa. Isto agora está claro como a água, já que está previsto para 2003, mas vamos ver. As obras iniciaram-se e agora é só construir.
Ficava muito satisfeito quando estiver instalada a Faculdade de Medicina, e ainda com a instalação do gás natural, que tanto reclamámos na condição da indústria do interior ter acesso às fontes de energia mais baratas e mais limpas.
Ficava ainda satisfeito quando a linha da Beira Baixa estiver melhorada e renovada, assim com electrificada até Castelo Branco.
Isto agora são só mais dois anos, resta esperar que o desenvolvimento e a requalificação urbana da Covilhã e Castelo Branco sejam postas em prática através do Programa Polis.

U@O - A Covilhã não é um grande centro urbano. Aconselhava a UBI a algum dos seus filhos?
J.S. - Sim, porque não? Isto aqui já é um grande centro urbano. No entanto, temos que criar aquilo que faz hoje fundamentalmente a atracção dos centros do saber.
Fixar aqui livros, acho que é a grande aposta que a UBI deve ter. Não deve apostar apenas nos espaços, embora estes também sejam importantes. No meu ponto de vista deve apostar ainda em professores de renome. Muitas vezes a solução é pagar melhor para fixar aqui boas cabeças.









Programa Pólis na Covilhã

U@O - Como surgiu a ideia do Programa Polis?
J.S. - É uma ideia que já tinha na cabeça há muito tempo. Talvez há mais de quatro anos. A sua colocação em prática era apenas uma questão de oportunidade. Agora, como sou ministro do Ambiente e Ordenamento do Território, falei com o primeiro ministro e disse-lhe que era o momento certo para lançar uma política para as cidades.
U@O - Nesta primeira fase foram contempladas 18 cidades. Que motivos estão na origem desta escolha?
J.S. - Estas 18 cidades são o sistema nervoso do nosso sistema urbano. São estas cidades que podem servir de exemplo ao resto do País, daí a escolha ter recaído nelas. Para aqueles que criticam o critério que esteve na base de escolha destas cidades, eu diria que o ministério do Ambiente as escolheu em função daquilo que representam no sistema urbano nacional. Mas também escolheu as que já tinham projectos e uma grande vontade de avançar. Não se podem fazer projectos desta ambição, sem que já existam ideias na cidade, uma vontade e disponibilidade para as obras.

U@O- Como vê o projecto Polis, particularmente, na Covilhã?
J.S. - Vejo este projecto com muita satisfação. O projecto Polis vive muito obcecado com a execução, já que visa desenvolver uma política de cidades no nosso País.
O projecto aqui na Covilhã é muito interessante O facto de termos algumas obras em andamento dá-lhe muito impulso, permitindo-nos olhar para tudo com muita confiança.
Estou convencido que na Covilhã se encontra um dos projectos mais bonitos e ambiciosos, porque não só vai aumentar a área verde, mas também recuperar uma área significativa da parte histórica e natural da cidade. O grande objectivo é criar uma nova área urbana e devolver aquilo que é a história, a raiz e identidade dos covilhanenses. Tem duas ribeiras históricas que fizeram a memória da cidade, assim como a indústria e a serra que fazem parte das páginas mais bonitas da Covilhã.

U@O - Acha o projecto Polis na Covilhã mais ambicioso que os outros?
J.S. - Mais ambicioso não, mas sem dúvida um dos mais bonitos, porque não só recupera valores do património natural, como também valores do património histórico. Aquelas duas ribeiras, Carpinteira e Goldra, são as grandes ribeiras que falam da história da cidade, da serra e da criação da indústria de lanifícios.

U@O - Pensa vir a usufruir de todo este projecto? Em que circunstâncias?
J.S. - Sim, é muito simples. Na circunstância de ser covilhanense.
Uma das coisas que pretendemos fazer é que estes projectos não sejam só para as gerações futuras, mas para esta geração. Por isso queremos que estas grandes intervenções, que têm grande ambição, não sejam apenas projectos para ficar na gaveta, mas que se realizem mesmo.

U@O - Quanto à Universidade da Beira Interior (UBI), que vantagem pode trazer o programa Polis?
J.S. - Conheço razoavelmente bem a UBI e também ela vai mudar completamente com este projecto. Essa decisão, acompanhada de uma requalificação urbana, principalmente na área universitária, vem no momento certo. Chega numa altura em que o Estado tem um gesto de solidariedade com o interior e coloca aqui a Faculdade de Medicina.
A cidade precisa de uma atractividade que ainda não possui, este é o grande desafio. Acho que dentro de dois anos vamos ter uma Covilhã atenta aos desafios do futuro e com consciência que tem de enfrentar alguns desafios de modernidade. É isso que se deve construir: uma Covilhã à altura dos tempos.








Biografia

José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa nasceu em Vilar de Maçada, a 6 de Setembro de 1957. Filho do arquitecto covilhanense Fernando Pinto de Sousa, José Sócrates cedo revelou a sua tendência para a política.
Depois de frequentar o curso de Engenharia Civil, no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, regressou às origens como engenheiro, para ocupar um cargo na Câmara Municipal da Covilhã.
Entre 1983 e 1996 passou por vários cargos na região da Beira Interior: presidente da Federação do PS de Castelo Branco, deputado da Assembleia da República e membro da Assembleia Municipal da Covilhã. Em 1991 é eleito para o secretariado nacional do PS, onde se torna posteriormente porta voz do PS para as questões do Ambiente. Um cargo que assume até 1995, altura em que se torna secretário de Estado-adjunto da ministra do Ambiente e ministro-adjunto do primeiro ministro.
Actualmente, José Sócrates tutela a pasta do Ambiente e Ordenamento do Território.
É casado e tem dois filhos.










Publicada por JÚLIO SILVA CUNHA em Quinta-feira, Abril 12, 2007 2 comentários

Etiquetas: Que país é esse?

AS NOSSAS TAXAS NEGATIVAS DE SIDA MELHORAVAM...

Governo australiano quer proibir entrada de imigrantes com sida
13.04.2007 - 15h36 PUBLICO.PT



A Austrália, um dos países com leis de imigração mais restritivas em todo o mundo, poderá vir a recusar asilo ou visto de imigração a portadores de HIV. A proposta é do primeiro-ministro John Howard, preocupado com o crescimento alarmante das taxas de infecção no país.

PNR



NUNCA PERCEBI QUE DEMOCRACIA É ESTA EM QUE UM CADA VEZ MAIS LARGO SECTOR DA SOCIEDADE TEM QUE ANDAR NA CLANDESTINIDADE PARA OPINAR ACERCA DOS DESTINOS DE PORTUGAL E DA SUA GOVERNAÇÃO.DESDE O FIM DA ANTERIOR DITADURA.
UMA AMOSTRA DESTA DEMOCRACIA FOI O ESTADO EM QUE EM 24 HORAS DEIXARAM O ANTERIOR CARTAZ DESTE PARTIDO POLÍTICO, LEGAL, MAS POUCO, POIS QUE OS SEUS DIREITOS POR ONDE ANDAM?
DEMOCRACIA É PARA TODOS , TODOS PODEM OPINAR SOBRE TUDO.
CURIOSAMENTE QUEM MAIS SE OBSTINA NESTA CENSURA SÃO OS DESCENDENTES DE TERRORISTAS QUE MATARAM MUITA GENTE EM PORTUGAL E NA DEMOCRACIA E QUE AGORA ANDAM DE PORCHE - A CHAMADA ESQUERDA CAVIAR, COM RAMIFICAÇÕES FAMILIARES NOUTROS PARTIDOS COMO ALIÁS É NORMAL EM PORTUGAL POIS QUE EM CHICO ESPERTICE NINGUÉM BATE OS DEMOCRATAS NACIONAIS.SEMPRE , MAS SEMPRE NA MESA DO ORÇAMENTO DO ESTADO...
O PNR DIZEM-ME TÊM UMA GUARDA DE HONRA AO CARTAZ...

A SIC ESSA GRANDE EDUCADORA DO POVO

O PIVOT GAY UM TAL NUNO TEVE DIREITO A FÉRIAS PAGAS PELO SEU CASAMENTO NO CANADÁ...NÃO MOSTRARAM O OUTRO HOMEM MAS DEVE SER "JEITOSO".
EU BEM ME PARECIA QUE A SIC ERA A CAMPEÃ DA "TOLERÂNCIA" E NÃO É QUE ALI HAVIA GATO ESCONDIDO COM RABO DE FORA?À ESPERA DE SER COMIDINHO?

QUE SERIA DE NÓS SEM ELES...

2007-04-13 - 00:00:00

Ourives esfaqueado
Assalto em Aveiro

O proprietário de uma ourivesaria foi violentamente esfaqueado, em várias partes do corpo, ontem, cerca das 17h30, em São Bernardo, Aveiro, por um assaltante que actuou sozinho, de cara descoberta e a pé.
O indivíduo, de nacionalidade estrangeira e aparentando cerca de 30 anos, viria a ser detido pela PSP, depois de vários populares o terem reconhecido, no meio da multidão que entretanto se formou à volta do ourives, quando este estava a ser assistido pelos bombeiros.

MUDARAM AS MOSCAS

Quinta-feira, 12 de Abril de 2007
A minha alma está parva!...

Como ando com as leituras atrasadas, só agora li no último Expresso que, de acordo com informações prestadas pelo próprio Ministério das Finanças, as “receitas extraordinárias” de 2006 ascenderam a mais de 2.121 milhões de euros, a saber: antecipação de impostos sobre o tabaco(300 milhões), vendas de património(439 milhões), dividendos extraordinários e antecipados(REN-60 milhões), dividendos extraordinários (GALP-124 milhões), recuperações de créditos líquidas de adicionais da operação de titularização(1.198 milhões).
Estas receitas extraordinárias equivalem a 1,4% do PIB!...
Não fossem essas receitas extraordinárias, que Sócrates e os Socialistas tanto criticaram a Manuela Ferreira Leite, e o défice de 2006 seria 8.176 milhões de euros, correspondentes não a 3,9%, mas a 5,3% do PIB.
Este valor é superior ao valor apurado para 2004, era Bagão Félix Ministro das Finanças, que foi de 5,2% (2,9% com receitas extraordinárias)!...
Perante este quadro, e por muito que custe à propaganda e comentadores oficiais, conclui-se que não melhorámos nada em relação a 2004, o que até a mim me espantou, e que o progresso no défice não se deveu à contenção da despesa.
A segunda conclusão, já a sabia; quanto à primeira, a minha alma ficou parva!...

ROUBADO NO BLOG 4 REPUBLICA/Pinho Cardão